quinta-feira, 28 de janeiro de 2021

Fábio Faria achou engraçado Bolsonaro mandar a Imprensa “pra puta que pariu”

 


O Ministro das Comunicações Fábio Faria – quem tem a missão de fazer o “meio de campo” entre o Governo de Bolsonaro e a Imprensa – achou engraçado que ele tivesse mandado a mídia “pra puta que pariu” e que o Leite Condensado era para “meter no rabo da Imprensa”.

Fábio não de uma palavra a respeito do assunto. 

Certamente, concorda com o Patrão. O genro de Sílvio Santos prestigiou o evento.

Robson Pires




Gasto de milhões em leite condensado vale 7,8 mil cilindros de oxigênio

 


Os R$ 15,6 milhões gastos com leite condensado pelo Palácio do Planalto em 2020 protagonizaram o noticiário tanto quanto a crise sanitária no Amazonas, que apresentou aceleração de 157% na média de mortes por covid-19 nos últimos sete dias. 

O caos sanitário continua no estado em meio à falta de oxigênio, a transferência de pacientes para outros estados e a reabertura de um hospital de campanha.

A lista de compras do governo atraiu a atenção pelos milhões direcionados à compra de leite condensado, iguaria consumida pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O valor despendido equivale a cerca de 7,8 mil cilindros de oxigênio de 50 litros (padrão industrial), avaliados entre R$ 1,8 mil e R$ 2 mil a unidade.

Roberto Flávio



Segundo aumento do diesel no ano impulsiona greve dos caminhoneiros

 


segundo aumento do ano no preço dos combustíveis, anunciado na terça (26/1) pela Petrobras, está movimentando grupos de caminhoneiros no WhatsApp e fomentando a adesão a uma grave que já estava marcada para o dia 1° de fevereiro, mas que divide a categoria. Lideranças dos transportadores dizem que vinham dialogando com o governo para frear novos aumentos nos custos e se sentiram traídos pelo anúncio de reajuste de 4,4% no diesel nas refinarias, que equivale em média a um aumento de R$ 0,09 por litro nas refinarias – nas bombas, a alta pode ser maior.

O reajuste no diesel num momento em que os caminhoneiros acreditavam ter um compromisso do governo é uma “ferramenta para agitar a greve”, segundo o assessor executivo da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA), Marlon Maues. A entidade vem desencorajando a greve e insistindo no diálogo com o Ministério da Infraestrutura, mas Maues conta que a insatisfação dos profissionais está muito alta.

“Já recebemos a sinalização de que o governo está tentando anular o impacto na bomba reduzindo PIS e Cofins, que são impostos federais, mas não é suficiente, precisa que os estados baixem o ICMS também”, reivindica o assessor executivo da CNTA. “Então, a gente prefere mobilizar os interessados nesse ato de segunda-feira para a redução no ICMS.”

Os caminhoneiros também protestam contra o reajuste na tabela do frete anunciada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) no último dia 19 de janeiro, com um aumento médio que varia de 2,34% a 2,51%, considerado insuficiente pela categoria para cobrir os custos. Sobretudo com mais um aumento no diesel.

Roberto Flávio



terça-feira, 26 de janeiro de 2021

ELEIÇÕES 2022: "Fábio Faria deverá ser o senador de Bolsonaro"


Nos corredores do planalto já é dada como certa, a candidatura do genro de Sílvio Santos ao Senado Federal nas eleições de 2022.

Fábio Faria, filho do ex-governador Robinson Faria, vai contar com o apoio irrestrito do presidente da república de quem é ministro.

Bolsonaro garantiu ao filho de Robinson, todos os apoios necessários para garantir a sua eleição.






RN: "Novos lotes da vacina contra Covid-19 começam a ser distribuídos pelo estado"


Os novos lotes das vacinas contra a Covid-19 que chegaram ao Aeroporto de Natal entre domingo (24) e esta segunda-feira (25) começaram a ser distribuídos para todas as regiões do estado nesta tarde. As vacinas são direcionadas às Unidades Regionais de Saúde Pública e em seguida distribuídas aos municípios.

Ao todo, foram encaminhadas nesta segunda-feira 8.883 doses da CoronaVac e 24.550 doses da vacina de Oxford em parceria com a AstraZeneca, segundo a diretoria da Unidade Central de Agentes Terapêutico (Unicat). O Estado fica com uma reserva técnica do total recebido.

Com o envio e a aplicação dessas novas doses, 118 dos 167 municípios do estado ficarão com 100% dos profissionais de saúde vacinados, de acordo com o diretor técnico da Unicat, Thiago Vieira. Os demais ficarão entre 70% e 80%.

Blog do Seridó



Bolsonaro nega volta do auxílio emergencial: "Não é aposentadoria"


Sob pressão política para renovar o Coronavoucher, que acabou no fim de dezembro, Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda (25) que o benefício é emergencial, e não “duradouro” ou “vitalício” como uma aposentadoria.

O presidente fez os comentários em conversa com apoiadores na chegada ao Palácio da Alvorada, no fim da tarde.

Questionado por um simpatizante sobre ser a favor de um novo auxílio emergencial, Bolsonaro inicialmente desconversou: Não, eu não vou… converso isso com o Paulo Guedes, contigo não”.

Mas depois acrescentou: “A palavra é emergencial. O que é emergencial? Não é duradouro, não é vitalício, não é aposentadoria. Lamento muita gente passando necessidade, mas a nossa capacidade de endividamento está no limite”.

Roberto Flávio



segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

SANTANA DO SERIDÓ: "Por unanimidade Hudson e Tatiana ganham processo das reformas das casas"



O Blog recebeu a informação de que o prefeito eleito de Santana do Seridó e sua vice prefeita Tatiana Fátima, venceram o processo que tramitava contra eles no TRE-RN.

De acordo com informações, o placar favorável a chapa vencedora das eleições de novembro foi de 7 a 0.

O gestor comentou a decisão e disse que a cidade terá mais quatro anos de muito trabalho.

"Agradeço a todos que torceram e rezaram por nós, teremos mais quatro anos de muito trabalho pelo nosso povo."  Comemorou o prefeito




PARELHAS: "Acidente com vítima fatal foi registrado na noite deste domingo"

 


A Polícia Militar de Parelhas registrou na noite deste domingo (24/1), um acidente de trânsito com vítima fatal.

A ocorrência foi registrada na RN 086 que liga Parelhas a Comunidade Rajada, nas proximidades do acesso a Comunidade Cachoeira.

A vítima foi identificada como Josenildo Rodrigues da Silva, de 28 anos, natural de Parelhas. O mesmo conduzia uma motocicleta quando veio a perder o controle da mesma vindo de encontro ao solo.

A PM quando chegou ao local a moto que a vítima conduzia havia sido retirada do local da ocorrência.

A vítima residia na comunidade Boa Vista dos Lucianos em Parelhas.

O ITEP, junto com a Polícia Civil e Guarnição de Trânsito foram comunicados sobre o acidente.

A Polícia Civil irá investigar o caso.


FONTE: Blog do Marco Silva



Impeachment? Vale a pena? Quem ganha com isso?

 


Elimar Pinheiro do Nascimento*

Vozes de dentro e de fora do Congresso, e mesmo de fora do país, falam da premência do impeachment do presidente Jair Bolsonaro. Parte da oposição prega-o publicamente. E, na Câmara dos Deputados, fala-se que alguns de seus membros condicionam o apoio a Baleia Rossi à sequência de algum pedido de impeachment. Processo similar nos Estados Unidos estimula tal iniciativa.

Os argumentos são de toda natureza. Não se pode deixar passar em silêncio alguém que despreza a vida humana, submete a imagem do país no exterior ao escárnio, devasta a Amazônia, desconsidera a educação e ameaça às instituições democráticas, dizem alguns opositores. É um imperativo moral solicitar e levar um pedido de impeachment a julgamento da Câmara dos Deputados. Sem discutir este aspecto, cabe a pergunta: quem ganha com esse procedimento?

Os dois processos de impeachment que o país conheceu ocorreram porque algumas condições, comuns, foram preenchidas. E, pelo menos, por enquanto, estas não existem. Senão, vejamos.

Tanto no caso de Dilma, quanto no de Collor o impeachment foi possível porque eles perderam:

a) o embate das ruas;

b) o apoio da opinião pública (tinham menos de 10% de aprovação);

c) o da grande mídia;

d) e, dos empresários.

Com esses resultados, vieram a perder sustentação parlamentar. Esta perda, que vem no final, decorre das anteriores.

O que ocorre hoje? Com a pandemia as ruas não existem, poucas pessoas arriscam-se a se mobilizar. Passarão alguns meses antes que esta mobilização seja possível. E não se sabe o resultado, pois as forças bolsonaristas também sairão às ruas. Afinal, a opinião pública está divida. Perto da metade do país (ainda) apoia o presidente. Por sua vez, a maioria dos empresários não têm se manifestado contra o chefe do Executivo.

No caso da mídia, ela tem outra configuração atualmente. O presidente criou uma rede paralela de comunicação, frequentada pelos seus adeptos mais fervorosos. A mídia de rádio e TV, a mais prestigiada do país, foi em parte cooptada pelo governo federal. Pessoalmente atacou (e ataca) veementemente a principal emissora, já desgastada pelos ataques petistas. Com isso, criou uma barreira de proteção que os dois presidentes anteriores não tiveram.

A aproximação com a “velha política”, veementemente rejeitada durante a campanha de 2018 deu ao presidente um escopo parlamentar que ele não tinha. E, com as benesses do poder e o apoio da opinião pública, periga não perder.

A persistir as condições aqui registradas, o impeachment é impossível. Mas a pergunta persiste: vale a pena mostrar a opinião pública que uma parte do Congresso, talvez a maioria, talvez não, repudia o presidente e tudo o que ele representa?

A questão moral não deixa de ser relevante, mas o que decide em política é o pragmatismo. De um ato dessa envergadura – processo de impeachment – quem sairá ganhando? Aparentemente, a oposição, com o provável desgaste presidencial.

Mas o presidente assumirá outra vez o papel de vítima, perseguido pelas “forças do mal”, pelos “comunistas disfarçados”, que lhe impedem de governar. E este papel foi um dos fatores que lhe deram a vitória de 2018. E, dessa forma, ele terá um culpado pela inoperância de seu governo. A derrota do impeachment pode ser o tapete de outra vitória, em 2022. Ela poderá consolidar o argumento do desmantelo do país e estarão tipificados seus responsáveis. Vale a pena arriscar?

*Elimar Pinheiro do Nascimento é sociólogo político e socioambiental. Professor permanente do Programa de Pós-graduação de Desenvolvimento Sustentável, Universidade de Brasília e do Programa de Pós-graduação Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia da Universidade Federal do Amazonas.

Congresso em Foco



Kim diz ver motivos mais graves para impeachment de Bolsonaro que de Dilma


Um dos fundadores do Movimento Brasil Livre (MBL) e um dos responsáveis por articular manifestações pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), o deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) diz ver motivos mais graves para a deposição de Jair Bolsonaro que aqueles que levaram à queda de Dilma, em 2016.

Segundo o deputado, a atual situação é mais grave porque é uma coisa que envolve diretamente a vida de dezenas de milhares de brasileiros, enquanto o que embasou o impeachment de Dilma foram foram questões ligadas a pedaladas fiscais, à compra da refinaria de Pasadena e o esquema de corrupção na Petrobras. 

"Não é nem uma incompetência, é voltar a gestão como se estivesse auxiliando a pandemia, não seu combate”, diz o deputado sobre a ação do governo Bolsonaro. 

O deputado diz ainda que, caso ocorra, o processo de impeachment de Bolsonaro deve ser similar ao de Fernando Collor, que caiu por pressão de diferentes correntes ideológicas e com pouco apoio no parlamento e na imprensa. 

Kim avalia que Bolsonaro hoje tem menos apoio no parlamento do que Dilma tinha quando caiu em 2016. “Vejo aqui no máximo 50 nomes com o bolsonaro, Dilma tinha lá seus 160, 170”, diz.

Congresso em Foco



Após novo aumento, preço da gasolina passa dos R$ 5 reais em alguns postos


Com novo aumento de 7,6% anunciado no início da semana pela Petrobras, o preço da gasolina comum passou dos R$ 5 e chegou a R$ 5,19 nas bombas de postos de combustíveis de Natal, na manhã desta sexta-feira (22). Estabelecimentos da Zona Sul da capital vendem a gasolina aditivada por R$ 5,25 e, em alguns casos, o litro passava dos R$ 5,40.

O primeiro aumento de 2021 foi anunciado na última segunda-feira (18) pela Petrobras. A empresa afirmou que os preços do produto que sai da refinaria têm como referência a chamada paridade de importação, impactada por fatores como os valores do petróleo e o câmbio. O aumento elevou o preço médio da gasolina nas refinarias em R$ 0,15, para R$ 1,98 por litro.



Ministro Pazuello acusa Fabio Faria de ser responsável por crise na saúde


O ministro da saúde Eduardo Pazuello tem atribuído a responsabilidade pela crise no Ministério da Saúde à área de comunicação do governo.

Seus colegas Fábio Faria e Fabio Wajngarten seriam os principais culpados pela má comunicação do governo das providências tomadas por sua pasta.

De acordo com o jornalista Lauro Jardim, de O Globo, o  General que ocupa o Ministério da Saúde foi aconselhado a evitar entrevistas.

Foto reproduzida da Internet

Blog do Barbosa



PANDEMIA: "Pacientes se casam no hospital horas antes de noivo ser intubado"


 Um casal internado no Hospital Universitário Milton Keynes, na Inglaterra, para tratar a Covid-19, casou às pressas no último dia 12 de janeiro, antes que o noivo fosse encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde seria colocado em coma induzido. Elizabeth Kerr, 31 anos, e Simon O’Brien, 36, planejavam uma cerimônia de casamento para junho de 2020 mas, como aconteceu com muitos casais, tiveram que adiar os planos por causa da pandemia.

Em 9 de janeiro, os dois foram internados juntos no hospital com baixa saturação de oxigênio no sangue. O’Brien não evoluiu bem e os médicos avisaram que ele precisaria ficar em leito de UTI e ser intubado para tratar a infecção. Sem a certeza de que Simon retornaria do coma induzido, a enfermeira Hannah Cannon, da equipe do hospital, perguntou se eles desejavam casar ali mesmo porque aquela poderia ser a única oportunidade. “Essas são palavras que nunca mais quero ouvir”, disse Elizabeth à agência Reuters, que noticiou o caso.

A equipe médica adiou a intubação em algumas horas, enquanto corria para conseguir uma licença de casamento para realizar a cerimônia. A enfermeira Hannah foi a testemunha e responsável por filmar e fotografar o momento para a família e os amigos dos noivos. Logo depois do aguardado “sim”, O’Brien foi sedado e colocado em ventilação mecânica.

Felizmente o quadro dele evoluiu bem e, ao sair do coma, os recém-casados puderam dar o primeiro beijo como marido e mulher. Eles se recuperam no hospital e ainda precisam do auxílio de oxigênio para respirar.

“Tivemos que esperar alguns dias pelo nosso primeiro beijo”, disse a noiva. “Se não tivéssemos um ao outro e não tivéssemos a oportunidade de nos casar, não tenho certeza de que nós dois estaríamos aqui agora”, completou Kerr, agarrada ao braço do marido.

METRÓPOLES

Via Blog do BG



Bandeira brasileira que virou símbolo bolsonarista é usada na carreata do fora bolsonaro

 


Quem diria…

Brasileiro levantando a bandeira do Brasil, que virou símbolo do bolsonarismo, para pedir o impeachment do presidente Bolsonaro?

É isso mesmo?

Foi o que aconteceu neste domingo em São Paulo, sob o comando do MBL, o Movimento Brasil Livre, que diz defender o liberalismo econômico e o republicanismo, e que defendeu ferozmente a eleição de Bolsonaro.

O jornalista natalense Nélio Júnior, que mora em São Paulo e tem o canal na internet @napaulista transmitiu ao vivo a passagem dos ex-bolsonaristas pela Avenida Paulista.

Thaisa Galvão



Vacinas de Oxford contra a Covid-19 já estão no RN

 


Chegaram ao Rio Grande do Norte as 31,5 mil doses da vacina de Oxford/AstraZeneca contra a covid-19 enviadas pelo Ministério da Saúde. A aterrissagem ocorreu por volta das 16h deste domingo (24).

A distribuição das doses do imunizante será feita do mesmo modo que ocorreu o envio das vacinas do Instituto Butantan, segundo a governadora Fátima Bezerra.

Todas as 31.500 doses serão utilizadas integralmente logo no primeiro momento, sem a reserva para a aplicação da segunda dose. Ao contrário da vacina do Butantan, a de Oxford tem um intervalo de 12 semanas entre as aplicações da primeira e segunda doses.

Somadas às 82.400 doses já recebidas da Coronavac, o RN agora totaliza 113.900 doses de imunizantes contra a Covid-19.

Roberto Flávio



quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

Frete rodoviário aumenta até 2,51% e caminhoneiros ameaçam greve

 



A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (19) uma nova tabela com preços mínimos de frete rodoviário. De acordo com a agência reguladora, as alterações vão resultar em um aumento médio que varia de 2,34% a 2,51%, conforme o tipo de carga e operação. O reajuste considera o IPCA, inflação oficial do País, e a atualização do preço do diesel.

Os novos valores foram aprovados pela diretoria da agência reguladora nesta segunda-feira (18). Os impactos médios oscilam de aumentos de 2,34%, para operações de alto desempenho com contratação somente de veículos automotor de cargas, a 2,51% para operações de carga lotação.

Blog do Seridó




segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

Morre Olavo Ataíde ex-presidente estadual do PT, e atual assessor parlamentar de Francisco do PT

 


Faleceu agora a pouco, o ex-presidente estadual do Partido dos Trabalhadores, Olavo Ataíde.

Olavo lutava contra um câncer no estômago e na manhã de hoje, sofreu uma parada cardíacas não resistindo e chegando a óbito.

Militante histórico do partido, Olavo foi presidente do partido, assessor da então deputada federal e senadora, hoje governadora Fátima Bezerra.

Atualmente Olavo era assessor parlamentar do deputado estadual Francisco do PT.

O Blog lamenta profundamente a morte de Olavo Ataíde, que Deus conforte o coração dos familiares, amigos e companheiros de partido.




LOUVADO SEJA DEUS: "A vacinação começou no Brasil"

 


Enfermeira do hospital Emílio Ribas, Mônica Calazans, de 54 anos, foi primeira pessoa vacinada contra a Covid-19 no Brasil.

A vacinação simbólica ocorreu no Hospital das Clínicas, em São Paulo (SP), logo depois que a Anvisa aprovou o uso emergencial da Coronavac.



Ato pró-vacina tem boneco de Bolsonaro sujo de sangue em frente à Anvisa

 


Um ato pró-vacina foi organizado pela Frente Povo Sem Medo em frente à Anvisa na manhã deste domingo (17.jan.2021). A agência realiza sessão em que analisa a liberação emergencial das vacinas CoronaVac e Astrazeneca.

Organizado com apoio do Psol e do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), grupo liderado por Guilherme Boulos (Psol), ex-candidato a prefeito de São Paulo, a manifestação conta com aproximadamente 50 participantes. O número reduzido, segundo os organizadores, se dá para evitar aglomerações.

O ato contou com um boneco do presidente Jair Bolsonaro sujo de sangue, como forma de associa-lo às mortes por coronavírus. As imagens foram rapidamente repercutidas por Boulos em suas redes sociais.

“Hoje tem manifestação do Povo Sem Medo em frente à Anvisa pela liberação imediata da vacina e contra a politização anticiência de Bolsonaro no órgão. Vacina já! Fora Bolsonaro!”

Blog do João Marcolino



RN receberá 82.440 doses da Coronavac; confira as doses por estado

 



O Ministério da Saúde inicia nesta segunda-feira (18) o processo de distribuição das quase 6 milhões de doses da CoronaVac, vacina do Instituto Butantan feita em parceria com o laboratório chinês Sinovac, para todos os estados e o Distrito Federal. As caixas já estão no Departamento de Logística da Saúde (DLOG), em São Paulo, segundo nota divulgada pela pasta.

A distribuição das vacinas será feita com aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) e caminhões com áreas de carga refrigeradas. As companhias aéreas Azul, Gol, Latam e Voepass também farão o transporte gratuito das caixas de vacinas para todos os estados que necessitem de transporte aéreo.

Depois que o Governo Federal entregar as vacinas aos estados, os governos estaduais irão se encarregar de levar as vacinas até os municípios em parceria com o Ministério da Defesa. Os primeiros voos sairão de São Paulo, primeiramente para o Distrito Federal e para as capitais de 10 estados: Acre, Amapá, Amazonas, Ceará, Goiás, Mato Grosso do Sul, Piauí, Rondônia, Roraima e Santa Catarina.

Coronavac para cada estado:

Região Norte

Rondônia – 33.040

Acre – 13.840

Amazonas – 69.880

Roraima – 10.360

Pará – 124.560

Amapá – 15.000

Tocantins – 29.840

Total de doses – 296.520

 

Região Nordeste

Maranhão – 123.040

Piauí – 61.160

Ceará – 186.720

Rio Grande do Norte – 82.440

Paraíba – 92.960

Pernambuco – 215.280

Alagoas – 71.080

Sergipe – 48.360

Bahia – 319.520

Total de doses – 1.200.560

 

Região Sudeste

Minas Gerais – 561.120

Espírito Santo – 95.440

Rio de Janeiro – 487.520

São Paulo – 1.349.200

Total de doses – 2.493.280

 

Região Sul

Paraná – 242.880

Santa Catarina – 126.560

Rio Grande do Sul – 311.680

Total de doses – 681.120

 

Região Centro-Oeste

Mato Grosso do Sul – 61.760

Mato Grosso – 65.760

Goiás – 182.400

Distrito Federal – 105.960

Total de doses – 415.880

sexta-feira, 15 de janeiro de 2021

FRAUDE ELEITORAL: "As provas do estelionato bolsonarista"


 Crusoé fez um levantamento a partir de discursos públicos de Jair Bolsonaro no Congresso e de posts publicados por ele em redes sociais antes de tomar posse.

A comparação entre o que foi dito no passado e as ações no jogo da sucessão do Legislativo dá a medida do quanto ele enganou os eleitores. Antes de chegar ao Executivo, o capitão reformado defendeu a Lava Jato, condenou as indicações políticas e a interferência do governo no Legislativo, criticou “os crimes hediondos” praticados na Petrobras, defendeu a prisão de parlamentares do Progressistas acusados de corrupção e comemorou delações premiadas como a do doleiro Alberto Youssef, que à época delatou o próprio Arthur Lira (…).

A associação entre o presidente eleito com o discurso de combate à corrupção e o parlamentar réu por desviar dinheiro dos cofres públicos ganhou ares de normalidade, mas as incongruências gritam e a conta da fraude eleitoral pode chegar em 2022.

O Antagonista



A VIDA É MESMO UMA RODA GIGANTE: "Sem oxigênio Amazonas poderá ser socorrido pela Venezuela"

 


Principal fornecedora de oxigênio do governo do estado do Amazonas, a White Martins informou ter identificado a disponibilidade do produto em suas operações na Venezuela e que “neste momento está atuando para viabilizar a importação do produto para a região”. 

Sem oxigênio nos hospitais, Manaus vive uma crise sem precedentes por causa da pandemia de Covid-19, com internações batendo recordes e pacientes sendo enviados para outros estados.

À noite, o chanceler da Venezuela, Jorge Arreaza, disse no Twitter que colocou imediatamente oxigênio à disposição do Amazonas. Arreaza informou ter conversado com o governador Wilson Lima a pedido do presidente Nicolás Maduro. Lima respondeu, também na rede social: “O povo do Amazonas agradece”.