.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

SANTANA DO SERIDÓ: "Tatiana Fátima é a companheira de chapa de Hudson Pereira"

Como o Blog noticiou ontem em primeiríssima mão, o grupo de oposição de Santana do Seridó, definiu em reunião o nome da companheira de chapa do ex-prefeito Hudson Pereira de Brito.
A Vereadora Tatiana Fátima, esposa do ex vereador Boanergius Batista, foi escolhida como pré-candidata a vice prefeita.
A homologação da chapa será no próximo dia 24 de julho, data marcada para convenção do PSD santanense.
Portanto, prego batido e ponta virada, HUDSON E TATIANA, poderão ser prefeito e vice respectivamente.

CONFIRA OS ESPECIALISTAS DA SEMANA(18 Á 23 DE JULHO) NO CENTRO INTEGRADO ECON


PARELHAS: "Fátima Bezerra presente no encontro municipal do PT"

A Senadora Fátima Bezerra esteve prestigiando no último sábado(16), o encontro municipal do Partido dos Trabalhadores, onde foram lançadas as pré-candidaturas do partido para disputa no dia 02 de outubro.
Além da indicação da pre-candidatura a vice da professora Nazilda Tavares na chapa encabeçada por Alexandre Petronilo, o PT confirmou as pré-candidaturas do vereador Messias Medeiros, pré-candidato a reeleição, do Presidente da Câmara Frank Kleber, também pré-candidato a reeleição e da Agente de Saúde Cremilda Vieira, que também colocou o nome como pré candidata a vereadora pelo Partido dos Trabalhadores.

CARNAÚBA DOS DANTAS: "Fátima Bezerra sobre Nana: "Mulher aguerrida e preparada"

Nana Medeiros, atual vice-prefeita em Carnaúba dos Dantas será candidata a prefeita em Carnaúba do Dantas.  Nana é filha do ex-prefeito Paulo Medeiros que administrou Carnaúba por 03 vezes. em seu curriculum tem dois mandatos de vereadora e atualmente exerce o cargo de vice-prefeita.
Nana é atual presidente do PSD.
A Senadora Fátima Bezerra, (PT) que esteve prestigiando o pré-lançamento da candidatura de Fabiano e em Carnaúba dos Dantas confirmou o seu apoio à pré-candidatura de Nana Medeiros.
“Mulher aguerrida e preparada. Já foi vereadora por dois mandatos e, agora vice-prefeita, teve ainda mais oportunidade de mostrar sua seriedade e empenho no trabalho por sua cidade”, disse Fátima.

Foto: Juquinha

FÁTIMA BEZERRA: "Estarei novamente nas suas de Parelhas pedindo votos, para eleger essa coligação que tão bem faz a cidade"

Ainda do encontro municipal do PT,  Fátima Bezerra destacou a importância da eleição de Alexandre Petronilo e Nazilda Tavares, para que o crescimento e desenvolvimento de Parelhas não seja interrompido.
Na sua fala a Senadora falou das conquista alcançadas pelo grupo e enfatizou que virá á cidade quantas vezes for preciso para ajudar com a continuação do projeto.
"Eu quero dizer Alexandre, que você não tenha nenhuma dúvida, a Senadora Fátima estará nas ruas de Parelhas pedindo ao povo parelhense que mais uma vez acredite nesse projeto, projeto esse que terão á frente as pré-candidaturas de Alexandre e Nazilda. Contem comigo, durante e após as eleições!" Finalizou Fátima.

BRASIL: "E as panelas silenciaram. Por que?"

As panelas silenciaram. A temperatura das ruas baixou. Tudo parece ter voltado à velha normalidade. Mas, alto lá, não era contra a corrupção? Não haveria resistência contra aquilo que foi chamado de golpe? Onde estão “coxinhas” e “mortadelas”? Para onde foi todo mundo?
No dia 13 março deste ano, a imprensa trombeteava “a maior manifestação da história do País”. Segundo estimativa da Polícia Militar, mais de 3 milhões de brasileiros foram às ruas para pedir a saída de Dilma Rousseff da Presidência da República. Dias depois, apoiadores de Dilma também tomaram as ruas e arregimentaram milhares de manifestantes Brasil afora, conforme a PM e organizadores.
Atos de abrangência nacional ocorreram até que o afastamento provisório de Dilma fosse votado, em 12 maio. Depois disso, um protesto contra o governo interino contou com atos em quase todas as capitais e levou muita gente à Avenida Paulista, mas a PM não divulgou o público presente. Desde então, só manifestações pontuais, aqui e acolá, nada muito retumbante. A promessa de incendiar o País acabou por não se concretizar. E, ao menos por enquanto, a luta contra a corrupção também se acanhou.
A jornalista Carla Louise, que esteve em diversas manifestações a favor do impeachment, confessa que o seu afã já não mais é o mesmo. “Eu sou uma que diminuí o ativismo depois que a Dilma foi afastada. Mesmo não confiando no Michel Temer, acho que ele tem feito algo pela economia. É ‘marotagem’ dizer que a corrupção acaba com a saída dela (Dilma), mas também é cedo demais para sair às ruas e derrubar ele (Temer).”

STF: "Por que o tribunal julga o que quer quando quer?

Gil Alessi, El País
O Supremo Tribunal Federal (STF) entrou nos holofotes durante o julgamento do escândalo do mensalão em 2012 e desde então nunca mais saiu. As sessões transmitidas ao vivo fizeram com que as atenções dos brasileiros se voltassem à Corte. Se por um lado o evento passa uma imagem de transparência nos procedimentos, especialistas matizam a percepção e veem espaço para que o STF amplie suas práticas democráticas. A última polêmica envolvendo o tribunal aconteceu no início do mês. O decano Celso de Mello decidiu contrariar sozinho uma decisão do plenário da Corte que havia sido tomada em fevereiro deste ano. À época, por 7 votos a 4, os ministros entenderam que as penas podiam começar a ser cumpridas após confirmação da sentença em segunda instância. Em junho, no entanto, Mello mandou soltar um homem condenado por homicídio que já cumpria pena. A expectativa agora é que a Corte volte a discutir o assunto.
Não é o único caso controverso. Sobram dúvidas sobre os critérios das escolhas feitas pelo STF. 
Por que o tribunal demorou cinco meses para analisar o pedido de afastamento do deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ)? O ministro Gilmar Mendes poderia ter segurado por 20 meses o processo sobre o fim do financiamento empresarial de campanha após pedir vista? 
E um dos processos contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), acusado de peculato e falsidade ideológica, que aguarda parecer dos ministros há mais de três anos? Veja abaixo o que pensam especialistas sobre esses problemas.
Não existe nenhum critério objetivo para determinar o que e quando será votado no STF. Thomaz Pereira, professor de direito da Faculdade Getúlio Vargas do Rio de Janeiro, explica que “cabe ao presidente e seus pares julgar aquilo que entendem ser adequado, e claro que há influencia de uma possível pressão social”. 
Neste cenário, ministros podem dar maior ou menor importância a uma determinada questão, de acordo com seus critérios pessoais. “Quando você tem um tribunal com muita liberdade para escolher o que e quando julga, ele passa a ter o ônus de explicar suas decisões para a sociedade”, afirma Pereira. 
“É preciso que a Corte diga a razão de um pedido de liminar ter sido julgado em dias e um outro semelhante não ter sido analisado ainda anos depois de ter sido protocolado”.

Blog do BG




Mulher esfaqueia companheiro em Assú

A confusão entre o casal começou em um bar. 
Uma mulher esfaqueou o companheiro na madrugada deste domingo (17) em um bar no Alto São Francisco, em Assú.  Segundo informações, uma confusão entre um casal terminou com um homem identificado como Francisco das Chagas ferido com um golpe de faca peixeira. A polícia foi acionada e a acusada afirmou que teria esfaqueado o companheiro por que foi agredida por ele. Francisco das Chagas foi socorrido por uma equipe do Samu e ainda não se tem informações sobre seu estado de saúde.
Fonte: Jarbas Rocha

GOVERNO TEMER: "Para ministro da Saúde, pacientes ‘imaginam’ doenças"

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, disse nesta sexta-feira, 15, que a maioria dos pacientes que procuram atendimento em unidades de atenção básica da rede pública apenas “imagina” estar doente, mas não está. De acordo com o ministro, é “cultura do brasileiro” só achar que foi bem atendido quando passa por exames ou recebe prescrição de medicamentos e esse suposto “hábito” estaria levando a gastos desnecessários no Sistema Único de Saúde (SUS). Entidades médicas criticaram a fala de Barros.
“A maioria das pessoas chega ao posto de saúde ou ao atendimento primário com efeitos psicossomáticos. Por que 50% dos exames laboratoriais não são retirados pelos interessados? Por que 80% dão resultado normal? Porque foram pedidos sem necessidade”, disse o ministro, na manhã desta sexta-feira, 15, em evento na sede da Associação Médica Brasileira (AMB), em São Paulo.
Barros disse que a população costuma associar uma boa consulta à solicitação de exames e defendeu que os médicos ajudem a mudar esse pensamento. “Se (o paciente) não sair ou com receita ou com pedido de exame, ele acha que não foi ‘consultado’. Isso é uma cultura do povo, mas acho que todos nós temos de ajudar a mudar, porque isso não é compatível com os recursos que temos”, declarou. “Não temos dinheiro para ficar fazendo exames e dando medicamentos que não são necessários só para satisfazer as pessoas, para elas acharem que saíram bem atendidas do postinho de saúde.”

PESQUISA: "Lula lidera corrida para 2018"

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lidera a corrida pela presidência em 2018, mas o petista não venceria as eleições no segundo turno, de acordo com uma pesquisa publicadaneste sábado pelo jornal Folha de S. Paulo.
O instituto Datafolha traçou 4 cenários diferentes para o levantamento (um com o senador Aécio Neves, outro com o ministro José Serra, mais um com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e por fim uma situação com todos esses políticos do PSDB juntos e o juiz Sérgio Moro).
Em todas as situações, o ex-presidente lidera. No cenário com Aécio, Lula tem 22% das intenções de voto; a fundadora da Rede, Marina Silva, 17%; o presidente do PSDB, 14%; o deputado Jair Bolsonaro, 7%; e o ex-ministro Ciro Gomes, 6%. Com Alckmin na disputa, Lula tem 23% das intenções de voto; Marina, 18%; Bolsonaro e o governador de SP têm ambos 8%; e Ciro Gomes, 6%.
Já quando o Datafolha testou um cenário com Serra, Lula permanece com 23% das intenções de voto, seguido por Marina (17%), o ministro das Relações Exteriores (11%), Bolsonaro (7%) e Ciro (6%). No último cenário, Lula tem 22%; Marina, 14%; Aécio, 10%; Sérgio Moro, 8%; Bolsonaro, 6%; e Serra, 5%. Em um eventual embate entre Lula e Marina no segundo turno, a ambientalista venceria o petista, com 44% das intenções de votos. O ex-presidente tem 32% das intenções de votos nesse cenário.

JARDIM DO SERIDÓ: "Amazan recebe apoio da ex-governadora Wilma de Faria"

O pré-candidato a prefeito de Jardim do Seridó, Amazan (PSD), recebeu o apoio da ex-governadora Wilma de Faria, ele disse estar feliz e honrado com o apoio que recebeu da ex-governadora Wilma.
“Wilma teve como prioridade um forte trabalho a frente do Estado como governadora e um carinho especial com o nosso município. Fico feliz em estarmos juntos nessa caminhada na construção de um bom projeto para Jardim do Seridó”, disse Amazan.

Delação na Lava Jato já reduz penas em 326 anos

Os acordos de colaboração premiada firmados na Operação Lava Jato reduziram em ao menos 326 anos as penas dos condenados em primeira instância pelo juiz Sérgio Moro. O número se refere a 28% do total de 1.149 anos aos quais todos os réus, delatores ou não, já foram sentenciados no esquema de desvios de recursos da Petrobrás.
A redução pode ser maior, uma vez que no levantamento feito pelo Estado foram consideradas apenas as 15 colaborações cujos termos dos acordos vieram a público pela 13.ª Vara Criminal da Justiça Federal, em Curitiba. Até agora, ao menos 65 réus da Lava Jato fecharam acordos de delação. Há negociações ainda em andamento, como a de Marcelo Bahia Odebrecht, presidente afastado da empreiteira que leva seu sobrenome, a maior do País.

PARAÍBA: "Polícia detém vereador após ser flagrado com pistola dentro de automóvel"

Vereador confirmou que a arma era dele e apresentou Registro da Arma de Fogo; como não possuía porte de arma, o político foi detido e conduzido para a delegacia da cidade de Sousa, distante 28 km do Lastro.

Um vereador, de 37 anos, da cidade do Lastro, no Sertão do estado, a 467 km de João Pessoa, foi detido na madrugada deste domingo (17), após sair de uma vaquejada. Ele foi flagrado portando uma pistola 380. O político já foi preso em 2012 por desacato.

De acordo com nota divulgada pelo 14º Batalhão de Sousa, viaturas da Polícia Militar realizavam rondas nas proximidades de uma vaquejada na zona rural da cidade, quando foram solicitadas por alguns populares informando que um homem havia efetuado dois tiros.



Após diligências, os policiais militares iniciaram uma perseguição a um veículo Toyota Hilux SW4, cor prata. Durante uma abordagem aos ocupantes e uma busca no interior do automóvel, uma pistola 380 foi encontrada dentro do carro, com duas cápsulas deflagradas.

O vereador confirmou que a arma era dele e apresentou Registro da Arma de Fogo. Como não possuía porte de arma, o político foi detido e conduzido para a delegacia da cidade de Sousa, distante 28 km do Lastro.

O parlamentar foi autuado pelo porte de arma de fogo de uso permitido. Ele pagou fiança e foi liberado.

DESTAQUE: "História de paraibana deixa apresentadores da Globo emocionados"

Paraibana e seu filho participaram da estreia do quadro “Caso Verdade”, que exibe histórias reais parecidas com tramas de novelas

Uma paraibana natural da cidade de São João do Rio Peixe e seu filho emocionaram os apresentadores do Vídeo Show, da TV Globo, na última quinta-feira (14), na estreia do quadro “Caso Verdade”, onde são exibidas histórias reais que são parecidas com tramas de novelas.

Susana Vieira e Otaviano Costa não seguraram as lágrimas com a história dramática de Francineide Dantas e seu filho Felipe. Ela teve o bebê sequestrado da maternidade da mesma forma que Maria do Carmo, personagem de Susana Vieira na novela Senhora do Destino.



O sequestro ganhou enorme repercussão no país e virou até livro. ‘Em Busca de Felipe’ foi escrito pelo delegado Gaetano Vergine, que esteve à frente do caso na época, e conta como foram as investigações que culminaram no encontro de Felipe quando ele já tinha dois anos de idade.

Susana ficou muito emocionada com a história ao rever cenas dela e Carolina Dieckmann na novela Senhora do Destino.

“Foi um dos maiores momentos da minha vida. Fui tão feliz com esse elenco. Nós, eu e a Carolina Dickmann, éramos tão verdadeiras e nos emocionávamos de verdade”, conta a atriz e apresentadora.

Na sequência, foi a vez de conhecer a história de Francineide, que teve o filho sequestrado dias depois do parto por uma desconhecida. Ao fim do vídeo, Susana e Otaviano Costa não seguraram as lágrimas e se comoveram com o sofrimento da mãe que ficou sem o bebê.

Mas a emoção não parou por aí. Na ficção, Maria do Carmo reencontrou Lindalva. Na vida real isso também aconteceu. Diferente da personagem que teve que esperar décadas para volta a abraçar a filha, Francineide conseguiu achar sua criança três anos depois.

Ela e filho visitaram Susana e Otaviano no estúdio. O resultado foi mais emoção. Susana resumiu bem a situação afirmando que “a realidade é ainda maior que a ficção”.