.

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

FÁTIMA NO DEBATE: “É como se Carlos Eduardo fosse o Robinson de Natal”


Fátima Bezerra comparou Carlos Eduardo a Robinson ao dizer ontem durante o debate que o ex-prefeito é o Robinson de Natal.

A senadora ainda disse, que assim como Robinson, Carlos sacou dinheiro do fundo previdenciário e mesmo assim atrasou os salários dos servidores.

"O candidato Carlos Eduardo é o Robinson Faria de Natal". Disse- "Está reeditando o acordão com a Família Alves e ainda acrescentando os Rosados." Completou completou



TRIBUNA DA CASA: "Vereador Dr. Alysson Wagner trata de assuntos do interesse do povo parelhense". Confira!



Francisco do PT recebe apoios importantes em Japi na região do trairí do estado


O candidato a deputado estadual Francisco do PT, vem recebendo apoios importantes nesta reta final de campanha.

Na cidade de Japi, região do trairí do estado, o ex-vice prefeito Assis, decidiu abraçar a campanha de Francisco do PT.

Além do ex-vice prefeito, o atual vereador Pedro Paulo também fechou o apoio ao deputado estadual Francisco, que segundo as pesquisas será eleito no dia 07 de Outubro.

Em todas as regiões do estado, lideranças, prefeitos, ex-prefeitos e vereadores tem entendido a mensagem do candidato Francisco do PT e nessa reta final o número de apoios só tem aumentado, confirmando a sua eminente vitória no próximo domingo.


DATAFOLHA: "Quando o quesito é rejeição Bolsonaro segue na ponta"




O DataFolha também quis saber a rejeição dos candidatos a presidente da República, ou seja, aquele em que a população não vota de maneira alguma no primeiro turno das eleições. Neste levantamento, os entrevistados podem citar mais de um candidato, por isso os resultados somam mais de 100%.
Os resultados foram os seguintes
Bolsonaro: 45%
Haddad: 41%
Marina: 30%
Alckmin: 24%
Ciro: 22%
Meirelles: 15%
Boulos: 15%
Cabo Daciolo: 14%
Alvaro Dias: 13%
Vera: 13%
Eymael: 12%
Amoêdo: 12%
João Goulart Filho: 11%
Rejeita todos/ não votaria em nenhum: 3%
Votaria em qualquer um/ não rejeita nenhum: 1%
Não sabe: 4%

Sobre a pesquisa
A pesquisa do DataFolha foi encomendada pela Folha de S.Paulo e registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-03147/2018. A coleta dos dados aconteceu no dia 2 de outubro com 3.240 eleitores de 225 municípios. Ela foi calculada com margem de erro de 2% para mais ou para menos e com grau de confiança de 95%.
Blog do BG

Presente de Grego em Jardim do Seridó

O prefeito da cidade de Jardim do Seridó Amazan Silva, vai fazer uma FESTA de aniversário mas quem ganha o “PRESENTE” é o povo! levando em conta, esse novo presentinho tá “barato feito a moléstia das cachorras“… é só olhar o carnê do IPTU que já estão sendo entregues com NOVOS aumentos que chegam a 800% dos antigos valores.
Segundo consta, tem residências que chegam em até 1000% a cobrança do IPTU, a população de Jardim do Seridó, esta sendo explorado/sufocado e muitos preferem o silêncio. Mudou para melhorar, paguem os IMPOSTOS e vamos dançar. E luta! E festa!
As informações são do Blog Seridó no Ar.

DATAFOLHA: "Bolsonaro vai a 32% e abre vantagem de 11 pontos para Haddad"

Pesquisa Datafolha divulgada na noite desta terça-feira, 2, mostra que o deputado Jair Bolsonaro (PSL) abriu diferença de onze pontos porcentuais e se mantém na liderança da disputa pela Presidência com 32% dos votos. Fernando Haddad (PT) oscilou um ponto para baixo, com 21%, seguido por Ciro Gomes (PDT), que tem 11% e se manteve no mesmo patamar da última pesquisa. O quarto colocado é Geraldo Alckmin (PSDB), com 9%, que oscilou um ponto para baixo. Os dois estão em empate técnico, já que a margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos. Marina Silva (Rede) tem 4%.
O levantamento vai na mesma linha do que mostrou o Ibope/Estado/TV Globo desta segunda-feira, 1º, quando Bolsonaro cresceu quatro pontos e o petista ficou estagnado. Assim como no Ibope, a rejeição a Haddad cresceu no Datafolha. O aumento, que no outro instituto foi de 11 pontos porcentuais, foi de nove pontos na pesquisa de hoje — ou seja, passou de 32% para 41%. Bolsonaro, por outro lado, oscilou um ponto para baixo em seu índice de rejeição, com 45%. Segue sendo a taxa mais alta entre os presidenciáveis.
O Datafolha entrevistou 3.240 eleitores em 225 cidades nesta terça-feira. A margem de erro é de dois pontos porcentuais, para cima ou para baixo. O índice de confiança é de 95%, o que quer dizer que há 95% de chances de os resultados refletirem o atual momento eleitoral. O levantamento foi contratado pelo jornal Folha de S.Paulo e está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-03147/2018.