.

domingo, 26 de julho de 2015

LULA: “Não há nenhuma razão para ter medo do futuro, porque tem uma mulher da maior dignidade governando esse país, não tem pessoa com caráter mais forte do que a Dilma."

Na noite desta sexta (24), na posse do novo presidente do Sindicato dos Bancários do ABC Belmiro Moreira, o ex-presidente Lula fez mais um discurso em defesa do PT e do governo de Dilma Rousseff. Ele comparou a a atual crise petista com a perseguição sofrida pelos judeus.
“Tenho a impressão de que muitas vezes a gente vê na televisão e parece os nazistas criminalizando o povo judeu. Parece os romanos criminalizando os cristãos, parece os fascistas criminalizando o povo italiano, parece tantas outras perseguições.”

Durante o evento realizado em um clube em Santo André com a presença de lideranças petistas da região, como o prefeito da cidade Carlos Grana e o prefeito de São Bernardo do Campo Luiz Marinho, Lula afirmou que está de “saco cheio” e “cansado de mentiras e de safadezas”. Ele também afirmou que estava cansado das “agressões à primeira mulher que governa este país”, referindo-se a Dilma Rousseff.
Lula admitiu que problemas como a inflação e o desemprego entraram na casa do brasileiro, mas ressaltou que resolver essa questão é prioridade da atual presidente. “A inflação está alta agora, assustando muita gente, mas está com perspectiva de cair, porque a Dilma tem obsessão de não permitir que a inflação ultrapasse o limite que já chegou, 9% ao ano, não 80% ao mês”.

Ele também destacou o esforço da presidente para resolver a crise econômica brasileira. “Se o Brasil está hoje numa situação complicada, e nós sabemos que está e que a preocupação chegou dentro da casa, não é problema para a gente se alarmar, é problema para ficarmos apreensivo. Sabemos que temos pessoa lá em Brasília que vai cuidar deste pais”. Lula também enfatizou que o “clima de ódio” e “intolerância” ajudam a despertar o medo na sociedade.
Novamente Lula culpou as conquistas sociais pelos ataques ao PT afirmando que é difícil para parte da elite brasileira suportar algumas coisas. “Isso explica um pouco o ódio, um pouco as mentiras, as atitudes de certa forma canalha de alguns segmentos neste país.”
“Sinceramente ando de saco cheio, ando profundamente irritado porque o pobre passear, comer em restaurante começa a incomodar, pobre querer passear no nordeste começa a incomodar”, emendou.
No final de seu discurso de aproximadamente 20 minutos ele defendeu mais uma vez a presidente. “Não há nenhuma razão para ter medo do futuro, porque tem uma mulher da maior dignidade governando esse país, não tem pessoa com caráter mais forte do que a Dilma. E ela está sendo vitima de uma conjuntura que está prejudicando chinês, americano, alemão”.


Sem citar partido, afirmou que “pessoas que se diziam democráticas não aceitaram até agora o resultado da uma eleição que elegeu uma mulher”. Ele também disse que pessoas que dizem que o Brasil vai quebrar “quebraram o país duas vezes”.




Blog do BG

DAQUI NÃO SAIO, DAQUI NINGUÉM ME TIRA: "Cunha descarta renunciar à presidência da Câmara, mesmo se for denunciado"

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, descartou nesta sexta-feira (24) se afastar do comando da Casa caso seja denunciado por envolvimento na Operação Lava Jato, segundo informações do jornal Folha de S. Paulo.
Este mês, o lobista Julio Camargo, um dos delatores da Operação Lava Jato, declarou à Justiça Federal que o suposto operador do PMDB no esquema de corrupção da Petrobras, Fernando Falcão Soares, o Fernando Baiano, lhe disse que estava sendo pressionado pelo deputado Cunha (PMDB-RJ) para o pagamento de propina.
Os valores da propina teriam saído de compras de navios-sonda. “Julio, realmente nós estamos com um problema, porque eu estou sendo pressionado violentamente, inclusive, pelo deputado Eduardo Cunha”, disse Julio Camargo, atribuindo a frase a Fernando Baiano.
Ainda segundo o lobista, Fernando Baiano disse a ele: “Isso aí vai chegar numa situação muita embaraçosa para mim, mas para você, com certeza vai ser muito mais embaraçosa”.
Por sua vez, Cunha declarou que as afirmações do lobista foram feitas a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.
Ele acusou Janot de forçar a mudança no depoimento de Camargo a fim de validar a delação premiada do lobista. Em nota, o deputado afirmou que Camargo já fez vários depoimentos, em que não havia confirmado qualquer fato referente a ele desmentindo declarações do doleiro Alberto Youssef.

R7




EX- GOVERNADOR FERNANDO FREIRE É PRESO NO RIO

O ex-governador do Rio Grande do Norte Fernando Freire, preso na manhã deste sábado (25) em Copacabana, no Rio de Janeiro, estava sendo monitorado havia duas semanas. De acordo com a Secretaria de Estado de Segurança (Seseg) do Estado Rio de Janeiro, ele foi capturado por agentes da Subsecretaria de Inteligência (Ssinte).
Contra Freire há mandados de prisão preventiva expedidos pelos juízes responsáveis pelas 4ª, 7ª e 8ª Varas Criminais de Natal. O ex-governador foi levado para a 12ª DP (Copacabana). De acordo com a delegada Thaiane Moraes, o ex-governador deverá permanecer na unidade policial até segunda-feira (27). Segundo ela, a Polícia Civil precisa que a Justiça do Rio Grande do Norte envie uma autorização para que ele seja transferido.
Fernando Freire já havia sido preso anteriormente em 2007 quando foi acusado pelo MPRN de estar “manobrando para impedir a realização do seu interrogatório, evadindo-se do distrito da culpa”. O interrogatório do qual ele é acusado de evitar diz respeito ao processo no qual foi denunciado por suposto desvio de R$ 346.024,02 do Governo do Estado, em maio de 2007.