.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

POLÍTICA: "Articulado pelo Deputado Nelter Queiroz, comitiva de Parelhas é recebida pelo Governo do Estado"

Preocupado em atender aos anseios da população de Parelhas, o deputado estadual Nelter Queiroz (PMDB) levou ao centro administrativo do Rio Grande do Norte, nesta segunda-feira (16), uma comitiva formada pelos vereadores Humberto Gondim (presidente da Câmara Municipal de Vereadores), Alyson Wagner, Itayguara Medeiros, Romiselia Silva e Zenilda Bezerra, como também pelo doutor Tiago Almeida e Rogério Castilho (chefe da EMATER local), para discutir demandas do município junto ao governador Robinson Faria.

O encontro articulado pelo parlamentar também viabilizou a ida da comitiva parelhense à SEEC (Secretaria de Estado da Educação e Cultura), à SETHAS (Secretaria de Estado de Trabalho, Habitação e Assistência Social) e à EMATER-RN. Durante as  reuniões foram apresentados vários pleitos, demandas oriundas dos vereadores que compõem a bancada oposicionista e que visam a melhoria dos serviços públicos e a qualidade de vida da população local. 

De acordo com o parlamentar, os pleitos discutidos foram: conclusão das obras de construção da Central do Cidadão, com a viabilização de um escritório do empreendedor e um posto da UNICAT na unidade; reforma do prédio da EMATER local; perfuração de quase 30 poços tubulares nas comunidades rurais; manutenção do projeto social Polícia Mirim; reforma da Escola Estadual Barão do Rio Branco; andamento das obras de construção do abatedouro público; conclusão do saneamento básico da cidade; instalação de uma central de monitoramento com câmeras em pontos estratégicos para fortalecer a segurança do município e a implantação dos programas Vila Cidadã e Café do Trabalhador.

“Apesar da pauta da audiência ter sido bastante extensa, o governador Robinson e sua equipe formada por Getúlio Ribeiro (secretário de Relações Institucionais), Marino Azevedo (subsecretário de Educação), Clênio Maciel (coordenador de atendimento ao cidadão da SETHAS) e Cátia Lopes (diretora geral da Emater) nos atenderam muito bem e deram grande atenção para as demandas apresentadas”, frisou Nelter.



BLOG INFORMA: "Drª Anna Paula Medeiros atenderá nesta terça e quarta-feira á partir das 14h"


A nutricionista parelhense Drª Anna Paula Medeiros,estará atendendo nesta terça e quarta-feira, na Clínica Dr. Manoel Marques á partir das 14h.


Agende já sua consulta e entre para o Método Top Line mais famoso do Brasil.



Agendamentos:
(84) 9 9918-0856
(84) 3471-3091

RN: "Governo divulga nova nota sobre situação de Alcaçuz"

Confira a nota:
"Governador vai à Brasília e requisita audiência com presidente da República
O governador Robinson Faria será recebido em audiência pelo ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, nesta terça-feira, 17, a partir das 10h, na sede do Ministério da Justiça, em Brasília.
Robinson irá solicitar ajuda federal para o enfrentamento à crise instalada no sistema penitenciário do RN, desde a rebelião em Alcaçuz no fim de semana passado.
O governador vai pedir o reforço no número de agentes da Força Nacional no Estado e tratar de assuntos relacionados ao controle e reconstrução do presídio de Alcaçuz.
O chefe do executivo estadual já solicitou também um audiência com o presidente Michel Temer para tratar do mesmo tema. O governador permanece acompanhando, em caráter permanente, as ações da Segurança Pública do RN."


EXTREMA GRAVIDADE: "Fátima Bezerra se pronuncia sobre acontecimentos em Alcaçuz"

Acompanho com preocupação os desdobramentos da rebelião de grande proporção na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, maior presídio do Estado.
Ainda não se tem a dimensão do que houve, mas o que se sabe é suficiente para constatar um cenário que indica extrema gravidade.
A sociedade precisa de esclarecimentos e de saber quais medidas serão tomadas para enfrentar a caótica situação do sistema prisional.
Estamos aguardando as informações oficiais. Ao mesmo tempo, me coloco à inteira disposição para contribuir com o que for necessário.


SAÚDE: "Tratamento de câncer de ovário ganha novo medicamento"

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o registro do medicamento novo Lynparza® (olaparibe), na forma farmacêutica cápsula dura.
O novo medicamento Lynparza® (olaparibe) é indicado para o tratamento de manutenção de pacientes adultas com carcinoma de ovário seroso de alto grau (um tipo de câncer de ovário avançado), incluindo carcinoma da trompa de Falópio (parte do sistema reprodutor feminino que conecta os ovários ao útero) e carcinoma do peritônio (a membrana de revestimento do abdômen).
O carcinoma de ovário é uma doença agressiva, de risco à vida. Como o número de pacientes com carcinoma de ovário é pequeno, esta doença é considerada rara, e Lynparza®(olaparibe) teve sua análise priorizada pela Anvisa. A detentora do registro do medicamento no Brasil é a empresa AstraZeneca do Brasil Ltda, localizada em São Paulo (SP).

Robson Pires


POLÍTICA:"Apesar da crise econômica, senadores dobram os gastos dos seus gabinetes"

Apesar de o Brasil enfrentar uma grave recessão econômica, os senadores dobraram os gastos de seus gabinetes em Brasília com combustível, viagens, alimentação e Correios entre 2014 e 2016.
Levantamento feito pela Casa a pedido do jornal Folha de S.Paulo revela um salto de R$ 2,4 milhões, em 2014 (em valores atuais), para R$ 4,8 milhões, em 2016. Com a rubrica “gastos extras”, o Senado custeia o consumo em Brasília de combustível, material de limpeza, papelaria, alimentação, Correios e as viagens oficiais, autorizadas pela Casa.
Há limites para cada serviço, nem sempre cumpridos. Os R$ 2,4 milhões gastos a mais seriam suficientes para construir quatro escolas com boas instalações ou remunerar por um ano 60 professores com o piso da categoria. A rubrica dos gastos extras não está incluída na cota parlamentar a que cada senador tem direito, em geral usada em seu Estado de origem.
Essa cota se destina a arcar com todo tipo de atividade do senador em seu Estado, como viagens de ida e volta de Brasília à base eleitoral, aluguel de escritório, alimentação e segurança privada. No caso dessa verba para os Estados, os gabinetes, juntos, gastaram R$ 24 milhões, queda de 11% sobre 2014. A verba varia de R$ 21 mil no Distrito Federal a R$ 44 mil no Amazonas.
A forma de conduzir as contas de gabinete varia enormemente no Senado. Ciro Nogueira (PP-PI), por exemplo, é um dos mais dispendiosos. Seu gabinete custou aos cofres públicos, em 2016, R$ 560 mil, mais o salário de R$ 34 mil e auxílios como o de moradia de R$ 5,5 mil mensais.
Em cota parlamentar, Nogueira gastou R$ 360 mil – em um ano, um senador do Piauí tem direito a R$ 466 mil. Foram R$ 38 mil em passagens, mais R$ 250 mil com hospedagem, alimentação e locomoção. Ele não gastou nada com divulgação da atividade parlamentar.
Em julho, por exemplo, Nogueira gastou R$ 5 mil com alimentação. No dia 29, uma sexta-feira ele pagou R$ 966 em uma refeição na tradicional churrascaria Rodeio, em São Paulo. No domingo seguinte, dia 31, desembolsou R$ 978 no restaurante Bendito Fogão, na cidade de Picos (PI).
Em setembro, o senador usou R$ 54 mil da cota. Despesas com combustível de aviação somaram R$ 38 mil. A verba de transporte aéreo prevista para senadores do Piauí é de quase R$ 24 mil por mês. Além da cota parlamentar, Nogueira desembolsou R$ 200 mil dos gastos extras em 2016, dos quais R$ 133 mil em viagens oficiais.
Em outro extremo, o senador Reguffe (sem partido-DF) custou R$ 514 ao Senado em 2016. Ele não fez uso da cota e não cobrou da Casa custos com combustível nem viagens oficiais. Os desembolsos feitos se resumem a água, material de limpeza e de escritório.
Senso de austeridade
Segundo Cristovam Buarque (PPS-DF), os colegas de plenário não têm demonstrado senso de austeridade, a despeito da crise. “Não sinto um clima de redução de gastos em nada no Brasil. Não é só coisa de parlamentar. Existe a ideia de que o que é do Estado não é público”, disse.
Buarque defendeu o fim de prerrogativas como as despesas com alimentação. E lamentou que o corte de gasto não esteja no debate sobre a sucessão de Renan Calheiros (PMDB-AL) na presidência da Casa. “Não tem bandeira nem de corte de gastos nem de nada”, disse em referência à provável candidatura de Eunício Oliveira (PMDB-CE).
Morador de Brasília, Buarque gastou em 2016 quase R$ 110 mil com a cota em serviços de apoio parlamentar e R$ 18 mil em outros gastos, a maioria Correios. Eunício não usou a cota. Em gastos extras, foram R$ 24 mil – R$ 17 mil com Correios.
A assessoria de imprensa do Senado afirmou que a Casa vem tomando medidas para diminuir seus gastos em um momento de recessão econômica. Entre outras medidas, a Casa mencionou a redução em 20% das cotas postais de cada gabinete em novembro de 2016 e a extinção do trâmite de documentos por meio físico, que passou a ser apenas digital.
Via Folhapress

PARELHAS: "Hoje tem Evan Forró do Namoro e Cleyton Pinheiro no Palco da Praça"




POLÍTICA: "Se confirmadas, candidaturas a Deputado Estadual do Seridó pode ser um fiasco"

Que Parelhas, e a região do Seridó, precisam de representantes legítimos na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte é um fato incontestável.

Mas se persistirem com a conversa de que o Padre Jocimar de Jardim do Seridó, Francisco Medeiros e Dr. Tiago Almeida de Parelhas, serão mesmo candidatos, poderá acontecer um verdadeiro fiasco e acabar não elegendo nenhum dos três.

Aqui em Parelhas por exemplo, não comporta dois candidatos a Deputado, porque, ou um, ou outro será prejudicado e só quem sairá perdendo é o município.

Deve-se entrar em  acordo e todos ficarem unidos em nome de um só candidato. Ficaria mais fácil elege-lo, mas se persistirem com essa ideia, vão dá com os burros n`água.


UTILIDADE PÚBLICA: "No RN, Governo paga 82% da folha de dezembro dia 17"

O Governo do Estado anunciou que paga os salários de dezembro dos servidores que recebem entre R$ 3.001 até R$ 4 mil na próxima terça-feira (17). De acordo com a Secretaria de Planejamento, nesta data, o Governo alcança 82% da folha.

No último dia 11 foram pagos os salários de dezembro os servidores ativos, pensionistas e aposentados que recebem até R$ 3 mil. Os ativos da Educação e da Administração Indireta que possuem recursos próprios ´também já foram pagos.

Ainda de acordo com a Secretaria Estadual de Planejamento, o pagamento dos servidores que recebem acima de R$ 4 mil será anunciado em breve, a partir da disponibilidade de recursos.
G1 RN


POLÍTICA: "Walter Alves foi o deputado federal potiguar mais assíduo na Câmara dos Deputados em 2016"

O deputado federal Walter Alves (PMDB) registrou, pelo segundo ano consecutivo, a maior assiduidade entre os oito parlamentares do Rio Grande do Norte na Câmara Federal. Segundo levantamento do site “Congresso em Foco”, com base em dados oficiais da Câmara, Walter Alves compareceu a 90 sessões e registrou apenas quatro faltas – duas justificadas – ao longo do ano de 2016.
Cumprindo o primeiro mandato como deputado federal, Walter repete o fato registrado em 2015, quando, de acordo com o mesmo estudo, compareceu a 123 das 125 sessões realizadas na Câmara Federal. Já em 2016, a Câmara exigiu a presença dos deputados em 94 sessões deliberativas.

Opinião: "O Deputado Federal Walter Alves, não faz mais do que a sua obrigação, afinal é pago, e muito bem pago para isso."



RN: "Em telhados, presos fazem ameaças e provocam clima de tensão em Alcaçuz"

Manhã desta segunda-feira(16) inicia com clima tenso, menos de 48h após banho de sangue ocorrido no sábado e início de domingo, durante rebelião na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, na cidade de Nísia Floresta, na Grande Natal. Presos de facções rivais trocam ameaças, com pedras e pedaços de madeira.

Informações dão conta que presos da fação Sindicato do Crime pedem a transferência de todos os membros do PCC da penitenciária de Alcaçuz.

POLÍTICA: "Delegado diz ser difícil prender Lula e critica delações de Machado, Cerveró e Delcídio"

O Coordenador da Operação Lava-Jato na Polícia Federal, o delegado Maurício Moscardi Grandi, está pessimista quanto à prisão do ex-Presidente Lula. Entrevistado nas Páginas Amarelas da Revista Veja, Grillo lamenta o que considera exclusão da PF em momentos importantes da investigação, faz críticas ao Ministério Público e admite: “Hoje os elementos que justificariam um pedido de prisão preventiva do ex-presidente Lula já não são tão evidentes como antes. Ou seja: perdemos o timing”.
O delegado Grillo explicou que o pedido de prisão deve ser baseado na lei e não “em premissas políticas”. Comparou a situação de Lula com o executivo Marcelo Odebrecht, cuja prisão preventiva, segundo o policial, “com base em mensagens encontradas no telefone celular em que ele(Odebrecht), pedia para destruir provas”.
Em outro trecho polêmico, o delegado Grillo afirma que as delações do ex-diretor da Transpetro, Sérgio Machado, do ex-senador Delcídio Amaral e do ex-diretor da Petrobrás, Nestor Cerveró, “parecem exemplos sem embasamento jurídico.”Segundo eles, os três fizeram acusações que não foram adiante por não haver elementos de crime.”
Quanto ao MPF, o delegado criticou a proibição da participação da PF na coleta das delações de 76 executivos da Odebrecht, por ordem da Procuradoria-Geral da República. “Ficamos desapontados.”

COLUNA DO BARBOSA: "O Estado e a barbárie que toma conta do país"

O que ocorreu neste sábado (15) na Penitenciária de Alcaçuz, município de Nísia Floresta (RN), com uma grande rebelião de presos onde o saldo até agora são dezenas de mortos e feridos é uma repetição que já vem ocorrendo desde o início deste ano em algumas localidades do Brasil, onde apenados se confrontam e o resultado é uma carnificina com algumas degolas.
E o Estado - Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário - tem sua parcela de culpa no que está acontecendo. Bem disse a presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) ministra Carmém Lúcia dias atrás quando afirmou: "estamos maquiando um Estado que já morreu. Não dá conta de responder à sociedade de maneira eficiente", afirmou. Sem o Estado, no entanto, disse a ministra, instala-se "a barbárie".
E é isso que vemos, a barbárie.
Carmém Lúcia de maneira lúcida e sensata disse que "a morosidade custa caro ao Poder Judiciário. É preciso acabar com a hipocrisia", afirmou.
Cármen Lúcia citou dados do Conselho Nacional de Justiça, segundo o qual há 95 milhões de processos em andamento no País, o equivalente a um processo para cada 2,12 brasileiros. Ela lembrou que há 18 mil juízes no Brasil. A ministra defendeu a tese de que é preciso "uma transformação e não uma reforma" no Poder Judiciário.
Citei as palavras da ministra Carmém Lúcia para dizer que o problema do sistema prisional no país não se resolve apenas com construção de novas cadeias. É muito mais complexo. Construir cadeias só vai protelar o problema sem resolvê-lo.
É preciso a Justiça fazer também um mutirão para julgar processos. Muitos destes "bandidos" que estão sendo mortos nas cadeias públicas cometerem crimes não hediondos, como não pagar pensão, por exemplo, e foram assassinados por está preso ao lado de marginais de alta periculosidade. Não estou aqui defendendo bandido, mas acho que você colocar numa mesma cela 30, 40 presos onde era pra caber cinco, isso é desumano. Além do que você junta bandido perigoso com ladrão de galinha. Dá no que dá.
A sociedade está refém dos bandidos e o Estado, na melhor acepção da palavra, idem. A criminalidade se tornou um poder paralelo no Brasil. A coisa tá fora de controle. Ou a Justiça dá celeridade aos processos que se amontoam nas mesas de juizes ou a situação tende a piorar com prisões e mais prisões sem que as cadeias públicas, por mais que se construam, possam dar conta do recado.
A conferir!