.

domingo, 18 de junho de 2017

CENTRO INTEGRADO ECON: "Agenda da semana de 19 á 23 de junho"


UTILIDADE PÚBLICA: "Família de Jardim do Seridó tenta encontrar adolescente de 16 anos que sumiu desde ontem(17)"

Joyce de Medeiros Santana, de 16 anos está sumida de casa desde a noite de ontem. Ela mora na cidade de Jardim do Seridó e saiu de casa escondida depois que seu pai, que é vigilante, saiu para ir trabalhar.
Desde então, até às 15:30 deste domingo (18), a familia está desesperada a sua procura. O pai da jovem, que autorizou a divulgação das fotos para a imprensa, disse que não tem conhecimento que a filha tenha namorado e informou a um operador do Copom do 6° BPM de Caicó, que houve algumas festas na região como em Parelhas e em sítios vizinhos.
A família pede encarecidamente que quem tiver qualquer informação sobre o paradeiro de Joyce Medeiros favor comunicar a família através do celular 99803 8314, ou ligar para o 190 da Polícia Militar.

RN: "Abalo sísmico volta a ser registrado em João Câmara, região Agreste do RN"

Era por volta das 8h30 quando a população de João Câmara, cidade distante 73km de Natal e situada na região Agreste do Rio Grande do Norte, sentiu um novo abalo sísmico.
Logo depois do fato, as redes sociais ficaram enfervecidas com os comentários dos moradores. Pouco tempo depois, a situação foi confirmada pela Defesa Civil da cidade.
Segundo o Departamento de Sismologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LabSis), o tremor registrado foi de 2,1 graus na escala Richter, considerado fraco.
Historicamente, João Câmara é bastante conhecida pelos abalos. Isso porque a cidade está situada na falha geológica da Samambaia, o que acaba gerando os constantes tremores no município.

POLÍTICA: "Legendas políticas devem ser alvos de novas ações do Ministério Público Federal"

Além de terem os seus caciques e parlamentares investigados na esfera criminal, os próprios partidos políticos devem ser alvos de ações na área cível com pedido de devolução de recursos desviados do esquema de corrupção na Petrobras.
O PP foi a primeira das legendas a ser acusada pelo Ministério Público Federal de improbidade administrativa. Os procuradores trabalham, no momento, em outras ações semelhantes e a expectativa é que o PT e o PMDB também sejam acionados nos próximos meses.
O objetivo dessas ações é ressarcir os cofres públicos de quantias recebidas indevidamente, por meio de doações legais ou caixa 2, de empreiteiras beneficiadas em contratos com a Petrobras.
ESQUEMA NA PETROBRAS
PT e PMDB são citados constantemente pelos procuradores, juntamente com o PP, como beneficiárias de financiamento ilegal de campanhas pelo apadrinhamento de dirigentes da estatal que permitiram superfaturamento de contratos.
Na ação contra o PP, os procuradores dizem que o partido foi beneficiado, entre 2004 e 2014, com propinas de R$ 296 milhões, valor bem superior aos R$ 179 milhões recebidos no mesmo período do Fundo Partidário. A quantia extra teria, na visão do Ministério Público Federal, permitido que a sigla levasse vantagem na disputa com rivais em eleições.
Por isso, na ação foi pedido que o partido fosse condenado a devolver R$ 460 milhões (os R$ 296 milhões com multa e correção). Mas, em abril, o juiz Friedmann Wendpap, da 1ª Vara Federal de Curitiba, entendeu que só existem provas de que o partido recebeu R$ 2,4 milhões em doações eleitorais de empresas que participavam de esquema de corrupção da Petrobras. A esse valor foi acrescentada multa, o que fez com R$ 9,8 milhões da legenda fossem bloqueados. Além do próprio partido, a ação também tem como alvo dez políticos da legenda..
O presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI), foi procurado para falar sobre a ação de improbidade administrativa contra o partido, mas não respondeu. Em março deste ano, quando Ministério Público Federal apresentou a ação, a legenda disse que todas as doações que recebeu foram legais e devidamente declaradas à Justiça Eleitoral.