.

domingo, 12 de novembro de 2017

FÁTIMA BEZERRA: "O RN passa um dos momentos mais difíceis de sua história"

A senadora Fátima Bezerra esteve em Mossoró participando do primeiro seminário regional do PT que tem como título “PT pensa o RN: rumo a 2018”. Para um público composto por dirigentes, parlamentares e a militância, o seminário debateu a situação do estado e deu início à construção do programa de governo rumo a 2018, com propostas para enfrentar a crise econômica, política e social.
A senadora Fátima frisou que o RN passa um dos momentos mais difíceis da sua história: 
“Uma gestão ineficiente, incompetente que sequer consegue ter um calendário que garanta o pagamento em dia aos seus servidores, somado ao caos nas políticas sociais, especialmente nas áreas de segurança, saúde, e a falta de investimentos”.

BRASIL SEM JEITO: "Mesmo preso Henrique recebe R$ 41.760,00 de aposentadoria"

A Câmara desembolsa todos os meses R$ 62.114,26 com o pagamento de aposentadoria de dois ex-deputados federais presos pela Operação Lava Jato, segundo dados obtidos pela Coluna do Estadão por meio da Lei de Acesso à Informação..
Ex-ministros de Michel Temer, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) e Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) recebem, respectivamente, R$ 41.760,00 e R$ 20.354,26 referentes ao tempo de serviço e de contribuição ao extinto Instituto de Previdência dos Congressistas (IPC) e ao Plano de Seguridade Social dos Congressistas.
Bancada… Geddel Vieira Lima está na Papuda, em Brasília, desde 8 de setembro. Ele, que teve 5 mandatos de deputado, ainda não deu explicações sobre os R$ 51 milhões achados num apartamento em Salvador.
…da grade. Preso desde junho, Henrique Alves está na Academia da Polícia Militar do RN. Ele foi deputado por onze vezes. A Câmara diz que Alves e Geddel têm direito ao benefício.

"Aécio Neves não está morto", diz presidente do PSDB mineiro

Reeleito presidente do PSDB mineiro nesse sábado, o deputado federal Domingos Sávio disse que o senador Aécio Neves “não está fora do páreo” e disputará um cargo majoritário em 2018. “Não se cogita a hipótese de ele ser candidato a deputado federal. Tenho convicção de que ele vai ser candidato a governador de Minas Gerais ou à reeleição para o Senado. O Aécio não acabou, não está fora do páreo”, afirmou. O dirigente tucano também disse “torcer” para que o PSDB esteja unido em torno da candidatura de Geraldo Alckmin à Presidência da República no ano que vem, mas não chancelou a tese de entregar ao governador paulista o comando do partido para pacificar a legenda. “Não se isso ajuda ele”, afirmou Domingos Sávio.
Após participar da convenção do PSDB em Belo Horizonte, Aécio disse aos jornalistas que “estará nas urnas” em 2018, mas especificou em qual cargo. Em entrevista no final do evento neste sábado, 11, Aécio reconheceu que o PSDB deixará em breve o governo Michel Temer, mas criticou os “cabeças pretas”, ala que faz oposição ao Palácio do Planalto. “Vamos sair do governo pela porta da frente, da mesma forma que entramos”, disse o senador.

POLÍTICA: "Carlos Eduardo só disputa governo se Henrique for solto"

Pessoas ligadas ao prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves tem dito nos bastidores que ele tem revelado aos seus amigos e seus colabores íntimos que na atual situação o momento não é favorável para disputar o Governo do Estado.
O principal motivo de sua falta de motivação é a prisão do seu primo Henrique Alves. Todos sabem que Henrique sempre foi quem conseguiu arranjar dinheiro para campanha dos Alves.
Carlos Eduardo Alves tem dito que Henrique sendo solto, ele poderá ser candidato ao Governo do Estado, mas, continuando preso, a possibilidade é mínima..
Com Henrique preso, dependendo de alguns acertos ele poderá disputar o Senado..
Blog do Primo