.

quarta-feira, 11 de maio de 2016

PARELHAS: "Blog do Ivanildo Souza fará uma série de entrevista com os vereadores parelhenses"

A cada dia que passa o Blog do Ivanildo Souza cresce na preferências dos internautas parelhenses e tem se destacado também em outras cidades do seridó.
Por este motivo e pensando em melhor informar a população sobre o trabalho realizado por cada vereador, o Blog iniciará um série de entrevistas como os nobres pares, que irá ao ar, á partir da próxima segunda feira (16).
A ordem dos entrevistados será decidida através de um sorteio prévio na redação desse espaço.
O Blog aproveita, para agradecer a imensa audiência que vem crescendo a cada matéria publicada.

PARELHAS: "Mais um secretário deixará a pasta"

Em virtude da proximidade das eleições de outubro, o Secretário Alexandre Petronilo, deverá deixar o comando da Secretaria de Assistência Social, uma vez que o mesmo é pré-candidato a prefeito pelo sistema governista.
Segundo informações assumirá a pasta a Assistente Social Marlene de Perúzio, que já prestou vários serviços na área e deverá dá continuidade ao trabalho que está sendo desenvolvido pelo secretário Alexandre Petronilo.

Em tempo: "A nova Secretária conta com o aval do Prefeito Francisco Medeiros e também do ex-prefeito Antônio Petronilo.



INDECISÃO: "Michel Temer não sabe se Henrique será Ministro"

DO BLOG DO PRIMO:
O ex-deputado Henrique Alves ultimamente anda muito nervoso com as definições com o provável ministério do presidente interino Michel Temer.
Henrique Alves foi cotado para assumir o importante cargo de ministro-chefe da Casa Civil e hoje nem seu nome sequer tem sido confirmado para voltar para o inexpressivo Ministério do Turismo.
Ontem falei com um bem informado político dizendo que Henrique Alves está confirmadíssimo no Ministério do Turismo. Depois liguei para outro que também circula bem na corte, e ele me disse que Temer está em dúvidas em razão dos pepinos que Henrique está metido. Não seria prudente nomear investigados para ministérios, disse minha fonte.

GOLEADA: "Senado cassa mandato de Delcídio por 74 votos a favor e nenhum contra"

Por 74 votos a favor, nenhum contra e uma abstenção, o plenário do Senado cassou nesta terça-feira (10) o mandato do senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS) por quebra de decoro parlamentar.
A única abstenção foi do senador João Alberto (PMDB-MA), presidente do Conselho de Ética do Senado. Dos 81 senadores, cinco não compareceram à sessão: o próprio Delcídio do Amaral; Eduardo Braga (PMDB-AM); Maria do Carmo Alves (DEM-SE); Rose de Freitas (PMDB-ES); e Jader Barbalho (PMDB-PA).
O mandato de Delcidio se encerraria em 2018. Com a decisão do Senado, ele fica inelegível por oito anos a partir do fim do mandato, ou seja, não poderá concorrer a cargos eletivos nos próximos 11 anos. Segundo a Secretaria Geral do Senado, Delcídio é o terceiro senador cassado na história da instituição – os outros dois foram Demóstenes Torres e Luiz Estevão .
Ex-líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral foi preso pela Polícia Federal (PF), em novembro do ano passado, por tentar obstruir as investigações da Operação Lava Jato ao oferecer R$ 50 mil mensais à família de Nestor Cerveró para tentar convencer o ex-diretor da Petrobras a não fechar um acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF).

UTILIDADE PÚBLICA: "Marinha abre inscrições para concurso público."

A Marinha do Brasil, vai realizar concurso público, para preenchimento de vagas destinadas a pessoas de nível superior, para preencher as vagas de médico e do corpo de saúde.
Essas vagas no total de cem, serão preenchidas por profissionais da área e as inscrições acontecerão entre os dias 12 de maio e 13 de junho, para o Corpo de Saúde e de 23 de maio a 30 de junho, para o Corpo Médico através do site www.ingressonamarinha.mar.mil.br. As vagas são para ambos os sexos e poderão concorrer todos os candidatos com menos de 36 anos de idade. O candidato aprovado fará treinamento no centro de Formação de Profissionais do Mar no Almirante Waldenkolk no Rio de Janeiro.

FIM DE UM CICLO: "Dilma começa a limpar o gabinete para deixar o Planalto"

A presidente Dilma Rousseff já limpou a mesa e as prateleiras do seu gabinete no terceiro andar do Palácio do Planalto, em um sinal claro de que seu governo já se prepara para descer a rampa no dia 12, acompanhada dos auxiliares mais fiéis e para ser recebida nas ruas por representantes de movimentos sociais, assim que for notificada oficialmente pelo Senado.
Em uma de suas últimas audiências como presidente, nesta terça-feira, a presidente recebeu o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, em uma sala já sem objetos pessoais e uma mesa vazia. Seguranças da Presidência tentavam evitar que os fotógrafos, chamados para registrar o encontro, vissem os sinais da saída iminente de Dilma do Planalto.
A presidente deve receber a notificação de seu afastamento na quinta-feira, dia seguinte à votação da admissibilidade do impeachment pelo plenário do Senado. A expectativa no Planalto é que a sessão vá até a madrugada –ou pelo menos tarde da noite de quinta-feira. Dilma deve ser informada pelo presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), do horário em que emissários do Congresso irão entregar a notificação.

TUDO PRONTO: "Temer e aliados fazem últimas negociações para formação de novo governo"

A expectativa de que a presidenta Dilma Rousseff seja afastada nesta quarta-feira (11) movimenta os últimos acertos para a formação da equipe ministerial do vice-presidente Michel Temer. Alguns nomes já estão definidos, mas os aliados mais próximos ainda trabalham, junto com Temer, para concluir a tabuleiro do primeiro escalão do novo governo.
Nas últimas semanas, após a aprovação do prosseguimento do processo de impeachment pela Câmara, o Palácio do Jaburu, residência oficial do vice, passou a ser o quartel general de reuniões e negociações para abarcar o máximo de partidos políticos na equipe.
Os primeiros nomes a serem definidos vieram de dentro do PMDB, partido que é presidido por Temer, e escolhidos entre os mais próximos dele. Ex-ministro dos governos Fernando Henrique Cardoso e Dilma Rousseff, Eliseu Padilha foi designado para o comando da Casa Civil. Considerado braço direito do vice-presidente, ele deverá cuidar da articulação política com Geddel Vieira Lima, que será ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República

BRASIL: "Votação do impeachment tem 1,5 mil PMs e Esplanada fechada nesta quarta"

O governo do Distrito Federal fechou nesta quarta-feira (11) a Esplanada dos Ministérios para a votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff no Senado. Cerca de 1,5 mil policiais militares farão a segurança durante o processo, mas o número pode aumentar de acordo com a necessidade, diz a Secretaria de Segurança Pública.
De acordo com a pasta, 150 policiais civis vão atuar durante o processo. Haverá reforço na 5ª DP, na Asa Norte, delegacia que atende as ocorrências da Esplanada dos Ministérios. O GDF vai destacar 160 bombeiros, 44 agentes de trânsito e dez servidores operacionais.
Manifestantes contra e a favor do impeachment serão separados por um muro e um corredor de 80 m no meio do gramado da Esplanada, entre a Catedral e o Congresso. O mesmo esquema foi adotado durante a votação do processo na Câmara Federal.