.

terça-feira, 19 de julho de 2016

PARELHAS: "Evento marcado para o próximo domingo(24) confirmará credibilidade do Blog"

No próximo domingo, dia 24 acontecerá um evento que confirmará para toda Parelhas a credibilidade deste espaço e provar de uma vez por todas que o diretor deste Blog publica notícias com seriedade e competência, sem divulgar jamais inverdades como foi insinuado.

Aguardemos então. O blog foi convidado e vai está lá para registrar tudo!


WhatsApp pode ficar liberado para alguns usuários; entenda

Alguns usuários do país podem continuar conseguindo se conectar ao WhatsApp após o bloqueio do app que será feito nesta terça-feira (19). O que acontece é que algumas pessoas acessam o aplicativo por Wi-Fi empresarial, que podem usar endereços estrangeiros para acessar a rede; já outras não são clientes das operadoras que receberam a ordem para bloquear o acesso ao WhatsApp. Cerca de 2 milhões de pessoas enquadram-se neste caso.
Usuários de operadoras como Algar, com cerca de 1,7 milhões de usuários de banda larga fixa e linhas de celular em São Paulo, Minas Gerais e no Centro-Oeste do país; Sercomtel, com 226 mil usuários em Santa Catarina e Paraná; e Porto Seguro Conecta, que tem 80 mil celulares em DDD 11, 12, 13, 19 e 21, podem continuar com acesso normal ao app, como aconteceu em maio deste ano, quando o Whatsapp ficou fora do ar por 25 horas.
Em maio, as grandes empresas de telefonia móvel e fixa do Brasil receberam a ordem para bloquear o aplicativo. Vivo e Net bloquearam em toda a rede de banda larga fixa, o que impediu o acesso por Wi-Fi. Vivo, Claro, Oi, Tim e Nextel também bloquearam o app. Essas empresas respondem por 256,2 milhões de linhas de celulares.
Nesta terça-feira, tanto a assessoria do WhatsApp quanto operadoras como Vivo, Claro e Oi dizem que ainda não receberam nenhum pedido de corte de acesso ao WhatsApp.
Vale lembrar que usuários de fora do Brasil têm acesso normal ao WhatsApp, que só foi bloqueado por operadoras nacionais.

REFORMA POLÍTICA: "Números de partidos podem ser reduzidos"

O governo do presidente Michel Temer quer aprovar a reforma política até o fim do ano. Será uma fórmula simplificada, com dois itens principais: o fim das coligações e a instituição da cláusula de barreira.
Com essas mudanças, o governo calcula que o número de partidos políticos caia para oito. “No máximo, dez”, diz um assessor palaciano.




ELEIÇÕES MUNICIPAIS ESQUENTAM A PARTIR DESTA QUARTA FEIRA (20)

O prazo para que os partidos políticos que pretendem lançar candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador nas eleições municipais de 2016 realizem suas convenções começa na próxima quarta-feira (20). De acordo com a legislação eleitoral, o prazo vai até 5 de agosto. A campanha começa no dia 16 de agosto e o horário eleitoral gratuito no rádio e na TV tem início em 26 do mesmo mês e vai até 29 de setembro. Como de costume, a eleição deve a reduzir o ritmo da atividade legislativa no Congresso Nacional entre agosto e o início de setembro.

Do Blog: "Aqui em Parelhas, já esquentou faz tempo!"

ECON: "Dr. Gerson Barbosa(Cardiologista) e Dr. Eliseu(Urologista e Geriatra) são os especialistas deste sábado 23 de julho"


Governo Federal pretende premiar prefeituras que incentivarem pessoas a abandonar o Bolsa Família

O governo interino de Michel Temer planeja incentivar prefeituras a emanciparem beneficiários do programa Bolsa Família.

De acordo com o Blog do Moreno, do jornal O Globo, a medida seria premiar prefeituras. O governo estuda pagar uma verba em dinheiro às administrações municipais.

A publicação explica que, com o dinheiro, a iniciativa prevê que as famílias possam empreender e, assim, ter renda superior aos R$ 170 do programa. Seria uma espécie de microcrédito, esclarece o blog.

A expectativa é de que até o fim do mês o governo apresente uma proposta definida.

Criança de 5 anos é espancado até a morte pelo próprio pai porque ele demorou a comer

Um homem é suspeito de matar o próprio filho, Rafael de Jesus Silva de Araújo, de cinco anos, em Peruíbe, litoral de São Paulo, na última sexta-feira (15). O suspeito, Felipe de Jesus Soares Araújo, de 32 anos, teve a prisão decretada.

A investigação diz que o pai do menino começou a espancá-lo porque que ele estava demorando muito para ir comer. O suspeito teria agredido também a mulher, depois de chegar em casa sob o efeito de álcool.

A criança ficou muito machucada e foi levada para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O homem desapareceu depois do crime e continua foragido.

RN: "Vigilante foi morto por delatar alunos de escola depredada MP"

Depredada e saqueada por vândalos desde a quinta-feira (14), a escola Límirio Cardoso, em Parnamirim, foi alvo de um inquérito civil do Ministério Público do Rio Grande do Norte em junho deste ano. De acordo com a ata da audiência, situações graves foram observados dentro da escola e até mesmo o assassinato de um porteiro da escola estaria ligado a delitos cometidos por alunos dentro do ambiente escolar.
De acordo com a ata da audiência, o inquérito foi instaurado para tratar da ‘grave situação’ da escola Limírio Cardoso. Dentre os motivos apontados pelo MP está a morte de um porteiro da escola, assassidado em janeiro deste ano com seis tiros.
Segundo o que consta na ata, o homicídio está “ligado ao fato de (o porteiro) ter delatado alunos da escola pela prática de roubo”. Além do assassinato do porteiro, o carro de um coordenador da escola também teria sido depredado por alunos em maio deste ano.

PARNAMIRIM: "Após investigações, Naur Ferreira retira pré-candidatura à Prefeitura"


O ex-secretário de Obras de Parnamirim, Naur Ferreira, anunciou nesta segunda-feira (18) a retirada de sua pré-candidatura para a Prefeitura Municipal. Em nota publicada nas redes sociais, Naur disse que irá atuar como militante junto ao grupo do atual prefeito Maurício Marques.

O anúncio ocorre três dias após a Polícia Federal e o Ministério Público deflagrarem duas operações que investigam um esquema de corrupção, lavagem de dinheiro e fraudes em processos de licitações no município de Parnamirim, supostamente praticadas durante o período em que Naur Ferreira estava à frente da Secretaria de Obras.

No texto, o ex-secretário disse ainda que irá dedicar mais tempo à família, que segundo ele, também “está sendo alvo de difamações de toda ordem”.

Confira a nota na íntegra:

Em atenção ao povo de Parnamirim, às dezenas de milhares de apoiadores, aos partidos políticos aliados, que seguem os ideais de um grupo vencedor, liderados pelo Prefeito Mauricio Marques,

Retiro minha pré-candidatura ao cargo de Prefeito de Parnamirim – RN, permitindo assim que o mesmo grupo venha a indicar um novo nome, que comungue com os ideais de projeto coletivo, em benefício de uma Parnamirim, cujo crescimento, através de seus indicadores sociais, é reconhecido nos últimos quinze anos.

Volto a me agregar, como militante, ao grupo do Prefeito Maurício Marques, para garantir a escolha de um Prefeito, que afaste projetos individuais ou pessoas que não comungam com os interesses da Sociedade Parnamirinense.

Também dedicarei parte do meu tempo à minha família que, como eu, está sendo alvo de difamações de toda ordem e que serão respondidas à altura, nos limites que a lei e a Constituição garantem.

Tenho certeza que este gesto demonstra meu amor por esta Cidade tão acolhedora e meu compromisso com as pessoas, que sempre ventilaram meu nome para ocupar o honroso cargo de Prefeito Municipal.

Por fim, agradeço, de coração, a todos os Parnamirinenses que, neste momento difícil, não me abandonaram e me incentivaram à continuar minha luta.

Parnamirim, 18 de Julho de 2016.
NAUR FERREIRA DA SILVA

Walfredo Gurgel registra aumento de vítimas por arma de fogo

Um levantamento feito pelo Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG) mostra que os índices da violência urbana por arma de fogo aumentaram no último ano, passando dos 627 (em 2015) para 719 nos últimos seis meses.
Para a contagem dos boletins também foram considerados os indicadores: homens, mulheres, menores, casos de espancamentos, ferimentos por arma branca e com objetos contundentes. Todas as vítimas foram atendidas na porta de urgência do Pronto Socorro Clóvis Sarinho (PSCS) e os números abrangem o período de janeiro a junho, de 2015 e de 2016
Os registros abrangem pacientes de todo o Rio Grande do Norte (RN) e traçam um panorama do crescente número dos casos de violência armada na capital potiguar. As agressões por arma branca também subiram de 321 (em 2015) para 340 este ano
Em contrapartida, diminuíram as ocorrências de agressão física contra o homem e contra a mulher. Até junho do ano passado, 101 mulheres haviam sido socorridas no Pronto Socorro com ferimentos graves. No mesmo período deste ano foram assistidas 80. Os casos de agressão física contra o homem também tiveram redução. Saíram dos 636 para os atuais 594.
A maior redução ficou com os casos de agressão com objetos contundentes. Neste quesito, a queda foi de quase 50%, saindo de 867 para 443.
Segundo o ortopedista, Rogério Nobre, o perfil destes pacientes é bem semelhante aos dos acidentados de moto: “a grande maioria são homens, com idade variando dos 18 aos 35 anos e em idade produtiva”, afirma. 
Rogério destaca que “entre os bairros que mais demandam pacientes destes casos para o PSCS, estão: Planalto, Felipe Camarão, Passo da Pátria e outros da Zona Norte de Natal”. Sobre as causas dos ferimentos, o ortopedista diz: “a quase totalidade destes pacientes são vítimas de tentativa de assalto ou de tentativa de homicídio”.
Confira a tabela:
saudetabela1

ELEIÇÕES 2016: "Justiça Eleitoral recomenda que partidos políticos regularizem a inscrição no CNPJ"

Os partidos políticos ou coligações partidárias que queiram concorrer às Eleições Municipais 2016 devem informar, obrigatoriamente, à Justiça Eleitoral de seu respectivo estado o número do Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) de seus órgãos de direção municipais ou comissões provisórias. Poderá participar do pleito a agremiação que tenha, até a data da convenção, órgão de direção constituído no município, devidamente anotado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) competente (Resolução TSE nº 23.455/2015).
Todos os níveis de representação partidária (nacional, regional e local) são obrigados à inscrição individual no CNPJ junto a Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB), por serem considerados pessoas jurídicas de direito privado. Para isso, a comissão provisória ou o diretório partidário precisa dirigir-se à Receita Federal para obter a inscrição no CNPJ e, em seguida, informar a numeração ao respectivo TRE, por meio do Sistema de Gerenciamento de Informações Partidárias (SGIP) disponível nos sites dos regionais.
Com a proximidade do início da campanha, recomenda-se que os partidos atentem para a regularidade da sua situação cadastral no CNPJ e na própria Justiça Eleitoral, conforme destaca o titular da Assessoria de Exame de Contas Eleitorais e Partidárias do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Eron Pessoa.