sábado, 22 de junho de 2019

Domingo tem muito forró na Comunidade Timbaúba, você não pode ficar de fora!

ARTIGO: "O rei nu, no tecido inexistente de um governo sem costura."


"Virtude, ele as tem? Sim. São virtudes dele que, mesmo involuntariamente expostas, levam à compreensão dessa figura tosca que é legitimamente presidente de uma república burlesca.
Ele não controla a língua. E se revela. Nem sabe usar a língua e se enrola.
Essa condição em vez de ser negativa é positivamente benéfica, pois expõe o rei nu no tecido inexistente de um governo sem costura. O gaiato é ver pessoas inteligentes tentando remendar os rasgões na estopa dessa tecedura. E essa tentativa expõe inteligentes à fronteira da bobagem, quando não do fanatismo.
Até agora, o “governo” sobrevive apenas da comparação com o passado. Só. Não fez absolutamente nada que o diferencie do mesmo passado que critica. Além de nada fazer pra mudar o azimute da economia, envolve-se em trampolinagens semelhantes ao passado.
Cadê Fabrício Queiroz? É coisa pequena, mas o grande cresce na maturidade do pequeno. E essas negociações processuais do ex-juiz?
Voltemos a Bolsonaro. Todo dia, uma pérola da sua estultice. Nomeações com critérios por ele mesmo questionados. Demissões por ele mesmo informando inimizades internas.
Um governo cujo afeto da cozinha espia com desconfiança os amigos de sala de estar.
Essa é a virtude involuntária de Bolsonaro.
Aplaudamos."
Por François Silvestre
Blog do Carlos Santos


Francisco do PT entra na luta pela regularização fundiária das residências de Bodó

O deputado estadual Francisco do PT escolheu a sexta-feira (21) para continuar a sua agenda de encontros municipais, em cidades da Serra de Santana, no Seridó potiguar. Desta vez, o principal debate foi na cidade de Bodó, onde o parlamentar tratou com a população do município, a situação fundiária do lugar.

O problema é que, no passado, a cidade foi erguida em uma propriedade particular que, depois, tornou-se propriedade de Estado, através de uma empresa de mineração e, ao longo dos anos, nunca ocorreu a regularização fundiária da zona urbana. Por causa disso, as pessoas não conseguem escriturar seus imóveis, o que impossibilita, por exemplo, contrair empréstimos juntos às instituições financeiras, para reformar ou construir casas.

Durante a reunião, o deputado ouviu o relato das famílias que moram no lugar e se comprometeu a se somar à luta, com o objetivo de solucionar o problema. “É uma luta histórica que o povo de Bodó vem enfrentando há muitos anos e vou, a partir de agora, me somar nessa causa de todas as pessoas que batalharam até aqui, mas que ainda não conseguiram realizar o seu sonho”, afirmou o deputado Francisco do PT.

A reunião também contou com a participação de lideranças locais, a exemplo do vice-prefeito do município, Zé Airton (PP), do presidente do PT local, Zé Reais, do Presidente do Sindicado dos Servidores Municipais, Jailson Félix e o servidor público, Severino Dionísio. Todos agradeceram e elogiaram a iniciativa do deputado.

   “Francisco teve 61 votos aqui, sem que a gente gastasse 1 centavo pra isso. E ele demonstrou que, independentemente da quantidade de votos que recebe num lugar, ele tem compromisso com os municípios do Rio Grande do Norte”, afirmou o presidente do PT local, Zé Reis.

Depois de Bodó, o deputado Francisco seguiu para Cerro Corá, onde se reuniu com lideranças locais, para tratar sobre pleitos do município. A reunião, que aconteceu na casa do empresário Doca, contou com a presença dos vereadores Maciel Freire (PTB) e Erinho (PTB), além do ex-vereador Edvaldo Pereira, da senhora Luciane Batista e do presidente do PT no município, Sales Exequiel.


PARNAMIRIM: "Rosano Taveira e Daniel Américo largam na frente na disputa pela prefeitura"

Faltando agora praticamente 1 ano para o Start das eleições de 2020 que será dado pela realização das convenções do ano que vem, o cenário político de Parnamirim vai ficando cada dia mais claro. É certo que há muito a ser percorrido, mas algumas coisas já vão se mostrando como consolidadas. As últimas eleições de prefeito em 2016 e a eleição presidencial deixaram claras algumas novidades: o período oficial estipulado pela Justiça Eleitoral já não é mais tão decisivo quanto antes. O eleitor agora é mais bem informado, vai em busca de conhecer os candidatos, suas histórias de vida, o que fez, suas experiências e o seu perfil como um todo. A famosa propaganda política “artificial” com panfletos, jingles e carros de som perderam espaço para as redes sociais e nela o embate é mais natural, mais real e naturalmente o eleitor começa a pesquisar sobre os seus escolhidos bem antes do que manda o calendário eleitoral.

Desta forma, o peso da campanha oficial de 45 dias, dos poderes econômicos e políticos e a importância das famosas “lideranças” diminui bastante. É como se as campanhas tidas antes como corridas de 100 metros estivessem se transformando em maratonas. Não basta mais ser rápido na partida e na chegada. É preciso começar cedo e ser consistente. Pensando assim, dois atores desse processo sucessório em Parnamirim despontam como bons maratonistas:

Taveira é um maratonista natural desta corrida, com a caneta de prefeito, ele administra um orçamento de quase meio bilhão de Reais por ano e conta com o apoio de grande parte dos vereadores da Câmara. Mesmo estando naturalmente na dianteira desta corrida, a maratona de Taveira tem obstáculos, principalmente na saúde, educação e infra-estrutura. Taveira deve permanecer no PRB que agora é presidido no RN pelo deputado federal Benes Leocádio, seu novo aliado e é sem dúvida um dos favoritos a ganhar a prova, caso opte por disputá-la.

Outro maratonista é Daniel Américo, professor e empresário da educação que tem seu nome circulando como pretenso candidato a prefeito de Parnamirim desde que acabou o processo eleitoral de 2018. Daniel é filiado ao Partido Novo, mas não poderá concorrer por seu partido, já que no RN o NOVO deverá abrir diretório somente em Natal. Declaradamente liberal e de direita, ele deve migrar para um dos partidos nesta linha ideológica. Seu irmão, Diego Américo, já preside o PRTB, do vice-presidente, General Mourão, em Parnamirim e poderia ser o caminho natural do empresário que garante que tanto a decisão definitiva de ser candidato quanto a opção partidária ficarão para o começo de 2020. Daniel aguarda ainda as definições tanto do PSL quanto do Podemos. Para o pessoal mais próximo, Daniel garante que a prioridade é unir PRTB, PSL, Podemos, PSDC e outros partidos numa frente de centro direita para se opor às candidaturas tanto do atual prefeito Rosano Taveira (PRB) quanto e de uma possível candidatura da dita esquerda de Parnamirim, que teria a benção da atual governadora, do PT, podendo o nome na disputa ser o do jornalista Pinto Júnior.

Também na maratona seguem Gildásio, Pastor Alex, professora Nilda e Iran Padilha, mas muito se fala que uma quarta candidatura de peso seria bem improvável em Parnamirim. Outro nomes entram e saem rapidamente da maratona que terá sua chegada em outubro de 2020 com a escolha de quem vai ser o novo prefeito de Parnamirim.


Major Olímpio diz que Onyx nunca fez articulação política

Para Major Olímpio, a retirada da articulação política das mãos de Onyx Lorenzoni vai melhorar a relação do Palácio do Planalto com o Congresso.
“Tenho convicção de que melhora. Sempre afirmei que até então não existia articulação política. O que vier vai ser bom”, disse o senador ao Congresso em Foco.
“Eu não conseguia sentir efeito algum de articulação política, principalmente dentro do Senado, onde convivo com todos os senadores muito bem, com eventuais apoiadores e a oposição.”
O Antagonista

ESTATÍSTICA: "Desemprego atinge 41% dos jovens e compromete futuro da Previdência"

Os jovens brasileiros estão sendo os mais afetados pela deterioração do mercado de trabalho. No primeiro trimestre deste ano, 41,8% da população de 18 a 24 anos fazia parte do grupo dos subutilizados – ou seja, estavam desempregados, desistiram de procurar emprego ou tinham disponibilidade para trabalhar por mais horas na semana.

Em números absolutos, são 7,337 milhões de jovens brasileiros subutilizados, o maior número já registrado desde que a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicilio (Pnad) começou a ser apurada em 2012 – destes, 4,26 milhões estavam desempregados, em busca de uma colocação, levando a uma taxa de desemprego entre esse grupo de 27,3%.

Historicamente, a subutilização de brasileiros de 18 a 24 anos é sempre maior no mercado trabalho, mas em momentos de crise essa tendência se agrava porque os jovens têm menos experiências e baixa qualificação. Portanto, são os mais vulneráveis aos momentos de crise.

E, com menos jovens entrando no mercado, cairá a contribuição para o sistema previdenciário, levando prejuízo ao sistema já deficitário.

O quadro mais difícil para os jovens fica evidente quando se compara o crescimento da população de subocupados de 18 a 24 anos em relação ao total dos brasileiros. Entre 2012 e o primeiro trimestre de ano, a fatia de subocupados na economia brasileira passou de 20,9% para 25%, enquanto entre os jovens de 18 a 24 anos o aumento foi de 30,1% para 41,8%.

Blog do João Marcolino


sexta-feira, 21 de junho de 2019

FOI SÓ UM SUSTO: "Dr. Antônio Petronilo passa bem"


Apesar de ter sido encaminhado as pressas para capital do estado, o médico e ex-prefeito de Parelhas dr. Antônio Petronilo Dantas Filho, passa bem.

De acordo com o também médico Dr. Manoel Marques, que atendeu Dr. Antônio no hospital de Parelhas, ele foi diagnosticado com um IAM(Infarto Agudo do Miocárdio), nesta madrugada, após ter reclamado de  dores no peito.

"O quadro inspira cuidados, porém o mesmo já saiu bem estabilizado". Disse Dr. Manoel Marques.

Já em Natal, Dr. Antônio será submetido a um cateterismo ainda nesta sexta-feira(21).

As informações são do Blog do Marcos Dantas

Do Blog: "Oremos pela recuperação do nosso médico Dr. Antônio Petronilo!"




IMAGEM DO DIA: "Marcha para Jesus??"


NADA DE DESCANSO: "Francisco do PT aproveita feriado para dialogar com moradores da Serra de Santana"


O feriado de Corpus Christi foi de muito trabalho para o deputado Francisco do PT, que aproveitou a data para se reunir com moradores de municípios da Serra de Santana. A agenda começou de manhã e foi até a noite.

A primeira cidade visitada foi São Vicente, onde o deputado fez uma reunião na casa da ex-secretária de educação municipal, Francisca das Chagas (Professora Nina), e ouviu alguns pleitos de infraestrutura e segurança.

A reunião seguinte aconteceu na Câmara de Vereadores de Florânea, onde esteve com companheiros e companheiras de partido, com o objetivo de discutir ideias de desenvolvimento para o município. 

   “Como nosso representante do Seridó, é importante que ele visite e converse com as pessoas, como ele está fazendo. O normal aqui era receber deputados somente em época de eleição e Francisco tá mostrando que é diferente”, disse a professora Divoene Pereira, que também participou da reunião.

Passando por Tenente Laurentino, para visitar a amiga Fátima Baracho, Francisco do PT seguiu para Lagoa Nova, onde teve mais três reuniões. A primeira aconteceu no povoado Manoel Domingos, onde foi pedido que o deputado lute pela conquista de um calçamento para rua principal e uma ambulância para a comunidade.

Um dos organizadores da reunião, o pedreiro Carlos Pinto, agradeceu ao parlamentar e elogiou a iniciativa dele. “Francisco entrou para a história como o primeiro deputado que voltou para agradecer os votos do nosso povoado. Espero que a gente possa sempre contar com ele”, afirmou o pedreiro, conhecido com Carlinhos.

O maior encontro da visita foi a reunião que aconteceu em seguida, na propriedade do vereador Lourival Adão, que reuniu cerca de 50 pessoas no lugar, para demandarem diretamente ao parlamentar. Os pedidos foram desde emendas para reforma de escolas e construção de quadra, até perfuração de poços e incentivos às atividades econômicas do município, a exemplo da produção de mel, leite e caju. 

   “Nosso sonho era ter um representante, a nível estadual, que pudesse ter essa afinidade com a comunidade rural de nosso município e Francisco tá sendo um grande exemplo”, declarou o vereador Lourival.

A última reunião, já à noite, aconteceu com diferentes lideranças políticas da cidade, a exemplo do presidente do PT local, Paulo Miranda. 

   “É muito gratificante estar reunido com as pessoas e olhar nos olhos delas para ouvi-las. Todo mundo sabe a situação difícil que se encontra o nosso Estado, mas nem por isso a gente pode deixar de lutar por aquilo que o povo precisa. A governadora Fátima tem demonstrado muita garra e vontade de resolver e nós temos que lutar juntos com ela”, afirmou o deputado Francisco do PT.

A agenda do parlamentar também foi acompanhada, integralmente, pelo prefeito de Currais Novos, Odon Jr.


MUITO GRAVE: "O que disse Moro a senadores e o que fez Dallagnol com procuradora"

Trecho inédito que vem à luz da conversa travada no Telegram entre procuradores da República — desta feita entre Deltan Dallagnol e Carlos Fernando — evidencia que os fatos contradizem a fala do ministro Sérgio Moro na audiência desta quarta na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Ou por outra: a sua ação interferiu de maneira evidente até na escalação de procuradores para participar de audiência da Lava Jato. A revelação da conversa faz parte de uma apuração conjunta do site “The Intercept Brasil” com este blog e com o programa “O É da Coisa”, da BandNews FM. Vamos lá. 
Na primeira série de reportagens publicadas pelo site “The Intercept Brasil”, há uma troca de mensagens entre o então juiz Sergio Moro e Dallagnol, coordenador da operação. A conversa aconteceu no dia 13 de março de 2017. Interferindo de maneira escancarada no processo e na rotina da força-tarefa, Moro reclama com Dallagnol do desempenho da procuradora Laura Tessler. Reproduzo a conversa, conforme o original:

Moro – 12:32:39. – Prezado, a colega Laura Tessler de vcs é excelente profissional, mas para inquirição em audiência, ela não vai muito bem. Desculpe dizer isso, mas com discrição, tente dar uns conselhos a ela, para o próprio bem dela. Um treinamento faria bem. Favor manter reservada essa mensagem.

Dallagnol – 12:42:34. – Ok, manterei sim, obrigado! 

O assunto voltou à baila na audiência desta quarta. Às 6h20min13s (vídeo abaixo), o senador Nelsinho Trade (PSD-MS) pergunta se Moro, quando juiz, “participou da orientação de trocas de agentes protagonistas nessa operação”. Ele se referia justamente à procuradora Laura Tessler. E Moro dá a seguinte resposta a partir de 6h23min57s:

“Senador, pelo teor das mensagens, se elas forem autênticas, não tem nada de anormal nessas comunicações. O exemplo que Vossa Excelência colocou é o claro exemplo de um factoide. Eu não me recordo especificamente dessa mensagem, mas o que consta no caso divulgado pelo site é uma referência de que determinado procurador da República não tinha o desempenho muito bom em audiência e para dar uns conselhos para melhorar. Em nenhum momento no texto, há alguma solicitação de substituição daquela pessoa. Tanto que essa pessoa continua e continuou realizando audiências e atos processuais, até hoje, dentro da operação Lava Jato (…). Se aconteceu, de fato, não tem nada de ilícito. Não estou comandando a força-tarefa da Lava Jato”.

Isso é o que diz Moro. Agora vamos aos fatos. Dezessete minutos depois de receber a mensagem do então juiz, Dallagnol passa a seguinte mensagem a seu colega Carlos Fernando:

12:42:34 Deltan Recebeu a msg do moro sobre a audiência tb? 

13:09:44 Não. O que ele disse? 

13:11:42 Deltan Não comenta com ninguém e me assegura que teu telegram não tá aberto aí no computador e que outras pessoas não estão vendo por aí, que falo

13:12:28 Deltan (Vc vai entender por que estou pedindo isso)

13:13:31 Ele está só para mim.

13:14:06 Depois, apagamos o conteúdo.

13:16:35 Deltan Prezado, a colega Laura Tessler de vcs é excelente profissional, mas para inquirição em audiência, ela não vai muito bem. Desculpe dizer isso, mas com discrição, tente dar uns conselhos a ela, para o próprio bem dela. Um treinamento faria bem. Favor manter reservada essa mensagem.

3:17:03 Vou apagar, ok? 

13:17:07 Deltan apaga sim

13:17:26 Apagado. 

13:17:26 Deltan Vamos ver como está a escala e talvez sugerir que vão 2, e fazer uma reunião sobre estratégia de inquirição, sem mencionar ela.

13:18:11 Por isso tinha sugerido que Júlio ou Robinho fossem também. No do Lula não podemos deixar acontecer. 

13:18:32 Apaguei.

Como se nota acima, Dallagnol repassa a mensagem de Moro para Carlos Fernando. Mais do que isso: ele demonstra a disposição de mexer na escala dos procuradores para enviar para a audiência com Lula pessoas que estejam ao gosto do juiz. Ora, Moro não sugeriu ou ordenou a troca explicitamente. Mas a interferência é evidente, e a sugestão estava dada.

Dois meses depois, no dia 10 de maio de 2017, o ex-presidente Lula depunha, então, pela primeira vez em Curitiba. Do outro lado da mesa, Sérgio Moro — aquele que, na prática, coordenava a Lava Jato.

Não! Laura Tessler não estava presente. Representaram o Ministério Público Federal justamente “Júlio” e “Robinho — respectivamente, Júlio Noronha e Roberson Pozzobon.


CALÇANDO 40: "Deputado Girão emplaca nomeação do filho no gabinete da vice-presidência"

A nomeação de Paulo Eduardo Pontes Monteiro no gabinete da Vice-Presidência da República está causando indignação nas redes sociais. O motivo? Ele é filho do deputado federal General Girão, que se apresentou como o novo e condenado as velhas práticas políticas.

A nomeação saiu em fevereiro, mas ganhou as redes sociais neste feriado após ser confirmado que o filho do militar já havia sido empossado e que já estava recebendo bem pelo cargo, diante de mais um discurso de fazer o diferente. A nomeação é normal. Faz parte da política, mas o deputado Girão foi mais um que adotou o discurso contra as velhas práticas, mas que, ao chegar no mandato, decidiu adotar as velhas práticas condenada pelos novos.

A atitude incoerente provocou indignação nas redes sociais, inclusive, atingindo e aumentando a crise dentro do próprio PSL, que já vive momentos de ebulição desde o começo do ano.

O partido se encontra rachado e com um esvaziamento dos seus quadros que ajudaram a carregar o barco nas eleições de 2018.

Blog do João Marcolino


quinta-feira, 20 de junho de 2019

Vem aí o tradicional São João da Cachoeira, se liga no convite!

PARELHAS: "Ildécio Lutador entrega certificado ao prefeito Alexandre Petronilo"

Bem conceituado pela Federação Estadual de MMA, o professor Ildécio Mutante entregou ao prefeito Alexandre Petronilo, um certificado em agradecimento por o mesmo ceder o espaço para realizações dos eventos aqui na cidade de Parelhas.

Ildécio destacou, que assim com os prefeitos anteriores, o prefeito  Alexandre não tem se negado em ceder o Ginásio de Esporte, Ovidio Dantas para a realizações das lutas.

"Assim como os prefeitos anteriores, Alexandre tem cedido o espaço e por isso entreguei a ele o certificado em agradecimento. Aproveito a oportunidade para agradecer também aos empresários de nossa cidade, que não medem esforços sempre estão prontos a nos ajudar, e a população que lota aquele ginásio nos dias dos eventos." Disse Ildécio






FREIRE LIVRE: "Ex-Governador Fernando Freire é solto e cumprirá resto da pena no semi-aberto"

O ex-governador Fernando Freire, foi solto hoje por determinação do juiz Henrique Baltazar Vilar Santos, deixando assim o Quartel do Comando Geral da Polícia Militar do RN onde esteve por quase quatro anos. 

Ele passará a cumprir o resto da pena em regime semi-aberto. Com exclusividade a nossa reportagem conversou com o ex-governador, obtendo dele a declaração abaixo:

Há muito a ser dito, muito a ser declarado, mas a prudência impõe a manutenção do silêncio. Minha família, meus poucos amigos e eu, somos os maiores interessados em prestar uma ampla declaração, o que será feito num momento oportuno."

Ponto de Vista


BOLSONARO: "O Sergio Moro é patrimônio nacional e, se depender de mim, não sai"


Horas depois de o ministro da Justiça, Sergio Moro, ter dito durante audiência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado que não tem apego ao cargo e, se cometeu irregularidade, deixaria o Ministério, o presidente Jair Bolsonaro saiu em defesa enfática do ex-juiz da Lava Jato. “Eu também não tenho apego ao meu cargo. O ministro é livre para tomar as decisões que bem entender. O Sergio Moro é patrimônio nacional e, se depender de mim, não sai”, disse.
Em entrevista coletiva, após solenidade militar de formatura de sargentos da Aeronáutica, em Guaratinguetá, interior de São Paulo, ele disse que, “até agora”, não viu nada de mais nas supostas conversas atribuídas a Moro, divulgadas pelo site The Intercept Brasil.
Questionado se poderia demitir Moro como fez com o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Joaquim Levy, ele disse que não demitiu Levy, mas foi ele quem pediu para sair. “Não posso casar pensando em separar um dia. Não vi nada de anormal até agora (nas conversas de Moro). Querem tentar me atingir atacando quem está do meu lado. O Sergio Moro é patrimônio, podem procurar outro alvo porque esse já era. Ele fica.”
NOTÍCIAS AO MINUTO

"É um show de besteiras", diz general Santos Cruz sobre gestão Bolsonaro.

Uma semana após sua demissão da Secretaria de Governo da Presidência da República, o general Carlos Alberto dos Santos Cruz criticou o governo de Jair Bolsonaro por perder tempo com “bobagens” quando deveria priorizar questões relevantes para o país. 

“Tem de aproveitar essa oportunidade para tirar a fumaça da frente para o público enxergar as coisas boas, e não uma fofocagem desgraçada. Se você fizer uma análise das bobagens que se têm vivido, é um negócio impressionante. É um show de besteiras. Isso tira o foco daquilo que é importante. Tem muita besteira. Tem muita coisa importante que acaba não aparecendo porque todo dia tem uma bobagem ou outra para distrair a população, tirando a atenção das coisas importantes. Tem de parar de criar coisas artificiais que tiram o foco. Todo mundo tem de tomar consciência de que é preciso parar com bobagem”, disse Santos Cruz.  

Antes de sua saída, Santos Cruz foi criticado de forma contundente por Olavo de Carvalho e Carlos Bolsonaro, filho do presidente. Sem mencionar nomes, ele comentou os ataques recebidos nas redes sociais. 

“Não é porque você tem liberdade e mecanismos de expressão, Twitter, Facebook, que você pode dizer o que bem entende, criando situações que atrapalham o governo ou ofendem a pessoa. Você discordar de métodos de trabalho é normal, até publicamente. Discordâncias são normais, de modo de pensar, modo de administrar, modo de fazer política, de fazer coordenação. Mas, atacar as pessoas em sua intimidade, isso acaba virando uma guerra de baixarias” afirmou o general.

Época




quarta-feira, 19 de junho de 2019

O poder da secretária Virgínia Ferreira no governo de Fátima

O desfecho das negociações do governo com os PMs, na tarde da segunda-feira, em Natal, revelou uma “super-secretária”. Virgínia Ferreira, secretária de Administração do governo do RN. 

Ela se comprometeu a deixar o cargo caso a reestruturação dos salários do PMs não for implantada em setembro de 2019.
Virgínia Ferreira tem ligações de amizade com a governadora Fátima Bezerra a ponto da chefe do executivo convidá-la para a equipe depois de Virgínia coordenar o plano de governo do adversário, o ex-prefeito Carlos Eduardo.


Virgínia está coordenando a pasta da Administração desde o inicio do governo.

Blog da Virgínia Coelli

Do Blog: "Vigínia Ferreira é sogra do médico ortopedista Dr. Tiago Almeida, pré-candidato a prefeito de Parelhas."



Vereador João Grandão pleiteia em Natal melhorias para Zona Rural de Parelhas


Na manhã desta quarta-feira, 19, o Vereador João Grandão esteve na capital do estado pleiteando junto a secretaria de agricultura do estado do RN, melhorias para zona rural parelhense.

Na ocasião, o parlamentar foi recebido pelo Secretário Adjunto da Pasta, Alexandre Wanderley, e pelo chefe de gabinete, Fábio Leão.

“Foi uma reunião muito proveitosa. O nosso mandato está na luta por melhorias para o homem do campo e estamos pleiteando junto ao governo benefícios para nossos agricultores locais”, frisou João.


Bolsonaro recua sobre gratuidade de bagagens: "Se quiser levar mais de 10 kilos, que pague"

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (18) que empresas aéreas alegaram que a gratuidade nas bagagens em voos seria um “empecilho” para o setor e que para ele não há “problema nenhum” em pagar para voar com bagagens acima de 10 quilos.
Bolsonaro deu as declarações ao comentar o veto que fez, na segunda-feira (17), a um trecho de uma medida provisória (MP) que determinava a gratuidade para bagagem de até 23 quilos em aviões com capacidade acima de 31 lugares, nos voos domésticos.
“Com todo o respeito, quer fazer uma viagem e vai usar mais, vai levar mais de 10 quilos, acho que… Se quer levar mais de 10 quilos, pague, pô, sem problema nenhum”, afirmou o presidente.
Com o veto deste trecho da MP, as aéreas poderão voltar a cobrar pelas bagagens despachadas, ficando os passageiros isentos apenas de bagagens de mão até 10 quilos.
No entanto, o Congresso Nacional poderá derrubar o veto presidencial quando vier a analisá-lo. Ainda não há previsão de quando essa medida provisória será apreciada pelos congressistas em sessão conjunta da Câmara e do Senado.
Na manhã desta terça, Bolsonaro foi questionado por jornalistas sobre o motivo do veto. O presidente explicou que as empresas apontaram que a cobrança seria um “empecilho” e que empresas de baixo custo (low cost) desejam o veto à gratuidade.
Fonte: Globo

MDB e PT deverão caminhar juntos em Natal

Não será nenhuma surpresa se acontecer uma aliança em 2020 entre o prefeito de Natal Álvaro Dias e a governadora Fátima Bezerra.

Álvaro já ensaiou alguns passos com Fátima, estavam meio fora do compasso, mas ainda temos um bom tempo até o processo eleitoral.

Apesar da desconfiança de alguns, o prefeito da capital do estado, consolidou o seu jeito de governar e pode, quando quiser, anunciar que será candidato a reeleição.

A governadora e o prefeito tem alcançado bons índices de aprovação popular e se mostram bem afinados.

2020 é logo alí!


INACREDITÁVEL: "Câmara de São Rafael aprova Projeto de Lei que proíbe blitz no município"

AGORA VAI!


A Câmara Municipal de São Rafael aprovou um Projeto de Lei no último dia 13 de junho,  que proíbe 'blitz do IPVA' em todo o território do município. 

Confira: 
Tales Vale

Senadores do RN votam por derrubada de decreto que facilitava porte de armas

O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (18), por 47 votos a 28, o parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que pede a suspensão dos decretos do presidente Jair Bolsonaro que facilitaram o porte de armas.
A derrubada do decreto contou com o apoio dos três senadores potiguares: Jean Paul Prates (PT), Zenaide Maia (PROS) e Styvenson Valentim (Podemos).
Agora, a medida será remetida à Câmara dos Deputados, onde deverá passar pelas comissões e pela apreciação em plenário.
Se o Congresso confirmar a revogação, a iniciativa do presidente da República será sustada, isto é, tudo voltará a ser como antes.
BG

NADA DE NOVO: "Styvenson “cacique” da política potiguar"

Na condição de militar ele filiou-se no último momento pré-convencional. Escolheu a REDE, exigindo uma declaração de que teria toda autonomia pra tocar sua campanha. Inclusive, criticava muito os partidos, porque defendia a candidatura avulsa, ou seja, candidatura sem filiação partidária.
Ao eleger-se, Styvenson entrou para a história do RN por ter sido o primeiro senador a mudar de partido no dia da posse, ou seja, o partido que lhe acolheu, pelo qual ele se elegeu, não teve o privilégio de tê-lo sequer um dia de seu mandato.
Agora, por exigência, assume a presidência estadual do POodemos. A nova comissão provisória é composta por ele e alguns assessores de seu gabinete, ignorando completamente os atuais dirigentes, que organizaram o partido em mais de 80 municípios do estado.
Não causa estranheza o fato de um senador da República querer presidir um partido. Causa estranheza e decepção, exatamente, o senador que se elegeu, garantindo que faria diferente dos outros, agir igualzinho aos velhos caciques de outrora.
Será que é elegante para o senador chegar atropelando assim? A previsão é de debandada dos mais de 50 vereadores, alguns prefeitos, vices, suplentes e lideranças municipais.
Vamos aguardar os novos lances desse episódio.
Fonte/Rede News 360

Lava Jato tinha prova mas não tinha convicção para investigar FHC

O então juiz Sérgio Moro reclamou de uma investigação contra o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, afirmando que isso poderia “melindrar” alguém cujo apoio seria importante.
A revelação está em mais um capítulo da minissérie Vaza Jato, no site Interflix. 
Nesse episódio, ficamos sabendo que os representantes da justiça combinaram tudo para parecer imparciais.
Moro chegou a ganhar uma placa de funcionário do mês no PSDB.
Robson Pires

terça-feira, 18 de junho de 2019

PARELHAS: "Prefeito Alexandre Petronilo cumpre extensa agenda em Natal"



O prefeito de Parelhas Alexandre Petronilo, cumpriu uma extensa agenda hoje(18), na capital do estado.

Alexandre participou do 30º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, onde foi discutida  a questão dos resíduos sólidos.

Acompanhado do Deputado Estadual Francisco do PT, o chefe do executivo parelhense também esteve em audiência na Secretaria de Agricultura, da Pecuária e da Pesca, onde conseguiram uma importante parceria para o uso do grupo gerador do órgão no Arraia da Zona Sul, que acontecerá nos dias 28, 29 e 30 de Junho.

"Estamos empenhados em trabalhar cada vez mais pelo nosso município e para isso não medimos esforços, nosso Arraiá será feito com sustentabilidade e economia de recursos." Disse o prefeito


BOMBA: "Lava Jato protegeu FHC para fingir imparcialidade"

O The Intercept acaba de desmoralizar o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que pedia dinheiro para Marcelo Odebrecht mas hoje defende que o ex-presidente Lula seja mantido como preso político
The Intercept – Um trecho do chat privado entre Sergio Moro e o procurador Deltan Dallagnol revela que o ex-juiz discordou de investigações sobre o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na Lava Jato porque, nas palavras dele, não queria “melindrar alguém cujo apoio é importante”. O diálogo ocorreu em 13 de abril de 2017, um dia depois do Jornal Nacional ter veiculado uma reportagem a respeito de suspeitas contra o tucano.
Naquele dia, Moro chamou Deltan Dallagnol em um chat privado no Telegram para falar sobre o assunto. O juiz dos processos da Lava Jato em Curitiba queria saber se as suspeitas contra o ex-presidente eram “sérias”. O procurador respondeu acreditar que a força-tarefa – por meio de seu braço em Brasília – propositalmente não considerou a prescrição do caso de FHC e o enviou ao Ministério Público Federal de São Paulo, segundo ele, “talvez para [o MPF] passar recado de imparcialidade.
Blog do Pássaro