.

quarta-feira, 18 de maio de 2016

PARELHAS: "Dr. Allyson Wagner poderá desistir de disputar uma cadeira no Palácio Hélio Clóvis de Medeiros"

Informações chegadas ao Blog, dão conta de que o fisioterapeuta Dr. Allyson Wagner, não teria mais interesse em disputar uma das onze vagas no Poder Legislativo parelhense.
Segundo apurado por este Blogueiro, o nome do mesmo, apesar de ser um nome forte, encontrou resistência dentro do grupo, pelo fato de seu parentesco com o ex-vereador Humberto Gondin.
Contam-se que o "grupo" não aceitaria dois candidatos de uma mesma família na disputa dos votos.
Em conversa com o próprio Dr. Allyson, ele confidenciou que sonha em disputar uma vaga na Assembléia Legislativa do estado e se isso for possível, deverá ingressar em um partido de extrema esquerda.

Fátima faz duras críticas a governo Temer que já começa a retirar direitos da população

Durante pronunciamento, nesta terça-feira (17), no Plenário, a senadora Fátima Bezerra (PT-RN) criticou duramente o projeto conservador que está sendo implantado no país, com a tomada do poder pelo governo golpista, como faz questão chamar. De acordo com a parlamentar, o presidente provisório, Michel Temer, formou um Ministério com figuras que representam o pensamento e as ideias mais conservadores da política brasileira. “É um Ministério sem diversidade, sem representatividade, em que não há um único negro, em que não há mulheres. Aliás, depois de muitas críticas, inclusive por parte de quem apoiou o golpe, eles começaram a nomear uma ou outra mulher, mas – é bom que se diga – no segundo e no terceiro escalão, deixando claro que, neste governo golpista, interino, provisório, usurpador que aí está, realmente as mulheres serão deixadas em segundo plano. Não há um único negro, não há uma mulher, não há representantes das minorias”, enfatizou.
Fátima lamentou ainda o rebaixamento e a extinção de importantes ministérios, como o das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, o de Desenvolvimento Agrário e o da Cultura. “E eles já adiantaram que vão revogar as ações tomadas pelo governo Dilma, em um verdadeiro retrocesso, para colocar em prática um plano de governo que foi derrotado pelo povo brasileiro nas urnas quatro vezes. Não é à toa que está aí a sociedade se mobilizando. (…) Quero aqui me solidarizar com os artistas, com os produtores culturais e com os militantes da cultura que estão protestando contra o fim do Ministério da Cultura. Isso é um atentado à cultura do nosso País”, repudiou.
Para a senadora Fátima, os acontecimentos pelos quais o país vem passando nos últimos meses trará consequências gravíssimas para a democracia do país, para as gerações presentes e para as gerações futuras. Segundo ela, o impeachment foi apenas um pretexto que as forças golpistas e a burguesia usaram para derrotar o PT, para apear do poder a Presidenta Dilma Rousseff, eleita democraticamente. “ É muito duro, de repente, ver o pacto constitucional sendo rasgado. Eles estão rasgando mais de 54 milhões de votos. Os golpistas, respaldados no voto de 367 Deputados e 55 Senadores, colocam em prática um projeto que vem na contramão das conquistas sociais e trabalhistas obtidas nos últimos 13 anos, como a proposta de aumentar a idade mínima dos trabalhadores, o fim da política de valorização do salário mínimo e até a redução do SUS. Ao usurpar o poder, Temer coloca em andamento um plano de governo que já foi derrotado nas urnas por quatro vezes seguidas”, afirmou.
Antes de concluir seu pronunciamento, Fátima lembrou que o Partido dos Trabalhadores está unido e, em sintonia com os movimentos sociais, continuará lutando para que a Presidenta Dilma, nesse prazo de 180 dias, volte a ocupar a presidência.

NA PRESSÃO: "Renan convence temer a recriar o Minc"

O presidente interino Michel Temer voltou atrás e decidiu recriar o Ministério da Cultura (MinC). Depois das várias manifestações contrárias, ocupações de prédios e sucessivos não de mulheres convidadas a assumir uma Secretaria Nacional da Cultura, o presidente foi convencido desistir da ideia pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB).
Segundo o jornalista Talles Faria, do blog Os Divergentes, Renan argumentou que o presidente não precisa fazer nada para recriar o Ministério. Isso poderá ser feito pelo Congresso, direto na votação da própria Medida Provisória de reestruturação do primeiro escalão, que Temer editou ao assumir o governo. Renan lembrou Temer também que não só a crise e o desgaste desnecessário causados pela extinção da pasta, como também o fato de que o Ministério da Cultura foi criado pelo PMDB, no governo de José Sarney.
O cineasta João Batista de Andrade, atual diretor do Memorial da América Latina, de São Paulo, deverá ser confirmado como ministro. Ele foi indicado pelo presidente do PPS, Roberto Frei

PARELHAS: "Arrombamento seguido de furto na tarde da última terça-feira"

No início da tarde de ontem, terça-feira (17), a polícia militar realizava um patrulhamento de rotina no Bairro Ivan Bezerra, quando foi comunicada da existência de uma geladeira em uma casa em construção.
A PM foi até a residência localizada a Rua Francisco Assis Filho, onde constatou a veracidade da informação. A Polícia Militar levou o produto até a Delegacia de Polícia Civil para os procedimentos.
Após tomar conhecimento do fato a senhora Joseilma Eunice da Silva, percebeu que sua residência havia sido arrombada e vários produtos haviam sido furtados. A mesma esteve na DP de Parelhas com a nota fiscal e teve seu produto devolvido.
Da residência ainda foram furtados, um ferro elétrico, uma cafeteira, algumas panelas dentre outros produtos.

Para Henrique Alves, os cassinos serão a “nova CPMF” no Brasil

Os ministros do novo governo de Michel Temer, entre eles o ministro do Turismo, Henrique Alves, seguem nas tratativas para liberar os jogos de azar no Brasil, incluindo bingos, cassinos e jogo do bicho. A medida, segundo Alves, contribuiria para aumentar significativamente as receitas da União, garantindo cerca de R$ 20 bilhões ao ano, e seria fiscalizada por uma nova agência reguladora. “Seria uma nova CPMF”, afirmou o ministro do Turismo para a Folha de São Paulo.
Além dele, outros membros do novo governo são favoráveis à legalização, como o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, o ministro dos Transportes, Maurício Quintella, e o secretário do governo, Geddel Vieira.
O próprio Temer, de acordo com os ministros, é favorável à medida, que seria facilitada após o afastamento de Dilma Roussef. Mas ainda há alguns entraves para esta questão, como o posicionamento contra da Procuradoria Geral da República, que considera a liberalização um estímulo à lavagem de dinheiro e ao crime organizado.

PARELHAS: "Gestão não dá o ar de sua graça na manifestação dos Agente Comunitários de Saúde"

Como o Blog anunciou anteriormente, os Agentes de Saúde e Agentes de Endemias, fizeram durante a manhã desta quarta-feira(18), um ato em favor da categoria, onde reivindicaram direitos adquiridos e negados pelo poder público.
A presidente do SINDSERPPAR  Clemires, participou da manifestação e colocou o sindicato a disposição da categoria. "Estamos na luta com a categoria, pelas percas salarias e pelos direitos adquiridos, o SINDISERPPA está, e sempre estará a disposição de vocês". Destacou a presidente.

DO BLOG: "O estranho é que o prefeito Francisco Medeiros, a quem eu respeito muito, estando na vizinha cidade de Caicó, não designou nenhum representante para dialogar com a categoria, ninguém da prefeitura saiu, ou disse uma palavra sequer, em prol dos Agentes, apesar de a movimentação ter acontecido em frente ao prédio da mesma. Faltou consideração com a categoria!

PARELHAS: "Agentes de Saúde e de Endemias farão manifestação logo mais em frente a prefeitura"

Está marcada para manhã desta quarta-feira(18), uma manifestação dos Agentes Comunitários e de Endemias, que percorrerá algumas ruas da cidade e se concentrarão em frente ao Palácio Severino da Silva Oliveira, na Avenida Mauro Medeiros.
Entre as reivindicações, os profissionais da saúde querem aumento de salário que está congelado a mais de dois anos, além de outras conquista trabalhistas que vem sendo negado pelo poder público.

TCHAU UNIVERSIDADE PÚBLICA: "Ministro da Educação do DEM defende cobranças de mensalidades nas universidades públicas"

O novo ministro da Educação, Mendonça Filho, afirma que apoiará a cobrança de mensalidades em cursos de extensão e pós-graduação profissional nas universidades públicas caso as instituições assim desejem. Em 2015, ainda como deputado federal, Mendonça posicionou-se a favor de 1 projeto sobre o tema.
A medida, sustenta o ministro, daria fôlego aos caixas das universidades, afetados nos últimos anos em decorrência da queda na arrecadação de impostos. A USP (Universidade de São Paulo), por exemplo, registra déficit desde 2013 e projeta um rombo de R$ 543 milhões para este ano.
“Embora não seja prioritária no momento, esta é uma discussão que deve ser feita com os reitores e representantes das universidades”, afirma o novo ministro da Educação. “Na época da votação da PEC, esta era uma demanda muito forte do setor”.
Mas Mendonça Filho diz que sua gestão terá como principal foco a educação básica. Se isso de fato ocorrer, haverá uma espécie de rompimento com uma agenda voltada ao ensino superior que vigorou durante os governos de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.

Ministro libera para STF ação sobre impeachment de Michel Temer

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello liberou para julgamento uma ação que discute a obrigatoriedade de a Câmara dos Deputados ter que dar seguimento ao processo de impeachment do presidente interino Michel Temer (PMDB).
Agora, cabe ao presidente do STF, Ricardo Lewandowski, marcar a data da sessão que vai discutir o caso. Em abril, Marco Aurélio concedeu uma liminar (decisão provisória) determinando que fosse instalada uma comissão especial da Câmara para discutir o afastamento de Temer, então vice-presidente.
Numa manobra acertada por líderes partidários, a comissão ainda não foi instalada porque nem todas as legendas indicaram representantes. O processo de impeachment de Temer foi apresentado pelo advogado Mariel Márley Marra e chegou ao STF porque foi arquivado na época pelo deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) – que foi afastado pelo STF do mandato e da presidência da Câmara- sob a justificativa de que não existiam elementos de que o vice cometeu crime de responsabilidade.

RESOLUÇÃO: "PT não irá apoiar candidatos que defendem impeachment, diz Rui Falcão"

O presidente do PT Rui Falcão disse hoje (17), em Brasília, que o partido não apoiará candidatos que defendem o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. “O PT não apoiará candidatos que votaram pelo impeachment ou que apoiaram publicamente o impeachment”, disse Falcão, após reunião do diretório do partido, no hotel San Marco, em Brasília.
Rui Falcão, no entanto, não afastou a possibilidade de o partido fazer alianças com peemedebistas nas eleições municipais. “O PMDB é um partido enorme, teve uma participação na luta democrática no passado. Certamente que, Brasil afora, deve ter pessoas confiáveis [no PMDB]. […] Se alguém do PMDB quiser participar conosco e não tenha apoiado o impeachment, priorize programas sociais e combata a corrupção, não vejo problema nenhum”, disse. PMDB é o partido do presidente interino Michel Temer.
O Diretório Nacional do partido elaborou uma carta com diretrizes para os próximos episódios da política brasileira, como o julgamento do processo de impeachment de Dilma no Senado e as eleições municipais de outubro.

BRASIL: "Na Avenida Paulista, manifestantes pedem a saída de Temer da Presidência"

Manifestantes protestaram hoje (17) desde o fim da tarde na Avenida Paulista contra oimpeachment da presidenta afastada Dilma Roussef, que consideram um golpe, e pela saída do presidente interino Michel Temer.
O grupo se concentrou no vão do Museu de Arte de São Paulo (Masp) e, por volta das 18h, ocupou a Paulista no sentido da Rua da Consolação e iniciou uma passeata. Os manifestantes seguiram em caminhada até a sede da Fundação Nacional de Artes (Funarte), ocupada por artistas esta tarde.
Diversos movimentos sociais participaram da manifestação, entre eles a Marcha Mundial das Mulheres, a União da Juventude Socialista, a União Estadual dos Estudantes de São Paulo, o Movimento dos Atingidos por Barragens e o Levante Popular da Juventude.
Eles gritam “Fora Temer”, “se empurrar, o Temer cai”, “Temer tra

COFRES CHEIOS: "RN arrecada R$ 450 milhões em abril e bate novo recorde em 2016"

O Rio Grande do Norte registrou um novo teto de maior arrecadação mensal própria de impostos: R$ 450,213 milhões em abril. O valor representa um crescimento de 7,43% nominal em relação a 2015 (queda real de 1,54%) e supera em R$ 15 milhões a maior meta anterior do estado, registrada também este ano, quando em janeiro arrecadou R$ 435 milhões e 374 mil em receitas próprias de impostos. As informações foram divulgadas pela Secretaria de Estado da Tributação (SET) nesta terça-feira (17).
De acordo com a SET, a arrecadação de combustíveis (19%) e do comércio atacadista (17%) contribuíram para esta elevação. Houve queda nominal nos setores de comunicação (2,96%) e, discretamente, também nos setores extrativista e de transportes. O crescimento regular nos demais segmentos refletiram o efeito de reformas estruturais realizadas em 2015.
Em 2015, a SET promoveu a alteração das normas do procedimento do fluxo de cobrança, privilegiando o pagamento antecipado de infrações e desestimulando economicamente o planejamento tributário que incentivava o contencioso tributário, que encontra-se desvantajoso, como acontece na esfera tributária federal e nas outras instâncias processuais.