.

sábado, 15 de julho de 2017

BLOG INFORMA: "Restaurante Recanto Verde aberto normalmente neste domingo. Self Service apenas 10 reais"

O Restaurante Recanto Verde estará aberto normalmente neste domingo(16).
O lugar ideal para o almoço com a família.

Confira nosso cardápio com a melhor comida caseira da região:

Petiscos: 

*Panelada
*Pirão
*Buchada
*Peixe Frito
*Carne de Sol com: Macaxeira, queijo ou fritas
*Galinha caipira
*Bode Torrado
*Piaba assada
*Filé de Peixe com Fritas 

Ainda dispomos de Self Service, ao preço promocional de apenas 10 reais!

VÍDEO: "Parelhense Emmily Virgílio faz desabafo durante apresentação do RNTV"

A Parelhense Emmily Virgílio, que apresenta o RN TV, fez um desabafo esta semana sobre a situação em que se encontra o Rio Grande do Norte, no que diz respeito a corrupção e a inércia da justiça brasileira, diante de tantos desmandos.
O vídeo está fazendo um enorme sucesso nas redes sociais. Confira:

POLÍTICA: "Tá pegando mal para Hermano Morais"

Está repercutindo profundamente mal o açodamento do deputado estadual Hermano Morais em procurar prefeitos e lideranças que tradicionalmente votaram em Henrique Alves para pedir apoio à sua candidatura a deputado federal.
As investidas de Hermano Morais estão sendo consideradas como uma deslealdade com Henrique que tando ajudou ele financeiramente..
Tem bacuraus que estão dizendo que por causa dessa atitude “carniceira” não votará nele nunca.
Blog do Primo

Concurso Miss e Mister Seridó 2017 acontecerá hoje em Parelhas


Coordenado pelo Colunista Social Carlos Magno, o concurso Miss e Mister Seridó acontece anualmente e tem o compromisso de selecionar os representantes da beleza máxima do Seridó. Este ano a cidade de Parelhas sediará o evento, que está em sua 27ª Edição, tendo como organização local o coordenador Gleybson Santos e a Missologia Parelhense. O concurso será realizado no Ginásio Ovídio Dantas e começará às 21h, deste sábado(15).
Os interessados em assistir o desfile, podem entrar em contato com a organização pelo telefone (84) 9 9611-7939 e garantir o ingresso que custa apenas R$10 para arquibancada e 60 reais mesa com 4 cadeiras em espaço VIP. As senhas também serão vendidas na entrada do evento e no salão de beleza Roouge Oouge, centro de Parelhas.
Este ano, a edição contará com a presença de 15 cidades e promete ser uma das maiores edições, para tanto, virão caravanas para fortalecer a torcida dos candidatos e candidatas das respectivas cidades. Cidades com representantes: Acari, Carnaúba dos Dantas, Cerro Corá, Cruzeta, Currais Novos, Equador, Florânia, Ipueira, Jardim de Piranhas, Jardim do Seridó, Parelhas, Santana do Seridó, São Fernando, São João do Sabugi e São Vicente.

ATUAÇÃO: "Nelter Queiroz quer urgência na recuperação de estradas e funcionamento de adutora de Currais Novos e Acari"

Nesta sexta-feira (14) o deputado estadual Nelter Queiroz esteve em audiência com o governador Robinson Faria, no Centro Administrativo Estadual, para tratar de pleitos ligados à infraestrutura hídrica e de rodovias.
Acompanhado do engenheiro Jeremias dos Santos, do contador Ramon Oliveira e do jucurutuense Roberto, o parlamentar solicitou ao chefe do executivo potiguar a urgência na recuperação de várias rodovias estaduais, a exemplo da RN-118 entre Caicó, Jucurutu e São Rafael; e o funcionamento da adutora que atenderá aos municípios de Currais Novos e Acari.
“O governador nos adiantou que a previsão é que as obras de recuperação das rodovias sejam iniciadas em breve e que a adutora estará oficialmente funcionando até o final do mês”, disse Nelter.



Defesa de Lula entra com recurso contra condenação na Lava Jato

A defesa do Luiz Inácio Lula da Silva apresentou na sexta-feira (14) o primeiro recurso contra a sentença do juiz Sérgio Moro, que condenou o ex-presidente a 9 anos e seis meses por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
O ex-presidente foi condenado em processo que investigou se o apartamento no Guarujá, litoral de São Paulo, era propina paga pela OAS a Lula por contratos firmados pela empresa na Petrobras. Lula nega as acusações, e na avaliação dos advogados que o representam, Moro teve atuação política na sentença.
De acordo com a petição protocolada pelos advogados no sistema eletrônico da Justiça Federa, no Paraná, a intenção é “suprir as omissões, contradições e obscuridades” da sentença. Este recurso apresentado chama-se embargos de declaração e é usado como instrumento por advogados justamente para solicitar ao juiz revisão de algum ponto da sentença.
Os advogados questionam pontos da sentença – veja:
-omissão no tocante às afirmações feitas pelo juízo em relação ao ex-presidente Lula e sua defesa;
-negativa de juntada de documentos como contratos da Petrobras. A defesa fala em cerceamento de defesa;
-desqualificação de declarações de testemunhas de defesa;
-desqualificação de instrumentos de auditoria, interna e externa, que não detectaram atos de corrupção ligados ao ex-presidente;
-omissão quanto à transferência do empreendimento para a OAS;
-omissão quanto ao exercício das faculdades inerentes à propriedade do tríplex pela OAS e pela desconsideração de elementos de -prova que mostram que o ex-presidente jamais teve a propriedade ou a posse do imóvel;
-omissão quanto à origem do dinheiro usado para o custeio do tríplex e para as reformas;
-contradição ao defender imparcialidade, desrespeitando diversas vezes o ex-presidente e a sua defesa;
-omissão sobre equívocos apresentados em reportagem do jornal “O Globo”, apontados nas alegações finais do ex-presidente;
-omissões quanto à pena aplicada

Este recurso é analisado pelo próprio juiz Sérgio Moro – não existe prazo definido para isso. Enquanto não houver decisão, o prazo para apelação, que é outro recurso analisado no Tribunal Regional Federal (TRF 4ª Região), em Porto Alegre, fica suspenso
“O cenário apresentado pela sentença se torna ainda mais temerário quando se verifica que este juízo, na ausência de provas da acusação, toma como verdadeiras as afirmações de pessoas que, por circunstâncias diversas, não merecem maior credibilidade nas afirmações lançadas nestes autos – como o colaborador Delcídio do Amaral, além de Pedro Corrêa e Léo Pinheiro”, diz trecho do recurso.
Ainda de acordo com os advogados de Lula, a sentença tem “fundamentação” alicerçada nas declarações do corréu e aspirante a delator Léo Pinheiro.

Outros processos de Lula
O ex-presidente é réu em outras duas ações da Lava Jato: uma ligada à Operação Janus, que trata de contratos no BNDES, e outra relacionada à Operação Zelotes, que apura venda de medidas provisórias.

Lula também foi denunciado no caso envolvendo o sítio em Atibaia, no interior de São Paulo, no âmbito da Lava Jato.
Ele é alvo ainda de dois inquéritos na Lava Jato: um sobre a formação de organização criminosa para fraudar a Petrobras, e outro sobre obstrução das investigações ao tomar posse como ministro de Dilma. Na Zelotes, ele é investigado em inquérito sobre a edição da medida provisória 471, que criou o Refis.

Temer trocará ministros para se vingar de partidos infiéis

O presidente Michel Temer (PMDB) pretende se vingar dos partidos da base aliada que deram votos contra ele na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na última quinta-feira. De acordo com relatos de interlocutores do presidente, o peemedebista pretende fazer uma reforma ministerial para desalojar cinco ministros pertencentes a PSDB e PSB, principalmente.
Outros partidos podem entrar na mira do presidente após a votação em plenário, marcada para o dia 2 de agosto. Tudo vai depender do nível de fidelidade da base na votação decisiva. O presidente pretende fazer as mudanças logo após a decisão do plenário. Mesmo que a Casa Legislativa vote para autorizar o processamento da denúncia, Temer só será afastado se o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) recebê-la.
A ideia no governo é trocar os membros de partidos com alto índice de traição por representantes de legendas que deram provas de fidelidade. Os partidos do chamado centrão, como PP, PSD, PR e PTB, garantiram 100% de fidelidade a Temer na CCJ e, por isso, podem ganhar o espaço que tucanos e socialistas devem perder na Esplanada dos Ministérios.