.

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

COLUNA DA DRA FRANCIMARA: "O Drama da alienação parental"

No momento da separação ou do divórcio, é comum que os cônjuges, inflamados por problemas matrimoniais, usem (in)conscientemente os filhos do casal como meio de subjugar seu antigo parceiro.

Por vezes as crianças são usadas como mensageiros das ameaças feitas de um cônjuge para o outro e, ainda pior, são levadas a crer que aquele seu pai (ou mãe) são pessoas más, que não os amam, ou que não valorizam a família.

Como é de se imaginar, tal prática é extremamente danosa à qualidade de vida de uma criança, de modo que o direito a impede e a combate cada vez mais.

A Lei nº 12.318/2010, que versa sobre a alienação parental, a define em seu artigo segundo nos seguintes termos:

"Art. 2º. Considera-se ato de alienação parental a interferência na formação psicológica da criança ou do adolescente promovida ou induzida por um dos genitores, pelos avós ou pelos que tenham a criança ou adolescente sob a sua autoridade, guarda ou vigilância para que repudie genitor ou que cause prejuízo ao estabelecimento ou à manutenção de vínculos com este."

O difícil, na verdade, é identificar a ocorrência de tal situação, porém com a ajuda de psicólogos, assim como outros profissionais aptos a identificar a mudança de comportamento da criança, o próximo passo se torna acionar o Poder Judiciário na tentativa de cessar os danos emergentes e reparar os passados.

Se você passa por situação semelhante, fique atento! No futuro tais comportamentos podem influir negativamente na vida de seu(a) filho(a).

Boa semana a todos, e até a próxima!


Francimara A. dos Santos Molina
Advogada – OAB/RN 8.950

PARELHAS: "Prefeito deve exonerar pelo menos 20 comissionados"

O prefeito de Parelhas Alexandre Petronilo, deve tomar mais uma medida impopular no seu governo, para tentar chegar ao limite prudencial estabelecido pelo Tribunal de Contas.

Devem deixar a gestão no mínimo 20 cargos comissionados, entre secretários, coordenadores e subcoordenadores.

A medida vai ser tomada o quanto antes, sob pena do gestor responder por improbidade administrativa.

Agora cá entre nós, adivinhem pra quem vai sobrar?




VEREADOR FRANK: "Temer não é somente corrupto ele é um ladrão dos direitos dos trabalhadores"

O vereador Frank Professor usou a tribuna da Casa durante a sessão ontem(03) e fez um discurso empolgante sobre o resultado da votação que arquivou a denúncia de corrupção contra o atual presidente da república.
Em tom sereno, como é de seu perfil, o vereador disse que Michel Temer não comete apenas corrupção com o dinheiro público, ele rouba todos os dias os direitos dos trabalhadores.
"Não faço aqui nenhum defesa de corruptos, a presidente Dilma foi tirado do governo por pedaladas fiscais, ao contrário de Michel Temer, que teve seu assessor direto Rocha Loures, flagrado carregando um mala de dinheiro, todo o Brasil viu isso. Como também assistiu atônito o presidente, em uma gravação dizer que o pagamento de propina a Eduardo Cunha deveria prosseguir, para  o mesmo permanecer calado. O Brasil assiste todos os dias, Michel Temer tirar direitos do trabalhadores e aposentados. Então Temer não é somente corrupto, ele é um ladrão dos direitos do povo brasileiro". Discursou Frank Kleber


WALTINHO COM AS BURRAS CHEIAS: "Mais de R$ 6 milhões foi o que Walter Alves recebeu do governo Temer"

O PMDB, sigla de Temer, foi o partido mais fiel, durante a sessão que derrubou a continuidade da denúncia da Procuradoria Geral da República. Dos seus 63 parlamentares, 84% apoiaram o presidente na votação, enquanto 10% ficaram contra o próprio colega de legenda. Entre os tucanos, o placar ficou dividido: 45% votaram a favor de Temer e 47% contra.
O deputado federal e presidente regional do PMDB do RN, Walter Alves que votou para livrar Temer, amigo do seu primo e ex-ministro do Turismo Henrique Alves que se encontra preso por denúncia de corrupção e recebimento de propina nas obras do estádio Arena das Dunas em Natal, recebeu mais de R$ 6 milhões de emendas segundo informações do portal Contas Abertas.


OPERAÇÃO BLACKOUT CAICÓ: "Vejam as pessoas presas na operação desta sexta-feira"

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou na manhã desta sexta-feira (4) a operação Blackout, que investiga contrato de iluminação pública da Prefeitura de Caicó, no valor de R$ 1.138.970,00. A operação conta com a participação de 16 promotores de Justiça, além do apoio do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MPRN e do MPPE, e das Polícias Militares potiguar e pernambucana. Os elementos levantados na investigação demonstram que a associação criminosa atua de forma serial na prática de crimes como peculato, corrupção passiva, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e fraude a procedimento licitatório. Ao todo foram 12 mandados de busca e apreensão em órgãos públicos, empresas e residências particulares e seis mandados de prisão, expedidos pelo juiz da vara Criminal de Caicó.
Os mandados de prisão foram para: Allan Emanuel Ferreira da Rocha, Felipe Gonçalves de Castro, João Paulo Melo Alves da Silva, Jorge Araújo, Abdon Augusto Maynard Junior, Ruth de Araújo Ferreira.
Mandado de busca também sendo cumprido na casa do ex-prefeito da cidade Roberto Germano.

COBRANÇA: "Centrão cobra fatura a Temer"

Passada a comemoração da vitória, o presidente Michel Temer está sendo pressionado pelos partidos do centrão a rever os espaços no governo e reduzir a participação do PSDB, que tem quatro ministérios e deu 21 votos a favor da denúncia. Temer pediu uma “radiografia da votação” para saber as justificativas dos aliados que traíram o governo.
Integrantes dos partidos do centrão — especialmente do PMDB, PR, PTB e PP — exigem nova configuração do governo. Vice-líder do PMDB na Câmara, Hildo Rocha (MA) defendeu ontem que o PSDB perca a metade dos seus ministérios.
— O que se decidiu ontem era se o presidente continuaria ou não na Presidência. Quem votou contra não pode fazer parte da base. Que o PSDB fique com a metade (dos ministérios), já que votou pela metade — disse Rocha. As informações são de O Globo.