.

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

CAICÓ: "Vereador Lobão cotado para ser suplente de Agripino Maia"

O primeiro-suplente do senador José Agripino Maia já está quase acertado, falta apenas o vereador Lobão do MDB de Caicó aceitar o desafio de ser candidato..
Lobão é o mais entusiasmado liderado do vice-prefeito de Natal Álvaro Dias e fiel defensor do prefeito Batata Araújo.
Lobão está longe do ex-prefeito Roberto Germano..
A indicação de Lobão, para ser o primeiro suplente de José Agripino é do vice-prefeito de Natal Álvaro Dias e do prefeito de Caicó Batata.
Blog do Primo


Moro tem imóvel em Curitiba, mas recebe auxílio-moradia

O juiz Sérgio Moro, comprou um imóvel de 256 m² no bairro do Bacacheri, de classe média, em junho de 2002,  do juiz federal do TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), Márcio Antonio Rocha, por R$ 173.900 (R$ 460 mil em valores atualizados).
Como dono de imóvel próprio na capital paranaense, Moro fez uso de decisão liminar de setembro de 2014, do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luiz Fux, para passar a receber auxílio-moradia no valor de R$ 4.378.
O recebimento de auxílio-moradia por um juiz que possui imóvel na cidade onde trabalha não é ilegal, mas levanta questionamentos.
Nesses casos, na prática o valor do benefício é incorporado ao salário do magistrado, mas não conta para o teto constitucional dos vencimentos do setor público, de R$ 33.763.
A prática é comum no Poder Judiciário. 

PESQUISA: "Governo Temer é rejeitado em todas as áreas"

As pesquisas internas do governo mostram que a atuação da administração de Michel Temer é negativa em todas as áreas. A política contra o desemprego é desaprovada por 74%. O combate à fome e à inflação, por 69%.

Só 6% acham que a economia está melhorando sob Temer. Do total, 42% dizem que sua situação está pior agora do que há seis meses.
Entre tantos números desanimadores, coletados pelo Ibope, um é positivo para Temer: caiu o percentual de pessoas que acham que o governo está piorando. Eram 43% em maio e agora são 28%. E 40% acreditam que sua situação pessoal vai melhorar.
Uma outra pesquisa, do MDB, será feita de forma aprofundada em todos os Estados para que o presidente rode o Brasil com discursos afinados para cada plateia. Parte da equipe de Temer segue acreditando numa recuperação que pode colocá-lo no páreo para a reeleição, caso a economia reaja. 

FLÁVIO ROCHA: "Não sou candidato por falta de voto"

Flávio Rocha, da Riachuelo, se reuniu com o ministro Moreira Franco (Secretaria-Geral) na terça (30). Depois da conversa, o governo passou a trabalhar com a certeza de que o empresário é candidato à Presidência e já está procurando até partido para se filiar.
Rocha diz que a reunião com Moreira Franco era para discutir o apoio que o IDV (Instituto do Desenvolvimento do Varejo) dará para ajudar a divulgar a propaganda da reforma da Previdência. A pauta não era política, afirma.
“Eu não rejeito a ideia de ser candidato. Só não sou por falta de voto”, afirma. Só em fevereiro Rocha vai para Vitória, Porto Alegre , Rio, Recife, Salvador, Fortaleza, Belo Horizonte, Natal e Curitiba para divulgar as ideias do Brasil 200, movimento que criou para defender propostas liberais. 
As informações são da colunista Mônica Bérgamo – Folha de São Paulo.

ATUAÇÃO: "Nelter Queiroz na luta pela implantação do IFRN em Jucurutu"

Dando prosseguimento aos trâmites visando à possível viabilização de um Campus Avançado do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) em Jucurutu, por articulação do deputado estadual Nelter Queiroz (MDB), da vereadora Paula Torres (PDT) e do senador José Agripino Maia (DEM), técnicos do próprio IFRN e do Ministério da Educação (MEC) estiveram no município, nesta quinta-feira (1º), realizando vistorias em diversos estabelecimentos colocados à disposição pela população e pelo poder público pra instalação do equipamento.

Comandada pelo diretor de engenharia e infraestrutura do IFRN, Carlos Guedes e pelo arquiteto e representante do MEC, Fernando Jaber, a comitiva técnica também contou com a participação do engenheiro Haroldo Andrade, do engenheiro eletricista Franklin Tobias, do professor José Eurico Queiroz, e do pró-reitor de Pesquisa e Inovação do IFRN, Márcio Azevedo.

Após encontro na sede do Poder Legislativo Municipal de Jucurutu, a comitiva também passou a ser integrada por diversos membros da sociedade civil local, a exemplo do deputado Nelter Queiroz, da vereadora Paula Torres, do vereador Jubira Saldanha (PSD), do vereador Edivan Fernandes (MDB), do vereador Faguinho Brito (PSD), do vereador Francinildo Aquino (MDB), do vereador Nego do Povo (PSDB), do vereador Rubinho (MDB), do ex-vereador Juarez Garcia, do empresário e presidente do PSDB local, Popó Saldanha, do presidente do PODEMOS local, Alison Amaral, do prefeito Valdir Medeiros e parte de seu secretariado, além da imprensa do município, dentre outros.


PARELHAS: "Central do Cidadão deverá ser inaugurada na segunda quinzena de fevereiro"

Está marcada para o mês de fevereiro a inauguração da Central do Cidadão aqui da cidade de Parelhas.

De acordo com informações colhidas pelo Blog, os últimos ajustes já estão sendo feitos no prédio, onde vai funcionar a unidade e os móveis e equipamentos devem chegar nos próximos dias.

A Central do Cidadão, vai beneficiar centenas de trabalhadores que não precisarão mais viajar á Caicó ou Currais Novos para dá entrada em Seguro de Desemprego. 

Além disso, emplacamentos ou transferências de veículos poderão serem feitos aqui mesmo na cidade.

O governo do estado pretende inaugurar a Central do Cidadão já agora na segunda quinzena de fevereiro.



JUSTIÇA: "Bolsonaro será julgado por apologia ao crime"

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse nesta quinta-feira (1) que acredita que as duas ações penais de sua relatoria em que o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) é réu podem ser julgadas nos próximos seis meses.
As duas ações penais deverão ser julgadas pela Primeira Turma do STF. Numa delas, o pré-candidato à Presidência da República é réu por injúria e apologia ao crime. A autora é a deputada federal Maria do Rosário (PT/RS), sobre quem Bolsonaro declarou, em 2014, que “não estupraria a deputada porque ela não mereceria”. A outra denúncia é do Ministério Público Federal (MPF), que enxerga, na conduta do deputado, incitação ao crime de estupro.
“São duas ações penais, uma privada, outra pública. Uma está mais adiantada que a outra, numa delas falta oitiva de três testemunhas. Então, o ideal é julgar junto, porque os fatos são os mesmos, a categorização é que ficou diferente”, disse Fux a jornalistas. 
As informações são da Agência Estado.