.

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

CENTRO INTEGRADO ECON: "Agenda da semana de 25 á 29 de setembro"


Em Parelhas, Nelter Queiroz sugere que MPT acabe com facções criminosas e não com facções têxteis

Na manhã do último sábado (23) o deputado estadual Nelter Queiroz (PMDB) esteve no município de Parelhas, onde participou da segunda audiência pública em defesa da manutenção dos empregos gerados através do Programa de Interiorização da Indústria Têxtil (Pró-Sertão), nas facções de costura em todo o Rio Grande do Norte, principalmente no Seridó e Vale do Assú.

Desta vez o encontro que reuniu diversas lideranças políticas, empresariais, religiosas e dos trabalhadores, aconteceu na sede da Associação dos Caminhoneiros Parelhenses (ACAMPAR), e foi viabilizada pela Câmara Municipal de Vereadores de Parelhas.

Em sua fala, além de sugerir que o Ministério Público do Trabalho (MPT) acabe com as facções criminosas e mantenha as facções têxteis, o parlamentar destacou seu orgulho em defender a dignidade de várias famílias do Seridó e Vale do Assú. “Vivemos tantos problemas no Brasil, nos municípios e no mundo, será que essa procuradora [do MPT, Ileana Neiva Mousinho] não faz uma reflexão dos problemas que já são tantos?”, indagou Nelter Queiroz, mostrando que a ação movida contra a Guararapes, caso concretizada, gerará mais um grande e grave problema social, pois desempregará pais e mães de família, além de jovens trabalhadores.

Ainda em seu pronunciamento, Nelter relembrou o título de “Persona non grata” direcionado à procuradora Ileana Neiva Mousinho e convocou trabalhadores e faccionistas a participarem da audiência pública na Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Norte, que ocorrerá no próximo dia 02 de outubro, e que discutirá toda a problemática gerada pela ação movida pelo Ministério Público do Trabalho contra a empresa Guararapes.


A DISPOSIÇÃO: "Fátima Bezerra se propõe a mediar “impasse” entre MPT e Guararapes"

A senadora Fátima Bezerra (PT), se colocou a disposição para contribuir com o impasse criado entre o Ministério Público do Trabalho(MPT) e a Guararapes Confecções. Segundo Fátima a única saída para resolver a questão é a via da mediação.

De acordo com a Senadora a situação é conflitosa estão em jogo três fatores: A manutenção de empregos, a sobrevivência dos pequenos empresários e a proteção dos direitos dos trabalhadores.

"O MP tem um papel fundamental nesse sentido e a melhor maneira de solucionar o problema é pela mediação". Destacou Fátima

Fonte: AgoraRN


DEM é o partido que mais perdeu deputados em 10 anos

Com evasão de 37 deputados e filiação de dez, o DEM foi o partido que teve a maior perda na Câmara desde 2007. A sigla hoje negocia a entrada de até 12 deputados na sua bancada de 29 parlamentares, e é uma das mais interessadas na antecipação da janela partidária.
Após a filiação do senador Fernando Bezerra (PE) ao PMDB e as abordagens pelo partido ao deputado Marinaldo Rosendo (PSB-PE), a disputa por outros dissidentes do PSB causou conflito com o partido do presidente Michel Temer. O líder do partido na Câmara, Efraim Filho (PB), chamou as atitudes do PMDB de “mesquinhas” e disse que os “rumos definidos” do DEM “falam mais forte que a caneta do PMDB”. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), também reclamou do assédio do PMDB.
“Gerou um desconforto, um ruído. Não é o tratamento que um aliado espera receber. Parece que o PMDB acredita que a agenda do partido é maior que a agenda do Brasil”, disse Efraim Filho. “Essas atitudes mesquinhas do PMDB acabam fragilizando (o apoio do DEM)”. As informações são da Agência Estado.

Horário de verão será mantido, diz ministério

Ministério de Minas e Energia informou que o horário de verão da temporada 2017/2018  será mantido. Com isso, os relógios deverão ser adiantados em uma hora a partir de 15 de outubro nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país. O horário de verão deve ser encerrado em 19 de fevereiro de 2018. Desde 2008 ele se encerra no terceiro domingo de fevereiro do ano seguinte.
Estudo do Ministério de Minas e Energia apontou queda da economia de energia gerada pela implantação do horário de verão. Isso vem acontecendo por causa da mudança de perfil do consumidor.
O estudo foi enviado para a Casa Civil, que chegou a divulgar que faria uma enquete para saber a opinião da população sobre o assunto.  Diante da proximidade do início do horário de verão, o governo avaliou que não haveria tempo hábil para realizar essa enquete.

CONTRADIÇÃO: "Rogério Marinho é anunciado em Parelhas como o deputado do emprego"

Durante o evento que aconteceu no último sábado, aqui na cidade  de Parelhas, um fato não passou despercebido.
O locutor, ao anunciar o Deputado Federal Rogério Marinho, se referiu  ao mesmo como o deputado do emprego. Contradição? Sim e muita!

Rogério Marinho foi o responsável pelo fim dos direitos trabalhistas, que sepultou  a CLT(Consolidação das Leis do Trabalho), por causa de Rogério, os trabalhadores perderam direitos adquiridos a séculos e diante de um grande público ser anunciado como o deputado do empregos é no mínimo querer fazer o povo de besta.

Na verdade o que deveria ser um grito, em defesa do empregos de milhares de mães e pais de família, transformou-se numa tentativa de fazer com que o povo esquecesse as maldades feitas contra esse mesmo povo, na calada da noite no Congresso Nacional.

Classificar Rogério Marinho como deputado do emprego, não é só contraditório, é querer fazer o trabalhador e a trabalhadora que tem vivido dias difíceis, de massa de manobra, é usar a dor do povo para sobreviver politicamente.


PRÓ-SERTÃO: "Empresários e trabalhadores se reúnem em Parelhas em defesa do emprego"

Empresário, trabalhadores e políticos participaram neste sábado (23) de mais uma mobilização em defesa do emprego na indústria têxtil do Rio Grande do Norte. O encontro aconteceu no município de Parelhas, na região do Seridó, onde estão concentrada as facções do projeto “Pró-Sertão”.
As pequenas unidades geram mais de 500 empregos na região. Elas se sentem ameaçada devido o confronto do Grupo Guararapes com o Ministério Público do Trabalho (MPT-RN). O empresário Flávio Rocha ameaça sair da parceria com as facções se o MPT mantiver uma multa de mais de 36 milhões de reais, em consequência de questões trabalhista.
O principal impacto negativo, caso as facções de costura parem de funcionar, será o fechamento de quase três mil vagas de emprego, espalhadas por todo o interior do estado, mas concentrados principalmente no Seridó.
O prefeito de Parelhas Alexandre Dantas destacou o importante papel social do Pró-Sertão, programa que implementou as oficinas de costura no interior. “Muitas pessoas viram no programa seu primeiro emprego. Outras saíram do Bolsa Família. E só em capacitação, aqui foram mais de 3 mil beneficiados”

PARELHAS EM DESTAQUE: "Música feita em defesa do emprego percorre o Nordeste"

OS VELHINHOS SE DIVERTEM: "Por ter 72 anos, Agripino teve a punição extinta"

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o arquivamento de investigação sobre o presidente do DEM, senador Agripino Maia (RN). pelo suposto recebimento de “vantagens não contabilizadas” da Odebrecht, no valor de R$100 mil, para sua campanha ao Senado em 2010.
Em parecer, o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot considerou que, por ter 72 anos, Agripino teve a punição extinta, em razão da prescrição.
Mas o inquérito ainda continua em tramitação para o filho do senador, o deputado Felipe Maia (DEM-RN), que teria participado da transação.
“Arquive-se o inquérito quanto ao Senador José Agripino Maia, ante a ocorrência da prescrição da pretensão punitiva do Estado”, despachou o ministro.
O caso saiu da Operação Lava Jato por não ter relações com desvios na Petrobras e por isso foi encaminhado, por sorteio, do ministro Edson Fachin para análise de Lewandowski.

Blog do Primo

ELEIÇÕES 2018: "PT e PMDB negociam formar alianças em cinco Estados no Nordeste"

Rompidos no plano nacional desde o impeachment da presidente cassada Dilma Rousseff, PT e PMDB já negociam alianças para as eleições de 2018 em pelo menos cinco dos nove Estados do Nordeste. A aproximação se dá por uma combinação de fatores. A força que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ainda tem na região atrai os peemedebistas, ao passo que o fato de o PMDB ser o partido com maior tempo de TV e ter o maior número de prefeituras do País é um atrativo para o PT.
O caso mais emblemático é o do Ceará. No Estado, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), vem conversando com o governador Camilo Santana (PT) para estarem na mesma chapa em 2018. Pelas negociações, Eunício apoiaria a reeleição do petista Em troca, o peemedebista garantiria para ele uma das duas vagas de senador na chapa de Santana. A outra vaga deve ir para o ex-ministro Cid Gomes (PDT), irmão do ex-ministro Ciro Gomes, pré-candidato a presidente da República.
Em 2014, Eunício e Santana foram adversários na disputa pelo governo do Estado. Em 2018, porém, quando precisa renovar o mandato, o peemedebista já deu declarações públicas de que pode apoiar Lula no Ceará. “O PMDB vai fazer coligações nos Estados livremente, com quem achar que é conveniente”, disse o senador em entrevista nesta semana. O próprio ex-presidente dá aval para a aliança. “Se der para fazer chapa Lula, Camilo, Cid e Eunício, topamos discutir”, afirmou o deputado José Guimarães (PT-CE), um dos mais próximos de Lula. 
As informações são de Igor Gadelha, O Estado de S.Paulo.

BALCÃO DE NEGÓCIO: "Nova denúncia contra Temer acirra disputas por cargos"

Guichê aberto A chegada da nova denúncia contra Michel Temer à Câmara acirrou disputas por cargos e levou o presidente a se envolver com os casos mais sensíveis. O ex-deputado Valdemar Costa Neto (SP), cacique do PR e condenado no mensalão, disse a Temer que o partido acha pouco o Ministério dos Transportes e quer a Secretaria de Portos também. Para atendê-lo, o presidente teria que desalojar um apadrinhado do senador Jáder Barbalho (PMDB-PA), coisa que Temer prefere evitar.
Fatiado O governo definiu que cargos do segundo escalão serão negociados diretamente com as bancadas dos partidos. O PP, que estava irrequieto, deu sinais de que ficou saciado com a superintendência do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).
Sem pressa Aliados de Temer disseram a políticos e investidores que ainda não definiram uma estratégia para a votação da segunda denúncia por motivo pragmático. O tempo, dizem, agora conta a favor do presidente.
Calendário Segundo eles, não faria sentido afastar o peemedebista para promover uma eleição indireta em março ou abril de 2018, em meio aos preparativos para o pleito regular em outubro. As informações são da coluna Painel, Folha de São Paulo.