.

quinta-feira, 20 de julho de 2017

BAIXEI PRÁ VENDER LOGO: "Fiat Siena tetrafuel 1.4 2007 completo de tudo"


Vendo Siena 2007 1.4 tetrafuel (gasolina, álcool e gás natural de fábrica). Completo de tudo, ar, trava, alarme, vidro, direção hidráulica, computador de bordo e faróis de neblina. 

Valor R$ 16.500. 

Interessados entrar em contato: 84 9 9644-2217(ZAP)

Falar com Ivanildo Souza.

CURRAIS NOVOS: "Lula visitará a cidade no próximo mês"

O Ex-Presidente da República Luís Inácio Lula da Silva, prosseguindo com sua agenda pelo país, visitará Currais Novos/RN no próximo mês, sendo recepcionado pelo povo seridoense e pelo companheiro de partido o prefeito Odon Jr. É esperado um grande número de simpatizantes na visita do ex-presidente.

POLÍTICA: "Prefeitos pressionados a cumprir o que prometeu"

A vida não anda nada fácil para os prefeitos eleitos nessa legislatura, dificuldades financeiras nos municípios, crise econômica nacional e agravada no RN e a velha “cultura” de quê prefeitura não é órgão gestor e sim empregador.

Tem cidade em que os correligionários votaram pela mudança, mas queriam apenas a troca de poder e, agora, choram nos pés dos seus candidatos atrás de benesses e principalmente empregos, para o gato, a galinha e o periquito de casa.

Em meio à essa saia justa, os prefeitos estão comprometidos até o pescoço com o MP e o TCU que imperativamente exigem o corte de gastos. Como servir a dois senhores? De um lado a política de distribuir os despojos da “conquista”, do outro a mão forte e pesada da LEI e suas consequências.




O POVO PAGANDO A CONTA: "Temer decide elevar impostos sobre combustíveis para fechar conta do ano"

O presidente Michel Temer decidiu aumentar impostos para fechar as contas deste ano, apesar da crise política e de sua baixa popularidade. O governo já bateu o martelo pela elevação da alíquota do PIS/Cofins que incide sobre combustíveis e não depende do aval do Congresso. A medida pode entrar em vigor imediatamente por meio de um decreto.
Nos cálculos da área técnica do governo, cada R$ 0,01 de aumento na alíquota do PIS/Cofins sobre a gasolina resulta em uma arrecadação anual de R$ 440 milhões. No caso do diesel, a receita é de R$ 530 milhões.
A decisão sobre o aumento do imposto veio no dia em que o governo identificou um buraco de aproximadamente R$ 10 bilhões para cobrir no Orçamento. A estimativa inicial era de que parte desse buraco teria que ser coberta por meio da elevação da carga tributária.
Segundo apurou o Estadão/Broadcast, até quarta-feira, 19, o governo ainda trabalhava com a possibilidade de ter que aumentar outro tributo para compensar a perda de arrecadação. As alternativas seriam o aumento da alíquota de IOF sobre o câmbio ou operações de crédito e a elevação da Cide sobre combustíveis. A decisão, no entanto, ainda não havia sido tomada.
O desenho final será divulgado nesta quinta-feira, 20, junto com o relatório trimestral de avaliação de receitas e despesas do Orçamento, que mostra como o governo pretende atingir a meta de não ultrapassar o déficit de R$ 139 bilhões em 2017. O presidente Michel Temer vai se reunir com a equipe econômica para fechar os detalhes.
Embora tenha dito diversas vezes não ter intenção de elevar tributos, a avaliação no Planalto é de que, como as receitas previstas pela área econômica não se confirmaram, um aumento de R$ 0,10 no preço do litro da gasolina não teria grande impacto no bolso do consumidor e ainda ajudaria as contas públicas. O impacto dessa elevação do imposto na inflação seria amenizado porque a gasolina tem sofrido seguidas reduções de preço.
Fontes do governo reconheceram que elevar o tributo é uma medida difícil, mas pior do que ela seria não cumprir a meta.
A área técnica da Fazenda trabalhava com a possibilidade de ainda ter que fazer um novo corte de despesas do Orçamento, embora pequeno, e trabalhava para evitar esse caminho. Com o corte de R$ 39 bilhões, atualmente em vigor, ministérios e órgãos enfrentam dificuldade em manter a máquina funcionando.
Como uma elevação do PIS é imediata, e a da Cide exige 90 dias para entrar em vigor, o governo pode fazer um movimento conjugado: aumenta o PIS temporariamente até a tributação da Cide entrar em vigor – estratégia que já foi adotada antes.
O PIS/Cofins do etanol também pode ser elevado. A preocupação no governo era a de que a decisão não prejudicasse a competitividade relativa do etanol frente à gasolina. O preço do açúcar em Nova York disparou ontem e um dos motivos apontados por analistas foi a possibilidade do aumento. O setor ontem esperava uma alta de 11% no PIS da gasolina. A alíquota de R$ 0,67 iria para R$ 0,75. 

CASO DE POLÍCIA: "Ex-namorada denuncia Eduardo Bolsonaro na Delegacia da Mulher por ameaças"

A jornalista Patrícia Lélis registrou um boletim de ocorrência contra o ex-namorado Eduardo Bolsonaro (PSC-SP) na última terça-feira (18). Segundo publicou em seu Instagram, ela sofreu injúrias e ameaças pelo celular do deputado federal. O caso foi registrado na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM), em Brasília.
“Voltei a sofrer ataques machistas de haters, e de pessoas simpatizantes do então deputado, enfim, fascistas seguidores de Eduardo e sua turma, e como se não bastasse: Uma ameaça direta do próprio”, afirma a postagem, feita na noite de ontem, com uma foto de um boletim de ocorrência.
A polêmica começou no dia 11 de julho, quando rodou pelo Facebook o print de uma postagem que supostamente pertencia à página privada do deputado federal. No texto, ele estaria reclamando de uma ex-namorada que “é vista em balada LGBT acompanhada de médico cubano, usando uma roupa vulgar”
Ex-namorada denuncia Eduardo Bolsonaro na Delegacia da Mulher por ameaças


FIQUE DE OLHO: "Consumidor que encontrar produto vencido ganhará outro de graça"

O consumidor que encontrar um produto vencido nas prateleiras do supermercado levará, gratuitamente, um produto igual, próprio para consumo. É desse modo que funcionará, a partir do mês de agosto, o projeto “De Olho na Validade”, lançado na tarde de hoje, 18, pelo Governo do Estado, por meio do Procon em parceria com a Associação dos Supermercados do RN (Assurn).
A iniciativa estimula o consumidor a ficar mais atento às datas nos rótulos e penaliza os estabelecimentos participantes que mantiverem produtos vencidos em suas prateleiras. Por isso é interessante que os consumidores prefiram o comércio que aderiu ao projeto. “Os direito do consumidor estão sendo fortalecidos em nossa gestão. Está é uma parceria de modernidade, na qual o público e o privado se encontram para defender a população”, disse o governador após assinar o termo de cooperação que subsidia o programa.