.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

COISAS DA POLÍTICA: "Álvaro Dias foi prá manga e manga verde da cor do partido dele"

O deputado estadual Álvaro Dias (PMDB), que sempre esteve no Seridó segurando e empunhando a bandeira de Henrique e Garibaldi Alves. Sentiu o gostinho do desprezo por parte das duas lideranças do partido.
Álvaro Dias foi o primeiro a se lançar candidato à presidência da assembleia, é o grande nome do PMDB de Caicó e parte da região do Seridó. Mas mesmo assim não conseguiu ter como aliados o Senador Garibaldi Alves e o ex-deputado federal Henrique Alves.
Segundo a grande imprensa da capital potiguar Henrique tentava segurar o PMDB e pedia para votarem no presidente Ricardo Motta, já o senador Garibaldi Filho convencia os peemedebistas a votarem em Ezequiel.


SEM LIDERANÇA: Quase todos os deputados do PMDB não seguiram orientação de Henrique Alves

O inferno astral-político de Henrique Alves parece não ter fim. Após perder uma eleição para governo, depois ver seu candidato a FERMURN ser derrotado, fevereiro chega para Henrique como terminou 2014 com derrotas! Os dois primeiros dias de fevereiro vieram com a verdadeira demonstração de que Henrique não tem mais quase força politica, precisa urgentemente de um giro de 360 graus na política potiguar.
Henrique mostrou sua anemia politica na eleição da Presidência da Assembleia Legislativa, dos deputados do PMDB nenhum atendeu a orientação dele para votar em Ricardo Motta, alias, somente Nelter Queiroz declarou apoio a Ricardo Motta, e dizem que não foi pelo pedido de Henrique, mas pelo compromisso assumido com Ricardo Mota.

ENFIM UMA BOA NOTÍCIA: "Graça Foster não é mais presidente da Petrobras"

Graça Foster será substituída no cargo de presidente da Petrobras. O Palácio do Planalto já informou a atual chefe da petrolífera sobre a decisão. A presidente Dilma Rousseff convenceu-se nos últimos dias que a manutenção de Graça era insustentável e prejudicial à estatal. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.
Enquanto conseguiu, Dilma segurou Graça, que é sua amiga pessoal, no cargo. A divulgação de que a Petrobras deveria baixar seus ativos em R$ 88 bilhões por conta da corrupção e da ineficiência de planejamento, feita na semana passada, foi decisivas para a escolha.
De acordo com informações do jornal Folha de S.Paulo, o ministro Joaquim Levy, da Fazenda, está pessoalmente tratando da escolha da próxima pessoa que ocupará o cargo. Ele esteve em São Paulo onde fez as primeiras sondagens para escolher o novo presidente da Petrobras.
Em um curto período de tempo, a estatal brasileira perdeu quase 75% de seu valor de mercado devido à política de investimentos utilizada e, principalmente, com a evolução da Operação Lava Jato, que deflagrou esquema de corrupção na estatal.

DEU NO BLOG DA THAISA GALVÃO...

 Na noite desta segunda-feira, ao Blog, o governador Robinson Faria confirmou que só havia um jeito dele entrar na disputa da mesa diretora da Assembleia Legislativa: caso o próprio Dias fosse o candidato.
“Para ele eu pediria votos”, disse Robinson, reafirmando que não se envolveu diretamente na campanha de ninguém.
"Convidei meu amigo José Dias para ser o candidato a presidente. E disse a ele, na frente de alguns deputados, que só Zé Dias sendo candidato para eu começar a pedir votos. Para Zé Dias eu pediria", afirmou o governador.
E o governador Robinson Faria se pronunciou ao Blog sobre a decisão do deputado José Dias de romper com o governo e dar declarações o acusando de traidor.
Procurado pelo Blog, o governador declarou que "para o deputado José Dias eu só tenho palavras de gratidão, amizade e respeito".
Dias era o nome com quem o governador contava para ser seu líder na Assembleia Legislativa.

NAS ENTRELINHAS...

Ainda na entrevista ao Blog do Marcos Dantas, o presidente eleito da Assembléia Legislativa, deputado estadual Ezequiel Ferreira fez mistério sobre sua permanência no PMDB.
Indagado se deixaria o partido para se filiar ao PL, partido que será comandado no Estado pelo governador Robinson, o presidente limitou-se a responder que, “hoje eu sou do PMDB, mas não podemos afirmar se amanhã ou depois determinados fatos ou circunstancias farão com que a gente mude de partido”.

já no senado Fátima Bezerra discute retorno do subsídio para a compra do milho em Brasília

Diante da estiagem que atinge o Rio Grande do Norte desde ano de 2012, o titular da Secretaria de Estado de Assuntos Fundiários e Apoio à Reforma Agrária (SEARA), Raimundo Costa, solicitou à senadora Fátima Bezerra que, mediante diálogo com a Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB), possa editar uma nova portaria garantindo o subsídio para a compra de milho para a agricultura familiar, considerando que a portaria anterior teve vigência até 31 de dezembro do ano passado.
Atendendo ao pedido do secretário, a senadora irá se reunir com o Superintendente Nacional da CONAB, em Brasília, para tratar sobre a pauta da compra do milho e cobrar providências para a situação dos agricultores. No último ano, o Governo Federal, por intermédio da CONAB, adotou uma estratégia de disponibilizar a venda no balcão do milho subsidiado, com amparo na Portaria Interministerial nº 710/14 ao preço de R$ 18,12 (dezoito reais e doze centavos), para os agricultores e agricultoras familiares com Declaração de Aptidão ao PRONAF (DAP), enquanto que no mercado, no mesmo período, o custo era de R$ 45,00 (quarenta e cinco reais) a saca de 60 quilos.