.

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

BLOG INFORMA: "Drª Anna Paula Medeiros atenderá nesta terça e quarta-feira á partir das 14h"



A nutricionista parelhense Drª Anna Paula Medeiros, comunica que estará atendendo nesta terça e quarta-feira, na Clínica Dr. Manoel Marques á partir das 14h.


Agende já sua consulta e entre para o Método Top Line mais famoso do Brasil.



Agendamentos:
(84) 9 9918-0856
(84) 3471-3091

RN: "Capela é arrombada e imagens sacras queimadas em São Gonçalo do Amarante"

Moradores do distrito de Guajirú, no município de São Gonçalo do Amarante estão indignados após a capela da comunidade ter sido arrombada e imagens sacras queimadas sobre o altar. O fato aconteceu na madrugada desta segunda-feira (23).
Robsônia Gomes, coordenadora da capela, revelou ao Portal BO que os bandidos entraram pela portal lateral da igreja e comentaram o crime. “Eles pegaram algumas imagens do armário colocaram todas sobre o altar e atearam fogo. Nós acreditamos que esses criminosos vieram exatamente para provocar o incêndio, visto que muita coisa de valor material foi deixada para trás”, disse.
A polícia local já foi acionada e conta com informações de populares para conseguir prender os suspeitos.


BRASIL: "Cármen Lúcia autoriza que gabinete de Zavascki retome delações da Odebrecht"

A Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, autorizou na noite desta segunda-feira (23) que os juízes auxiliares do gabinete de Teori Zavascki, morto na semana passada, prossigam os trabalhos nas delações premiadas de executivos e ex-executivos da Odebrecht na Operação Lava Jato.
Com a morte, os juízes, que tinham delegação do ministro para atuarem no caso, tiveram os trabalhos paralisados. Para esta semana, uma série de depoimentos de delatores já estava marcada. Com a decisão de Cármen Lúcia, a agenda será retomada e ficam mantidos depoimentos que estavam previstos.
A ministra tomou a decisão em razão de ela ser a plantonista do Supremo durante o recesso do Judiciário e diante da urgência do tema, uma vez que há delator preso.
Com informações do G1