.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

VÍDEO: "Dia dos pais é no Venezza Park com Tânia Soares"

ESPECIALISTAS DESTE SÁBADO(23) NO CENTRO INTEGRADO ECON, CONFIRA:


Pastor posta foto com Jean Wyllys em rede social e afirma: "Ou se converte ou morre"

Em uma postagem em seu perfil oficial no Facebook, o bispo Marcos Klein divulgou uma foto ao lado do deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) em um voo comercial. Apesar de aparecer sorrindo na fotografia com o parlamentar, o líder religioso divulgou uma mensagem ameaçadora na legenda da foto na rede social.

"Acho que ele pensou que meu sorriso era pela foto conseguida… Mas eu só queria colocar minhas mãos sobre ele pra profetizar 'ou se converte, ou morre. O Brasil é de Jesus!!!'", disse o religioso que, diante da grande repercussão da mensagem acabou deletando a postagem do Facebook.


Marcos Klein é da Comunidade Bíblica da Graça, com sede no Rio, mas estaria morando no Chile atualmente. Jean Wyllys é conhecido por sua defesa a causas LGBT, como o casamento gay, que incomodam os setores mais radicais da Igreja.



ENCONTRO FATÍDICO: "Homem é morto com 10 tiros em Natal no local de encontro marcado pelo WhatsApp"

Um homem foi morto com cerca de dez tiros na noite de quarta-feira (20), em Natal. A vítima havia recebido um convite feito por uma mulher através do WhatsApp para comparecer na Avenida Jerônimo Câmara, no bairro de Nazaré – local onde foi assassinado.
De acordo com informações divulgadas pelo Portal BO, o homem chegou a avisar, também pelo aplicativo, que já estava no local. Um bandido armado se aproximou da motocicleta em que a vítima estava e efetuou os disparos.







COLUNA DO BARBOSA: "Temer não me representa, mas com certeza representa a Fiesp"

Hoje certamente conhecemos os reais motivos pelos quais a poderosa Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), apoiou com o seu "Pato Amarelo" as manifestações a favor do impeachment da presidenta Dilma. Ou melhor, a favor do golpe. O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, afirmou nesta quarta-feira (20), que o governo do presidente em exercício, Michel Temer, vai encaminhar até o fim do ano ao Congresso Nacional propostas para a reforma trabalhista e para a regulamentar o processo de terceirização no país. Detalhe: o ministro já fala como se o governo golpista fosse mesmo permanecer, o que espero que não.
Sobre a terceirização, o ministro do Trabalho informou que a proposta do governo contemplará a regulamentação de contratos de “serviço especializado”, mas não deu mais detalhes sobre o assunto. Segundo ele, o governo ouvirá os trabalhadores, os empregadores e especialistas, e buscará uma proposta próxima do “consenso”. Ah, sei, bem entendido!
Questionado por jornalistas se o governo do presidente em exercício, Michel Temer, apoia o projeto que passou na Câmara, que permite que qualquer atividade seja terceirizada, ele não respondeu. Esse projeto aguarda votação do Senado Federal. O ministro disse, entretanto, que pontos do projeto que passou na Câmara dos Deputados poderão ser aproveitados na proposta do governo – mas não esclareceu quais.
Fato é que os maiores interessados numa reforma trabalhista são os empresários. Querem lucrar muito e diminuir custos com encargos sociais. Não à toa a poderosa Fiesp financiou grupos que se manifestavam em favor do golpe. Diz-se até que a cada voto a favor do impeachment na Câmara tinha as digitai$ da federação.
E quem vai pagar o Pato Amarelo, caso o presidente interino Michel Temer permaneça presidente da República?Não, não é pergunta de vestibular e qualquer cidadão saberá responder. O trabalhador óbviamente.
Temer já disse a que veio, só não enxerga que não quer. Fala-se em reforma da aposentadoria, tributária, trabalhista, mas pouco se fala na reforma política, esta sim, se faz urgente. Não uma reforma política como a que se discute eventualmente no Congresso, mas uma reforma política ampla, geral e irrestrita. Mas sabe quando isso vai ocorrer. Nunca caro leitor porque não interessa a classe política .
Só espero que o povo volte as ruas para protestar contra essa esdrúxula reforma trabalhista como vem ocorrendo na França.
A conferir!

ELEIÇÕES 2016: "TSE divulga limites de gastos de campanha para eleições deste ano"

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou hoje (20) os limites de gastos de campanha que poderão ser feitos por candidatos a prefeito e a vereador nas eleições deste ano. A informação foi publicada no Diário de Justiça Eletrônico.
Para o cargo de prefeito, o município que tem o maior limite de gasto de campanha é São Paulo. Segundo o TSE, no primeiro turno, os candidatos a prefeito da capital paulista poderão gastar pouco mais de R$ 45 milhões. No segundo turno, o valor cai para pouco mais de R$ 13 milhões. Em 3.794 municípios os gastos estão limitados a até R$ 108 mil.
Os candidatos a vereador também precisam ficar atentos ao teto do valor que poderá ser usado. Para os que concorrem a esse cargo, o maior limite está previsto para Manaus, previsto em mais de R$ 26.689 milhões. O valor para estes 3.794 municípios ficará em R$ 10.803,91.
As regras para os limites de gastos estão previstas na Lei das Eleições. Na tabela publicada nesta quarta-feira estão os valores atualizados, que levam em conta a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) da Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

COMEÇOU BEM: "Deputado que faltar às sessões terá salário descontado, diz presidente da Câmara"

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse hoje (20) que vai descontar o dia de trabalho dos deputados que faltarem às sessões de votação no plenário da Casa após o retorno do recesso branco. A meta é garantir quórum para as votações no período que antecede as eleições municipais de outubro.
Ao ser questionado por jornalistas se cogita descontar o dia dos faltantes, Maia respondeu “È óbvio, pauta marcada deputado tem que estar presente. Em qualquer trabalho é assim, se você marcou uma data para que os deputados estejam aqui para votar é importante que todos votem”, explicou.
Ele reafirmou que, em agosto, no retorno das atividades legislativas, vai buscar garantir quórum para votações durante três dias por semana, apesar das demandas decorrentes das eleições, cuja campanha tem início autorizado a partir de 16 de agosto. Em setembro, com a proximidade maior das eleições, Maia disse que essa periodicidade pode ser menor.

Metade dos jovens depende de programas do governo para cursar universidade

Pesquisa apresentada hoje (20) pela Associação Brasileira de Mantenedoras do Ensino Superior (ABMES) mostra que 50,5% dos jovens que pretendem ingressar em curso superior de universidade não têm condições de pagar as mensalidades e precisam da ajuda de programas de financiamento do governo. O percentual de 37,3% informou que poderia pagar as mensalidades e 12,2% disseram que talvez tenham condições de pagar. O estudo ouviu mil brasileiros com idade entre 18 e 30 anos, com ensino médio completo.
Ao serem questionados sobre o interesse em pleitear uma bolsa pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) – que concede bolsas parciais e integrais, com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) – 57,9% tentariam ingressar no programa, 38,1% não têm interesse no auxílio e 4% não souberam responder.
Sobre o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), 50,3% dos entrevistados tentariam essa modalidade, 41,4% não tentariam e 8,3% não souberam responder. O Fies é um empréstimo para custear graduação em instituição privada de ensino a uma taxa de juros de 6,5% ao ano. O percentual de custeio varia conforme a renda familiar mensal.

CRISE: "Prefeitos encontram dificuldades para pagar piso salarial do magistério"

A área técnica de Educação da Confederação Nacional de Municípios (CNM) tem atendido gestores municipais, diariamente, com dificuldades para pagar o piso salarial do magistério, que vigora em R$ 2.135,64 neste ano. No geral, eles questionam a obrigatoriedade e afirmam que a receita do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) é insuficiente para o cumprimento da lei do piso e para manutenção das atividades educacionais.

Diante dos relatos feitos pelos municipalistas, principalmente por meio de ligação telefônica, a CNM lembra: a Lei 11.738/2008 determina que o reajuste da categoria, ocorra anualmente no mês de janeiro, com base na variação de crescimento do valor mínimo anual por aluno definido nacionalmente referente aos anos iniciais do ensino fundamental urbano do Fundeb.


Ainda conforme esclarecimentos da entidade, o valor por aluno é resultado da divisão da receita do Fundo pela matrícula nessa etapa da Educação Básica, que diminui a cada ano em decorrência do chamado bônus demográfico, ou seja, do decréscimo ano a ano do número de nascimentos no país. Nesse sentido, a receita maior dividida pela matrícula menor tem como resultado um porcentual que cresce mais do que o crescimento da receita.

Por conta desse critério, o reajuste anual do valor do piso do magistério sempre será maior do que o crescimento da receita do Fundeb. Este ano, por exemplo, o reajuste foi de 11,36% enquanto a receita do Fundo registrou crescimento de apenas 4,93%.

A CNM reconhece os problemas mencionados pelos gestores. Há anos, o presidente da entidade, Paulo Ziulkoski, tem apresentado aos poderes Legislativo e Executivo a necessidade de mudança da norma atual para reajuste do piso nacional do magistério. Por não está alheia a realidade dos Municípios, a Confederação reafirma sua posição e atuação para que a essa urgente mudança ocorra.

Solução

A entidade reitera a defesa da imediata aprovação do texto original do Projeto de Lei 3.776/2008, do Executivo, pela Câmara dos Deputados, para que seja adotado o Índice Nacional de Preço ao Consumidor (INPC) do ano anterior como índice de atualização anual do valor do piso dos professores.

PARAÍBA: "Após discussão com cliente, garota de programa é arremessada de caminhão na BR 230"

Houve um desentendimento entre os dois por causa do valor do programa e a profissional do sexo foi jogada para fora do veículo.

Um acidente envolvendo uma garota de programa foi registrado por volta das 23h da terça-feira (19) na BR 230 em Sousa, no Sertão da Paraíba próximo ao contorno saída para Cajazeiras - PB.

De acordo com informações de testemunhas, a jovem estava negociando um programa com um motorista dentro de um caminhão, quando houve um desentendimento entre os dois por causa do valor do programa e a profissional do sexo foi jogada para fora do veículo.


A jovem sofreu escoriações pelo corpo e foi socorrida por terceiros para o Hospital Regional de Sousa (HRS) onde recebeu atendimento médico e depois foi liberada.

O caminhoneiro fugiu do local sem prestar socorro a vítima. A polícia militar informou que não foi solicitada para atender a ocorrência.