.

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

VÍDEO: "Chegou em Parelhas um novo conceito em Barbearia"

Chegou a novidade que você estava esperando. 

BARBEARIA PARELHAS!

Cortes clássicos e personalizados, em um ambiente sofisticado e se preferir, tomando aquela cervejinha estupidamente gelada.

A BARBEARIA PARELHAS está localizada no Mini-Shopping ao lado da Casa Lotéria, no centro de nossa cidade.

Aberto de segunda á sábado sem fechar para o almoço.

Um novo conceito em BARBEARIA, é um empreendimento do nosso amigo Nixon Allef!

INSTITUTO MAIS SAÚDE: "Confira a agenda para o mês de novembro"


NOVAS REGRAS: "Reforma Trabalhista entra em vigor neste sábado (11)"

Começa a valer no sábado (11) a reforma trabalhista, que muda direitos e deveres de trabalhadores e empresas privadas (a maioria dos funcionários públicos fica de fora). Há dúvidas se todas as regras vão se aplicar a quem já estava trabalhando antes. Leia e entenda o que vai acontecer na sua vida a partir de agora.
Estas são algumas das mudanças:
– Acordo entre empresa e sindicato vale mais que a lei, mas há exceções
– As férias vão poder ser divididas em até três períodos Banco de horas poderá ser feito por acordo individual
– O tempo para almoçar poderá ser reduzido para 30 minutos
– Funcionários poderão ser contratados sem hora fixa e ter salário variável
– Qualquer um vai poder trabalhar 12 horas seguidas e descansar 36 horas
– Grávidas e mulheres amamentando vão poder trabalhar em lugares perigosos
– Demissão pode ser por acordo, e o trabalhador ganha menos FGTS
– Aumenta o rigor para entrar com uma ação trabalhista, e o trabalhador que perder uma ação também poderá ser obrigado a pagar as custas dela
– Trabalho de casa fica regulamentado e tem de constar do contrato
– Acaba o pagamento do imposto sindical anual
A terceirização já estava valendo desde março, mas a reforma até traz uma proteção ao trabalhador (quem é demitido só pode ser terceirizado para a mesma empresa 18 meses depois)

MANIFESTO: "Servidores em protesto pedem saída do governador Robinson Faria por atraso salarial"

Uma manifestação organizada por sindicatos, que saiu do Hospital Walfredo Gurgel e percorreu as Avenidas Salgado Filho e BR-101, acontece neste momento na Governadoria.
A mobilização teve início por volta das 09h e não tem hora para terminar. E os dirigentes sindicais ressaltam que outra grande manifestação está programada para a segunda-feira (13) também na Governadoria.
A reivindicação é pelo pagamento em dia do salário dos servidores estaduais, ativos, pensionistas e aposentados.

POLÍTICA: "Ciro critica reaproximação do PT com o PMDB"

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT), pré-candidato à Presidência da República, afirmou nesta quinta-feira, 9, que não é o momento para discutir alianças para as eleições de 2018. O pedetista criticou o posicionamento de dirigentes petistas que defendem alianças com partidos que apoiaram o impeachment da presidente cassada Dilma Rousseff (PT). Para Ciro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é o “culpado” pela ascensão do PMDB ao Planalto.
“O Lula é o grande responsável por ter feito esse tipo de aliança que botou Michael Temer na Vice-Presidência, e na linha de sucessão. É o grande responsável por ter empoderado o (ex-deputado) Eduardo Cunha (PMDB) com Furnas, de onde (Cunha) roubou montanhas de dinheiro. E o Lula sabia disso porque eu pelo menos disse a ele cem vezes que o Eduardo Cunha era corrupto e que com o dinheiro de Furnas iria assaltar o poder.” As informações são de O Estado de S.Paulo.


REVISTA BRITÂNICA: "Bolsonaro é um ‘menino travesso’, e não um messias"

O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), potencial candidato a presidente nas eleições de 2018, ganhou as páginas da revista britânica The Economist que chega às bancas e aos assinantes neste fim de semana. Para a publicação, no entanto, ele não é um “Messias”, como sugere o segundo sobrenome dele, mas, sim, um “menino muito travesso”. “Pode um demagogo como Jair Bolsonaro se tornar o próximo presidente?”, questiona o semanário, que traz uma foto do parlamentar com um grande sorriso.
A área de chegadas do Aeroporto Internacional de Belém (PA) foi escolhida pela reportagem para dar o clima de emoção de centenas de apoiadores, que aguardavam Bolsonaro monitorados por policiais. Alguns carregavam bandeiras com o slogan já escolhido para a campanha: “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”.
Outros usavam camisetas do filme ‘O Poderoso Chefão’, com o rosto dele no lugar do de Marlon Brando. “Quando o candidato, finalmente, emerge pelas portas deslizantes, a multidão avança, esforçando-se para vê-lo. Enquanto os guarda-costas o escoram, a multidão persegue Bolsonaro como se ele fosse um herói de volta à casa”, ilustra.
A visita a Belém é um ato precoce na campanha de Bolsonaro para conquistar as eleições presidenciais em outubro de 2018, de acordo com a The Economist. Assim a revista o descreve: um nacionalista religioso, ex-capitão do Exército, anti-homossexual, favorável às armas e apologista de ditadores que torturaram e mataram brasileiros entre 1964 e 1985. As informações são de Célia Froufe, correspondente na Inglaterra, O Estado de S.Paulo.


ALERTA: "Jovens estão perdendo audição por causa de fones de ouvido"

A cada dia, mais jovens estão apresentando perda de audição causada pelo uso irregular de fones de ouvido. O alerta é feito pelo Conselho Federal de Fonoaudiologia (CFFa). “Os adolescentes usam esse equipamento de som com volume muito alto. A gente vem notando que a audição deles não é tão normal como antigamente, já tem mais perda. E se continuar a usar esse som alto, eles terão uma perda irreversível, não volta mais ao normal”, disse a presidente do CFFa, Thelma Costa.
Segundo ela, as perdas auditivas por causa de ruído estão aumentando entre a população, tanto por ruído industrial, quanto por equipamentos de som. Ela cita como exemplo o caso dos músicos, lembrando que existem protetores auditivos que selecionam o som. “Então, eles conseguem seguir com a profissão e estão se prevenindo, o que não acontece com os adolescentes.
A presidente do CFFa orienta os pais e responsáveis a monitorar o volume dos fones de ouvido. “Se você estiver a 1 metro da pessoa e ouvir o que ela está escutando, ela provavelmente terá uma perda de audição. A 1 metro de distância, você não deve ouvir o que a pessoa está escutando no fone de ouvido”, reforçou Thelma, que é especialista em audiologia. As informações são da Agência Brasil.