.

domingo, 4 de dezembro de 2016

CENTRO INTEGRADO ECON: "Agenda da semana de 05 á 10 de dezembro"


O MINISTÉRIO DOS LADRÕES: "Padilha e Moreira Franco encrencados na delação da Odebrecht"

Paulo Cesena, presidente da Odebrecht Transport, o braço da empresa para o setor de transportes e mobilidade urbana, afirmou em sua delação que houve repasse de dinheiro para Eliseu Padilha e Moreira Franco em troca de que pleitos da Odebrecht na Secretaria de Aviação Civil fossem atendidos.
Padilha e Moreira, segundo Cesena, pediram o dinheiro em nome do PMDB.
Moreira Franco enviou nota, por meio de sua assessoria de imprensa, em que afirma que “jamais” conversou com Cesena “sobre temas partidários”, nem cuidou “das finanças do PMDB”.
Eliseu Padilha, também por meio da assessoria, enviou nota em que “nega que tenha pedido ou recebido em seu nome ou em nome do PMDB recursos financeiros de qualquer empresa em troca de pleitos na Secretaria de Aviação Civil”.

O CASTIGO DA FOTO MALDITA....

O que foi considerado o núcleo duro do governo do presidente Temer, conforme esta foto, está caindo em meio de suspeitas de corrupção.
Primeiro foi o primo Jucá, depois Henrique Alves, em terceiro Geddel e agora estão enrolados os ministros Moreira Franco e Eliseu Padilha.
Pelo jeito, nesta foto não vai sobrar nem o presidente Temer. 

CARNAÚBA DOS DANTAS: "Prefeito eleito teve as contas eleitorais desaprovadas"

O prefeito eleito de Carnaúba dos Dantas, Gilson Dantas de Oliveira (PMDB), teve suas contas eleitorais desaprovadas pelo Juiz de Acari, Witemburgo Gonçalves de Araújo. Ele teria recebido doações de empresas o que são proibidas pela legislação eleitoral.
A desaprovação das contas não impede a diplomação e posse dele, mas pode causar estrago no seu mandato caso o Ministério Público entenda que houve abuso de poder econômico. Se for condenado, Gilson poderá ter seu mandato cassado, caso tenha tomado posse e levará junto o vice-prefeito Araidson Simões (PROS).

SEM ESPERANÇA: "Governo do Rio Grande do Norte não conta com a água do São Francisco em 2017"

Uma das obras paradas por causa da Lava Jato pode atrasar a chegada das águas do Rio São Francisco ao Rio Grande do Norte.
Em julho passado, por falta de condições financeiras, a empreiteira Mendes Júnior abandonou os trabalhos no eixo norte da transposição e adiou mais uma vez a conclusão do projeto.
O secretário estadual de Recursos Hídricos, Mairton França, comentou que a Mendes Júnior, implicada na Lava Jato, “desistiu da obra”. 
“O governo do Rio Grande do Norte não conta com essa água em 2017. O Ministério da Integração Nacional decidiu fazer nova licitação, e prometeu concluir o eixo norte em três ou quatro meses”, disse o secretário.
Quando estiver pronta, a Transposição do São Francisco levará água até a bacia do Piranhas-Assu, no Rio Grande do Norte.
A previsão inicial era que a transposição ficasse pronta em 2014.
Lava Jato
sao_lava_370Na Lava Jato, a Mendes Júnior é acusada de integrar o cartel de empresas que fraudava licitações e pagava propinas. 
Sérgio Cunha Mendes, ex-vice-presidente da empresa, foi condenado a 19 anos e 4 meses de prisão por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e associação criminosa.
Após a desistência da empreiteira de tocar a transposição, o Ministério da Integração Nacional decidiu realizar uma nova licitação. O processo tem previsão de ser concluído em janeiro.
Com a decisão de fazer uma nova licitação, a água do Rio São Francisco chegará ao RN em setembro, se o cronograma for seguido à risca.

“Gostaríamos de acreditar nesse prazo”, duvidou o secretário Mairton França.