.

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

EXEMPLAR: "Fátima Bezerra cobra apoio da União para cobrir reajuste dos professores"

A senadora eleita Fátima Bezerra (PT) foi durante quatro anos uma defensora ferrenha do reajuste dos professores estaduais, mesmo que isso comprometesse totalmente as finanças públicas. Agora, como aliada da gestão estadual de Robinson Faria (onde o partido dela até indicou o secretário de Educação), Fátima apresenta mudanças – mesmo que sensíveis – em seu discurso. Continua cobrando a implantação do piso dos professores, contudo, agora, com uma ajuda maior da União para que isso possa ser feito.
A cobrança foi divulgada pela assessoria de Fátima Bezerra diante do anúncio do ministro da Educação, Cid Gomes, que assinou na semana passada o reajuste salarial de 13% no piso dos professores. “Nossa expectativa agora é a de que estados e municípios cumpram a lei e apliquem o reajuste já a partir de janeiro”, afirmou Fátima, que é coordenadora da Frente Parlamentar em Defesa do Piso dos Professores na Câmara Federal – ainda não assumiu como senadora.
Não é segredo, no entanto, que o Rio Grande do Norte atravessa uma das maiores crise financeiras de sua história, motivada, principalmente, pela frustração de receita e pelo aumento dos gastos com a folha salarial – e, neste ponto, os seguidos aumentos para os professores tiveram participação decisiva.
Essa situação, inclusive, continua até hoje, apesar da mudança de governo e o início da gestão Robinson Faria, trazendo consigo o educador petista Chagas Fernandes para a titularidade da Secretária Estadual de Educação – Fátima queria outro nome, mas foi vencida na escolha interna do partido.
Diante da crise e da mudança de governo, agora agindo como aliada, Fátima Bezerra reiterou, em seu discurso, que a União precisa ampliar a participação financeira junto aos estados e municípios, uma vez que é do conhecimento de todos que são muitas as dificuldades financeiras para cumprimento do piso dos professores.
“Meu compromisso quanto a essa questão está mantido. Como senadora, continuarei atenta e empenhada na defesa dessa tese”, declarou Fátima Bezerra, se dizendo “vigilante” quanto à aplicabilidade da legislação. “Assim como ocorreu em 2012, este ano, após as eleições, houve tentativas por parte de setores de alterar as regras de reajuste em vigor, mas estivemos atentos o tempo todo para exigir a manutenção da lei aprovada pelo Congresso”, relatou a deputada.
A deputada potiguar assinala que o cumprimento da lei do piso dos professores pelo Governo Federal é passo importante para efetivação do novo Plano Nacional de Educação, o PNE, sobretudo quanto à meta 17, que trata da equidade salarial da categoria em relação a outros profissionais de mesma formação.

TODOS AGORA QUEREM ROBINSON. AGORA!

A disputa pela presidência da Assembleia deverá ser o principal fato político dessas próximas semanas. Dois do PROS, Gustavo Carvalho e Ricardo Motta, e dois do PMDB, Alvaro Dias e Ezequiel Ferreira, são os sobreviventes dessa disputa que já teve vários outros nomes, como José Adécio e Galeno Torquato no páreo.
E, para essa disputa, os deputados têm estratégias diferentes. Carvalho e Álvaro, por exemplo, estão buscando primeiro o apoio de Robinson para, depois, tentar a simpatia dos colegas parlamentares. Para eles, o problema é que o governador estaria dizendo, justamente, o contrário. Está cobrando a viabilidade eleitoral para poder anunciar o apoio.
Para Robinson Faria, inclusive, tudo isso tem sido muito interessante. Afinal, o primeiro turno da campanha, nenhum dos agora interessados em aliança, o procurou para declarar apoio. No segundo turno, apenas Gustavo Carvalho fez isso e, mesmo assim, não se pode dizer que o apoio dele foi decisivo para a vitória do PSD. Agora, a procura tem sido constante e as troca de elogios públicos e de disponibilização de ajuda para o novo governo, também. Em alguns casos, chega até a ficar “feio”.

ARREPENDIMENTO: "Perdi porque votei em Henrique". Diz Vivaldo Costa

Em entrevista à Rádio Caicó AM , o ex-deputado estadual Vivaldo Costa (PROS) disse que o apoio dado a candidatura de Henrique Alves (PMDB) ao Governo do Estado nas últimas eleições, lhe custou sua derrota na disputa pela Assembléia Legislativa. “Muitos aliados e eleitores meus não quiseram votar em mim por estar apoiando Henrique”, disse.
 
Outro fator determinante, na opinião de Vivaldo que prejudicou sua eleição foi o desempenho de Amazan Silva, candidato do PSD a deputado estadual, nas suas bases eleitorais. “Ele soube crescer entre os meus eleitores”. 

POLÍTICA: "Pelo que parece Henrique Alves não será investigado"

Segundo a Folha de São Paulo, investigadores que atuam na Operação Lava Jato também entendem que o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB), deverá se livrar das investigações do caso em fevereiro. É nesse período que Henrique deixa a presidência da Câmara e fica sem mandato, já que concorreu ao Governo e perdeu para o governador Robinson Faria (PSD).
Conforme a Folha apurou, são considerados fracos os indícios contra Alves, contra quem não deve haver nem um pedido de abertura de inquérito para analisar suposta ligação com o esquema de desvio de recursos da Petrobras e lavagem de dinheiro. Sem investigação, ele terá o caminho aberto para assumir um ministério no governo de Dilma Rousseff, provavelmente a pasta do Turismo.

Do Blog: Perguntar não ofende: Porque os outros são investigados e  Henrique não? Muito estranho!

Fátima articula audiência com governador sobre retomada da obra da Barragem de Oiticica

A senadora diplomada, deputada federal Fátima Bezerra (PT), participou na manhã desta quarta-feira (07), de audiência entre o governador Robinson Faria e comissão das famílias atingidas pela construção da Barragem de Oiticica, cuja obra encontra-se paralisada. Reunião foi articulada por Fátima Bezerra a pedido das famílias que, pela terceira vez, ocupam o canteiro de obras em protesto pela demora no pagamento das indenizações, as desapropriações, entre outros.
 
“A reivindicação das famílias é mais que justa, é legítima. Reivindicam o cumprimento do acordo no que diz respeito ao pagamento das indenizações”, ressaltou a senadora diplomada Fátima Bezerra ao acrescentar que os recursos para as indenizações estão garantidos. “O que compete ao Governo Federal está assegurado. Agora, infelizmente a burocracia é o maior obstáculo que precisamos vencer”, completou.
 
De acordo com informações do Governo do RN são necessárias 381 desapropriações, destas 127 estão com processos ajuizados e 64 já depositados. Questão jurídica impede que parte das indenizações seja liberada.
 
Para Fátima Bezerra, a Barragem de Oiticica (que encontra-se com 34% dos serviços executados) é uma das obras de infraestrutura hídrica mais importantes para o Rio Grande do Norte. Senadora diplomada também é favorável que seja criada uma comissão específica para tratar questões referentes a Oiticica.
 
Audiência contou também com a participação dos deputados estaduais Fernando Mineiro e Nélter Queiroz; do Arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha e Pe. Ivanoff (Caicó); do articulador do Serviço de Apoio aos Projetos Alternativos Comunitários (SEAPAC) junto ao movimento das famílias, José Procópio de Lucena; além de secretários estaduais.

POLÍTICA: "Deputados Pemedbistas de malas prontas para o Governo de Robinson"

O receio do PMDB de perder deputados para o PL de Gilberto Kassab começa a ganhar corpo. No Rio de Janeiro, dois deputados estaduais – Dica e Pedro Augusto – já dizem em conversas privadas que deixarão o partido.

Do Blog – No Rio Grande do Norte, o PL será comandado pelo grupo do governador Robinson Faria. E o efeito carioca poderá se repetir por aqui…

OURO BRANCO: "Secretaria de esportes promove I Torneio aberto de Futsal"

A Secretaria de Esportes da Cidade de Ouro Branco-RN, promove no próximo domingo dia 11 de janeiro, o primeiro Torneio aberto de Futsal.
O Torneio será realizado pela manhã, no Ginásio de Esporte o Nogueirão e as inscrições serão realizadas no local do torneio.
A Secretaria comunica também que equipes de cidades vizinhas poderão participar e os interessados deverão entrar em contato com Zulamar pelo telefone: (84) 8735-9436.
A premiação será no valor de R$ 400,00.

DANDO EXEMPLO: "Além da residência oficial, governador abre mão de várias regalias"

Além de abrir mão da residência oficial, o governador Robinson Faria também inovou ao dispensar regalias concedidas ao chefe do Poder Executivo. Ele não terá governanta, segurança oficial nem feira bancada pelo Tesouro Estadual. Nas repartições públicas deixará de aparecer aquela velha e tradicional foto oficial do governante.
Essas iniciativas, por parte do governador, são dignas de registro e aplauso porque representam uma mudança de atitude em relação ao perfil e à atuação do governo  estadual. É de se esperar que sejam apenas o começo de muitas mudanças. O Rio Grande do Norte está precisando muito que essas mudanças alcancem áreas como educação, saúde e segurança pública, pra citar apenas três das mais importantes funções do Estado.