.

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

CONTINUE PARTICIPANDO DA ENQUETE

Continue participando e votando na enquete ao lado: QUAL VEREADOR MAIS SE DESTACOU EM 2014?
Vote, participe, sua opinião é muito importante.

MENSAGEM DE ANO NOVO DO PREFEITO FRANCISCO

Chegamos ao final de 2014. Onde muitos sonhos viraram realidade em virtude da força do nosso trabalho e na confiança do nosso povo.

Esta força venceu obstáculos e plantou alicerces sólidos para o crescimento do nosso município e a construção do nosso futuro. Estamos muito felizes em ver que Parelhas está vivendo momentos de realizações e novas expectativas.

E com esta esperança, desejamos a você e a sua família muitas bênçãos neste Novo Ano com paz, saúde e muitas realizações.

Que 2015 seja um tempo de fé, sonhos e de novas conquistas, e vamos juntos construir a cada dia uma Parelhas Melhor para todos.

FELIZ 2015!!

UTILIDADE PÚBLICA: "Hemonorte precisa de sangue de todos os tipos"

Apesar das doações realizadas, neste fim de ano, o estoque do Hemocentro do Rio Grande do Norte (Hemonorte) permanece crítico, precisando com urgência de sangue de todos os tipos. A informação foi divulgada, no final da tarde de hoje, pela diretora do Hemonorte, Linete Rocha, que faz um apelo à população, chamando a atenção para a importância da doação: “doar sangue é um compromisso social e, antes de tudo, um ato de amor, porque permite a quem precisa de sangue manter-se vivo”.
Segundo Linete, todos os anos o mês dezembro registra uma queda no número de doações, devido o foco das pessoas estar mais direcionado às compras e aos festejos natalinos, quando muitos doadores deixam de comparecer aos hemocentros. Ao mesmo tempo, durante esse período de fim de ano, como de costume, ocorre um grande aumento de demanda por sangue na rede hospitalar do estado.

COMEÇOU BEM: "Robinson pede atenção de sua equipe para evitar atos desonestos na administração"

Na primeira reunião com sua equipe, o governador Robinson Faria deu as boas vindas, entregou o relatório da transição e pediu empenho.
Mais do que empenho.
“Honestidade e lisura também. Sei que todo mundo vai ter cuidado, mas às vezes um assessor, uma pessoa da equipe pode ter um ato irresponsável e no final contamina toda uma boa fé de um Governo que prometeu ser transparente e inovador, sobretudo, na questão da ética”, declarou o governador.

POLÍTICA: "Dos seis Ministros indicados pelo PMDB, três respondem a processo judicial"

Ao menos três dos novos nomes do Ministério do segundo governo da presidente Dilma Rousseff respondem a processos judiciais. Todos são do PMDB. A senadora Kátia Abreu (TO), cotada para ser ministra da Agricultura, responde a um inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) por falsificação de selo público. O senador Eduardo Braga (AM), que deve assumir o Ministério de Minas e Energia, também é investigado em um inquérito no STF. Ele é suspeito de ter cometido crime eleitoral. Helder Barbalho, o provável novo titular da Pesca, é investigado por improbidade administrativa na Justiça Federal do Pará. Anteontem, Dilma afirmou que consultoria o Ministério Público antes de indicar novos ministros.
O inquérito contra Kátia Abreu chegou ao STF em outubro deste ano e está sob a relatoria do ministro Celso de Mello. A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), presidida pela parlamentar, é suspeita de emitir demonstrativos de débitos e contribuições sindicais em papel timbrado com o brasão da República.
O inquérito contra Eduardo Braga foi aberto no Amazonas em outubro de 2008, quando o senador era governador do estado. Ele foi acusado de ter enviado a Parintins 15 policiais militares em dois aviões fretados para fazer segurança pessoal de Enéas Gonçalves, o candidato à prefeitura que apoiava. O caso chegou ao STF em agosto de 2012 e está sob a relatoria do ministro Teori Zavascki.
Helder Barbalho responde por improbidade administrativa perante a 5a Vara Federal do Pará. Uma investigação iniciada no Departamento Nacional de Auditoria do SUS constatou a irregularidade na aplicação de recursos do Ministério da Saúde em Ananindeua entre janeiro de 2004 e junho de 2007. Barbalho foi prefeito do município a partir de 2005. No ano anterior, ocupava o cargo Clóvis Manoel de Melo Begot, que é investigado no mesmo processo.
De acordo com o processo, foram destinados ao município R$ 94,8 milhões para financiar programas de saúde. Não ficou comprovado o gasto de R$ 2,7 milhões nas duas gestões. Houve também fraudes e irregularidades em licitações. O Ministério Público chegou a pedir a indisponibilidade dos bens dos investigados, mas a Justiça negou em junho de 2012. O fundamento foi o de que ainda não havia sido apurado o valor do dano causado por cada um dos suspeitos.
Ex-dona de casa, Kátia Abreu tem 52 anos e construiu um império pecuário depois da morte do marido, no final dos anos 1980. Sem experiência na área, dedicou-se à produção nas terras em Tocantins e desde então foi se fortalecendo como liderança política no setor. Presidiu sindicatos locais até chegar à presidência da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), cargo que ocupa desde 2008 e para o qual foi eleita pela terceira vez este ano.
Senadora de oposição aguerrida pelo DEM até 2011, Kátia começou a cair nas graças de Dilma durante a votação do Código Florestal no Congresso, em 2012, quando já estava no PSD, partido criado por Kassab para apoiar o governo. Kátia trabalhou pela aprovação do texto e chegou a concordar com alguns dos vetos que Dilma fez posteriormente ao projeto. No ano passado, deixou o PSD e migrou para o PMDB, após disputa por protagonismo com Kassab.
Filho do senador Jader Barbalho (PMDB-PA), Helder Barbalho foi escolhido ministro da Pesca como compensação pela derrota sofrida para o governo do Pará — Simão Jatene (PSDB) foi reeleito — e por influência de seu pai. Um dos caciques do PMDB, Jader tem atuação pública discreta desde que renunciou ao mandato em 2000 para evitar a cassação, no escândalo da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), mas continua com forte atuação nos bastidores.
Em outubro, o STF abriu ação penal para investigar Jader por peculato e lavagem de dinheiro. Segundo a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal, o réu contribuiu para que fossem desviados R$ 22,8 milhões da Sudam entre 1997 e 2000. As investigações mostram que o parlamentar cobrava dinheiro para garantir a aprovação de projetos. A propina era de 20% do valor do contrato.
Helder fechou aliança com o PT para disputar o governo do Pará neste ano, depois da interferência do ex-presidente Lula. Os petistas paraenses queriam lançar candidatura própria para governador. Em maio, ainda na pré-campanha, Helder compareceu em um jantar do PMDB, em Brasília, com a presidente Dilma Rousseff, que pedia apoio dos peemedebistas à sua reeleição. 
Depois de deixar a prefeitura de Ananindeua, em 2013, o novo ministro da Pesca passou a ter um programa de rádio em uma emissora do Pará, no qual prestava serviços à população como atendimento médico e odontológico. O programa foi ao ar até junho deste ano, quando Helder se lançou ao governo do estado.
Eduardo Braga saiu derrotado na disputa deste ano pelo governo do Amazonas, que comandou durante dois mandatos, entre 2003 e 2010. Escolheu sua esposa, Sandra Braga, para ser sua suplente na vaga do Senado. Foi nomeado líder do governo pela presidente Dilma em 2012, quando o então líder Romero Jucá (PMDB-RR) foi destituído depois de enfrentar Dilma em uma votação no Senado.
Fonte: O GLOBO

ROBINSON: “Prometi um governo técnico e inovador, e estou cumprindo”

O governador eleito do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD), disse hoje, ao anunciar novos nomes do secretariado estadual, que está cumprindo com o compromisso assumido durante a campanha perante o eleitorado norte-rio-grandense, ao nomear para o exercício de atividades administrativas profissionais de perfil eminentemente técnico, construindo, assim, um governo inovador no Estado.
Na oportunidade, Robinson anunciou que pretende se reunir mensalmente com os presidentes e representantes de órgãos como Tribunal de Justiça, Assembleia Legislativa, Ministério Público e Tribunal de Contas. O objetivo é discutir periódica e sistematicamente a situação financeira do Estado. Além disso, Robinson anunciou medidas de impacto, como despolitização da saúde estadual.
“Eu estou satisfeito com a formação da minha equipe porque estou tendo o sentimento do dever cumprido com povo que me elegeu. Quando fui candidato, eu falava nos debates, na TV, no guia eleitoral, prometi um governo técnico à população, o que nunca houve na história do Estado. Se olharmos a história do Rio Grande do Norte, todos os governos contemplaram ilhas de natureza eminentemente política. E aqui você vê pelo perfil dos nomes que estão sendo anunciados que nós temos um governo inovador, quase 100% técnico, o que prometi e estou cumprindo rigorosamente”, afirmou Robinson, em coletiva de imprensa.
Entre os anunciados, Robinson destacou a presença dos novos secretários de Administração e Recursos Humanos, que será o ex-secretário de Planejamento e Gestão e de Administração do Estado da Paraíba, Gustavo Nogueira, e também de Planejamento e das Finanças, o engenheiro civil Eurípedes Melo – dois técnicos de fora do estado que integrarão a gestão em cargos estratégicos a partir de janeiro. “Fui buscar uma equipe de excelência. São dois nomes de fora que irão se destacar como gestores rapidamente, para devolver a modernidade e a competitividade a um estado que hoje tem uma política tributária ultrapassada. Enquanto estados como a Paraíba aumentaram o número de indústrias, aqui fecharam várias por falta de fomento”, observou. Confira na página 5 desta edição a lista completa dos nomes anunciados hoje.

Padre Neto é reeleito presidente da Cáritas Diocesana

O Padre Manoel Pedro Neto foi reeleito e já empossado nesta segunda-feira (29), presidente da Cáritas Diocesana. A posse dele e de toda a diretoria aconteceu no Centro Pastoral Dom Wagner, com as presenças do bispo Dom Antônio Carlos e do padre Ivanoff da Costa Pereira.
Em entrevista ao Blog do Marcos Dantas, Padre Neto fez uma avaliação positiva de 2014, destacando como ações que deram certo o apoio a Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Caicó, a Escola de Fé e Política, dentre outros. E planos e projetos para 2015 é o que não faltam. A expansão de projetos como o da Coleta Seletiva para Currais Novos, e trabalhos de prevenção as drogas são apenas alguns deles.