.

quinta-feira, 2 de julho de 2015

PARELHAS: "Câmara recebe oficina sobre a Elaboração do Plano Intermunicipal de Gestão de Resíduos Sólidos da Região do Seridó”

O município de Parelhas sediou na última Terça-feira (30), na Câmara Municipal de Vereadores, a oficina sobre a “Elaboração do Plano Intermunicipal de Gestão de Resíduos Sólidos da Região do Seridó”, realizada pelo Governo do Estado, através da Secretária do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH).

A oficina teve por objetivo apresentar e validar o Panorama de Resíduos Sólidos da região do Seridó – contendo diagnóstico da gestão, da caracterização socioeconômica e ambiental, das atividades geradoras, da situação dos resíduos, bem como da identificação dos passivos ambientais, e das áreas degradadas – e discutiu com todos os atores envolvidos, o Poder Público, o Setor Patronal e a Sociedade Civil Organizada.

Participaram da oficina, o Prefeito de Parelhas Francisco Medeiros, Genir Melo (SEMARH), Ceres Dantas (VERITAS), representantes dos municípios de Santana do Seridó, Carnaúba dos Dantas, Jardim do Seridó, Equador, Ouro Branco e Acari, os vereadores Frank Kléber (Presidente da Câmara), Maria da Guia Dantas Araújo, Wellington Araújo, Messias Medeiros, João Dantas, Antônio Januário Neto, Romisélia Araújo, os secretários Ildelita Roque (Educação), Carlos Alberto Assis de Araújo (Turismo, Cultura e Esporte), Ailton José dos Santos (Administração e Gestão de Pessoas), Francisco Canindé (Articulação Política), Franki da Silva Souza (Agricultura, Meio Ambiente e Pesca) e representantes da Associação de Catadores de Materiais Recicláveis.

Câmara aprova em 1º turno nova proposta para reduzir maioridade

Após polêmica sobre a validade da votação e com as galerias do plenário vazias, a Câmara dos Deputados aprovou na madrugada desta quinta-feira (2) proposta de emenda à Constituição (PEC) que reduz de 18 para 16 anos a maioridade penal para crimes hediondos, homicídio doloso, e lesão corporal seguida de morte. O texto ainda precisa ser votado em segundo turno antes de seguir para o Senado.
A aprovação se deu com 323 votos favoráveis, 155 contrários e 2 abstenções. Eram necessários ao menos 308 votos a favor para a matéria seguir tramitando. De acordo com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a votação em segundo turno deverá ocorrer após o recesso parlamentar de julho, já que é preciso cumprir prazo de cinco sessões antes da próxima votação.
 
Pelo texto, os jovens de 16 e 17 anos terão que cumprir a pena em estabelecimento penal separado dos menores de 16 e maiores de 18. Ao final da votação, deputados seguraram cartazes na tribuna em defesa da proposta e comemoraram com gritos em plenário.

ALCYMAR MONTEIRO: "O São João pede socorro"

Por:  O Potiguar
O cantor Alcymar Monteiro escreveu um artigo em sua rede social criticando o modo como as festas juninas estão sendo realizadas. Confira.
O São João pede socorro, diz Alcymar Monteiro
Estou viajando o nordeste inteiro e tenho observado que as festas juninas estão virando um festival de pornofonia, estão mutilando nossa cultura.
A festa criada por Luiz Gonzaga tinha como tema a sanfona, a zabumba, o triângulo, as quadrilhas juninas, além da culinária peculiar deste período do ano, canjica, pé de moleque, milho e batata assada na fogueira. Tudo isso acontecia sob o luar do sertão.
O que vi por onde passei foi a perfeita orquestração de interesses econômicos estereotipados voltados mais para a quantidade em detrimento da qualidade.
Cabe aos governos através das secretarias de cultura e das assembleias legislativas criarem uma lei que impeça tamanho abuso, reservando 70% do mercado junino para os artistas que lutam a “duras penas” para manter a tradição do forró, impedindo o mercenarismo e a mercantilização das nossas tradições. Cito como exemplo o estado da Bahia que criou a chamada “lei da zabumba”, aprovada por unanimidade pela assembleia legislativa baiana.
O povo já não suporta mais a descaracterização daquilo que é seu e está pedindo que as autoridades façam alguma coisa que preserve em forma de lei aquilo que é nossa identidade cultural.
O forró gonzagueano que está a beira da falência e do esquecimento das novas e futuras gerações.
Os veículos de comunicação estão denunciando essa mutilação ideológica e expondo explicitamente a necessidade de fazermos uma correção no sentido de preservar etnologicamente aquilo que nos representa e que nos faz existir como povo “Nordestino”.
Diante da responsabilidade que tenho não posso simplesmente me calar e fingir que não estou vendo ou ouvindo o que está acontecendo. Como militante venho através deste manifesto expressar minha insatisfação com todo esse desmando.
Forró só existe UM o gonzagueano, o jacksoneano, como artista eu bebo nessa fonte que é a matriz de tudo, o restante é invencionice, é factoide de quem não tem responsabilidade com nossa cultura.

UTILIDADE PÚBLICA: "Prazo para renovação do FIES é prorrogado até o dia 20 de julho pelo MEC"

O Ministério da Educação (MEC) prorrogou o prazo para a renovação dos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) até o dia 20 de julho. O prazo, que já foi prorrogado mais de uma vez, terminaria nesta terça-feira, 30.
A portaria com a ampliação do prazo foi publicada no Diário Oficial da União. As renovações devem ser feitas por meio do Sistema Informatizado do Fies (SisFies), também disponível nas páginas do Ministério da Educação e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação.
O Fies oferece financiamento das mensalidades de cursos em instituições privadas de ensino superior, com juros de 3,4% ao ano. O estudante começa a quitar o financiamento 18 meses após a conclusão do curso.

AGRICULTURA: "Crédito para safra 2015/2016 começa a ser liberado"

Produtores rurais de todo o país poderão contratar, a partir de ontem (1º), os empréstimos do Plano Safra 2015/2016. Ao todo, o governo oferecerá R$ 187,7 bilhões em crédito para operações de custeio, de investimento e de comercialização da produção. Os financiamentos podem ser contratados nos bancos que operam crédito rural.
Segundo o Ministério da Agricultura, a maior parte do crédito, R$ 147,5 bilhões, destina-se ao custeio das lavouras e à comercialização da produção. Desse total, R$ 94,5 bilhões terão juros subsidiados – 7,75% ao ano para o médio produtor rural e 8,75% ao ano para os grandes agricultores – e R$ 53 bilhões terão juros de mercado.
Para as operações de investimento, como compra de máquinas e modernização de instalações, o Plano Safra oferece R$ 38,2 bilhões em crédito. Estão disponíveis ainda R$ 2 bilhões para a estocagem de álcool.

LULA: "Lava Jato não pode pautar o País"

Em reunião realizada ontem com senadores do PMDB, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que a situação do País exige “desprendimento” político e pediu apoio à presidente Dilma Rousseff. Um dia após conversar com parlamentares do PT, Lula fez um movimento para reaproximar o PMDB do governo e disse ser preciso impedir que investigações da Polícia Federal, como a Operação Lava Jato, “contaminem” a política e a economia.
“A Lava Jato não pode ser a agenda do País”, insistiu o ex-presidente, em café da manhã na casa do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Em um gesto que causou surpresa, Lula pediu a Renan que “releve” os problemas com Dilma, “fique mais perto” e ajude o governo a sair da crise. Desde que teve o nome incluído nas investigações da Lava Jato, Renan tem criado dificuldades e imposto derrotas ao Planalto em dobradinha com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), outro alvo da PF.