.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

PARELHAS: "Insatisfação entre aliados de Alexandre Petronilo"

A quem diga que uma boa parte dos militantes petistas, e até PMDBistas estão insatisfeitos com atitudes tomadas pelo atual prefeito Alexandre Petronilo, logo após assumir a prefeitura da cidade.
A redação do Blog, chegam uma variedade de emails, de pessoas,  correligionários e aliados de primeira hora, que estão de uma forma ou de outra sendo deixados de lado.
Segundo relatos, pessoas que trabalharam na campanha, deram o sangue, não serão aproveitados na gestão, sob a alegação de que, estão formando um governo técnico e que o perfil não se encaixa nas atribuições.
O fato é que nenhum governo, seja na esfera nacional, estadual ou municipal, conseguem formar uma equipe técnica. Há sempre uma promessa a ser cumprida.




O MITO: "Nem o filho votou em Jair Bolsonaro para presidir a câmara"


Até tú Brutus, meu filho?
Troca de mensagem entre os deputados Jair Bolsonaro e seu filho Eduardo Bolsonaro, flagrada pelo fotógrafo Lula Marques, da Agência PT, no plenário da Câmara, no dia da eleição para a presidência da Casa, mostra que o candidato a presidente não teve nem o voto do filho. Mais do que isso, Bolsonaro repreende do filho pela sua viagem: “Mais ainda, compre merdas por aí. Não vou te visitar na Papuda”.
O deputado começa reclamando da ausência do filho na eleição. “Papel de filho da puta que você está fazendo comigo. Tens moral para falar do Renan? Irresponsável!”.
Bolsonaro demonstra, em seguida,  estar preocupado também com a viagem de Eduardo: “Se a imprensa te descobrir ai, e o que está fazendo, vão comer seu figado e o meu. Retorne imediatamente!”.
Eduardo responde ao seu pai: “Quer me dar esporro tudo bem. Vacilo foi meu. Achei que a eleição só fosse semana que vem. Me comparar com o merda do seu filho, calma lá”. O deputado havia feito uma comparação com o outro filho, Pedro.
O gabinete de Jair Bolsonaro afirma que “houve invasão da privacidade do deputado” e acrescenta que o mesmo está tomando providências contra o jornalista.



UTILIDADE PÚBLICA: "Governo do Estado paga a quem ganha até R$ 4 mil no sábado (11)"

O Governo do RN chega a 82% da folha quitada no próximo sábado (11), quando deposita os vencimentos dos 33.071 servidores ativos, aposentados e pensionistas que recebem entre R$ 2001 e R$ 4 mil.
No mesmo sábado, os servidores que ganham acima de R$ 4 mil receberão uma parcela de R$ 4 mil. O complemento do salário deste grupo será anunciado em breve, a partir da disponibilidade de recursos.

CABO DE GUERRA: "Moreira Franco continua sem ser Ministro"

E dá-lhe guerra jurídica em torno da nomeação de Moreira Franco como ministro.
A Veja informa que a juíza Regina Coeli Formisano, da 6º Vara Federal do Rio, acaba de decidir, liminarmente, pela suspensão do status de chefe da Secretaria-Geral da Presidência atribuído ao peemedebista por Michel Temer.
Há pouco, o TRF da 1ª Região derrubou uma liminar de igual teor.
O que importa será o posicionamento do STF: Celso de Mello é o relator de ações que contestam a nomeação de Franco.


PODER: "Rodrigo Maia recebeu 1 milhão de propina"

A Polícia Federal concluiu um inquérito que investigou Rodrigo Maia (DEM-RJ). O documento, segundo informações do Jornal Nacional, da TV Globo, apontou “fortes indícios” de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
O inquérito tomou partida nas mensagens de celular trocadas entre o presidente da Câmara e Leo Pinheiro, ex-presidente da empreiteira OAS, uma das encrencadas na Lava Jato. De acordo com a investigação, o parlamentar prestou “favores políticos” e defendeu interesses da construtora no Congresso Nacional nos anos de 2013 e 2014.  Além disso, ele pediu à companhia R$ 1 milhão em doações eleitorais, que foi entregue oficialmente à campanha de César Maia, pai do atual presidente da Câmara.
Os investigadores consideraram que isso foi uma tentativa de esconder a propina. O Ministério Público Federal vai decidir ou não sobre a denúncia contra Maia.
INQUÉRITO
No inquérito, segundo o G1, a PF disse que “não restam dúvidas da atuação clara, constante e direta” de Rodrigo Maia em defesa da OAS no Congresso.

“Com base em toda a prova colhida no decorrer da presente investigação, logrou-se êxito em confirmar integralmente a hipótese inicial aventada, qual seja, a de que o deputado federal Rodrigo Maia efetivamente praticou diversos atos na defesa de interesses da Construtora OAS, durante os anos de 2013 e 2014, tendo, em contrapartida, solicitado doações eleitorais ao presidente da pessoa jurídica, José Aldemário Pinheiro Filho”, diz a investigação.
OUTRO LADO
Rodrigo Maia negou as acusações e disse que jamais recebeu vantagem para apreciar qualquer matéria na Câmara.

A Fonte


RN: "Henrique Alves desmente venda da Tribuna do Norte"

O ex-ministro Henrique Eduardo Alves emitiu nota a respeito da suposta venda de duas de suas empresas que estariam sendo tratadas desde a semana passada. Henrique negou a venda do jornal Tribuna do Norte e da Rádio Cabugi, mas disse que uma parceria poderá ser feita, semelhante a que foi realizada com a Inter TV Cabugi, que passou a ser gerida pelo grupo Inter TV após venda de parte das ações.
Segundo nota publicada no portal O Antagonista, Henrique Alves estaria “quebrado” e teria vendido os 25% de suas ações em duas emissoras de TV (Cabugi e Costa Branca) e 100% das cotas da Tribuna do Norte e da Rádio Cabugi, afiliada Rádio Globo, para o grupo da Inter TV, em troca apenas do pagamento de dívidas do jornal.
Henrique também negou a informação da dívida e disse que “a Tribuna do Norte e a Rádio Globo Natal não têm passivos de nenhuma espécie”.
Nota
A propósito do post em O Antagonista, sobre nossa participação e situação administrativa/financeira das empresas Tribuna do Norte e Rádio Globo Natal, esclareço aos seus leitores que:
1 – Não houve venda ou transferência acionária do jornal Tribuna do Norte ou da Rádio Globo Natal;
2 – Existem tratativas em andamento para repetirmos, no âmbito do jornal e da rádio, a mesma parceria que temos há 12 anos com a InterTV Cabugi;
3 – A Tribuna do Norte e a Rádio Globo Natal não têm passivos de nenhuma espécie.
Atenciosamente,
Henrique Eduardo Alves


BRASIL: "Ministro nega liberdade a mulher que furtou desodorante e chiclete, ela está presa desde 2011"

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato na Corte, negou nesta quinta-feira a soltura de uma mulher de 39 anos, presa em 2011, por ter tentado furtar de um estabelecimento comercial de Varginha (MG) dois desodorantes e cinco frascos de chicletes, cujo valor atualizado soma R$ 42.

Fachin é o novo relator no STF da Lava Jato, considerada a maior operação de combate à corrupção da história do país e terá que decidir, entre outras coisas, sobre a concessão de habeas corpus – mesma medida solicitada pela mulher – a acusados de se beneficiar de quantias milionárias obtidas irregularmente em transações com o poder público.

Jean Souza