.

sábado, 25 de novembro de 2017

FÁTIMA BEZERRA: "Governo patrocinou um espetáculo deplorável ao expulsar grevistas"

Nota da senadora Fátima Bezerra:
"A senadora Fátima Bezerra lamenta e externa o seu repúdio à postura truculenta do Governo do Estado, que por meio de ação judicial conseguiu expulsar do Centro Administrativo o movimento grevista dos docentes da Uern e dos servidores da Sesap.
Em vez de dialogar e de construir uma alternativa que pudesse atender às reivindicações dos grevistas, o governo optou por uma saída autoritária, ingressando na Justiça Estadual com um pedido de reintegração de posse do prédio da Secretaria de Estado do Planejamento e das Finanças (Seplan), onde resistiam os trabalhadores desde a última quarta-feira, 22. Eles buscavam, através de um movimento legítimo, negociar um calendário de pagamento dos salários da categoria.
Apesar dos apelos que fizemos, do deputado Fernando Mineiro, da vereadora Natália Bonavides, dos Sindicatos e entidades representativas, não houve qualquer avanço nas tratativas. O governo mais uma vez se mostrou inábil e optou pelo uso da força, quando poderia dialogar. Aos servidores foi dada a única opção de desocupar o prédio. E ainda assim houve uso de força policial e a ameaça de que, caso houvesse resistência, seriam arbitradas pela própria Justiça multas impagáveis às entidades que representam os servidores. O Governo patrocinou um espetáculo deplorável, onde sobrou desrespeito, autoritarismo e faltou diálogo e capacidade de mediação. A sociedade não compactua com isso.
Mas os servidores da Uern e da Seplan não estão sozinhos. A greve continua, a resistência continua, e nós seguiremos nossa luta incessante em defesa da dignidade dos trabalhadores, pelo pagamento dos salários, pela liberdade de expressão e de luta."

POLÍTICA: "Após expulsar Kátia, PMDB põe Requião na mira"

A expulsão da senadora Kátia Abreu (TO) por infidelidade partidária abre caminho para que o conselho de ética do PMDB instale procedimento semelhante contra o senador Roberto Requião (PR), por razão semelhante. 

É o sonho da cúpula do partido. Como Abreu, ele votou contra o impeachment da ex-presidente Dilma e tem se aliado ao PT para votar contra projetos importantes do governo do PMDB.



COM GÁS LACRIMOGÊNIO: "Grevistas são "convidados" a desocupar a SEPLAN(Secretaria de Planejamento e Finanças)"

Servidores da saúde e da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), em greve há duas semanas, foram retirados pelo Batalhão de Choque da Polícia Militar do prédio da Secretaria de Planejamento e Finanças (Seplan) no início da noite desta sexta-feira, 24.
A reintegração da secretaria foi determinada pelo juiz Bruno Lacerda Bezerra, da 3ª Vara da Fazenda Pública de Natal, atendendo a um pedido do Governo do Estado. Os servidores tomaram conhecimento da determinação do magistrado por volta das 17h, mas, em assembleia, se recusaram a deixar o prédio. Cerca de 1h depois, a PM foi acionada e, com gás lacrimogêneo, expulsou os manifestantes.
A ocupação na Seplan pelos servidores havia sido iniciada na quarta-feira, 22. Em greve desde o último dia 13, os funcionários públicos protestam contra os atrasos salariais. A intenção das duas categorias é pressionar o Governo do Estado a estabelecer um calendário fixo de pagamentos para o funcionalismo, que recebem salários em atraso há quase dois anos.

RN: "Carlos Eduardo quer ajuda de Temer para ser candidato"

O prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves combinou com os senadores Garibaldi Alves e José Agripino para realizar uma reunião política com o presidente Temer, fora da agenda oficial, no Palácio do Jaburu, residência oficial do chefe do Poder Executivo.
Carlos Eduardo Alves quer saber se o presidente Temer vai realmente ajuda-lo na eleição caso venha ser candidato ao Governo do Estado fazendo aliança com Garibaldi Alves e José Agripino.
O prefeito de Natal, exigiu que o encontro com Temer não seja divulgado.
Blog do Primo