.

segunda-feira, 27 de julho de 2015

PARELHAS: "Prefeitura realiza melhorias nas vias urbanas do município"


A Prefeitura Municipal de Parelhas, através de parceria entre as secretarias de Obras e Serviços Públicos e da Agricultura, do Meio Ambiente e da Pesca, tem realizado limpeza e melhorias, nas vias urbanas e rurais do município. Nesta semana as ações aconteceram nas imediações do bairro Boqueirão, nos terrenos baldios, como também no riacho do açude Dix-Sept Rosado (açude do Estado com é mais conhecido), e nas imediações do Conjunto Promorar, no Bairro Maria Terceira.

BRASÍLIA: "Vem reforma ministerial por aí"...

Está na coluna de Cláudio Humberto nesta segunda-feira, será? A presidente Dilma insinuou ao PMDB uma possível reforma ministerial tão logo o ajuste fiscal seja aprovado. A reforma pode incluir a redução de ministérios, como prega o PMDB, que para ela era tabu. E também admite “abrir mão” de ministros como José Eduardo Cardozo (Justiça), que ficaria radiante com isso, e Aloizio Mercadante (Casa Civil), cuja saída é reivindicada por aclamação, entre aliados e o ex-chefe Lula.
Outro ministro que será trocado em razão da inutilidade da sua atuação é Manoel Dias (Trabalho). O PDT perderá a boquinha para o PMDB.
Há menos de cem dias no cargo, o ministro do Turismo deixará o cargo com um novo apelido: “Henrique Alves, o Breve”
O ministro Henrique Alves é criticado por nada fazer e por não haver se demitido após seu padrinho Eduardo Cunha haver rompido com Dilma.
Segundo amigos, após deixar o cargo, José Eduardo Cardozo planeja uma temporada na Espanha, dedicando-se a concluir um doutorado.



Blog do BG

POLÍTICA: "É o chamado "fogo amigo"...

Peemedebistas já ensaiam discurso para dar sustentação a Eduardo Cunha quando acontecer sua esperada denúncia na Lava Jato. “Denúncia não significa condenação. Veja só o caso de Adarico Negromonte, denunciado e absolvido”, diz Lúcio Vieira Lima (BA).
Para um partido que não lança um nome ao Planalto desde 1994, o PMDB exibe agora ampla vitrine de possíveis candidatos à Presidência da República em 2018.
O vice Michel Temer, que em viagem internacional revelou a investidores um certo desejo de concorrer, conversou mais de uma vez sobre a possibilidade de a ministra Kátia Abreu (Agricultura) sair candidata.

HERMANO MORAIS: "Apoiar Carlos Eduardo é prejudicial"

O senador Garibaldi Alves Filho (PMDB) já tem sua posição pessoal quando o assunto é eleição para prefeito em 2016: Ele quer que o PMDB, em vez de lançar candidato próprio – como querem alguns integrantes do partido – apoie o prefeito Carlos Eduardo (PDT) em sua campanha para reeleição.
 
“Em Natal acredito que convergiremos para a candidatura do prefeito Carlos Eduardo. É minha posição pessoal, mas o partido adotando outra posição eu sigo do mesmo jeito”, disse Garibaldi em entrevista ao Novo Jornal. Ele acrescenta que, do seu ponto de vista, poderia haver uma composição na chapa majoritária com o PMDB na vice-prefeitura.
 
“O debate ainda está aberto porque há quem não comungue com essa ideia. Poderá haver uma composição na majoritária com o prefeito, mas isso é o que eu penso. Ainda não tem nada fechado”, declara o senador. O deputado estadual Hermano Morais (PMDB), que foi candidato a prefeito em 2012, indo para o segundo turno e sendo derrotado pelo atual prefeito, naturalmente pensa diferente das instâncias superiores de seu partido.
 
“Tenho opinião diferente da que vem se desenhando pela direção estadual do partido em Natal, porque defendo candidatura própria seguindo a mesma linha que vem sendo adotada por outros municípios do estado de ter candidato nas eleições. O apoio a Carlos Eduardo é prejudicial ao que entendo ser viável, que é um projeto político com candidatura própria”, disse Hermano.

ALERTA: "Estoque de sangue do Hemonorte enfrenta estado crítico"

O Hemocentro do RN (Hemonorte) está precisando com urgência de sangue de todos os tipos para repor seu estoque, que no momento está crítico. As doações realizadas não estão sendo suficientes para manter o estoque equilibrado. No momento a Unidade conta com pouco mais de 300 bolsas prontas para uso.
 
Com um estoque em aproximadamente 30% do total de bolsas de sangue, se o número de doações não aumentar o abastecimento da rede hospitalar ficará comprometido, o que tende a acarretar o cancelamento de cirurgias. O Hemonorte está convocando doadores de todos os tipos sanguíneos para ajudar a repor os estoques. Além das mídias sociais a instituição está entrando em contato com doadores por telefone e pelo aplicativo Hemoliga.
 
Para doar sangue, é preciso que a pessoa tenha de 16 a 69 anos, esteja em boas condições de saúde e pese mais de 50 quilos. Recomenda-se evitar o consumo de alimentos gordurosos quatro horas antes da doação. A ingestão de bebidas alcoólicas tem de ser interrompida 12 horas antes da doação.
 
Os interessados devem comparecer ao Hemonorte, localizado na Av. Alexandrino de Alencar, 1800 – Tirol, (próximo ao Parque das Dunas/Bosque dos Namorados) – de segunda a sábado, das 7h às 18h ou aos Postos de coleta fixos da Zona Norte (Biblioteca Américo de Oliveira) – Av. Itapetinga, 1430, Conj. Santarém – de segunda à sexta, das 8h às 17h e sábado das 8h às 12h e Posto de coleta da SESAP – Av. Deodoro, 730, Centro – de segunda à sexta, das 8h às 12h.

LAVA-JATO: "Temer defende Cunha"

O vice-presidente Michel Temer usou seu Twitter para dizer que não participa de “movimento contra o presidente da Câmara”, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O parlamentar foi citado no depoimento de um dos delatores do esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato, Júlio Camargo, que o acusa de ter recebido R$ 5 milhões em propina.
Cunha nega a acusação, mas pode vir a ser denunciado pela Procuradoria-Geral da República ao Supremo Tribunal Federal.
“Não participo de movimento contra o presidente da Câmara. As relações entre governo, Câmara dos Deputados e PMDB devem ser institucionais, tendo em vista os interesses do país”, escreveu Temer na rede social. A mensagem foi compartilhada por Cunha minutos depois, também pelo Twitter.
A bancada do PMDB na Câmara dos Deputados também saiu em defesa de Cunha e informou que não aceitará “especulações que visem a enfraquecer a autoridade institucional do presidente da Câmara”, segundo nota divulgada na última sexta-feira (24).
No texto, os deputados peemedebistas argumentam que a democracia prevê o direito à ampla defesa e criticam a especulação sobre a participação de Cunha no esquema baseada apenas nas informações do delator. “Na democracia, diferentemente das ditaduras, todos os cidadãos, sem exceção, estão sujeitos a investigação, não importa quanto poder ou riqueza possuam. É isso o que ora assistimos no país. Mas a democracia prevê também o direito à ampla defesa. Não existe julgamento sumário”.

FERNANDO FREIRE JÁ PENSA EM DELAÇÃO PREMIADA

Preso nesse sábado no Rio de Janeiro, o ex-governador Fernando Freire pode vir a colaborar com a Justiça desvendando aspectos ainda não conhecidos pelos investigadores no esquema de fraudes pelo qual já foi condenado a mais de 13 anos de prisão.
Interlocutores do ex-mandatário ouvidos pela reportagem revelaram que Freire se sente abandonado por quem considera ter ajudado. Os promotores do Patrimônio Público preparam interrogatório do ex-mandatário ainda para esta semana.
Ao mesmo tempo, é esperado que a defesa do ex-governador apresente um pedido de habeas corpus contra sua prisão. Ainda conforme interlocutores do Fernando Freire, no entanto, a expectativa é que o pedido seja negado já que a prisão atual foi decretada justamente porque a Justiça não vinha conseguindo acesso a Freire.
Neste domingo, policiais do RN estarão no Rio de Janeiro para tratar sobre a transferência do ex-governador para Natal. A expectativa é que ele volte para Natal até amanhã.
No que ficou conhecido como ‘máfia dos gafanhotos’, o ex-governador é acusado de patrocinar um esquema de desvio de recursos, contando, inclusive, com a colaboração de vereadores de Natal em 2002.