.

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

BOANERGIUS: "O braço forte do governo Hudson"

Toda gestão tem um braço forte, uma pessoa que se destaca por seu empenho e dedicação.
Em Santana do Seridó não será diferente, o braço forte de Hudson, o homem de confiança da nova gestão, tem nome e sobrenome: Boanergius Batista de Araújo, esposo da Vice-prefeita eleita Tatiana Fátima.

Anotem aí!!

EFEITO BOOMERANG: "Prefeito sofre acidente em ponte que se esqueceu de consertar"

A vida muitas vezes prega peças que mais parecem lições do acaso, não é mesmo? Em Codó, no Maranhão, algo assim aconteceu com o prefeito da cidade, Zito Rolim (PV). Na última terça-feira (3), ele sofreu um acidente em uma ponte quebrada que a sua administração deixou de reformar.
Rolim guiava a sua caminhonete branca por uma estrada vicinal, a cerca de 80 km da capital São Luis, quando caiu na vala onde a ponte que tinha desmoronado. Com algumas lesões no tórax, o político teve de ficar dois dias em observação em um hospital em Teresina (PI), informou comunicado da própria prefeitura de Codó.
Ainda segundo o órgão, o acidente aconteceu em uma "ribanceira por conta da pouca visibilidade no local, além da poeira na estrada". 
De acordo com matéria do portal UOL, a via deveria ter pelo menos quatro pontes no total, mas todas caíram e aguardam o início das obras de reparo desde o começo deste ano. No local, também não teria nenhum tipo de sinalização adequada, uma vez que atualmente usa-se um desvio na estrada em função das obras. "Só que ele estava trafegando de madrugada, não percebeu o desvio e não viu que não tinha mais ponte", afirmou um morador.
A reportagem ainda diz que o secretário de cultura de Codó, Marcio Esmero, garante que as obras nas pontes quebradas estão em andamento – ao todo são 53 km de estrada. No entanto, ele não soube dizer qual é a expectativa de entrega.
Fonte: Yahoo Notícias

Fátima Bezerra e Zenaide Maia debatem a PEC 241 na Câmara Municipal de Natal

A senadora Fátima Bezerra (PT) e a deputada federal Zenaide Maia (PR) participaram na manhã desta quinta-feira (03), na Câmara Municipal de Natal, da audiência pública promovida pela Frente Parlamentar Municipal de Combate ao Preconceito e Discriminação, junto com o Conselho Municipal de Saúde, para debater o tema: “PEC 241/55- Remédio amargo do ajuste fiscal radical contra as políticas públicas”. A proposição foi do presidente da Frente, vereador Fernando Lucena (PT).
A PEC 241 fixa para os três poderes, além do Ministério Público da União e da Defensoria Pública da União, um limite anual de despesas. Segundo o texto, o teto será válido por vinte anos a partir de 2017 e consiste no valor gasto no ano anterior corrigido pela inflação acumulada nesses doze meses.

CONSTA: "PSDB é campeão de censura"

Dos 126 prefeitos eleitos que tentaram, durante as eleições municipais deste ano, retirar informações da internet ou suprimir rádios e TVs via processos judiciais, o PSDB tem o maior número de governantes que buscaram censurar a imprensa: 29 prefeitos eleitos.
O PMDB aparece em segundo, com 22, e o PSB está em terceiro, com 12 ações. Os estados com mais pedidos de censura são Paraná (22), São Paulo (19) e Bahia (10). Os dados são da A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji).

Justiça pede que MP se manifeste sobre possível crime eleitoral de Henrique Alves por “omissão de dinheiro no exterior”

POR PAINEL / FOLHA
Conta gotas Depois de aceitar a denúncia contra Henrique Alves sob suspeita de recebimento de propina, a Justiça Federal no DF pediu ao Ministério Público que se manifeste sobre a possibilidade de o ex-ministro ter cometido também crime eleitoral.
Bola de neve Isso porque a conta na Suíça onde os recursos foram pagos não aparecia na declaração de bens quando ele foi candidato. A omissão pode lhe render multa e até três anos de prisão.


DICA ENEM: "Administrar bem o tempo é fundamental na hora da prova"


Além do estudo, ter um bom planejamento e administrar o tempo são fundamentais na hora de fazer a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Nos dias 5 e 6 de novembro, 8,6 milhões de candidatos devem fazer as provas do Enem que têm, no primeiro dia, 90 questões de múltipla escolha para serem respondidas em quatro horas e 30 minutos. No segundo dia são mais 90 questões e a prova de redação, e o tempo aumenta para cinco horas e 30 minutos.

Equilibrar o tempo entre as provas objetivas e a redação e começar pelas matérias em que o estudante tem mais facilidade são algumas dicas de professores.

O diretor do Colégio Concórdia, de São Paulo, Edson Wander Eller, sugere que o estudante comece a prova pela área em que tem mais facilidade, para assim avançar mais rapidamente no início do exame. “Ele vai dar uma atenção diferenciada para os itens que domina, vai conseguir evoluir mais na resolução da prova e deixa o restante do tempo para a área que domina menos”, diz o professor.

Outra dica de Edson Wander é que o aluno não permaneça tempo demais em cada pergunta. Se uma questão está tomando muito tempo do estudante, o melhor é passar para a próxima e retornar a ela no fim da prova. Para ele, o ideal é não estabelecer um tempo mínimo para a resolução de cada questão, mas ir balanceando o tempo ao longo da prova.

Um ponto importante, segundo o diretor do Colégio Concórdia, é reservar cerca de 30 minutos para preencher o cartão de respostas. “Se ele esquecer de responder, perder o tempo ou, principalmente, responder errado, a prova dele acaba sendo cancelada”, lembra.

A coordenadora de ensino médio do Colégio Batista Mineiro, de Belo Horizonte, Júnia Batista Tavares, também alerta os estudantes para que não passem tempo demais em uma única pergunta. “Nesse exame a administração do tempo é muito importante. A orientação é ir resolvendo as questões e se sentir um pouquinho mais de dificuldade, pular aquele item e depois retornar a ele, que vai exigir tempo maior”.

Se durante a prova a ansiedade e o nervosismo começarem a atrapalhar o desempenho, Júnia Batista recomenda uma pausa para respirar e recuperar a calma. “Tá ansioso, o coração bateu, está mais pesado? Respira e dá uma pausa. Às vezes, essa pausa durante a realização da prova vai ajudar o estudante a ir desenvolvendo com calma a tarefa que ele tem que fazer”.

Redação

A redação é aplicada no segundo dia de prova do Enem. De acordo com a habilidade que tenha para a escrita, o estudante precisa planejar o tempo gasto entre as provas objetivas e a de redação. A professora Júnia diz que não dá para passar ao estudante uma fórmula pré-definida sobre o melhor momento para escrever o texto, se no início ou no final na prova. Segundo ela, o estudante deve decidir o que considera melhor de acordo com o seu perfil.

“A recomendação de fazer a redação primeiro é interessante, mas depende do perfil do estudante. Um estudante da área de exatas pode preferir fazer a prova de matemática primeiro por achar que vai ganhar mais tempo. Então, as orientações não são para todos, elas estão aí para cada um adotar a que mais lhe der conforto”.

Lanche

Como as provas têm duração longa, levar água e lanche é bom para encarar a maratona do exame. Os educadores recomendam lanches leves e frutas. “Um aluno com fome ou muita sede não vai conseguir ficar quatro horas e meia concentrado na prova para terminá-la de forma adequada”, afirma o diretor do Colégio Concórdia. Neste ano, o Ministério da Educação informou que vai fiscalizar o lanche dos estudantes.