.

domingo, 16 de dezembro de 2018

ENQUETE: "Qual foi vereador(a) que mais se destacou em 2018?"


Como faz todos os anos, o Blog  quer saber a opinião dos internautas, sobre o trabalho dos nossos vereadores, fazendo a seguinte pergunta:

 "Na sua opinião qual foi o vereador que mais se destacou em 2018?"

Vote na enquete clicando AQUI

Acesse, vote, participe. A sua opinião é de grande importância!



PARELHAS: "Ex-vereador Canindé Moreno se desliga do MDB e assina ficha de filiação no PT"

O ex-vereador Francisco Canindé Margarida, conhecido como Canindé Moreno, pediu desligação do MDB  e  se filiou ao Partido dos Trabalhadores.

Canindé foi vereador aqui na cidade de Parelhas e  na última eleição ficou na 2ª suplência apesar de ter obtido 499 votos.

A filiação do ex-vereador foi "abençoada" pelo Deputado eleito Francisco do PT, com quem tem uma amizade de muitos anos.




Crispiniano Neto comandará a Fundação José Augusto


O mossoroense Crispiniano Neto, é o nome escolhido por Fátima Bezerra para comandar a Fundação José Augusto.

Crispiniano já dirigiu a fundação no governo de Robinson Faria, antes de acontecer o rompimento do governo com o PT.

Formado em Engenharia Agrônoma e em Direito, Crispiniano Neto assumirá pela terceira vez a diretoria-geral da Fundação José Augusto. Ele é membro da Academia Brasileira de Literatura e Cordel – cadeira de Câmara Cascudo – e do Instituto Histórico do RN. É autor de 22 livros, dos quais 200 mil exemplares foram vendidos e adotados em mais de 500 escolas.



RN: "Detran iniciou ontem(14) a implantação da placa Mercosul. Confira como será a troca"

O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) iniciou ontem (14) a implantação do sistema que vai possibilitar que os veículos cadastrados no Estado sejam emplacados com placas no padrão Mercosul. Os veículos zero quilômetro que forem emplacados a partir desta data já receberão as placas padronizadas utilizadas nos países do Mercosul. A medida efetivada pelo Detran está prevista na resolução 729/2018 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).
Nesse primeiro momento, a iniciativa será dirigida ao emplacamento dos automóveis zero quilometro e para os que precisarem realizar serviços que alterem o registro de veículo, a exemplo de mudança de município ou de proprietário. Nos demais casos, os donos de automóveis têm até cinco anos para efetivar a mudança da placa antiga para o modelo Mercosul, porém aquele que desejar realizar a mudança de imediato basta buscar uma unidade do Detran.
O diretor-geral do Detran, Eduardo Machado, explicou que o novo modelo traz maior segurança contra a clonagem e adulteração, já que dispõe de itens mais fáceis de identificação e mais complexo para possíveis falsificações, como também possibilita uma quantidade maior de combinações originando novas identificações para os veículos. “O novo modelo vem com QR Code único e conterá todos os dados de confecção da placa, desde a identificação do fornecedor até o número, data, ano e modelo de fabricação do carro, além de permitir a rastreabilidade dela. Dessa forma, a fiscalização identifica rapidamente onde a placa foi confeccionada e a qual veículo pertence”, informou.


REVISTA ISTOÉ: "Filhos de Bolsonaro enrolados em casos de corrupção"

O episódio do motorista Fabrício José Carlos de Queiroz não parece ser um caso isolado na vida política do clã Bolsonaro. Se ficar confirmada a suspeita do Ministério Público de que Queiroz administrava uma caixinha de colaborações dos demais servidores, uma prática semelhante, talvez com objetivos idênticos, é corroborada por outros casos descobertos por ISTOÉ nos gabinetes do presidente eleito Jair Bolsonaro e de seus filhos. Por mais de uma vez, funcionários fizeram doações eleitorais e trabalhos políticos para as campanhas da família, em valores que certas vezes chegavam a ultrapassar os próprios salários ganhos.
As informações apuradas por ISTOÉ constam das próprias contas eleitorais. Em vários casos, servidores de Jair Bolsonaro foram responsáveis por doações, por meio de serviços ou em dinheiro em espécie, aos filhos desde quando eles começaram a disputar eleições, a partir de 2002. Ou seja, parece comum que servidores contratados por eles empregassem – obrigados ou não – o dinheiro proveniente de seus ganhos mensais no apoio político-eleitoral aos Bolsonaro.
Em abril deste ano, o presidente eleito interrompeu a sua então intensa agenda de compromissos para participar do velório de um grande amigo: o capitão do Exército Jorge Francisco. Francisco trabalhava com ele havia 20 anos no seu gabinete em Brasília.
As prestações de contas mostram que, mais do que amigo, Francisco praticamente foi um dos responsáveis pela eleição de Flávio Bolsonaro como vereador, em 2002. Conforme a prestação de contas apresentada por Flávio naquele ano, o servidor da Câmara doou R$ 5,9 mil para a campanha do filho mais velho de Bolsonaro, no dia 1º de outubro. Foi tudo o que Flávio Bolsonaro declarou ter gasto. Em valores atualizados, seria equivalente a aproximadamente R$ 18 mil.
No ano seguinte ele passou a fazer parte do gabinete de Jair Bolsonaro. Exerceu cargo de comissão na categoria SP25, hoje um salário de aproximadamente R$ 15 mil. Durante o tempo como secretário parlamentar, Francisco foi responsável por outras doações, em espécie, a membros do clã Bolsonaro. Em 2004, doou R$ 10 mil para a primeira eleição de Carlos Bolsonaro (PSL-RJ) à Câmara Municipal do Rio de Janeiro. Naquele ano, Carlos recebeu R$ 34,5 mil em doações para a sua campanha. Ou seja, apenas José Francisco foi responsável por aproximadamente 30% das doações recebidas por Carlos na sua primeira investida, vitoriosa, para a Câmara. Em valores atualizados, esses R$ 10 mil doados por Francisco seriam equivalentes a aproximadamente R$ 22 mil em 2018.
O dileto amigo de Bolsonaro aparece em outras doações superiores aos seus vencimentos mensais. Em 2012, no dia 30 de agosto, ele fez uma transferência eletrônica em favor de Carlos Bolsonaro, no favor de R$ 15 mil. Eduardo, deputado federal, também foi beneficiado pelo ex-capitão do Exército em 25 de agosto de 2014. Ele doou R$ 11 mil por meio de um depósito em espécie.
Além disso, durante o ano de 2016, está registrada nas contas eleitorais de Carlos, na sua terceira eleição para a Câmara Municipal fluminense, uma nova doação de Francisco, desta vez no valor de R$ 2,5 mil, por meio da cessão de serviços prestados para a campanha naquele ano.
Não foram apenas Jorge Francisco e agora o motorista Queiroz. Em 2016, o vereador Carlos Bolsonaro recebeu a doação de R$ 1,5 mil, em forma de serviços para a campanha de Alessandra Ramos Cunha. Dois anos antes, ela havia sido nomeada para integrar o gabinete do deputado Jair Bolsonaro.
Na Câmara, operações desse tipo são comuns e apelidadas de “Caixinha Eleitoral”. A prática de funcionários doarem para a campanha do patrão não é considerada ilegal, mas é no mínimo questionável. Qualquer pessoa pode doar dinheiro para a campanha de quem quiser. E pode-se mesmo acreditar que haja afinidade ideológica entre um deputado e seu funcionário de confiança. Por outro lado, é justo imaginar-se que possa ser uma espécie de pagamento em troca do emprego. E pagamento feito com dinheiro público. Há, no mínimo, um conflito ético.
Fonte: IstoÉ

"Fátima Bezerra vai revisar contratos feitos no apagar das luzes do governo Robinson Faria" Disse Jean Paul

O suplente de senador, que irá assumir a cadeira no senado em 2019, Jean Paul Prates disse que os contratos firmados pelo atual governador Robinson Faria a partir de Novembro deste ano serão todos revistos.

Nessa revisão, Prates disse que os valores poderão ser negociados ou os contratos suspensos e vão passar por uma análise rigorosa.


sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

TÁ CHEGANDO: "Faltam menos de 30 dias para a maior micareta do interior do estado"


“Meu governo será pautado pelo diálogo com todos os setores do Rio Grande do Norte. Empresários, trabalhadores, sociedade civil”. Disse Fátima em encontro com Flávio Rocha


A governadora eleita Fátima Bezerra (PT) fez uma visita nesta quinta-feira (13) aos empresários Flávio e Nevaldo Rocha.
Estava acompanhada do vice Antenor Roberto, do suplente de senador Jean-Paul Prates e do diretor do SEBRAE, João Hélio.
Em seu Twitter, postou: “Meu governo será pautado pelo diálogo com todos os setores do Rio Grande do Norte. Empresários, trabalhadores, sociedade civil”.
Pelo grupo Riachuelo e Guararapes, além de Seu Nevaldo e do filho Flávio estavam Anna Rocha Apolinário, mulher de Flávio e Paulo Galindo.

Heitor Gregório


Por unanimidade contas de Natália Bonavides são aprovadas

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE/RN) aprovou por unanimidade as contas da deputada federal eleita Natália Bonavides (PT).
A corte acatou as explicações dadas pela petista que chegou a ser questionada por colocar doações de pessoas mortas. Os magistrados e o Ministério Público Eleitoral entenderam que houve uma confusão formal na prestação de contas.
Abaixo uma nota da parlamentar comentando a decisão:
"O tribunal acatou, de forma unânime, os dois pareceres, tanto da comissão técnica do próprio tribunal, como do Ministério Público, que recomendavam a aprovação das contas. 
A desinformação e a mentira são uma prática política rasteira que combateremos todo dia. Não deixe se enganar, não deixe as fake news ganharem. Com a nossa vitória, ajudamos a mudar um pouco o perfil da bancada do estado, sabemos das estruturas que derrotamos nesse pleito e por isso permanecemos vigilantes na defesa da democratização das estruturas da política potiguar.
Agradecemos toda a solidariedade e confiança que recebemos. Vamos a Brasília fazer valer a luta e defender os direitos, combatendo o desmantelamento da soberania nacional e do Estado brasileiro."

Natália Bonavides

Agripino Maia é denunciado por crimes de associação criminosa e suposta nomeação de funcionário fantasma

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, denunciou o senador José Agripino Maia (DEM-RN) e mais duas pessoas pelos crimes de associação criminosa e peculato por suposta nomeação de funcionário “fantasma” no gabinete.
Conforme a acusação, o parlamentar manteve por sete anos um funcionário que não prestava serviços no Senado. Além disso, disse Dodge, o salário do servidor era repassado para outra pessoa que prestava serviços ao parlamentar.
G1 tentava falar com a assessoria do senador até a última atualização desta reportagem.
A relatora do caso, ministra Rosa Weber, deverá notificar o senador para apresentar defesa antes de levar a denúncia a julgamento na Primeira Turma do STF. Caberá aos ministros da turma decidirem se tornam o senador réu pelas acusações.
Dodge também pediu ao Supremo a abertura de um novo inquérito para investigar se o senador cometeu o crime de lavagem de dinheiro em razão de suspeitas identificadas durante as investigações.
A procuradora aponta dados do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) que apontam que, de dezembro de 2011 a novembro de 2014, o senador teria movimentado valores atípicos, inclusive, por meio depósitos feitos por um motorista do Senado.
Agripino Maia já é réu em um desdobramento da Operação Lava Jato– ele foi acusado de corrupção e lavagem de dinheiro por suposto desvio de dinheiro público na construção da Arena das Dunas, em Natal.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Sogra de Dr. Tiago Almeida será secretária de Administração do governo Fátima


Como o Blog divulgou recentemente, que a pasta da administração estadual ficará a cargo de Virgínia Ferreira Lopes, amiga pessoal e de longas datas da governadora eleita.

Para quem não sabe, Virgínia Ferreira é sogra do médico ortopedista Dr. Tiago Almeida, que disputou a prefeitura em 2016, perdendo para o atual prefeito por um diferença muito pequena.

Com Virgínia na pasta de administração do estado, Dr. Tiago deverá ter acesso direto  ao futuro governo.


ROBINSON: "Atrasei os salários para manter o emprego de mais de 20 mil funcionários"


Em um discurso de pouco mais de meia hora, o governador Robinson disse que só atrasou os salários do funcionalismo público, porque foi boicotado por forças políticas em Brasília e porque não demitiu 20 mil pais de famílias.

Segundo Robinson se ele tivesse demitido mais de 20 mil funcionários, os salários estavam em dia.

"O povo não entendeu a minha atitude, eu atrasei os salários para manter os empregos deles, mas infelizmente, fui mal interpretado pelo povo do meu estado e perdi a eleição. Mas desejo que a governadora Fátima, faça um bom governo." Disse Robinson





Robinson visita Parelhas e assina ordens de serviços


Quem esteve ontem aqui na cidade de Parelhas, foi o quase ex-governador Robinson Faria, Robinson veio assinar duas ordens de serviços, uma para reforma da Escola Estadual Maria Terceira e a outra para que seja asfaltada a estrada que liga o município aos Povoado Santo Antônio da Cobra, passando pela Boa vista dos Negros.

Segundo o governador, o dinheiro para essas duas obras já se encontra nas contas do governo do estado.


terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Rejeitado pelo eleitor potiguar Rogério Marinho é abraçado por Bolsonaro e será secretário da Previdência Social

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, escolheu o deputado federal Rogério Marinho (PSDB-RN) como secretário especial de Previdência Social. O anúncio deve acontecer nesta terça-feira (11).
Guedes acertou o nome de Marinho nesta segunda (10) com o presidente eleito Jair Bolsonaro.
Relator da nova lei trabalhista, proposta pelo governo Michel Temer e aprovada pelo Congresso Nacional, Marinho não se reelegeu em outubro.
Na opinião de Paulo Guedes, Marinho poderá articular no Congresso Nacional a votação da reforma da Previdência.
Carlos Santos


Bolsonaro descumpre a primeira promessa de campanha e anuncia 22 ministérios

O presidente eleito Jair Messias Bolsonaro anunciou os 22 ministros que farão parte de seu governo a partir do dia 1º de janeiro.

Sendo assim, Bolsonaro deixa de cumprir uma de suas maiores promessas de campanha, quando dizia antes de ser eleito que nomearia apenas 15 ministros.

Confira os nomes:


MPE pede a cassação do deputado Walter Alves(MDB) e Raimundo Fernandes(PSDB)

O Ministério Público Eleitoral (MPE) ingressou com uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) por abuso de poder econômico envolvendo os candidatos eleitos a deputado federal, Walter Alves (MDB); e a deputado estadual, Raimundo Fernandes (PSDB); além do prefeito de Patu, Rivelino Câmara (MDB); bem como o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT, candidato derrotado ao governo); o senador José Agripino Maia (DEM, que não se reelegeu ao Senado); e Antônio Jácome (Podemos, deputado federal e candidato derrotado ao Senado).

Em 22 de julho o prefeito de Patu, sob o pretexto de comemorar aniversário, realizou um showmício no qual a candidatura dos demais cinco investigados foram promovidas irregularmente.
A Aije pede a cassação do diploma dos dois deputados reeleitos, bem como de José Agripino que ficou na suplência, além da sanção de inelegibilidade pelo período de oito anos para todos os seis investigados.
Durante a campanha deste ano, o MPE tinha entrado com representação contra os políticos citados nessa AIJE: MPE pede que políticos sejam multados por “showmício”.

Blog do Carlos Santos


Virgínia Ferreira será a secretária de administração do governo de Fátima Bezerra

A governadora eleita do Rio Grande do Norte, senadora Fátima Bezerra, escolheu a economista Virgínia Ferreira para a Secretaria de Estado da Administração e dos Recursos Humanos do seu governo. Ela destacou que a experiência e reconhecida competência técnica da futura auxiliar serão importantes para que o governo atinja as metas de controle nos gastos públicos, modernização da gestão, contenção de despesas e de valorização dos servidores.
Virgínia Ferreira agradeceu a confiança da governadora eleita e assinalou que entre os desafios da Secretaria está o de assegurar um plano de ações dentro de uma perspectiva de economicidade, sustentabilidade e de deliberar a desburocratização dos serviços públicos. “Implementaremos uma política eficiente na gestão dos recursos humanos e materiais, como também patrimoniais e tecnológicos do estado. Precisamos trabalhar com inteligência, sagacidade e determinação para que o governo possa prestar um serviço público de qualidade, valorizar e qualificar permanentemente o servidor, aproximá-los da gestão, otimizar os gastos públicos e retomar a credibilidade do Governo do Estado”, disse Virgínia Ferreira.
Perfil
Maria Virgínia Ferreira Lopes  é formada em Economia pela UFRN. Especialista em Planejamento e Orçamento e na área de Projetos Econômicos e Sociais, trabalhou no Dieese, onde ocupou a função de supervisora técnica. É funcionária de carreira da administração indireta – Datanorte – do Estado do Rio Grande do Norte. Foi presidente do Conselho Regional de Economia e do Sindicato dos Economistas do RN. Secretária de Planejamento da Prefeitura de Natal de 2005 a 2008 e de 2013 a 2016, comandou também a pasta de Meio Ambiente e Urbanismo do município e atualmente ocupa o cargo de Secretária de Planejamento da Prefeitura do Natal. Foi Coordenadora do Observatório do Trabalho do Rio Grande do Norte de 2009 a 2012.
Blog do Barreto

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

SANTANA DO SERIDÓ: "Vereador José Vicente é eleito presidente da Câmara Municipal para o biênio 2019/2020"

O Vereador do PSD José Vicente de Morais, conhecido como Vicente de Chico de Valdo, acaba de ser eleito presidente do Poder Legislativo santanense para o biênio 2019/2020.

Vicente está em seu segundo mandato  e obteve, além do seu voto, os votos dos edis: Juarez Bezerra, atual presidente(PSD), Caio Cabral(PSD), Ivan Dantas(PSD, Sebastião Sobrinho,(Berré do MDB) e Luiz do Tuiuiuú(PSD).

José Vicente de Morais, vai comandar a Câmara Municipal da simpática Santana do Seridó, a partir do dia 1º de janeiro de 2019.

O Blog parabeniza o  presidente eleito desejando um grande mandato e um boa sorte!


PARELHAS: "Contas de Francisco do PT são aprovadas e o deputado eleito será diplomado no próximo dia 19"


O Blog recebe a informação de que as contas da campanha do deputado estadual eleito Francisco do PT acabam de ser aprovadas.

Com as contas aprovadas pelo TRE, o próximo passo será a diplomação que acontecerá no próximo dia 19 de dezembro.

Em contato agora a pouco com o Blog, o deputado eleito comentou a aprovações de suas contas:

"Estou extremamente feliz, vencemos mais uma etapa, agradeço a Deus, ao povo de Parelhas, do Seridó e do Rio grande do Norte que estavam na torcida pela aprovação das nossas contas, o próximo passo será a nossa diplomação no dia 19, muito obrigado a todos". Comentou Francisco do PT.


RITA DAS MERCÊS: "Esquema de desvio de recursos começou por iniciativa de Robinson Faria"

Em depoimento ao juiz Ivanaldo Bezerra, a ex-procuradora da Assembleia Legislativa Rita das Mercês Reinaldo informou que o esquema de desvios de recursos na casa começou em 2006 por iniciativa do hoje governador Robinson Faria (PSD).
Segundo Rita, mensalmente o então presidente da Assembleia recebeu no mínimo R$ 100 mil. O esquema continuou após a saída de Robinson do comando da casa.
A Operação Dama de Espadas foi deflagrada em 2015 prendendo Rita das Mercês. Ano passado ela delatou o envolvimento não só de Robinson, mas desembargadores, deputados estaduais, deputados federais e senadores.
Com informações da Tribuna do Norte

Mais um ministro investigado no governo Bolsonaro

Apoiado por entidades ruralistas e presidente do Movimento Endireita Brasil, o advogado Ricardo de Aquino Salles comandará o Ministério do Meio Ambiente a partir de janeiro. O anúncio do ministro que  completa a Esplanada dos Ministérios de Jair Bolsonaro foi feito pelo presidente eleito na tarde deste domingo. 
Salles, que já foi secretário particular do ex-presidenciável Geraldo Alckmin e ocupou também a pasta de Meio Ambiente de São Paulo durante o Governo do tucano, vinha sendo citado há dias como nome para o cargo.
O futuro ministro é alvo de ação de improbidade administrativa, acusado de manipular mapas de manejo ambiental do rio Tietê, e, durante a campanha eleitoral deste ano, chegou a sugerir o uso de munição de fuzil contra a esquerda e o MST.
A escolha de Salles joga mais combustível nas controvérsias que envolvem um setor crucial para o Governo Bolsonaro, crítico do que chama de “exageros” na legislação ambiental. As decisões já sob influência da futura gestão, como retirada da candidatura do Brasil para sediar a próxima Conferência sobre as Mudanças Climáticas da ONU no ano que vem, a COP25,  atraem holofotes tanto nacionais como internacionais para o setor.
Após vencer as eleições, Bolsonaro chegou a anunciar que fundiria os ministérios da Agricultura (que será comandado a partir do ano que vem pela deputada ruralista Tereza Cristina) e do Meio Ambiente, uma ação para reduzir a máquina pública, mas que também, segundo os críticos, poderia esvaziar a pasta que hoje controla o Ibama e o ICMbio, órgãos fiscalizadores.
Durante a campanha, o então candidato e seus emissários fizeram várias críticas ao que chamam de “indústria da multa” desses órgãos. Bolsonaro chegou a defender a necessidade de “tirar o Estado do cangote de quem produz”. No entanto, a reação negativa de setores exportadores e ambientalistas fizeram o presidente recuar da proposta. Bolsonaro decidiu apenas reformular o Ministério do Meio Ambiente e reduzir alguns cargos.

domingo, 9 de dezembro de 2018

Veraeador Frank Professor participa da cerimônia de formatura dos alunos do PROERD

O vereador Frank Professor participou no último dia  (07), no ginásio de esportes Ovídio Dantas, da cerimônia de formatura dos alunos atendidos pelo currículo do 5° ano PROERD, (Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência). 

"Quero parabenizar a todos que fazem o PROERD, em nome  do coordenador do projeto na cidade de Parelhas, o Sargento Lenilson, pelo grande trabalho realizado com os jovens no nosso município. 
O PROERD é um programa de fundamental importância de proteção social e tem como objetivo prevenir e reduzir o uso das drogas e da violência entre os nossos jovens." Comentou o vereador Frank


A "moda" Onyx Lorenzoni de pedir desculpas parece que chegou a Parelhas


Quando a imprensa perguntou ao juiz/ministro Sérgio Moro sobre o envolvimento de Onyx Lorezoni em casos de corrupção, o seleto juiz respondeu: "Ele já pediu desculpas, tá tudo certo".

Parece que a "moda" Onyx Lorenzoni de pedir desculpas por erros cometidos chegou a Parelhas.

Depois de ter passado os 45 dias de campanha, chamando o PT de quadrilha, organização criminosa, tendo  trabalhado inclusive para derrotar o deputado eleito Francisco do PT, chamado a governadora eleita de adjetivos impróprios para serem escrito e publicados  neste Blog, e etc, etc, etc, a turma do ante-petismo parece que está ensaiando um pedido de desculpas, não ao PT, são muito orgulhosos para isso, mas aos detentores de cargos eletivos do partido.

Como perguntar não ofende, será que um pedido de desculpas mesmo que individualmente, somente aqueles que eles acham mais importantes, resolve a situação? Curam as feridas?








VÍDEO: "Operação revela escândalo de corrupção envolvendo a mulher e o filho de Bolsonaro"

Ministério Público pede que as contas de Natália Bonavides sejam aprovadas

O Ministério Público Eleitoral (MPE)  pede a aprovação das contas da deputada federal eleita Natália Bonavides (PT).
Em relação à assinatura do defunto, o MPE esclarece:
“Acompanhou a defesa declaração subscrita por MARCELINO LIMA DE LIRA através da qual afirma que é o proprietário de fato do veículo doado à campanha de NATÁLIA BASTOS BONAVIDES, tendo-o adquirido no ano de 2015, sem ter providenciado a respectiva transferência no órgão de trânsito competente. Disse ainda o declarante que “preencheu o termo de cessão de forma equivocada, acreditando que se tratava da forma correta” (ID 369621). Cumpre, desta forma, analisar aqui se erros e ilicitudes praticadas por doadores, sem o conhecimento ou participação do candidato, podem ser a ele atribuídos, com a consequente desaprovação das contas”.

Os problemas de Bolsonaro não estão na oposição, mas dentro do futuro governo

A algumas semanas de sua posse como presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL) tem convivido com certos estresses, polêmicas e dificuldades que parecem antecipar como será sua vida no governo.
Pelo visto, terá muito mais problemas com gente próxima do que provocados pela oposição.
Os filhos loquazes Carlos Bolsonaro (PSL-RJ), vereador no Rio de Janeiro (RJ), deputado federal eleito Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-SP) produzem destemperos em ritmo contínuo.
A jornalista e deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) e o vice-presidente eleito Hamilton Mourão são outras figuras de língua soltaa, fora de controle e autossuficientes.
E olha que o governo sequer começou.
Carlos Santos