.

quinta-feira, 23 de abril de 2015

PARELHAS: "Câmara municipal participa de reunião com Conselheiros Tutelares"


Sob a Presidência do Edil Frank Professor, a Câmara Municipal de Parelhas participou ontem (22) de uma importante reunião com o Conselho Tutela e o Conselho de Direito.
Na oportunidade foi discutido a eleição do referido Conselho, que deverá acontecer este ano.
Participaram também da reunião o Prefeito Francisco Medeiros, a Assessoria Jurídica do Município, e a promotoria.

EDUARDO CUNHA SUGERE CPI PARA INVESTIGAR VITÓRIA DO VASCO

O homem que quer acabar com o direito dos trabalhadores, presidente da Câmara dos Deputados Federais, Eduardo Cunha (PMDB), sem ter o que fazer e tentando tirar o foco da questão da terceirização, ironizou não só a torcida do Vasco, mas também a população brasileira.
Por meio de seu perfil no Twitter. Em duas publicações, no fim da manhã de ontem (21), o parlamentar disse que o time carioca é “sempre vice” e ainda sugeriu uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o pênalti polêmico do último domingo, sobre o Flamengo, na semifinal do campeonato Carioca.

TABÚ: "Vice de novo? Vasco nunca venceu Botafogo em finais"

Vasco e Botafogo se enfrentam na grande final do Campeonato Carioca pela quinta vez. Um tabu, entretanto, preocupa os cruz-maltinos. Nas outras quatro decisões, em 1948, 1968, 1990 e 1997, o Glorioso se sagrou campeão. Assim, nunca na história da competição, o Gigante da Colina passou pelo Alvinegro em uma final.
Nem mesmo o temido “Expresso da Vitória” de Barbosa, Ademir Menezes, Friaça e Bellini foi capaz de bater os alvinegros. Na primeira das decisões, em 1948, ano do título sul-americano dos vascaínos, 3 a 1 para o Botafogo, com gols de Paraguaio, Braguinha e Otávio.
Em 1968, ano em que o Botafogo teve, para muitos dos torcedores e críticos, o maior time da sua história, o Vasco sofreu uma goleada acachapante na final. Com gols de Roberto, Rogério, Jarizinho e Gérson, a equipe comandada por Zagallo venceu o Vasco por 4 a 0, conquistando seu quarto título na década.

SEIS POR MEIA DÚZIA: "Caso José Adécio seja cassado, em seu lugar assume Vivaldo Costa"

Condenado em primeira instância por suposto uso indevido da estrutura da Ceasa para conseguir votos durante este último pleito, o deputado estadual José Adécio continua aguardando a decisão do Tribunal Regional Eleitoral.
Depois de um pedido de vistas do juiz Verlano Medeiros, ontem (22), o TRE adiou o julgamento de recurso apresentado pelo Adécio. O placar parou em 1 a 0 favorável à cassação. Se condenado, ele ficaria inelegível por oito anos a partir da ação e poderia ficar sem mandato. Caso José Adécio tenha seu mandato cassado, quem assumiria em seu lugar é o suplente Vivaldo Costa.