.

quarta-feira, 22 de agosto de 2018

SANTANA DO SERIDÓ: "Prefeitura realiza Agosto Lilás"

A prefeitura municipal, através da secretaria de assistência social/CRAS e o conselho da mulher, promovem o "AGOSTO LILÁS", mês de combate a violência doméstica contra a mulher.

A cidade dispõe de a SALA LILÁS, uma sala especial para acolher a mulher vítima de qualquer tipo de violência.

Segue a programação do "Agosto Lilás" em Santana do Seridó. 

Hoje, quarta-feira, dia 22/08, acontece mais uma edição do projeto "Assistência na Comunidade", tendo como local a Academia da Saúde.  

A partir das 17h, recreação e pula pula para a criançada e, às 19h, encontro com todas as mulheres sobre a temática "Violência Doméstica", com dinâmicas, teatro e muitos sorteios para os presentes.


ELEIÇÕES 2018: "Francisco do PT cumpre agenda em Parelhas e Cruzeta e recebe apoios importantes rumo a Assembleia Legislativa"

Candidato a deputado estadual, Francisco do PT, continuou ontem(22), as visitas as cerâmica do município de Parelhas.

Na cerâmica de Adelson, Francisco apresentou propostas, voltadas para o setor e recebeu apoio dos funcionários presentes.

Depois o candidato, foi a té a Armil e CGM mineração onde foi recebido, por amigos e funcionários que ouviram atentamente suas propostas.

Já a tarde, Francisco do PT, concede entrevista ao Blogueiro Juquinha na cidade de Cruzeta, onde recebe apoios de companheiros de partido e várias pessoas que se juntam ao projeto de chegar a Assembleia Legislativa do Estado.


"Estamos nessa luta, porque eu quero ser deputado estadual para ajudar o Seridó e o nosso estado. Tenho experiência no legislativo e no executivo e quero levar essa experiência para todo o Rio Grande do Norte". Comentou Francisco


DATA FOLHA: "Lula dispara e tem 39%"

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (22) apontou os percentuais de intenção de voto para presidente da República em dois cenários com candidatos diferentes do PT – o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no primeiro cenário e o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad no segundo.

No cenário que inclui como candidato do PT o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a pesquisa apresentou o seguinte resultado:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT): 39%
Jair Bolsonaro (PSL): 19%
Marina Silva (Rede): 8%
Geraldo Alckmin (PSDB): 6%
Ciro Gomes (PDT): 5%
Alvaro Dias (Podemos): 3%
João Amoêdo (Novo): 2%
Henrique Meirelles (MDB): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
Cabo Daciolo (Patriota): 1%
Vera (PSTU): 1%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%
Branco/nulos/nenhum: 11%
Não sabe: 3%

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”. É o primeiro levantamento do Datafolha realizado depois dos registros das candidaturas na Justiça Eleitoral.

Sobre a pesquisa
Margem de erro: dois pontos percentuais para mais ou para menos
Quem foi ouvido: 8.433 eleitores em 313 municípios
Quando a pesquisa foi feita: de 20 e 21 de agosto
Registro no TSE: protocolo nº BR 04023/2018
O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro;
0% significa que o candidato não atingiu 1%; traço significa que o candidato não foi citado por nenhum entrevistado.


Geraldo Melo e Magnólia Figueredo estão entre as 32 candidaturas impugnadas

Ministério Público Eleitoral do Rio Grande do Norte (MPE-RN) impugnou quatro candidaturas majoritárias, sendo uma a governador e três ao Senado da República. Os atingidos foi o bispo Heronildes Bezerra, candidato ao Governo pelo PRTB, e os postulantes a senador Geraldo Melo (PSDB), Magnólia Figueiredo (Solidariedade) e Jurandi Marinho (PRTB).
O MPE-RN ainda apresentou outras 31 impugnações ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RN). A Justiça Eleitoral tem até o dia 17 de setembro para julgar todos os pedidos de registro de candidaturas.
O registro de candidatura do bispo Heró Bezerra (foto acima) foi impugnado, segundo o Ministério Público, porque ele não apresentou a certidão de filiação partidária no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Já o seu companheiro de partido Jurandi Marinho, que é ex-prefeito de Canguaretama, teve a candidatura impugnada devido à condenação na Justiça Comum. A assessoria jurídica do PRTB, até o final desta edição (às 18h), não havia se manifestado.
A impugnação da candidatura de Geraldo Melo já era esperada. O tucano, que já governou o RN e foi senador da República, tem pendência na prestação de contas do PSDB em 1997. Ele apareceu na lista de políticos, gestores e ex-gestores públicos que tiveram contas condenadas, apresentada no final do mês de julho pelo Tribunal de Contas da União (TCU).
Geraldo Melo, quando a lista foi entregue ao TSE, se pronunciou afirmando que a sua situação é de elegibilidade, justificando que não havia cometido qualquer erro na prestação de contas do PSDB. “Na época, em 1997, eu estava completamente afastado da administração do dia a dia do partido, por isso, me considero apto a disputar as eleições”, afirmou.
O tucano ressaltou, ainda, que, na sua concepção, “não existe qualquer tipo de referência de improbidade administrativa no processo, sendo a minha ligação com o assunto de solidariedade civil e não de responsabilidade direta.” Geraldo Melo aparece em quarto lugar nas pesquisas ao Senado, segundo o Ibope, com 14% de intenção de votos.
Quanto à candidata ao Senado Magnólia Figueiredo (foto acima), o MPR-RN afirma que a ex-maratonista não apresentou documento que comprove desincompatibilização de cargo. A assessoria jurídica do Solidariedade se pronunciou sobre o problema, afirmando que o partido vai aguardar o pedido de diligência do MPE a respeito do caso, para juntar os documentos solicitados e confirmar a situação legal da candidata.
O advogado Caio Barbosa, que defende os interesses do Solidariedade, diz que o partido está tranquilo com relação à impugnação, entendendo que o Ministério Público apresenta impugnação porque tem um prazo para fazê-lo e que, na maioria das vezes, a petição apresentada tem natureza de pedido de esclarecimentos. “Tem sido assim com vários candidatos. E é natural do processo. Será assim também com Magnólia”, disse, otimista.
Magnólia Figueiredo, segundo a pesquisa Ibope divulgada na sexta-feira, 17, tem apenas 2% de intenção de votos, e encontra-se na 11ª colocação entre os 13 candidatos ao Senado da República.
Blog do Pássaro