.

sábado, 29 de abril de 2017

BLOG INFORMA: "Restaurante Recanto Verde aberto normalmente neste domingo(30)"



... E á partir das 15h forrozão do Briola, na grande festa do trabalhador!


“Querem que todo mundo vire ambulante que nem a gente, sem direito nenhum garantido”. Diz vendedor em manifestação.

Ambulantes aproveitam a concentração de manifestantes no Largo da Batata para faturar com as vendas na tarde desta sexta-feira (28) de greve geral no país. Muitos deles acabaram aderindo ao protesto contra as reformas do governo. Manifestantes argumentam que os projetos em questão retiram direitos dos trabalhadores ao alterar pontos da CLT (Consolidação das Lei do Trabalho) e endurecer as regras para conseguir a aposentadoria.
“Querem que todo mundo vire ambulante que nem a gente, sem direito nenhum garantido”, afirma o vendedor Luiz Gustavo Silva, de 37 anos, que foi ao Largo da Batata com um isopor de bebidas e acabou vestindo uma camisa laranja com frase “Nenhum Direito a Menos”, distribuída pelo Sindipro-SP (que representa os professores do ensino particular na capital paulista). Para ele, a reforma trabalhista representa um retrocesso e da Previdência coisa de “safado, que não tem vergonha na cara”
Blog do Primo

"A paralisação foi grande, principalmente no transporte público". Analisa cientista politico.

O cientista político e professor da Fundação Getulio Vargas (FGV) Cláudio Couto considera que a greve desta sexta-feira teve grande adesão e foi bem-sucedida. Para ele, o movimento tem potencial de influenciar a votação das reformas encaminhadas pelo governo ao Congresso, embora seja difícil fazer um prognóstico sobre qual será esse impacto.
“A paralisação foi grande, principalmente no transporte público, que causa um efeito em cadeia, e na área de educação, que tem efeito na percepção das famílias”, avalia o especialista.
Para o cientista político, há uma “confusão cognitiva” em análises feitas por autoridades ou durante a cobertura da imprensa que compara a greve desta sexta-feira com as manifestações contra o governo realizadas nos últimos anos. Segundo ele, diferentemente de uma manifestação, não se pode medir a força de uma greve pelo número de pessoas nas ruas, já que seu objetivo é justamente fazer com que as pessoas não saiam de casa.
Blog do Primo

BOICOTE: "Centrais sindicais miram empresas "inimigas do trabalhador"

Com a participação do empresário Flávio Rocha como um dos líderes empresariais que trabalharam em favor da reforma trabalhista, seu grupo empresarial, um mais sólidos do País, vem sendo alvo de pichações pelos manifestantes. .
Centrais sindicais vão encaminhar lista das empresas consideradas “inimigas do trabalhador” para serem boicotadas pelos consumidores afetados pelas reformas trabalhista e previdenciária.
Blog do Primo

TEMER: "Não tenho medo de nada"

O presidente Michel Temer afirmou ter preocupação “zero” com a Operação Lava Jato. “Zero, eu não tenho preocupação nenhuma. Eu sempre digo ‘Vamos deixar a Lava Jato trabalhar em paz, vamos deixar o Ministério Público [MP]cumprir seu papel, o Judiciário cumprir seu papel e vamos continuar trabalhando[/MP]”, afirmou o presidente em entrevista exibida na noite de ontem no Programa do Ratinho, do SBT.
No início do mês, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, relator da Lava Jato na Corte, autorizou o pedido de investigação de oito ministros do governo. Por enquanto nenhum deles deixou seus cargos, já que Temer adotou como critério, primeiramente, o afastamento provisório em caso de denúncia e o definitivo se o ministro virar réu.

A entrevista com o presidente tratou também das reformas trabalhista e da Previdência Social. O apresentador Carlos Roberto Massa, o Ratinho, foi ao Palácio do Planalto na quarta-feira para gravar a conversa.
A participação de Temer em programas do canal – o presidente já concedeu entrevista ao jornalista Kennedy Alencar – foi combinada com o próprio dono da emissora, o apresentador Silvio Santos, em encontro intermediado pelo cabeleireiro Robson Jassa e por Ratinho. O presidente, então, pediu a ajuda do empresário para “desmistificar” o que o governo chama de “mentiras” sobre a reforma da Previdência. Após jantar entre Temer e Silvio, o SBT [MP]passou a exibir inserções sobre a reforma nos intervalos comerciais.
Blog do Primo

PAPA FRANCISCO: "É melhor não acreditar em Deus do que ser falso crente"

O papa Francisco celebrou na manhã deste sábado (29) uma missa no estádio da Aeronáutica no Cairo, Egito, e afirmou aos fiéis cristãos que é melhor não acreditar em Deus do que ser um “falso crente”.
“Para Deus, é melhor não acreditar do que ser um falso crente, um hipócrita. Não adianta encher locais de culto se os nossos corações são vazios do temor a Deus e de sua presença. Não adianta rezar se a nossa oração a Deus não se transforma em amor para os irmãos. Não serve tanta religiosidade se ela não é animada por muita fé e muita caridade. Não adianta cuidar da aparência porque Deus olha a alma e o coração e detesta hipocrisia”, disse aos cerca de 30 mil fiéis que acompanharam a celebração.
Ainda durante a celebração, o Pontífice voltou a criticar os grupos terroristas que usam a fé como justificativa para cometer atentados.
“Deus gosta apenas da fé professada com a vida porque o único extremismo admitido por Deus para quem crê é aquele da caridade.
Qualquer outro extremismo não vem de Deus e não agrada ao Senhor”, ressaltou na cerimônia que uniu católicos e cristãos coptas.
Continuando em sua homilia, Jorge Mario Bergoglio destacou que a “verdadeira fé” é aquela que torna os cristãos “mais caridosos, mais misericordioso, mais honestos e mais humanos”.
“É aquela que nos leva a amar todos gratuitamente, sem distinção e sem preferências, que nos leva a ver no outro não um inimigo a ser combatido, mas um irmão a ser amado, a ser servido e a ajudar. É aquele que nos leva a difundir, a defender e a viver a cultura do encontro, do diálogo e do respeito”, ressaltou.
Após a cerimônia, o Papa seguiu para o almoço na Nunciatura com 15 bispos coptas e católicos e o último compromisso oficial no país será um encontro de orações com o clero, religiosos e seminaristas. De acordo com o cronograma oficial, Bergoglio deixará o Cairo com destino ao Vaticano às 12h (horário de Brasília).
Ontem (28), o líder católico se reuniu com diversas lideranças muçulmanas e coptas em uma extensa agenda de compromissos. Entre os principais pontos abordados por ele, está a condenação do terrorismo religioso. (ANSA)


Blog do BG