.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

DESTAQUE: "Humorista Renan da Resenha se apresentará em Parelhas pela primeira vez"

O humorista paraibano Renan da Resenha está com apresentação marcada para Parelhas. 
Ele leva seu show de comédia stand-up para o Restaurante Recanto Verde, no próximo dia 19 de maio, a partir das 20h. 
É o primeiro show de Renan em Parelhas, que conta com mais de 1,5 milhão de visualizações em seu canal no YouTube, além de cerca de 240 mil seguidores no Instagram.
A carreira de Renan começou oficialmente há apenas um ano, quando ele postou seu primeiro vídeo, intitulado “Festa de Criança”, no YouTube. De acordo com ele próprio, o vídeo foi gravado por insistência dos amigos e da família – antes disso, o humorista divertia os contatos com áudios engraçados enviados pelo Whatsapp.
“Eu fazia brincadeira sempre que a turma se reunia. Como toco violão, gostava de cantar músicas e relacioná-las à história de alguém, fazendo isso de forma cômica. Todo mundo ria. Foi daí que surgiu o ‘Da Resenha'”, conta ele em vídeo que explica a origem do apelido. 
Renan trancou a faculdade de Direito por conta das demandas da carreira.

Em breve será anunciado o valor dos ingressos e pontos de venda.


SEDE: "Além de receber dinheiro no exterior, Serra bebia vinhos caros por conta da Odebrecht"

O ex-presidente da Odebrecht Pedro Novis disse em depoimento de delação premiada que além das supostas transferências de dinheiro para contas no exterior e de pagamentos de caixa 2 para campanhas eleitorais, a empreiteira presenteou o senador José Serra (PSDB) com caixas de vinhos caros em seu aniversário entre os anos de 2007 e 2010, quando o tucano foi governador de São Paulo.
“O Serra faz aniversário no dia de São José, 19 de março. Eu tinha o hábito de mandar para ele, todo ano, uma caixa de vinho”, relatou Novis aos procuradores da Lava Jato em depoimento dado em dezembro. Ao todo, foram 30 garrafas de vinho, cujos preços variam entre R$ 500 e R$ 1,5 mil a unidade, como o chileno Alma Viva
Blog do Primo

JÁ PENSOU?: "Se o Congresso Nacional anistiar o caixa dois, Rosalba, Robinson e Fábio Faria estarão livres das investigações"

Caso o Congresso Nacional aprove uma anistia ao ‘caixa dois’, certamente a ex-governadora Rosalba Ciarlini e o deputado federal Fábio Faria serão inocentados de uma possível acusação decorrente das investigações pelo fato de terem seus nomes citados na delação dos ex-diretores da Odebrecht que originou a ‘Lista de Fachin’.
O argumento da defesa é que não houve favorecimento a Odebrecht nas obras de saneamento no RN durante o governo de Rosalba.
Eles não são acusados de recebimento de propinas, apenas de receberem doações não contabilizadas, o popular caixa dois.
Quanto ao governador Robinson Faria que foi vice de Rosalba na época da doação, era apenas o candidato a vice-governador,  e até agora, em seu governo, Robinson não contratou a Odesbrecht para fazer obras, portanto está desconfigurado o crime de corrupção através de recebimento de propinas.
Mas, o que faz medo não é a condenação pela justiça, o que poderá ferir mortalmente o governador Robinson é a condenação popular, caso ele não seja inocentado antes da eleição de 2018.
Blog do Primo


BARGANHA: "Temer promete cargos a deputados em troca da aprovação da reforma da previdência"

Para aprovar a reforma da previdência, o presidente Michel Temer joga todas as cartas. Nessa terça-feira ele determinou a auxiliares agilizem as nomeações de cargos no governo para cerca de 40 deputados da base aliada. Em troca ele espera os votos favoráveis à reforma da Previdência.
Um levantamento feito por líderes e articuladores políticos do Planalto identificaram que esses parlamentares, que se posicionam contra o projeto, haviam feito indicações para órgãos do governo e ainda não tinham sido atendidos.
Auxiliares de Temer avaliam haver necessidade de dar mais atenção ao chamado “baixo clero”, grupo de deputados de menor expressão, já que as cúpulas dos partidos já foram contempladas.
Além disso, o governo age em outras frentes para atrair votos favoráveis em plenário: tem cobrado empenho de ministros em suas bancadas, ameaçou cortar cargos de “traidores” e condicionou ao apoio no Congresso a liberação de mais emendas para parlamentares abastecerem suas bases eleitorais.
Como se trata de uma Proposta de Emenda à Constituição, o governo precisa de um mínimo de 308 votos para aprovar a reforma da Previdência, embora tenha como meta chegar a 340.

LAVA-JATO: "“Trecho secreto” de delação da Odebrecht aponta que campanha de Henrique Alves recebeu R$ 2 milhões"

O jornal O Estado de São Paulo revela hoje, na sua edição, trechos da parte “secreta” da delação da Odebrecht. As novas informações envolvem os ex-deputados Henrique Alves e Eduardo Cunha.
No caso de Alves, segundo reportagem do jornal O Estado de São Paulo, entre os fatos relatados está o pagamento de R$ 2 milhões para o ex-ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB) na campanha eleitoral para o governo do Rio Grande do Norte em 2014, na qual, segundo os delatores, o próprio candidato e o ex-deputado Eduardo Cunha teriam pedido o dinheiro. Na petição, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, informou que já existe uma investigação prévia sobre o tema na Procuradoria da República do Rio Grande do Norte, e, com base nesse posicionamento, o ministro Fachin autorizou a remessa para o Estado.
Estado teve acesso com exclusividade às petições, que têm como base as delações de executivos e ex-executivos da Odebrecht, mas tratam de fatos ainda não divulgados. Estes casos permanecem em sigilo porque a procuradoria entende que a sua divulgação pode prejudicar as investigações.
Há relatos de pagamentos de vantagens indevidas em nove campanhas eleitorais, num total de R$ 17,43 milhões – parte do valor foi pago em dólar.
Anna Ruth

FÁTIMA BEZERRA: “País precisa ampliar investimentos no turismo”

A presidente da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR), senadora Fátima Bezerra, destacou nesta quarta-feira a importância de o Brasil ampliar os investimentos em todo o setor turístico nacional.
“Em tempo de recessão, de cortes de investimentos e de desemprego, promover a cadeia do turismo é fundamental. O turismo tem um grande potencial na geração de emprego e renda no país. Portanto, precisamos ampliar os investimentos no setor, promover o turismo interno e aumentar a divulgação do nosso potencial turístico no exterior”, destacou a senadora, durante relançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo – Frentur.
Fátima e a vice-presidente da comissão, senadora Lídice da Mata, ressaltaram ainda o papel da Frente. “Precisamos construir soluções legislativas para promover o turismo, além de ampliar o diálogo com toda cadeia produtiva do setor, como gestores, entidades, especialistas, guias e turismólogos”, disse as senadoras.
O relançamento da Frentur contou com a presença de deputados, senadores, representantes do Conselho Nacional do Turismo, do presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, e do Ministro do Turismo, Marx Beltrão, este último chamou a atenção para a importância da união do setor. “Tenham em mim, no Ministério do Turismo e em nossa equipe, não um patrão, mas um servidor de vocês. Conte também com a FRETUR, deputados e senadoras, da Comissão de turismo da Câmara e do Senado, como funcionários do turismo do Brasil, para que possamos avançar em todas as pautas”, disse o ministro.
Anna Ruth

POLÍTICA: "Wilma de Faria se afasta da Câmara Municipal de Natal para tratamento de saúde"

A vereadora de Natal, Wilma de Faria (PTdoB), se afastou da Câmara Municipal de Natal nesta terça-feira (18), para dar continuidade ao tratamento contra um câncer.
Ex-governadora, Wilma está internada já há alguns dias no Hospital do Coração de Natal, depois de retornar de São Paulo, onde se submeteu a um procedimento cirúrgico.
A vaga de Wilma será ocupada momentaneamente pelo suplente Dickson Júnior (PSDB).


REI MORTO, REI POSTO: "Robinson anuncia Sheila Freitas como nova secretária de Segurança do RN"

O governador Robinson Faria anunciou na manhã desta quarta-feira (19) a nomeação da delegada Sheila Maria Freitas de Souza Fernandes e Melo como nova secretária de Segurança Pública e Defesa Social do RN. Ela atualmente exerce o cargo de diretora da Delegacia de Polícia da Grande Natal (DPGRAN).
Natural de Natal, Sheila Freitas tem 51 anos e ingressou no quadro da Polícia Civil do Rio Grande do Norte no ano de 2000. É bacharel em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), tem pós-graduação em Políticas e Gestão em Segurança Pública pela Estácio de Sá/FATERN, é docente da Academia de Polícia Civil do RN (Acadepol).
Passou pela Delegacia Especial de Furtos e Roubos (Defur), DP Caraúbas, Delegacia Especializada Em Proteção Ao Meio Ambiente (DEPREMA), Delegacia de Polícia de Atendimento ao Turista (DEATUR), 1º DP, 11º DP, Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR).
O governador destacou o que determinou a escolha. “Dra. Sheila é uma policial respeitada, de atuação destacada e que reúne todos os atributos para conduzir a secretaria de Segurança. Acredito no trabalho dela e estou certo que teremos, em breve, bons resultados”, declarou.
Heitor Gregório


BLOG INFORMA; "Vem aí a Festa do Trabalhador no Recanto Verde"


PARELHAS: "Gestão passada deixou uma dívida com a empresa DelValle". Revela Secretário de Obras.



Há poucos dias, a reportagem da TV Social Mídia aqui da cidade de Parelhas, mostrou uma situação desumana no Bairro Cruz do Monte,  onde um esgoto de dejetos estava estourado em uma residência da Rua Tenente Jônatas Luciano, causando transtornos aos moradores.
Tentando solucionar a problemática, a reportagem foi até a Secretaria de Obras e a resposta que obteve do atual Secretário foi que ira resolver o problema, porque a gestão passada, que era comandada pelo ex-prefeito Francisco Medeiros, havia deixado uma dívida com a empresa DelVale, responsável pela manutenção do esgoto(veja vídeo acima) e que era preciso quitar a dívida, para que a empresa solucionasse o problema,  mas que o prefeito Alexandre está tentando pagar a dívida deixada por Francisco Medeiros.

Com a palavra o ex-prefeito Francisco Medeiros...

Créditos do vídeo Oberdan Eduardo


ELEIÇÕES 2018: "Segundo pesquisa Lula vence em todos os cenários"

Pesquisa do instituto Vox Populi encomendada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e divulgada nesta terça-feira (18) mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva liderando todos os cenários para as eleições de 2018. Lula tem de 44% a 45% dos votos válidos contra 32% a 35% da soma dos adversários em três cenários da pesquisa estimulada.
No primeiro cenário, na disputa entre Lula e Aécio Neves (PSDB), o petista subiu dos 38% de dezembro para 45% agora, enquanto o senador tucano caiu de 13% para 9%. Jair Bolsonaro (PSC) subiu de 7% para 11% das intenções de voto. Marina Silva (Rede) se manteve com 10% e Ciro Gomes (PDT) os mesmos 4%.
Na comparação com o governador Geraldo Alckmin (PSDB), Lula também subiu dos 38% de dezembro para os 45% de agora. Alckmin tinha 10% no final de 2016 e agora, em abril, tem 6%. Bolsonaro foi de 7% para 12%. Marina caiu de 12% para 11% e Ciro de 5% para 4%.
Em um terceiro cenário, desta vez com o prefeito paulistano João Doria (PSDB), Lula tem os mesmos 45% contra 5% daquele que vem sendo declarado potencial candidato do PSDB para 2018. Ciro Gomes aparece com os mesmos 5% do tucano, enquanto Marina e Bolsonaro empatam com 11% cada um.
Na comparação com Doria, Lula tem 45% das intenções de voto; Marina e Bolsonaro empatam com 11%; Ciro e Doria empatam com 5%; ninguém/ bancos/nulos têm 16%; não sabem/não responderam têm 7%. A soma dos adversários é de 32%.
Segundo turno
Nas simulações de segundo turno, Lula também vence todos os candidatos. Se as eleições fossem hoje, Lula venceria Aécio (PSDB por 50% a 17% das intenções de voto; Geraldo Alckmin (PSDB) por 51% a 17%; Marina Silva (Rede) por 49% a 19%; e João Doria (PSDB) por 53% a 16%.
O Vox Populi entrevistou 2000 pessoas, em 118 municípios brasileiros, entre os dias 6 e 10 de abril. A margem de erro é de 2,2 %, estimada em um intervalo de confiança de 95%.
Jornal do Brasil


Impeachment deve ser anulado, doa a quem doer, diz doutor em ciência penal

A defesa da então Presidenta da República Dilma Vana Rousseff, a cargo do competente e combativo advogado José Eduardo Cardozo, argumentou que houve por parte do Presidente da Câmara dos Deputados desvio de finalidade ou desvio de poder no recebimento da denúncia do impeachment, por inúmeras vezes: i) perante a Comissão de impeachment da Câmara contra a denúncia recebida pelo então Presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha; ii) diante do Senado Federal no julgamento do impeachment, e iii) no Supremo Tribunal Federal, nas vezes em que questionou a legalidade e legitimidade do processo.
Segundo a defesa de Dilma, o Presidente da Câmara, conforme amplamente divulgado na imprensa, recebeu a denúncia contra a Presidenta Dilma como uma forma de retaliação ao Partido dos Trabalhadores, cuja bancada votou favoravelmente à abertura de processo contra Eduardo Cunha na Comissão de Ética da Câmara. Em alegações finais em defesa da Presidenta da República Dilma Vana Rousseff apresenta ao Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e ao Presidente do Senado Federal, protocolizada no dia 28 de junho de 2016, o ex-ministro da Justiça e eminente advogado José Eduardo Cardozo, no que diz respeito ao desvio de finalidade ou desvio de poder, em breve síntese, sustentou.

BRASÍLIA: "Congresso impõe primeira derrota a Temer"

Depois do quebra-quebra nos arredores do Congresso, como este site mostrou mais cedo, o plenário da Câmara também é palco de tumulto nesta terça-feira (18) com a apresentação de requerimento de urgência para votação da proposta de reforma trabalhista. A matéria não só divide opiniões entre os deputados, mas enfrenta a divergência dos principais sindicatos trabalhistas. Depois de muita discussão, o requerimento foi derrubado por 230 votos a 163, com apenas uma abstenção. Seriam necessários 257 votos para que a matéria fosse aprovada.
Em determinado instante da sessão deliberativa, deputados trocaram ofensas e, meio a muita gritaria, quase chegaram às vias de fato. Foi preciso que parlamentares interviessem para evitar que agressões físicas fosse registradas em plenário.
Em outro instante do debate, deputados do Psol ocuparam a Mesa Diretora com cartazes pedindo o fim do foro privilegiado de autoridades, alguns exibindo frases “fora, corruptos!”. Como ato simbólico, a deputada Luíza Erundina (Psol-SP) chegou a sentar na cadeira do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para protestar. Depois de alguns instantes, Maia voltou à Mesa, pediu a Erundina que deixasse seu lugar de comando e anunciou o resultado desfavorável para o governo.