.

domingo, 7 de agosto de 2016

PARELHAS: "Nutricionista Drª Anna Paula Medeiros receberá o prêmio de Melhor Acupunturista e Método de Emagrecimento e Nutrição"

O Método Top Line que foi criado em Brasília e que recentemente foi implantado no Rio Grande do Norte por sua criadora Márcia Arruda e pela parelhense Anna Paula Medeiros, acaba de ganhar o premio de Melhor Acupunturista e Método de Emagrecimento e Nutrição do RN.
Esse Método foi criado em 2011, com o objetivo de levar os clientes ao topo do equilíbrio, na linha de longevidade saudável e bem vivida. Não é apenas emagrecer, é emagrecer com saúde e bem estar.
A entrega do prêmio acontecerá em Natal no dia 03 de setembro de 2016.
A Nutricionista Drª Anna Paula Medeiros destaca, que em breve implantará esse método aqui na cidade de Parelhas. 
"Fico extremamente feliz por este prêmio, que é o resultado de várias pesquisas, análises de casos e  junção de vários áreas de atuação. A estética também se trabalha de dentro para fora, o caminho não é fácil, porém é totalmente possível, em breve estaremos com um consultório pra atender a população parelhense e seridoense." Frisou Anna Paula de Medeiros.

ECON: "Confira os especialistas da semana de 08 á 12 de agosto de 2016"


SANTANA DO SERIDÓ: "Comunidade Tuiuiú recebe o pré-candidato Hudson Pereira e sua vice Tatiana Fátima"

O que começou apenas com uma visita, tornou-se um grande encontro de pessoas da Comunidade Tuiuiú, que dizeram sim a pré- candidatura de Hudson e Tatiana, para prefeito e vice respectivamente.
Aos poucos, foram chegando amigos de várias partes da comunidade, que abraçaram o pré-candidato, afirmando o apoio ao projeto.
A noite foi também de adesões importantes, o pré candidato Hudson recebeu o reforço de três grandes famílias da comunidade, que se somaram aos demais.
"Agradeço a cada um de vocês que me receberam em suas residências e que decidiram está conosco esse ano. Vou resgatar o que se perdeu no tempo, trarei de volta o sonho de cada pessoa que mora nessa comunidade". Discursou o pré-candidato Hudson.

A Falácia do Voto Nulo. Por Lígia Limeira

A campanha pelo voto nulo sempre esteve presente em nossa parca democracia, mas, ante a crise generalizada instalada no país, de múltiplos vieses, mas de indubitável culminância política, vem se intensificando de modo preocupante, ao defender a tese de que essa ação se traduz numa forma de protesto.
Isto porque tal conduta está longe de ser a solução para o quer que seja. Muito ao contrário: somente agrava uma situação que vem minando, de forma gradativa e acintosa, a nossa esperança por um futuro melhor e, por via reflexa, a nossa já tão abalada autoestima enquanto povo.
Afinal, como cobrar dos nossos governantes e representantes se não nos predispomos ao envolvimento político? Com que direito a parcela da sociedade que opta por se omitir reclama a realidade do seu município, estado ou país? Qual a legitimidade que ela dispõe para sair às ruas e bradar por mudanças? Tais atitudes são tão incoerentes quanto enigmáticas.
Ademais disso, é de dizer que esse tipo de votação é desprezada, em nada afetando o resultado do pleito. Assim, por ocasião da apuração do quociente eleitoral, os votos nulos e em branco são excluídos, sendo ali considerados tão somente os votos válidos.
Cumpre destacar que, na Grécia antiga de Platão e Aristóteles, berço da democracia, o exercício da política era tão valorizado que se associava à ética. Segundo a sua concepção, as pólis gregas deveriam ter governantes sábios, justos e virtuosos, de sorte que a racionalidade do homem era considerada o elemento garantidor dessa condição e somente haveria esse caminho para que fosse alcançada a justiça.
Aliás - faz-se oportuno ressaltar - foi ali que nasceram os termos ‘idiota’, assim compreendido como aquele que se importava apenas com a própria vida, e ‘político’, para denominar o que zelava pela vida em comunidade, a partir da preservação de suas tradições, costumes e valores e do compromisso pelo bem-comum. Evidencia-se, pois, que, ao longo dos séculos, o homem e sua ambição desenfreada cuidaram de desvirtuar a essência dos conceitos democráticos, invertendo seus propósitos e corrompendo seus valores.
Voltando à disseminação da tese de que o voto nulo pode determinar novo sufrágio, há que se realçar que esse mito, muito provavelmente, nasceu da errônea interpretação do que consta do art. 224, do Código Eleitoral brasileiro, segundo o qual será determinada nova eleição quando a nulidade importar mais da metade dos votos computados.
A nulidade, nesse caso, refere-se à efetiva comprovação de fraude que alcance mais de 50% dos votos válidos (excluindo-se os nulos e em branco, portanto), devidamente reconhecida pela Justiça Eleitoral, quando nova eleição deverá ser realizada.
Nesse aspecto, importa salientar, inclusive, que a última minirreforma eleitoral acresceu o § 3º ao referido artigo de lei, para determinar a realização de novo sufrágio, independentemente do número de votos anulados pela referida Justiça especializada, após decisão transitada em julgado que versar sobre indeferimento do registro, cassação de diploma ou perda de mandato de candidato eleito em pleito majoritário, regra que promete provocar muitas discussões na seara processual eleitoral.
Por conseguinte, vale a pena refletirmos sobre o nosso papel enquanto cidadãos, inclusive porque as maiores democracias do planeta alcançaram esse patamar em virtude do compromisso do povo para com a sua Pátria e o seu futuro. Já passou da hora de enxergarmos a nossa importância junto ao processo eleitoral, estrela maior do regime democrático, por assegurar o nosso direito de escolha.
Se há liberdade de escolha, por que escolher o descompromisso, ante a possibilidade de construção de uma nova realidade? Por que privilegiar o falido sistema de cooptação de votos, que se arrima na ignorância e no alheamento? É de se pensar. E também de repensar. Na busca pela verdade e por melhores dias, haveremos de prevalecer. 

FICHA SUJA: "Condenado pela Justiça Eleitoral, Temer está inelegível até 2024"

Condenado por doar um valor acima do permitido na eleição de 2014, o presidente interino Michel Temer não poderá disputar eleições até 2024. Segundo informações do Dia, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo condenou Temer a pagar uma multa de R$ 80.037,75, além de o tornar inelegível por 8 anos. O peemedebista tem até 19 de agosto para quitar a multa.
Por lei, uma pessoa física não pode doar mais do que 10% dos rendimentos declarados no Imposto de Renda. Em 2014, Temer desembolsou R$ 100 mil para ajudar os deputados federais pelo Rio Grande do Sul, Alceu Moreira e Darcísio Perondi, que foram reeleitos.

‘Resultado de anos de descaso’, diz secretário sobre ataques no RN

“Tudo isso que estamos passando é resultado de anos de descaso, de falta de atenção e de investimentos em segurança pública. Chegamos ao fundo do poço e agora, aos poucos, estamos começando a sair dele”. É assim que o secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Rio Grande do Norte (Sesed) define a onda de ataques criminosos que atingiu o Estado na última semana.
A instalação de bloqueadores de celular na Penitenciária de Parnamirim, na Grande Natal, é considerada pelo governo a motivação para os atentados. Segundo a própria Sesed, o RN foi alvo de 107 ataques em 37 cidades entre a tarde da sexta-feira (29) e a manhã da quinta (4) – quando o último caso foi contabilizado. Ao todo, 108 pessoas foram presas suspeitas de participação direta ou envolvimento nos atos criminosos.
General da reserva do Exército Brasileiro, Lundgren está há menos de quatro meses à frente da Sesed. “É bom frisar que essa onda de ataques só começou porque o Estado, enfim, decidiu retomar o controle dos presídios”.

Morre o cirurgião Ivo Pitanguy, aos 90 anos

Morreu ontem(06),às 17h30m, em casa,  o mestre  Ivo Pitanguy, aos 90 anos. Nosso  maior nome na cirurgia plástica mundial, o professor era membro da Academia Brasileira de Letras (tem mais de 900 livros publicados aqui e no exterior)  e da Academia Nacional de Medicina. Pitanguy foi o responsável pela criação do serviço de queimados da Santa Casa de Misericórdia, no Rio. Ele também criou o serviço de cirurgia plástica reparadora daquela instituição.O mestre deixa quatro filhos e cinco netos. O seu corpo será  velado amanhã, a partir das 13h, no Memorial do Carmo. Às 18h, o corpo dele será  cremado.