.

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

AO VIVO: "15ª Sessão do Poder Legislativo santanense"


POLÍTICA: "Dr. Tiago Almeida contará com o apoiou de dois vereadores em Jardim do Seridó"

Em Jardim do Seridó, o pré-candidato a deputado estadual, Dr. Tiago Almeida, inicialmente, contará com o apoio de dois jovens vereadores: Ronaltty Neri e Cássio de Zequinha Barbosa, ambos foram eleitos pela primeira vez para os seus respectivos mandatos na Câmara Municipal em 2016. Juntos eles obtiveram a soma de 1.255 votos para representar a população no Legislativo.
Apesar de não contar com apoio de políticos tradicionais, como por exemplo, prefeito, ex-prefeitos, presidente de Câmara, entre outras lideranças com mais tempo de atuação na política, rotineiramente as pessoas falam bem sobre a pré-candidatura do médico que também tem laços familiares em Jardim do Seridó.

EFEITO CASCATA: "Supremo favoreceu Aécio sabendo que ia abrir precedentes para Assembleias Legislativas"

Por: Josias de Sousa – 
Ao lavar as mãos no caso de Aécio Neves, autorizando o Senado a anular sanções judiciais impostas ao senador tucano, o Supremo Tribunal Federal tinha absoluta convicção de que abriria um precedente que seria aproveitado por Assembleias Legislativas de todo país para blindar deputados estaduais às voltas com inquéritos criminais. Isso ficou evidente nos debates travados no plenário da Suprema Corte. O blog selecionou no site do próprio Supremo trechos que não deixam dúvida (confira nos vídeos que ilustram este post).
Graças ao ‘Efeito Aécio’, um deputado estadual do Mato Grosso ganhou a liberdade e dois parlamentares afastados recuperaram os mandatos no Rio Grande do Norte. Na última sexta-feira, a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro jogou lenha na fogueira em que arde o prestígio do Supremo ao abrir a cela onde estavam presos três deputados estaduais do PMDB fluminense, restituindo-lhes os mandatos que haviam sido suspensos por decisão do Tribunal Regional Federal da 2ª Região.
Um dos ministros do Supremo, Marco Aurélio Mello, declarou: “Não sei como surgiu essa ideia de que nossa decisão abrangeria deputados estaduais, e quem sabe até vereadores. Eu fiquei pasmo.” Outro ministro, Alexandre de Moraes, mandou divulgar o resumo da decisão do julgamento que favoreceu Aécio. Chamado tecnicamente de acórdão, o documento pode ser lido aqui. Faz referência explícita a “parlamentares federais”. Algo que contrasta com o que ficou decidido no julgamento, como será demonstrado a seguir.

RETROCESSO: "Governo Temer fecha 400 farmácias populares"

Um dos mais conhecidos programas do Ministério da Saúde, o Farmácia Popular, iniciativa que oferta medicamentos gratuitos ou com até 90% de desconto, deve passar por mudanças. Para o setor farmacêutico, as medidas o colocam em risco.
Após fechar cerca de 400 farmácias da rede própria que mantinha no programa, o governo quer agora mudar o modelo de pagamento para farmácias particulares credenciadas. Hoje, há cerca de 30 mil estabelecimentos que ofertam os medicamentos no Aqui Tem Farmácia Popular, nome dado ao eixo do programa na rede particular.
Para o ministro Ricardo Barros (Saúde), o objetivo é reduzir gastos, tidos como mais altos do que na compra centralizada de remédios no SUS. Hoje, farmácias recebem um reembolso do governo a cada produto dispensado, com base em uma tabela de valores de referência pré-definidos para cada um deles.
O governo quer renegociar esses valores. De acordo o ministro, a ideia é propor um novo cálculo, definido por um preço base no atacado e 40% de margem para compensar os custos de aquisição e distribuição dos produtos. As informações são de  Folha de São Paulo.

CENTRO INTEGRADO ECON: "Confira a agenda da semana de 20 á 25 de novembro"


CURRAIS NOVOS: "Encontro do PT enaltece a pré-candidatura de Francisco Medeiros"

Foi realizado no último sábado(18) na cidade de Currais Novos, o seminário regional organizado pelo PT do Seridó, na oportunidade foram debatidos o desenvolvimento da região e, é claro, as eleições 2018.

Segundo o vereador Frank professor o encontro petista foi de muita importância, uma vez que  serviu para fortalecer ainda mais, a pré candidatura do ex-prefeito Francisco a deputado estadual.

"O grupo de Currais Novos está fechado com Chico, inclusive o prefeito Odon Jr. que enxerga na pré-candidatura de Francisco um grande avanço para o Seridó e para o Rio Grande do Norte". Frisou o vereador.

Estiveram presentes no evento, a Senadora Fátima Bezerra, o prefeito Odon Jr, a vice-prefeita de Parelhas Nazilda Tavares e o ex-prefeito, e pré-candidato a estadual Francisco Medeiros.



REFORMA TRABALHISTA: "Feriado em dia útil pode ser transferido para sábado"

Um feriado que caia durante a semana agora pode ser transferido para outro dia – para uma sexta, uma terça, uma quarta ou até mesmo um sábado. Isso depende do interesse da empresa, do funcionário e de um acordo estabelecido entre o patrão e o empregado.
Pensa no último feriado do dia 15, da Proclamação da República, que caiu no meio da semana:
Pois bem, com a reforma trabalhista, o funcionário poderia ter trabalhado normal na quarta-feira, 15, para folgar na sexta-feira, 17, emendando com o final de semana.
Em tese, a regra já pode ser adotada pelas empresas. Mas a mudança, agora, é que o texto da reforma trabalhista que entrou em vigor trata exclusivamente do tema. Com isso, tudo pode acontecer com o feriado que cair durante a semana.
Muito discutido desde os projetos iniciais da reforma, esse ponto é o chamado “acordado sobre o legislado”, quando há negociação entre empresa e trabalhadores. Ao final, prevalece o que for melhor para ambas as partes.
Existem, porém, algumas regras que envolvem esse novo benefício. A lei prevê que apenas trabalhadores com ensino superior completo e salário acima de R$ 11 mil (as duas coisas juntas) poderão negociar diretamente com os chefes nesse tipo de situação. Quem ganha menos ou não tem o curso superior (uma das duas situações), precisa convencer os colegas a, juntos, tentarem a mudança.


ALÉM DA QUEDA, COICE: "Na TV, PMDB vai ironizar Dilma ‘saudando a mandioca"

Em novo filme de sua propaganda partidária, aprovado neste fim de semana pelo presidente Michel Temer, o PMDB vai ironizar a ex-presidente Dilma Rousseff em um discurso no qual a petista saúda a mandioca como “uma das maiores conquistas do Brasil”.
O vídeo, ao qual a Folha de S.Paulo teve acesso, será veiculado em rede nacional a partir de terça-feira (21). Ele é a 12ª peça da série “O Brasil segue em frente”, criada pelo publicitário Elsinho Mouco.
Temer estava relutante quanto ao conteúdo do filme -que relembra um discurso de Dilma que se espalhou nas redes sociais e foi muito utilizado por seus adversários como argumento para justificar uma suposta incapacidade de articulação.


OLHE AÍ: "Com reforma trabalhista de Rogério Marinho, supermercado oferece vaga de R$ 230 por mês"

Com as peripécias do deputado Rogério Marinho aqui do nosso sofrido RN, que foi o mentor-relator da  reforma trabalhista,  o trabalho intermitente, um exemplo claro do que é a nova reforma trabalhista na prática, um supermercado contrata para vagas de caixa por R$ 4,81/h, no total se a pessoa vir a trabalhar 4 horas em 6 dias por semana ganha R$115,44, se trabalhar 8 horas diárias que seriam a jornada de trabalho padrão antes da reforma trabalhista, ganha R$ 230,88, ou seja muito menos que um salário mínimo, mostrando o buraco que Rogério Marinho colocou o trabalhador brasileiro.
Pela astucia de Rogério Marinho, o trabalhador intermitente do supermercado ficará sem ticket alimentação, porque a alimentação é na empresa.
Para completar o pacote de Rogério Marinho contra o trabalhador intermitente pode ficar sem aposentadoria também, mesmo contribuindo.

Blog do Primo


FERNANDO HENRIQUE: "Bolsonaro propôs me matar quando eu era presidente"

Segundo aponta o jornal O Estado de S. Paulo, embora FHC não tenha citado nomes, deixou claro considerar o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), atualmente em segundo lugar nas pesquisas, como a principal ameaça eleitoral de 2018.
“Eu não quero entrar em detalhes, mas há pessoas da direita que são pessoas perigosas (…) Um dos candidatos propôs me matar quando eu estava na Presidência. Na época, eu não prestei atenção. Mas hoje eu tenho medo, porque agora ele tem poder, ainda não, ele tem a possibilidade do poder”, afirmou o tucano.
Em 1999, em entrevista à TV Bandeirantes, Bolsonaro disse que seria impossível realizar mudanças no Brasil por meio do voto. “Você só vai mudar, infelizmente, quando nós partirmos para uma guerra civil aqui dentro. E fazendo um trabalho que o regime militar não fez. Matando 30 mil, e começando por FHC”, declarou na época.
Segundo FHC, o sucesso na disputa de 2018 dependerá da capacidade do candidato de expressar uma mensagem que vá ao encontro com as aspirações da população. Contudo, apontou que a política não é pautada só pela razão, mas também pela emoção.