.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

PARELHAS: "Romisélia Araújo foi a vereadora que mais se destacou em 2016"

Segundo uma enquete feita pelo Blog do Ivanildo Souza, a vereadora Romisélia Araújo foi escolhida pelos internautas leitores desse espaço como a vereadora que mas se destacou no ano de 2016.
A pergunta formulada foi a seguinte: "Na sua opinião qual foi o vereador(a) que mais se destacou no ano de 2016?"
A vereadora Romisélia, que vai para o seu segundo mandato á partir de janeiro de 2017, obteve 45% da preferência dos internautas.

O Blog parabeniza a nobre vereadora, desejando desde já, que a mesma continue com a atuação firme, em defesa do homem e da mulher do campo e de toda população parelhense. Parabéns vereadora!

DESPEDIDA: "Funcionários da Prefeitura Municipal de Parelhas fazem homenagem ao Prefeito Francisco"





O ainda prefeito Francisco Medeiros teve uma grata surpresa hoje pela manhã, na sede do Executivo Municipal.
Funcionários de várias categorias, pararam suas atividades para homenagear o prefeito que por oito anos esteve a frente dos destinos da cidade.
Amigos, companheiros de partido, cada um de sua forma, falou da importância da dupla Francisco e Zezinho, para o desenvolvimento da cidade.
Emocionados, cantaram, aplaudiram e desejaram boa sorte ao prefeito.

SANTANA DO SERIDÓ: "Confira a programação da solenidade de posse"

Em contato com o Blog a organização do cerimonial comunicou a programação da solenidade de posse do prefeito, vice -prefeita e vereadores deste domingo(01).

10h- Solenidade de posse dos vereadores eleitos e escolha da nova Mesa Diretora da Câmara Municipal.
Local: Câmara Municipal de Vereadores.

17h- Missa dominical e em ação de graças pela posse do prefeito Hudson, da vice Tatiana Fátima e dos Vereadores.
Local: Igreja Matriz

19h- Posse do prefeito Hudson e da vice Tatiana Fátima.
Local: Ginásio de Esportes "O Pereirão"

21h- Festa da posse no Centro Cultural.
Animação: Saulo Farra e Banda.

PARELHAS: "Alexandre Petronilo anuncia seu secretariado"

Quem entrou em contato agora a pouco com o Blog foi o prefeito eleito Alexandre Petronilo e anunciou a sua equipe que vai trabalhar com ele á partir deste domingo(01).

Confira os nomes e currículo:

Chefe do Gabinete Civil
Francicleide Souza (Cleidinha): Atual Coordenadora do Programa Bolsa Família com trabalho de excelência reconhecido por todos os setores do município.

Secretaria de Administração e Gestão de Pessoas
Ismael Alves de Souza: Servidor efetivo do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN). Graduado em Direito pela UFRN.

Secretaria de Finanças, Planejamento e Tributação
Maria de Fátima de Medeiros (Ninha da Cobra): Contadora efetiva da Prefeitura Municipal de Parelhas. Graduada em Ciências Contábeis pela UFRN.

Secretaria de Educação
Maria de Lourdes Souza (Mocinha de Babi): Professora da rede estadual e municipal de ensino. Ex-Diretora da Escola Estadual Barão do Rio Branco. Atual Secretária Municipal de Educação.

Secretaria de Saúde
Étel Rógere: Enfermeiro, com experiência na rede municipal de saúde. Professor Universitário e servidor efetivo do município de Santana do Seridó.

Secretaria de Assistência Social e da Habitação
Maria das Graças Diniz (Loura de Frank): Assistente Social do município de Parelhas. Coordenadora do CREAS com muitos anos de experiência na área.

Secretaria de Obras e Serviços Públicos
Júlio César Nogueira: Engenheiro Civil. Atua na área de construção civil e manutenção de estradas e rodagens.

Secretaria da Agricultura, Meio Ambiente e Pesca
Paulo Valentim: Técnico Agrícola. Militante do movimento sindical rural com extensa vivência junto ao meio agropecuário.

Secretaria do Turismo, Cultura e dos Desportos
Ulisses Oliveira: Professor da rede estadual de ensino. Militante histórico dos movimentos culturais parelhenses. Atual secretário da pasta.

Secretaria de Transportes Estradas e Rodagens
Wilton Sérgio: Atual secretário da pasta desenvolvendo trabalho de excelência.

Controladoria Geral do Município
Flaber Ricardo Alves dos Santos: Atual controlador geral. Servidor efetivo do município. Graduado em Ciências Contábeis.

SANTANA DO SERIDÓ: "Vereador Juarez Bezerra será eleito presidente da Câmara neste domingo(01)"

Notícias chegadas a redação do Blog, afirmam que o vereador Juarez Bezerra será o presidente da Câmara Municipal para o biênio 2017/2018.
A decisão foi tomada na noite de ontem, em uma reunião com os vereadores eleitos que darão sustentação ao prefeito Hudson Pereira.
Juarez que vai para seu oitavo mandato, comandará o Poder Legislativo á partir do próximo domingo, tendo como vice, o também vereador reeleito Vicente de Chico de Valdo.


CONGELADO: "Agentes de Saúde não tem aumento a quase quatro anos"

Enquanto o governo gasta, com supérfluos, a saúde do povo brasileiro está na UTI, faz tempo.
Há quase quatro anos os Agentes Comunitários de Saúde de todo Brasil não tem reajustes em seus  salários.
Com o piso congelado, os profissionais estão vendo o salário mínimo chegar á R$ 77,00 de diferença em relação ao valor do piso que é de apenas R$1.0014,00.
A angústia se acentua, porque não há nenhuma movimentação para mudar esse quadro, nem de governos, nem de sindicados e muitos menos dos próprios Agentes, que ficam de braços cruzados esperando um milagre acontecer.
Não se pode negar, a importância desses profissionais que dedicam suas vidas para prevenirem doenças e encaminharem pacientes em busca de socorro.
Enquanto a saúde não for prioridade, esse país não muda de direção, enquanto a vida não for o centro de toda administração, seguimos como cegos, guiando cegos.

MÍNIMO MESMO: "Novo salário mínimo de R$ 937 entra em vigor no dia 1º de janeiro

O governo federal anunciou o reajuste do salário mínimo de R$ 880 para R$ 937 em 2017. O novo valor passa a vigorar no dia 1º de janeiro de 2017. O presidente Michel Temer assinou um decreto nesta quinta-feira (29) prevendo o reajuste.
A medida deve ser publicada no Diário Oficial da União de amanhã (30) ou da próxima segunda-feira (2). Em nota divulgada no início da noite de hoje (29), o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão informa que  o reajuste significa um aumento de R$ 38,6 bilhões da massa salarial em 2017. Esse valor representa 0,62% do Produto Interno Bruto (PIB) e, segundo o governo, terá “efeitos positivos na retomada do consumo e do crescimento econômico ao longo do ano”.
No dia 15 de dezembro, o Congresso Nacional aprovou o Orçamento Geral da União para 2017 estabelecendo o novo salário mínimo no valor R$ 945,80. No anúncio oficial do valor, mais baixo, o governo explicou o motivo da alteração. A justificativa está no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), utilizado para calcular o reajuste do mínimo e que foi menor do que o previsto inicialmente.
“A estimativa para o INPC em 2016 é de 6,74% calculada pelo Ministério da Fazenda, menor do que a previsão de 7,5% realizada em outubro quando do envio da Lei Orçamentária Anual de 2017 […]. No acumulado do ano, até novembro, o INPC está em 6,43%. Em virtude da inflação menor em 2016, o reajuste será menor do que o previsto na LOA [Lei Orçamentária Anual]. Trata-se, portanto, de aplicação estrita da legislação”.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

PARELHAS: "Vereador Frank Professor devolverá R$102.000,00 aos cofres da prefeitura"

O Presidente da Câmara Frank Kleber de Lima, vai devolver á prefeitura R$ 102.000,00.
Em 2015 o vereador Frank devolveu ao cofres  R$ 65.000,00 , que juntando com a devolução deste ano, soma-se R$ 167.000,00.
Mesmo devolvendo todo esse montante, o presidente conseguiu modernizar a Câmara, tanto na parte de móveis, como na de informática.
Com esse dinheiro devolvido o prefeito Francisco Medeiros conseguiu fechar algumas contas da gestão e complementar a folha de pagamento..

POLÍTICA: "Nazilda Tavares não será mais Secretária de Educação"

De acordo com a própria vice-prefeita eleita, Nazilda Tavares, a Secretaria de Educação continuará sob os cuidados  da professora Maria de Lourdes( Mocinha de Babi).
Em um grupo de WatsApp a também professora Nazilda, socializou que não será mais a Secretária de Educação, segundo ela, só assumiria o cargo se Mocinha não quisesse. "Como Mocinha resolveu ficar, eu serei apenas vice-prefeita eleita". Declarou Nazilda

CURRAIS NOVOS: "Chuvas chega á cidade acompanhada de muito vento"

No inicio da tarde desta quarta-feira (28/12), uma pequena chuva veio a cair no solo curraisnovense, antecedida por uma grande ventania, que chegou a derrubar, pelo menos, um muro, o do estacionamento do Mediterrâneo Eventos e Recepções, além de fazer com o que uma grande quantidade de poeira causando uma grande poluição atmosférica. Logo após a grande ventania, veio a água.
Veja acima, foto que chegou até os editores do Blog por meio do WhatsApp e Facebook. Em contato com o amigo "Rádio Globo", que reside na rua Bernadete Xavier, bairro Gilberto Pinheiro, nos foi relatado que no pluviômetro instalado na residência do mesmo, foram medidos 8mm.
Fonte: Edmilson Sousa

BOA NOTÍCIA: "Municípios vão receber recursos da repatriação no dia 30/12, diz Fazenda"

Brasília – Os municípios vão receber os recursos do programa de repatriação na sexta-feira, dia 30 de dezembro. De acordo com o Ministério da Fazenda, as ordens de pagamento serão emitidas nesta quinta-feira, dia 29, para que os municípios possam contabilizar os recursos ainda no ano de 2016. Segundo a pasta, serão depositados R$ 4,449 bilhões.
Os prefeitos estavam receosos de que os recursos só entrassem efetivamente nos cofres municipais em 2017. Isso poderia ocorrer se o Tesouro Nacional autorizasse o pagamento apenas no dia 30 de dezembro, que, para o sistema bancário, é considerado o último dia útil do ano para realização de operações financeiras. De acordo com o Ministério da Fazenda, esse risco não existe.
A Frente Nacional de Municípios (FNP) e o PSB chegaram a entrar com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para antecipar o recebimento desses recursos, mas a corte negou o pedido nesta terça-feira, 27.
O dinheiro da repatriação integrará a terceira parcela mensal de repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Nessa mesma data, o governo também vai depositar o valor devido aos municípios pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), que somará R$ 1,053 bilhão.
Ao todo, considerando o dinheiro da multa da repatriação e do Fundeb, os municípios vão receber R$ 5,502 bilhões no dia 30 de dezembro.
O governo pretendia repassar os recursos aos municípios apenas em 2017, mas diante da reação dos prefeitos, retificou a Medida Provisória 753, que trata da divisão dos recursos. Pela nova versão, publicada no dia 20 de dezembro, um dia depois da primeira publicação, os efeitos da medida para os municípios passam a valer a partir de 30 de dezembro deste ano.

Blog do Primo

RN: "Igarn divulga último relatório da situação volumétrica dos reservatórios do estado"

O Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn) monitora 47 reservatórios, com capacidade superior a cinco milhões de metros cúbicos, em todo o Estado do Rio Grande do Norte. O último relatório da situação volumétrica de 2016, divulgado nesta quarta-feira (28), registra redução no volume dos reservatórios por todo o Estado, apesar das boas perspectivas de chuva para o próximo ano.
Dos 47 reservatórios do estado monitorados pelo Igarn, 12 já estão em volume morto, o que corresponde a 25% do total. Outros 21 estão secos, em porcentagem, 44%. Somando-se os números, 69% dos açudes estão em estado crítico.
Maior reservatório do estado, a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, com uma capacidade de 2,4 bilhões de metros cúbicos, atualmente possui 365,57 milhões de metros cúbicos, 15,23% do seu volume total. A barragem Santa Cruz do Apodi, com capacidade total de 600 milhões de metros cúbicos, está com 115,46 milhões de metros cúbicos, 20% do seu volume total, que é de 600 milhões.  Já Barragem de Umarí, em Upanema, com capacidade total de 292,8 milhões de metros cúbicos, está com 27,76, 9,48% do seu volume.
Pelos dados atuais, o açude Zangalheiras, situado em Jardim do Seridó, deverá secar nos próximos dias. Caso as previsões climáticas não se confirmem e não exista uma recarga considerável, até dezembro de 2017 outros nove reservatórios deverão chegar ao seu volume morto.
Sobre a disponibilidade hídrica do Estado
A disponibilidade hídrica total do Rio Grande do Norte é de 4.411.787.259 metros cúbicos, em 2010 o Estado estava com 73,30% de sua capacidade hídrica, em 2011, devido ao bom período chuvoso o índice chegou a 89,52%. Nos anos posteriores, devido à estiagem os percentuais baixaram, em 2012 para 60,80%; 2013 para 42,39%; 2014 chegando a 37,39%; 2015 com 23,79%; e em 2016 com chegando a 12,75% registrados neste último relatório.

PODER: "Temer libera R$ 1,2 bi para construção de presídios e modernizar sistema penal"

O governo federal vai liberar R$ 1,2 bilhão do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) para investimentos na construção de presídios e modernizações do sistema penal. O repasse será feito aos estados nesta quinta-feira (29) e representa, de acordo com o porta-voz da Presidência, Alexandre Parola, o "maior investimento jamais realizado no sistema penitenciário no Brasil".
O anúncio dos recursos foi possível, segundo o governo, depois que o presidente Michel Temer editou a Medida Provisória (MP) 755 na semana passada, permitindo a transferência direta de recursos do Funpen aos fundos estaduais e do Distrito Federal. Alexandre Parola informou que esta será a primeira liberação das verbas, após a edição da MP. Segundo ele, R$ 799 milhões serão destinados à construção de penitenciárias. O porta-voz destacou que o objetivo é diminuir a superlotação dos presídios.
Outros R$ 321 milhões serão utilizados em projetos de cidadania e na qualificação dos serviços penais. "Nessa categoria, contempla-se ainda a aquisição de novos equipamentos, como por exemplo os scanners que substituirão as revistas físicas das pessoas que visitam os presos", afirmou Parola a jornalistas, no Palácio do Planalto.
De acordo com o porta-voz, a autorização de Temer para os repasses permite a aceleração dos investimentos em uma área com "carência histórica". "A liberação desses recursos deve permitir que se coloquem em marcha o mais brevemente possível as medidas e os investimentos não somente para modernizar, mas também para humanizar as condições do sistema prisional em nosso país", disse.
Ao editar a MP 755 – que já tem força de lei, mas precisa ser aprovada pelo Congresso Nacional –, o governo colocou como justificativas a urgência de se liberar os recursos do Funpen, que antes ficavam presos por causa da burocracia, para a superação de um déficit de mais de 249 mil vagas no sistema carcerário brasileiro.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

POLÍTICA: "Messias Medeiros será Secretário de Agricultura"

Ao Blog  chegou também a informação que o ainda vereador  Messias Medeiros, deve assumir a pasta da Agricultura.
Com o nome de Messias, a equipe de secretários de Alexandre Petronilo, está praticamento definida, mesmo sem que  ele tenha emitido nenhuma  nota oficial, como fizeram alguns prefeitos.

PARELHAS: "Ex- vereador Canindé Moreno será Coordenador de Cultura na nova gestão"

Quem entrou em contato agora a pouco com o Blog, foi o ex-vereador Canindé Moreno.
Canindé anunciou que á partir de janeiro de 2017, será Coordenador de Cultura.
O prefeito eleito Alexandre Petronilo, deverá nomear a única coordenadoria nesse primeiro momento, uma vez que á princípio, nomearia apenas o primeiro escalão de seu governo, mas com o anúncio de Canindé na Coordenadoria da Cultura ele terá o Secretário de Turismo e Cultura e o Coordenador de Cultura, além de outros nomes já anunciados.

CURRAIS NOVOS: "O mistério continua"...

Ficou para sexta-feira(30), o anúncio do novo secretariado do município de Currais Novos, numa coletiva de imprensa as 16h no auditório da CDL.
Essa demora deve-se a indefinições  sobre nomes. A data prevista era hoje(28), conforme foi anunciado.

BÊNÇÃO: "Seridó é banhado por chuva na tarde desta quarta-feira"

Vários municípios da região do Seridó registraram chuva nessa tarde de quarta-feira, entre eles Acari, Caicó, Currais Novos, Jardim do Seridó, Jardim de Piranhas, Lagoa Nova, Serra Negra do Norte e Jucurutu.

RN: "Governo inaugura Central de Flagrantes"

O governador Robinson Faria inaugurou, na manhã desta quarta-feira (28), a Central de Flagrantes no bairro Cidade da Esperança, em Natal. O equipamento funcionará 24 horas por dia e atenderá ocorrências das zonas Sul, Leste e Oeste de Natal. A Delegacia de Plantão Zona Sul, que funcionava na Avenida Prudente de Moraes, mudará para o novo prédio, localizado na área da Delegacia Geral de Polícia Civil (DEGEPOL).
Robinson Faria explicou que a Central vai oferecer mais estrutura para os profissionais e para a população. “É uma conquista e avanço para toda a segurança pública do Estado, pois o trabalho será mais ágil e eficiente. A estrutura física foi reformada e adaptada para garantir um melhor atendimento ao cidadão. Também foi criada uma sala para atender mulheres vítimas de violência, onde elas serão ouvidas exclusivamente por policiais civis do sexo feminino”, destacou o governador. O Chefe do Executivo Potiguar ainda acrescentou que a nova Central veio para “atender o clamor e anseio da população por mais segurança”.

TÁ CHEGANDO O GRANDE DIA...


CURRAIS NOVOS: "Lista oficial do primeiro escalão sai hoje(28)

Uma fonte muito próxima ao prefeito Odon Junior em contato com o Blog do Vlaudey Liberato nesta terça-feira, informou que o novo secretariado do município será anunciado nesta quarta-feira (28). É mais do que normal, a expectativa pelo novo quadro de auxiliares do prefeito.
Do Blog: O mistério acaba hoje...

COMPLICOU: "STF nega antecipação a municípios de verbas da repatriação"


O Supremo Tribunal Federal (STF) negou, nesta terça-feira, 27, um pedido do PSB e da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) para antecipar o repasse, aos municípios, das verbas de multas da repatriação de recursos do exterior, previstas na medida provisória 753/2016, publicada na semana passada.
A decisão foi tomada pela ministra Cármen Lúcia, presidente do STF, na condição de plantonista durante o recesso do Judiciário – o relator é o ministro Celso de Mello.
O PSB e a FNP questionavam um ponto da MP que regulamentava a distribuição dos valores das multas da repatriação de recursos do exterior. A ação alegava que era inconstitucional e feria o princípio da isonomia o trecho da MP que autorizava os Estados a receberem os recursos da repatriação a partir da data de sua publicação, e, no entanto, deixava que os municípios recebessem os valores apenas a partir de 1º de janeiro de 2017.
Citando a crise financeira vivida pelos municípios em todo o Brasil e a dificuldade para honrar os pagamentos como o décimo terceiro salário, o PSB e a FNP pediam que o STF determinasse o repasse imediato, tendo como data limite 29 de dezembro. Argumentavam também que dia 30 é feriado bancário.

Blog do BG

CRISE?: "Partidos Políticos receberam do governo mais de R$ 3 bilhões em 9 anos"

O Fundo Partidário, que vem aumentando ano a ano, rendeu aos partidos brasileiros R$3,09 bilhões entre 2008 e 2016. Isso compraria 38,6 mil casas do Minha Casa Minha Vida, a R$80 mil cada. Apenas PT, PMDB e PSDB somados tomaram do Tesouro R$1,17 bilhão em dez anos. Partido do ex-presidente Lula e protagonista do maior escândalo de corrupção da história, o PT recebeu R$450,53 milhões.
No mesmo período, o PSDB faturou R$ 353,63 milhões do Fundo Partidário. O PMDB arrecadou R$ 368,36 milhões.
No apagar das luzes, em dezembro de 2014, o Congresso aprovou uma emenda que, na prática, triplicou o valor do fundo.
Em 2015, a então presidente Dilma sancionou alta do valor repassado aos partidos, que saltou de R$ 308 milhões para R$ 811 milhões.

Cláudio Humberto




PODER: "Aécio depõe na PF em inquérito sobre CPI dos Correios"


O senador Aécio (PSDB-MG) Neves prestou depoimento à Polícia Federal no âmbito do inquérito no qual é suspeito de "maquiar" dados da CPI dos Correios, em 2005, e esconder uma suposta relação entre o Banco Rural e o chamado mensalão mineiro. Na época, Aécio era governador de Minas Gerais. Também são investigados Clésio Andrade, que era vice-governador do tucano, e o atual prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), que era filiado ao PSDB.

Segundo o delator e ex-senador Delcídio Amaral, em 2005, durante a CPMI dos Correios, criada para investigar denúncias do mensalão, o tucano "enviou emissários" para barrar quebras de sigilo de pessoas e empresas investigadas, entre elas o Banco Rural.

Um dos emissários, segundo Delcídio, era Eduardo Paes, então secretário-geral do PSDB. O relatório da CPMI, disse o delator, foi aprovado com "dados maquiados" e que Paes e o deputado Carlos Sampaio também tinha conhecimento dos fatos. Carlos Sampaio foi excluído da investigação.

"Outros parlamentares também sabiam que esses dados estavam maquiados, podendo citar os deputados Carlos Sampaio e Eduardo Paes, já mencionado, dentre outros que não se recorda. Esses fatos ocorreram em 2005/2006. Esse tema foi tratado com Aécio Neves em Belo Horizonte, no palácio do governo", afirma um trecho da delação de Delcídio.

Aécio também é alvo de outra investigação sobre desvios praticados em Furnas. Os dois pedidos que deram origem aos inquéritos foram feitos pela Procuradoria-Geral da República a partir da delação premiada do ex-senador Delcídio Amaral. 

No caso de Furnas, o tucano é investigado por suposto recebimento de propina de empresas terceirizadas que mantinham contrato com a estatal. A vantagens indevidas seriam pagas pelas empresas ao ex-diretor da companhia, Dimas Toledo, que as repassava para o tucano.

Segundo a defesa de Aécio Neves, o senador, como previsto, prestou esclarecimentos, demonstrando "a absoluta improcedência" das citações feitas pelo ex-senador Delcídio Amaral.

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

BLOG INFORMA: "Drª Anna Paula Medeiros atenderá nesta terça e quarta-feira á partir das 14h"

A nutricionista parelhense Drª Anna Paula Medeiros, comunica que estará atendendo nesta terça e quarta-feira, na Clínica Dr. Manoel Marques á partir das 14h.
Agende já sua consulta e entre para o Método Top Line mais famoso do Brasil.

Agendamentos:
(84) 9 9918-0856
(84) 3471-3091

RN: "Governo inicia pagamento de dezembro e injeta R$ 470 milhões até dia 30"

O Governo inicia nesta quarta-feira (28) o pagamento da folha de dezembro. Os 24.122 servidores ativos da Educação e da Administração Indireta que possuem recursos próprios receberão um montante de R$ 49,4 milhões. Somados as folhas de novembro, 13º salário e o início do pagamento de dezembro, o Governo está injetando R$ 470 milhões até o dia 30 na economia do Estado.
As datas de pagamento dos demais servidores ativos, inativos e pensionistas serão divulgadas em janeiro, a partir da evolução das receitas e disponibilidade de recursos.
Em relação ao pagamento do 13º salário, o Governo paga nesta sexta-feira (30) uma parcela de R$ 4 mil para os 26.656 servidores que ganham acima de R$ 4 mil. O complemento dos salários deste grupo, independente do valor, será depositado em janeiro, em data a ser divulgada. É importante destacar que 84.232 servidores já receberam o valor integral do 13º salário. Somente os recursos injetados no 13º salário até o dia 30 representam o montante de R$ 265 milhões.




PESQUISA: "Flamengo continua com a maior torcida do Brasil"

O Flamengo é o time mais popular em três regiões do país — Nordeste, Norte e Centro-Oeste. Mas não é no Sudeste, onde é suplantado pelo Corinthians (18% contra 13,8%).
Na região Sul é o quarto com maior torcida, atrás do Grêmio (20,5%), Inter (15,9%) e Corinthians (8,8%). O Fla tem a simpatia de 5,7% dos sulistas
Estes dados constam numa pesquisa nacional inédita que a Paraná Pesquisas fez com 10.500 brasileiros de 22 estados e mais o Distrito Federal entre março e dezembro deste ano.
No cômputo geral, nenhuma surpresa: o Flamengo é o clube com maior torcida, seguido do Corinthians e São Paulo. Chama a atenção, no entanto, o percentual de brasileiros que declaram não torcer ou simpatizar por time algum: 19,5%.
Eis a relação dos clubes de maior torcida:
Flamengo (16,2%)
Corinthians (13,7%)
São Paulo (7,4%)
Palmeiras (5,8%)
Vasco (4,6%)
Cruzeiro (4%)
Grêmio (3,5%)
Santos (3,1%)
Atlético Mineiro (2,8%)
Internacional (2,7%)
Bahia (2%)
Botafogo (1,7%)
Fluminense (1,6%)
Sport (1,3%)
Ceará (1,1%)
Atlético Paranaense (0,8%)
Fortaleza (0,8%)
Vitória (0,8%)]
Coritiba (0,7%)
Santa Cruz (0,7%
Outros times citados (5,1%)


CURRAIS NOVOS: "Vereadora Zefinha Moura retira candidatura à presidência da Câmara"

Em mais uma edição do Programa Em Debate, na Rádio Currais Novos, o jornalista Ismael Medeiros ao lado do comunicador Lázaro Jordão, entrevistaram a presidente do Legislativo curraisnovense Zefinha Moura. A vereadora prestou contas do seu mandato a frene da Câmara Municipal e falou sobre política. Sendo um dos nomes com candidatura posta a presidência para o biênio 2017-2018, durante o bate-papo retirou sua candidatura.
Zefinha, era uma das três candidatas. Além do seu nome o vereador João Neto e o recém eleito Wilton, também se dispuseram. A atual presidente disse que estava retirando sua candidatura e que votará no vereador João Neto. “Coloquei meu nome à disposição porque tenho vários projetos caminhando, como a Rádio Câmara a ampliação da TV Câmara, o concurso público. Mas percebi que meu legado ficará e deixo a oportunidade para outro”, contou.

CRIME: "Pais colocam bebê à venda no site OLX na noite de Natal, no Ceará"

Um bebê de 5 meses foi colocado à venda na internet na noite de Natal, denunciou o Conselho Tutelar de Fortaleza. O anuncio foi retirado do ar logo após a Polícia do Ceará iniciar o processo de investigação nesta segunda-feira, 26. O anúncio foi publicado no site de compra e venda OLX. Por meio de nota, a empresa lamentou o fato e repudiou a ação dos pais do bebê.
Além do texto – “Vende-se bebê. 5 meses não tenho condições de cuidar” -, o anúncio trazia duas fotos da criança. O anunciante se identificou como morador do bairro Cocó, na zona norte de Fortaleza.
“Entregar filho ou pupilo a terceiro, mediante paga ou recompensa” é crime previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). A pena para quem cometer tal crime – e também para quem “comprar” a criança – é de quatro anos de prisão e multa.

PODER: "Temer sanciona Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2017 com 41 vetos"

O presidente Michel Temer sancionou com 41 vetos a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2017. De acordo com a mensagem presidencial enviada ao Senado, o governo argumenta que vetou alguns pontos por estarem em “contrariedade ao interesse público”. A lei apresenta as diretrizes para a elaboração e execução do Orçamento da União de 2017.
O Congresso Nacional aprovou a lei que autoriza o governo federal a fechar o ano com um déficit primário de R$ 139 bilhões em 2017 e prevê um crescimento de 1,2% no Produto Interno Bruto (PIB). A partir do ano que vem, o Orçamento terá de seguir as regras previstas na Emenda Constitucional 95/2016, que estabelece um teto para os gastos públicos baseado na inflação do ano anterior.

COLUNA DO BARBOSA: "2016 Será o Ano que Não Vai Acabar"

Me inspiro no livro "1968: o Ano Que não Terminou" que retrata, em estilo jornalístico, os fatos que marcaram o conturbado ano de 1968 no Brasil e no mundo do jornalista Zuenir Ventura para escrever o artigo da coluna nesta última semana de 2016. Diante dos fatos ocorridos e já me antecipando a 2017, posso dizer que "2016 Será o Ano que Não Vai Acabar". Digo isso porquanto a crise política e econômica certamente continuará neste país varonil, infelizmente.
A Lava Jato certamente deverá ter novos e emocionantes capítulos. Quem sabe o juiz Sério Moro não protagonizará, assim que voltar de suas férias, novas seções de fotos sorrindo ao lado de réus como foi o caso da famosa foto tirada lado-a-lado do senador Aécio Neves numa premiação da revista IstoÉ? Sim, porque a bela juiza Gabriela Hardt, substituta da 13ª Vara Federal de Curitiba cobrirá as férias de Sergio Moro e zelará pelo andamento da Operação Lava Jato até 20 de janeiro.
Quem sabe Marcelo Odebrehct - como alguns esperam - resolve delatar Lula, porque até agora o que existe são muitas acusações contra o ex-presidente mas nada que pudesse ter levado o juiz Sérgio Moro, encarregado da Lava Jato, lhe dar ordem de prisão. Tudo na base das ilações. Nem mesmo o terreno que a Odebrecht teria oferecido a Lula para a construção da sede do Instituo Lula pode servir de prova contra o ex-matalúrgico, até porque ele não aceitou. Portanto, não existe nenhum documento de que o terreno pertence a Lula ou ao seu instituto.
Quem sabe o triplex do Guarujá, mesmo não estando no nome da família Silva, Moro ache um jeito de colocar, sem falar no sítio de Atibaia? Segundo reportagem da Veja - veja caro leitor, sem trocadilho, eu citando a Veja - Mensagens eletrônicas obtidas pela Polícia Federal comprovam que o então assessor do gabinete pessoal do então presidente Lula, Rogério Aurélio Pimentel, coordenou as obras da reforma do sítio em Atibaia. Lula responde a inquérito por ter recebido benesses de empreiteiros que reformaram o imóvel, registrado em nome dos empresários Fernando Bittar e Jonas Suassuna, sócios do filho de Lula.
Quem sabe a delação bombástica de um ex-executivo da Odebrecht que tomou conta do noticiário do dia 13 de dezembro lançando dúvidas sobre a última denúncia que o Ministério Público Federal ofereceu à Justiça de Brasília contra o ex-presidente Lula, por tráfico de influência não seja reavaliada como muitos esperam?
Sem apresentar provas, a força-tarefa da Zelotes diz que Lula tentou influenciar na aprovação da Medida Provisória 627/13 para favorecer montadoras que, em troca, pagariam propina a um lobista. Este, por sua vez, faria acertos com um dos filhos do ex-presidente.
Mas os documentos da Odebrecht mostram que quem participou diretamente da “venda” dessa MP ao empresariado foi Romero Jucá (PMDB), que teria falado em nome de Renan Calheiros (PMDB). Do lado da Câmara, a articulação foi feita com Eduardo Cunha (PMDB).
As informações que põem em xeque a tese da Zelotes contra Lula estão na página 48 da delação de Cláudio Melo Filho, ex-diretor da Odebrecht em Brasília. Os dados, que foram colhidos pela Lava Jato e aguardam homologação do Supremo Tribunal Federal, mostram que a Odebrecht desembolsou sozinha R$ 5 milhões por causa dessa MP. O cobrador e destinarário dos recursos foi Jucá, mas o delator acredita que ele distribuiu a propina entre aliados.
Quem sabe documentos do acordo de leniência assinado pela Odebrecht e pela Braskem com autoridades do Brasil, dos Estados Unidos e da Suíça não irão revelar novos detalhes do esquema de corrupção que durou mais de uma década, e movimentou bilhões de reais?
As transações aconteceram entre 2001 – durante o governo Fernando Henrique – e 2016 – durante o governo da presidente Dilma. Um esquema complexo que usava bancos em paraísos fiscais.
Nesse período, a empresa pagou mais de R$ 2,5 bilhões em propinas. Em troca, conseguiu uma centena de contratos que geraram lucros de mais de R$ 10 bilhões.
Quem sabe a Lava Jato entra agora nos governos FHC, pois que como diz o título do Editorial "2016 Será o Ano que Não Vai Acabar".
Não estou aqui defendendo Lula, apenas constatando fatos e jornalismo é fato. Quem contestar o que estou a dizer é só pesquisar.
A conferir!

E OS PARABÉNS DE HOJE VÃO PARA PADRE EVERALDO!

O Blog ficou sabendo hoje cedo, através do meu amigo Ricardo de Zeca, que o Pároco da linda cidade de Santana do Seridó, Padre Everaldo, está soprando velinhas no dia de hoje.
E aproveito esse espaço para desejar muitos anos de vida a essa pessoa quem emana luz e fé.
Parabéns meu querido amigo e padre. Que Deus lhe cubra de Ricas bênçãos.

São os mais sinceros votos do Blog do Ivanildo Souza

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

POLÍTICA: "Humberto Gondin deverá ser eleito presidente no próximo domingo(01)"

Com nenhuma mudança aparente, o cenário segue favorável ao vereador Humberto Alves Gondin.
No próximo domingo, será a posse do prefeito eleito, da vice e dos vereadores. Colado a isso, acontecerá a eleição da nova Mesa Diretora, para o biênio 2017/2018 e pelas informações chegadas ao Blog, o presidente será mesmo Humberto, uma vez que o acordo já foi firmado antes mesmo das eleições.
Os preparativos pós-posse já estão acontecendo, as nomeações, quem entra, quem sai, movimenta os bastidores políticos.

Vamos aguardando o dia "D", desejando uma boa sorte a nova Mesa!

PARELHAS: "Mesmo negando ao Blog, Francisco Medeiros deverá ser Secretário em Currais Novos"

Pessoalmente, o quase ex-prefeito Francisco Medeiros não confirmou ao Blog que assumirá a pasta da Secretaria de Gabinete na cidade de Currais Novos, mas o que se comenta na Capital da Scheelita é que o mesmo será Secretário, inclusive já participou de várias reuniões com o prefeito eleito Odon Jr, para decidi detalhes de sua posse.
O Blog tentou sem sucesso, colher  alguma informação, mas o mesmo sugeriu que as perguntas fossem feitas ao futuro prefeito.
Na verdade não se sabe ainda o porque de tanto mistério, uma vez que em Currais Novos todos já sabem que Inés é morta.

CENTRO INTEGRADO ECON: "Confira os especialistas da última semana do ano de 26 á 30 de Dezembro"


PARELHAS: "Pode haver mudanças no primeiro escalão de Alexandre Petronilo"

Faltando menos de oito dias para a posse, os nomes anunciados na mídia como secretários do governo PMDBista, pode sofrer algumas mudanças.
É bem verdade, que oficialmente o prefeito eleito, não fez nenhum pronunciamento, mas o Blog recebeu a informação de que dos nomes ventilados, alguns podem não vingar, e outros que ficaram de fora da lista, podem entrar nela, nessa última semana do ano.
A grande maioria dos prefeitos eleitos do Seridó, já estão com seu primeiro escalão definidos, mas aqui em Parelhas, ainda não saiu uma lista oficial.
O prefeito Alexandre deve está vivendo o dilema que outros prefeitos viveram: "A síndrome do cobertor curto".

POLÍTICA: "PT lança Lula candidato à Presidência no início de 2017"

O PT pretende lançar a pré-candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República ainda no primeiro semestre do ano que vem, entre fevereiro e abril. A estratégia tem dois objetivos. O primeiro é aproveitar politicamente a baixa popularidade do governo Michel Temer. O segundo é reforçar a defesa jurídica de Lula, réu em cinco processos penais, quatro deles provenientes da Operação Lava Jato e seus desdobramentos.
A informação foi confirmada reservadamente por integrantes da direção petista e também do Instituto Lula.

JARDIM DO SERIDÓ: "Prefeito eleito Amazan anuncia seu secretariado"

O prefeito eleito, Amazan (PSD), anunciou oficialmente na manhã deste sábado (24), na Rádio AM Parelhas, seu secretariado. Na escolha dos nomes que farão parte da sua administração, Amazan destacou que priorizou uma equipe técnica que conhecesse a área que irá atuar.
“Todos os escolhidos foram minuciosamente estudados e foi levado em consideração a capacidade de atuação na área. É a busca de experiência e a humildade que vão fazer com que o trabalho tenha saldo de desenvolvimento nestes 4 anos”, disse o prefeito.
1- SEC. ADMINISTRAÇÃO – Diógenes de Araújo Santiago;
2- SEC. CULTURA, ESPORTE E TURISMO –  Diógenes de Araújo Santiago. (interinamente);
3 – SEC. EDUCAÇÃO – Joaquim Alberto da Silva;
4- SEC. DE TRABALHO, HAB. E ASSIST. SOCIAL – Ana Maria Medeiros Vilar dos Santos;
5- SEC. FINANÇAS E PLANEJAMENTO –  Adriana Maria de Medeiros;
6 – SEC. SAÚDE –  Glaucione Espínola de Medeiros Brito;
7 – GABINETE – Ozires Borges Vilar Neto;
8 – CONTROLADORIA – Michele Araújo da Silva;
9 – SEC. DA AGRICULTURA MEIO AMBIENTE E PESCA – Carlos Fernandes de Medeiros Filho (Professor Carlão);
10 –  SECRETARIA MUN DE OBRAS E SERV URBANOS –  Carlos Fernandes de Medeiros Filho (Professor Carlão) (interinamente).

FONTE: Blog do Seridó

sábado, 24 de dezembro de 2016

MENSAGEM DO BLOG A TODOS OS PARCEIROS, INTERNAUTAS E AMIGOS!

"A FÉ, É A CERTEZA DAS COISAS QUE SE ESPERA, E A CONVICÇÃO DE FATOS QUE NÃO SE VER".

FELIZ NATAL, COM MUITO AMOR NO CORAÇÃO.

SÃO OS VOTOS DO BLOG IVANILDO SOUZA E FAMÍLIA!!

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

ECON: "Dr. Eliseu(Urologista e Geriatra) é o especialista deste sábado(24)"


BLOG INFORMA: "Restaurante Recanto Verde aberto normalmente para almoço neste domingão de Natal"

O Restaurante Recanto Verde estará aberto normalmente neste domingo(25) dia de Natal.
O lugar ideal para o almoço com a família.
Confira nosso cardápio com a melhor comida caseira da região:

Petiscos:
*Panela
*Pirão
*Buchada
*Peixe Frito
*Carne de Sol com: Macaxeira, queijo ou fritas
*Galinha caipira
*Bode Torrado
*Piaba assada

Ainda dispomos de Self Service, com limonada inteiramente grátis.

Só no Restaurante Recanto Verde você encontra a cerveja mais gelada do Seridó e com preços imbatíveis.

Restaurante Recanto Verde, fica localizado na Barragem Boqueirão em Parelhas-RN!


CONFIRMADO: "Loura Diniz diz sim, e será a Secretária de Assistência Social"


Todos os nomes que irão compor, o primeiro escalão do governo de Alexandre Petronilo, que foi divulgado com antecedência aqui no Blog, estão se confirmando um a um.
Quem entrou em contato agora a pouco com o Blog, foi a assistente social, Maria das Graças Diniz, atestando que aceitou o convite de Alexandre, para responder pela Secretaria de Assistência Social e Habitação á partir de 1º de janeiro de 2017.
Maria das Graças Diniz(Loura), é filiada ao Partido dos Trabalhadores de Parelhas, funcionária efetiva do município há 20 anos, graduada em Serviço Social, com experiência na área, uma vez que ocupou a coordenadoria do CRAS e CREAS, atuando em projetos sociais.
Recentemente, Loura foi aprovada em Especialidade em Educação: Pobreza e Desigualdade Social, pela UFRN, sendo avaliada com conceito -A.

E assim o novo governo vai tomando forma!

CRISE: "Governo gastará R$ 1,7 mi com serviço de bordo de aviões da Presidência"

O governo de Michel Temer (PMDB) separou R$ 1,7 milhão do orçamento para contratar uma empresa para servir autoridades em viagens nos aviões da Presidência durante um ano. A firma que vencer a concorrência deve ter capacidade de oferecer refeições a bordo, como almoço, jantar, chá e lanche. O edital exige que vários itens tenham opções sem glúten, sem gordura e sem lactose.
MERCADO
O governo lançou também licitação para comprar 1.800 carimbos, com custo total estimado em quase R$ 29 mil. A Presidência diz que a aquisição é para atender aos seus diversos órgãos durante 2017. E que a compra no atacado vai garantir economia.

Mônica Bergamo, Folha de São Paulo




RETROSPECTIVA: "Lava Jato, crise política, impeachment e disputa entre Poderes marcaram 2016"

O ano de 2016 será lembrado por crises políticas, mas, para entender o que ocorreu nos últimos 12 meses, é preciso voltar ao fim de 2015. No dia 2 de dezembro de 2015, o então presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), aceitou pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, abrindo um período de tensão política. Os desdobramentos e descobertas da Operação Lava Jato elevaram a temperatura, com a prisão de parlamentares, ex-ministros e empresários. Nos últimos meses, uma crise entre poderes teve como protagonistas Câmara, Senado e Supremo Tribunal Federal (STF).
Cunha, que enfrentava processo no Conselho de Ética, anunciou que aceitaria o pedido de impeachment, apresentado pelos advogados Hélio Bicudo, Miguel Reale Jr e Janaina Paschoal, horas depois de o PT decidir que seus três representantes no colegiado votariam pela cassação. Dez meses depois, Cunha perdeu o mandato e foi preso pela Polícia Federal em Curitiba.
O ano começou tenso. Em fevereiro, na sessão de abertura dos trabalhos do Congresso Nacional, a então presidenta Dilma foi vaiada por deputados e senadores ao defender a volta da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) para tentar estabilizar a economia. A relação entre o Executivo e o Legislativo foi difícil todo o tempo. Relembre alguns dos principais fatos que marcaram a política em 2016.
Delcídio é solto e João Santana, preso
Em fevereiro, depois de passar 87 dias preso, o senador Delcídio do Amaral (PT-MS), que foi líder do governo Dilma na Casa, é solto. Delcídio teve prisão decretada pelo STF por tentar atrapalhar as apurações da Lava Jato. Em 19 de fevereiro, o STF, revogou a prisão preventiva do senador, determinando recolhimento domiciliar no período noturno e dias de folga. No fim do mês, na primeira das 19 fases da Operação Lava Jato em 2016, o juiz federal Sérgio Moro decretou a prisão do publicitário João Santana, responsável pelas campanhas eleitorais de Lula, em 2006, e de Dilma, em 2010 e 2014.

Lula é conduzido para depor e termina o ano como réu em cinco processos
Em março, após assinar acordo de colaboração com o Ministério Público Federal, Delcídio acusa Lula e Dilma de tentarem barrar a Lava Jato. No dia seguinte à acusação, por determinação de Moro, Lula é conduzido coercitivamente à sala da Polícia Federal no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, para prestar depoimento sobre sua suposta participação no esquema de fraudes na Petrobras. A decisão do juiz gerou manifestações de protesto e de apoio ao ex-presidente. Lula e seus advogados classificaram a condução coercitiva de “arbitrária, ilegal e injustificável”. Ao longo do ano, o ex-presidente tornou-se réu em cinco ações penais: três ações na Justiça Federal em Brasília e duas no âmbito da Lava Jato.
Lula é nomeado ministro da Casa Civil e grampos telefônicos são divulgados
Em 16 de março, em meio a rumores sobre a possibilidade de prisão de Lula,  Dilma nomeia o ex-presidente ministro da Casa Civil. No mesmo dia, Moro divulga o conteúdo da gravação de uma conversa telefônica em que Dilma avisa a Lula que enviava a ele o termo de posse para que usasse “em caso de necessidade”. A divulgação do grampo provocou reações da base aliada, da oposição e da sociedade. O Palácio do Planalto considerou a divulgação da conversa uma "violação da lei e da Constituição". A oposição acusou Dilma de usar o cargo para proteger Lula, que, como ministro, teria direito a foro privilegiado.
No dia 17, Lula toma posse na Casa Civil, mas, um dia depois, o ministro do STF Gilmar Mendes concede liminar a um pedido feito pelo PSDB e PPS e suspende a eficácia da nomeação, além de manter a competência da Justiça de primeira instância para analisar procedimentos criminais contra Lula.
Câmara aprova impeachment de Dilma
Isolada politicamente e com grande rejeição popular, em 17 de abril a presidenta Dilma é afastada do cargo. Após três meses de debates, a Comissão Especial do Impeachment da Câmara aprovou, por 38 votos a 27,  o relatório do deputado Jovair Arantes (PTB-GO) para abrir o processo de impeachment contra a então presidenta pela prática de crime de responsabilidade. Três dias depois, com 367 votos a favor, 137 contra e 7 abstenções, o plenário deu parecer favorável ao afastamento de Dilma. No domingo, 17 de abril, em sessão que durou quase 10 horas, a Câmara aceitou o pedido de impeachment.
Gim Argello é preso
No dia 12 de abril, é preso o ex-senador Gim Argello (PTB-DF), cujo nome foi citado nas delações de Delcídio do Amaral e do dono da UTC, Ricardo Pessoa. A força-tarefa da Lava Jato diz ter evidências de que Argello pediu R$ 5 milhões em propina para a UTC Engenharia e R$ 350 mil para a OAS.
STF afasta Eduardo Cunha
No dia 5 de maio, Eduardo Cunha é afastado do mandato e da presidência da Câmara por decisão unânime do STF, que atendeu pedido apresentado quase cinco meses antes pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Antes de o plenário do STF decidir pelo afastamento de Cunha, o ministro Teori Zavascki concedeu liminar suspendendo o deputado do mandato. Relator dos processos da Lava Jato no STF, Teori afirma que a permanência de Cunha no cargo representava risco para as investigações penais.

Temer assume Presidência interinamente
Na manhã de 12 maio, após uma madrugada de discussões, por 55 votos a favor e 22 contra, o Senado aceita a denúncia. Dilma é afastada do cargo e o vice-presidente Michel Temer assume a Presidência interinamente por 180 dias, até a votação final do processo. No mesmo dia, Temer deu posse a novos ministros. No primeiro pronunciamento oficial como presidente, Temer manifesta "respeito institucional pela presidenta Dilma Rousseff", diz que o país precisa “equilibrar as contas públicas para retomar o crescimento” e defende a Operação Lava Jato.
Primeiras baixas
Passados 11 dias de governo interino, o ministro do Planejamento, Romero Jucá, é afastado após a divulgação de gravações em que ele sugere, em diálogo gravado pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, uma ação política para barrar o avanço da Lava Jato.  Jucá reassume o mandato de senador e nega ter tentado atrapalhar as investigações. Uma semana depois, outra gravação de Machado é divulgada e envolve o então ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira. Ele critica a Lava Jato e orienta o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e o próprio Machado sobre como se comportar em relação à Procuradoria-Geral da República.
Tia Eron decide cassação de Cunha
Em junho, o Conselho de Ética aprova o parecer pela cassação do mandato de Eduardo Cunha. Foram oito meses de tramitação, no processo mais longo da história do colegiado. Indicada para o Conselho de Ética em abril, Tia Eron (PRB-BA), que ainda não tinha tornado pública sua decisão. Seu voto, decisivo, foi pela cassação.
Lava Jato derruba terceiro ministro
Pouco mais de um mês da posse, em 16 de junho, deixa o cargo o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, também citado em depoimento do ex-presidente da Transpetro. Acusado de ter recebido propina disfarçada de doação eleitoral no valor de R$ 1,55 milhão, Alves nega.
Ex-ministro Paulo Bernardo é preso
Em 23 de junho, Paulo Bernardo, ex-ministro dos governos Lula e Dilma, é preso, sob a acusação de fazer parte de um esquema de fraudes em contratos de prestação de serviços de informática no valor de R$ 100 milhões, entre os anos de 2010 e 2015, no Ministério do Planejamento. Na ocasião, Carlos Gabas, que foi ministro da Previdência no governo Dilma, foi alvo de busca e apreensão.
Advogado-geral da União sai
Em 9 de agosto, após desentendimento com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, por ter pedido acesso a inquéritos de políticos envolvidos na Lava Jato sem comunicar a Temer, o advogado-geral da União, Fábio Medina Osório, deixa o cargo. Ele acusa o governo de “querer abafar a Lava Jato”. O Planalto nega.
Congresso aprova PEC do Teto de Gastos
Pouco mais de um mês após assumir a Presidência interinamente, Temer envia ao Congresso a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita os gastos públicos por duas décadas à inflação. Ao tomar posse, Temer prometeu a medida para melhorar o ritmo da economia do país. A PEC foi criticada pela oposição e por diversos setores da sociedade. A medida foi aprovada pela Câmara e pelo Senado em dezembro, e já integra a Constituição.
Senado aprova impeachment; Temer assume definitivamente
As grades que dividiram as pistas da Esplanada dos Ministérios em abril, quando a Câmara aprovou a abertura do processo de impeachment, voltam a ser instaladas no dia 29 de agosto, quando Dilma vai ao Senado fazer, pessoalmente, sua defesa no processo de impeachment. Durante mais de 13 horas, ela responde a perguntas de 48 senadores, e nega, com veemência, ter cometido crime de responsabilidade. Dois dias depois, o então presidente do STF, Ricardo Lewandowski, comanda a sessão em que 61 senadores votam pelo afastamento de Dilma e e 20, contra. Lewandowski surpreende e aceita pedido para votar separadamente se, com o impeachment, Dilma fica inelegível por oito anos e impedida de exercer funções pública. Na segunda votação, o quórum foi insuficiente para impedir Dilma de exercer cargos públicos, e ela manteve os direitos políticos.
Neste dia, Dilma e Temer recebem a notificação do Senado e, à tarde, ele assume definitivamente a Presidência. Pouco antes de deixar o Palácio do Planalto, Dilma afirma que o impeachment foi “o segundo golpe de Estado" que enfrentou na vida”. Segundo Dilma, os senadores que votaram por seu afastamento definitivo “consumaram um golpe parlamentar”.
Já Temer, em seu primeiro pronunciamento oficial como presidente, promete colocar o “país nos trilhos” durante os dois anos e quatro meses restantes do mandato. Ele rebate a tese de que o impeachment foi um “golpe”, como afirmam os aliados de Dilma.
Eduardo Cunha cassado
Onze meses depois da abertura do processo no Conselho de Ética, no dia 13 de setembro, a Câmara cassou o mandato de Eduardo Cunha por 450 votos a favor e 10 contra. Com isso, Cunha fica inelegível até 2027 e perde o foro privilegiado. Ao se defender no plenário da Casa, o deputado chora, diz que é vítima de perseguição política, por ter aceitado o pedido de impeachment e nega ter no exterior contas não declaradas.
Lava Jato prende Mantega e Palocci 
Em setembro, na 34ª fase da Lava Jato, o juiz Sérgio Moro decreta prisão temporária do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega. O cumprimento do mandado de prisão pela Polícia Federal provoca polêmica, já que Mantega acompanhava a mulher, que se tratava de um câncer em um hospital de São Paulo. Horas depois, o próprio Moro revogou a prisão. Mantega é acusado de atuar com empreiteiras para fraudar contratos da Petrobras para pagamentos de dívidas de campanha do PT.
Quatro dias depois, em 26 de setembro, é preso Antonio Palocci, ex-ministro da Fazenda no governo Lula e da Casa Civil, na gestão de Dilma. Citado na delação premiada do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, Palocci está preso em Curitiba.
Cunha é preso pela PF
No dia 19 de outubro, Sérgio Moro decreta a prisão do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que perdeu o foro privilegiado após ter o mandato cassado. Preso preventivamente em Brasília, sob acusação de receber propina de contrato de exploração de Petróleo no Benin, na África, e de usar contas na Suíça para lavar dinheiro, Cunha foi levado para Curitiba.
Crise entre Poderes
Mais um episódio da crise entre Legislativo e Judiciário, em 2016, ocorreu no final de outubro, após o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), criticar o fato de o juiz da primeira instância Vallisney Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal em Brasília, autorizar uma operação  da Polícia Federal no Senado. A Operação Métis resultou na prisão de quatro policiais legislativos suspeitos de prestar serviço de contrainteligência para ajudar senadores investigados em operações como a Lava Jato.
Ao anunciar uma ação do STF contra a decisão do magistrado, Calheiros disse que “um juizeco de primeira instância” não poderia ter autorização a operação no Senado. Para ele, isso só poderia ocorrer por decisão do STF. Também sobraram críticas ao ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, chamado por Renan de "chefete de polícia".
No dia seguinte, em 25 de outubro, a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, rebateu, dizendo “onde um juiz for destratado, eu também sou”. Cármen Lúcia ainda alegou que estava com a agenda cheia para não aceitar um convite do presidente Michel Temer para participar de uma reunião com Renan e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.
Já em 26 de outubro, Cármen Lúcia agendou para o dia 3 de novembro o julgamento da ação que poderia tirar Renan da presidência do Senado. No dia 27, o ministro Teori Zavascki, acolheu a representação do policial legislativo do Senado Federal Antônio Tavares dos Santos Neto e suspendeu provisoriamente os efeitos da Operação Métis, da Polícia Federal.
Ex-governadores do Rio são presos
Em novembro, foram presos dois ex-governadores do Rio de Janeiro; Anthony Garotinho e Sérgio Cabral. No dia 16, Anthony Garotinho, que exercia o cargo de secretário de governo do município de Campos dos Goytacazes, foi preso por agentes da Polícia Federal. Ele é um dos investigados na operação que apura o uso do programa social Cheque Cidadão para compra de votos na cidade de Campos em 2016. Após a prisão, Garotinho passou mal e foi levado para o Hospital Souza Aguiar, onde passou por avaliação médica. No dia seguinte, ao ser transferido para o Complexo Penitenciário de Bangu, Garotinho tentou evitar ser colocado dentro de uma ambulância por policiais, mas a cena foi vista em todo o país. No dia 24 de novembro, o plenário do TSE concedeu habeas corpus ao ex-governador do Rio, que foi solto, mas ficou proibido de manter contato com testemunhas do caso e de entrar no município de Campos até o final da instrução processual.
Em 17 de novembro, um dia depois de Garotinho ser preso, seu sucessor no governo do estado, Sérgio Cabral foi preso na Operação Calicute, um desdobramento da Lava Jato. Acusado de cobrar suborno em contratos com o Poder Público, Cabral foi levado para o presídio de Bangu. Dias depois, a Justiça determinou a prisão de Adriana Ancelmo, esposa de Cabral. Os dois continuam presos.
Calero x Geddel
Em novembro, Temer, que extinguiu e recriou o Ministério da Cultura em maio, nomeia Marcelo Calero para a pasta. Seis meses depois, Calero pede demissão e acusa o ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, de pressioná-lo para mudar uma decisão do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), contrária à construção de um edifício em Salvador, no qual Geddel comprou um apartamento. Articulador político do governo, Geddel nega ter pressionado Calero e diz que só conversou com ele sobre o assunto. No dia 24 de novembro, Calero disse à Polícia Federal que Temer o "enquadrou" para encontrar uma solução, pois o impasse provocava "dificuldades operacionais” no governo. Temer confirma a conversa com Calero, mas nega ter feito pressão. Geddel, então, pede exoneração do cargo. Em 15 de dezembro, a Comissão de Ética Pública da Presidência da República aprova "censura pública” a Geddel por causa do episódio, que repercutiu negativamente na popularidade do governo.
Governo apresenta reforma da Previdência
Na reta final da tramitação da PEC do Teto de Gastos no Senado, o governo envia ao Congresso a proposta de emenda à Constituição que muda as regras do sistema previdenciário. A equipe econômica argumenta que, com as regras atuais, o país não terá condições de pagar benefícios no futuro. A oposição contesta e as centrais sindicais criticam diversos pontos da reforma. Um dos pontos da reforma é a definição de uma idade mínima para a aposentadoria: 65 anos, tanto no caso de homens quanto de mulheres. Além disso, o tempo de contribuição mínimo será de 25 anos.
Medidas de combate à corrupção
Depois de oito meses de tramitação, a Câmara aprova, com mudanças significativas, o pacote anticorrupção proposto pelo Ministério Público Federal (MPF) e pela força-tarefa da Lava Jato. As Dez Medidas de Combate à Corrupção, que chegaram ao Congresso na forma de projeto de iniciativa popular, com mais de 2 milhões de assinaturas, transformam-se em quatro, após o crivo dos deputados, que incluem temas considerados polêmicos, como a lei de abuso de autoridade. A proposta de punição a juízes e membros do Ministério Público por abuso de autoridade provocou reação imediata do MPF e do Judiciário, segundo os quais os deputados “desconfiguraram” o projeto original, agiram contra a Lava Jato e em causa própria. Depois de o texto ser enviado ao Senado, no dia 14 de dezembro, o ministro Luiz Fux suspendeu a tramitação do projeto. Fux entendeu que houve erro de tramitação na Câmara e determinou a devolução do processo à Casa para nova votação. Tanto a Câmara quanto o Senado recorreram da liminar por considerarem que a decisão viola a separação dos Poderes. A decisão em plenário ficou para 2017.
STF tenta afastar Renan da Presidência do Senado
No dia do anúncio da PEC da Reforma da Previdência, o ministro Marco Aurélio, do STF, concede liminar para afastar Renan Calheiros da presidência do Senado, por ele ter se tornado réu em ação na Corte. A justificativa é que réus não podem ocupar a linha sucessória da Presidência. Renan nega-se a  receber a notificação judicial na noite em que a liminar foi expedida. No dia seguinte, apoiado pela Mesa Diretora do Senado, Renan diz que aguardará a decisão do plenário do STF. No dia 7 de dezembro, por 6 votos a 3, o plenário do STF rejeita o afastamento de Renan, mantendo-o no cargo, mas sem direito de ocupar a Presidência da República. Como presidente do Senado, Renan seria o segundo na linha sucessória, em caso de ausência do presidente. O primeiro é o presidente da Câmara.
Impactos da delação da Odebrecht
A 20 dias do fim de 2016, em delação premiada entregue ao MPF, o ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht Cláudio Melo Filho diz que o presidente Michel Temer, quando disputou a reeleição como vice na chapa de Dilma em 2014, pediu “apoio financeiro” do grupo. Segundo Melo Filho, o então presidente do grupo, Marcelo Odebrecht, comprometeu-se com o repasse de R$ 10 milhões para as campanhas do PMDB. O delator cita ainda o ministro Eliseu Padilha, o secretário executivo do Programa de Parcerias de Investimentos, Moreira Franco, os presidentes da Câmara e do Senado, além de políticos de diferentes partidos. Todos os citados negam ter cometido ilícitos. Em documento enviado ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o presidente Temer pediu celeridade às investigações oriundas da delação da maior empreiteira do país.
STF recebe delações da Odebrecht
Em 19 de dezembro, Janot envia ao STF os acordos de delação premiada de 77 executivos da Odebrecht, firmados com a força-tarefa de investigadores do MPF na Lava Jato. Os documentos estão trancados em uma sala-cofre. Com isso, cabe ao ministro Teori Zavascki decidir pela homologação dos depoimentos, fase em que as oitivas passam a ter validade jurídica. Na segunda-feira (19), após a última sessão do STF neste ano, Zavascki informa que vai trabalhar durante o recesso para analisar os depoimentos dos executivos da Odebrecht.