.

domingo, 22 de outubro de 2017

PARELHAS: "Vereador Frank Professor articula mais uma emenda para o hospital através da Senadora Fátima Bezerra. Emendas já somam 680 mil só esse ano"

Foi empenhada mais uma emenda da Senadora Fátima Bezerra para ajudar na saúde do município de Parelhas.

Em parceria com o mandato popular do vereador Frank Professor, e o ex-prefeito Francisco Medeiros, a Senadora  destinou mais R$ 150.000,00(Cento e cinquenta mil reais) para compra de equipamentos para o Hospital Dr. José Augusto Dantas.



Segundo o vereador Frank, só esse ano de 2017, foram destinados pelo mandato da Senadora Fátima Bezerra, R$ 680.000,00(Seiscentos e oitenta mil reais) para custeio do hospital, compra de equipamentos e atenção básica.


PERGUNTAR NÃO OFENDE: "O que houve com a Revista Veja?"


TROCA DE FAVORES: "Temer intercedeu pessoalmente para salvar Aécio"

Embora não assuma a proeza, Michel Temer entrou no ringue pessoalmente para salvar Aécio Neves. O presidente acionou o ex-governador André Puccinelli e conseguiu os três votos da bancada sul-matogrossense para o tucano.
Já na expectativa de que o plenário da Câmara derrube a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, na quarta-feira, o governo já prepara o “day after” da crise e vai lançar o mote “Agora é Avançar”.
O slogan aparecerá não apenas em campanhas publicitárias, mas também em discursos e programas.
A estratégia do Palácio do Planalto consiste em investir nesse conceito, na tentativa de criar um clima de “página virada”, após enterrar a acusação contra Temer.
Robson Pires

LULA: "Se for eleito farei referendo para revogar medidas de Temer"

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, em entrevista ao jornal espanhol “El Mundo”, que vai propor um referendo revogatório de “muitas das medidas aprovadas” pelo governo de Michel Temer, como uma proposta para recuperar o país caso seja eleito presidente em 2018.
“É criminoso ter uma lei que limite durante 20 anos o investimento do Estado. No Brasil, ainda faltam coisas básicas, como saneamento, tratamento de água, casas”, disse.
Questionado sobre a boa repercussão no mercado do governo Michel Temer, Lula disse que isso é claro, uma vez que querem privatizar o país.
Na entrevista, ele disse que quer voltar a ser presidente para mostrar ao mundo que o País pode funcionar. “Não há ninguém que saiba governar o povo mais necessitado como eu faço”, afirmou. As informações são de O Estado de São Paulo.


RETROCESSO: "Temer "abranda" multa de crime ambienta"

O presidente da República, Michel Temer, assinou neste sábado (21) decreto que permite a conversão de multas ambientais não quitadas em prestação de serviços de melhoria do meio ambiente, como o reflorestamento de áreas degradadas.
A medida autoriza que mais de R$ 4 bilhões em multas aplicadas por órgãos federais como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) sejam convertidas em investimentos ambientais.
O texto modifica o Decreto 6.514 , de 2008, tomando por base a Lei 9.605, de 1998, a chamada Lei de Crimes Ambientais, que já prevê que as multas simples podem ser convertidas em serviços de preservação, melhoria e recuperação da qualidade do meio ambiente.
O decreto foi assinado durante evento em Miranda, no Mato Grosso do Sul. Ao detalhar a medida, o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, destacou que as dificuldades no recolhimento das multas ambientais geram um passivo financeiro e uma sensação de impunidade, anulando o poder dissuasório e os benefícios ambientais.
A União, segundo o ministro, consegue arrecadar apenas 5% do total das multas aplicadas. E são os pequenos infratores que as pagam, enquanto os demais recorrem à Justiça para evitar a cobrança.

REJEITADOS: "Pré-candidatos ao governo do RN querem distância de Agripino e Garibalde"

Os senadores José Agripino e Garibaldi Alves estão com um grande problema para eleição de 2018.
Desgastados por várias denuncias do Ministério Público Federal e investigações da Polícia Federal por suspeitas de envolvimentos recebimento de propinas e práticas de corrupção, os senadores estão na eminência de não terem candidato ao governo do RN.
Tudo pelo fato dos atuais pré-candidatos não manifestarem o desejo de receberem o apoio de Garibaldi e Agripino.
Os candidatos ao Governo do Estado não querem o apoio dos senadores por que sabem que eles poderão contaminar o palanque com suas rejeições e desgastes..
Comenta-se que Carlos Eduardo Alves está fugindo do seu primo Garibaldi Alves como o diabo foge da cruz.
O desembargador Claudio Santos tem sido procurado pelos senadores ‘lava jato’, como estão sendo chamados Garibaldi e Agripino, mas procura educadamente evitar aproximação.
A senadora Fátima Bezerra até por divergências ideológicas e políticas não quer passar nem perto da dupla de senadores.
Pode sobrar Robinson, mas será que o governador quer?
Especialistas em política tem dito que onde os senadores ‘lava jato’ estiverem, a derrota do candidato será eminente.
Uma coisa é certa, seja qual for o palanque dos senadores Garibaldi e Agripino esse será chamado de ‘palanque lava jato’. Diante desse quadro, os senadores serão forçados a inventar um candidato ao governo em 2018.
Blog do Primo