quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Em reunião com FETARN, Francisco do PT diz que a proposta apresentada pelo governo ataca direitos conquistados: "Isso é algo que não podemos permitir"


O deputado eleito Francisco do PT se reuniu, nesta terça-feira (22), em Natal, com representantes da FETARN, a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Rio Grande do Norte, para discutir temas que têm preocupado a categoria, a exemplo da Medida Provisória 871/2019, também apelidada de “MP do pente fino”. 

A Medida tem como justificativa a revisão de benefícios já concedidos pelo INSS, além tornar mais burocrática a concessão de novos. “A proposta de reforma como tem sido apresentada pelo novo governo, ataca direitos conquistados pelos trabalhadores e trabalhadoras rurais. Isso é algo que não podemos permitir”, disse o parlamentar ao afirmar o compromisso dele de lutar em favor da categoria.

Durante a reunião também foram conversadas propostas de políticas de apoio à agricultura familiar, além da importância da união de forças para garantir a conclusão da Barragem de Oiticica, considerada a maior obra de segurança hídrica realizada no estado. 

Francisco reforçou o apoio a categoria e colocou o mandato a disposição da federação e da luta em defesa da agricultura familiar do Estado.





"Enquanto Flávio afunda, Jair se escora em Moro"-Por Josias de Souza

A conjuntura das últimas horas está crivada de ironia. No Brasil, o caso que envolve o senador Flávio Bolsonaro migra rapidamente do estágio de escândalo para a fase do escárnio. Em Davos, na Suíça, Jair Bolsonaro, alheio ao derretimento da imagem do seu primogênito, queixa-se de ter herdado “o Brasil em uma profunda crise ética, moral e econômica.” Espremido entre as desculpas esfarrapadas do filho e o cinismo do pai, Sergio Moro empresta sua respeitabilidade e sua boa imagem para serem utilizadas por espertos. Integrante da comitiva que acompanha Jair Bolsonaro no Fórum Econômico Mundial, Moro participou nesta terça-feira (22) de um painel sobre combate à corrupção. Ao final, foi inquirido por um repórter a respeito da movimentação bancária suspeita de Fabrício Queiroz, o ex-faz-tudo de Flávio Bolsonaro. Refugiou-se atrás de evasivas: “Não me cabe comentar sobre isso, mas as instituições estão funcionando.”
Horas depois, ao pronunciar seu mini-discurso de seis minutos no palco principal de Davos, Bolsonaro referiu-se ao seu ministro da Justiça como “o homem certo para o combate à corrupção e o combate à lavagem de dinheiro”. Fundador do fórum suíço, Klaus Schwab, perguntou ao presidente brasileiro quais são os seus planos para combater a corrupção que roeu a logomarca “Brasil”. E Bolsonaro: “Sergio Moro é conhecido de vocês. A ele foi incumbida essa missão. (…) Ele tem todos os meios para seguir o dinheiro.”
Em dezembro, dias antes de apossar-se de uma poltrona na Esplanada dos Ministérios, Sergio Moro declarou o seguinte: “Eu não assumiria um papel de ministro da Justiça com o risco de comprometer a minha biografia, o meu histórico.” Ele foi ao ponto: “Defendo que, em caso de corrupção, se analisem as provas e se faça um juízo de consistência, porque também existem acusações infundadas, pessoas têm direito de defesa. Mas é possível analisar desde logo a robustez das provas e emitir um juízo de valor. Não é preciso esperar as cortes de Justiça proferirem o julgamento.”

FRANCISCO DO PT: "Minha posição a respeito da eleição da AL será partidária"


“É evidentemente que minha posição será partidária, além de conversar e buscar consenso com a deputada Isolda Dantas (PT), que fará parte de nossa bancada. Até o momento o governo não me procurou para orientação, mas o que sei é da existência apenas da postulação do atual presidente Ezequiel Ferreira (PSDB)”Disse Francisco

Sobre liderança da bancada petista, Francisco do PT adianta que conversou com a deputada Isolda. A exemplo dele, ela está prestes a começar primeira legislatura na AL. “Vai ser a líder da bancada do PT (formada por ambos)”, antecipa.

O diálogo caminha também para que o deputado reeleito Manoel Cunha Neto (PHS), o “Souza”, seja o líder do bloco governista, composto primariamente pelos dois petistas e esse parlamentar. “Estamos conversando com outros deputados e esse grupo vai ser ampliado, com nomes que deram apoio no segundo turno e outros que estão conversando”, destaca.
Quanto à liderança do Governo Fátima Bezerra (PT), não há qualquer dúvida e já está definido. “Vai ser o deputado George Soares PR”, ratifica Francisco do PT, que foi eleito com 23.448 votos (1,39%)
As informações são do Blog do Carlos Santos

CHEFIA DO DNOSC: "Projeto de Fábio Faria é emplacar o pai no governo Bolsonaro"

A noite desta terça-feira (22), estourou em parte da mídia, o projeto embrionário de semanas do deputado federal Fábio Faria (PSD), emplacar o papi, Robinson Faria no governo Bolsonaro.

O DNOCS seria a "bola" da vez.

Robinson Faria atolado em escândalos deve ficar longe dos holofotes, fica a dica.

Melhor projeto é a famosa, "viola no saco".

João Marcolino


"Se errou tem que pagar." Diz Bolsonaro sobre o filho atolado em denúncias de corrupção

Em entrevista para a agência de notícias Bloomberg, em Davos, nesta quarta-feira, o presidente Jair Bolsonaro disse que se o senador eleito Flávio Bolsonaro, seu filho mais velho, errou e se isso for provado, ele terá que pagar pelos atos dele.

"Se por acaso ele errou, e isso for provado, eu me arrependo como pai, mas ele terá que pagar o preço por essas ações que não podemos aceitar".

Segundo a agência de notícias, a investigação sobre Flavio Bolsonaro corre o risco de “minar a agenda anticorrupção do presidente”.

Flávio está na berlinda desde que foram divulgadas as movimentações financeiras atípicas de R$ 1,2 milhões do ex-assessor dele Fabrício Queiroz, registradas pelo Conselho de Atividades Financeiras (Coaf).

João Marcolino


Benes Leocárdio vai mudar de partido

Deputado federal eleito ano passado, Benes Leocádio (PTC) estuda mudança partidária ainda para este ano.
O PRB deverá ser sua próxima legenda.
O PTC não conseguiu atingir meta da chamada cláusula de barreira (número mínimo de votos/deputados federais eleitos) no pleito do ano passado, sofrendo sanções que devem levá-lo à extinção ou fusão com outras legendas.
Leocádio é ex-prefeito de Lajes e ex-presidente da Federação dos Municípios do RN (FEMURN).

Styvenso, Walter e Fábio explicam motivo da falta a reunião com a governadora

O futuro senador Capitão Styvenson (REDE) explicou que foi convidado para ir a reunião no domingo e que não poderia ir ao encontro porque tinha audiência na 16° Vara Cível de Natal no mesmo horário. Ele informou que já ligou para a governadora e será marcada uma audiência.
Já o deputado federal Fábio Faria (PSD) informou por meio da assessoria que se encontra de viagem de férias no exterior. Enquanto que Walter Alves (MDB) alegou compromissos particulares.
Blog do Barreto

terça-feira, 22 de janeiro de 2019

PARELHAS: "Dr. Tiago Almeida deverá ser mais uma vez o candidato da oposição em 2020"


Depois da matéria postada ontem pelo Blog sobre os bastidores políticos para 2020, o nosso WattsApp particular não para de chegar mensagem de diversas pessoas, garantindo que o nome da oposição que deverá enfrentar Alexandre Carlos(candidato natural da situação) nas urnas em Outubro de 2020, será novamente o de Dr. Tiago Almeida.

Informações garantem que o grupo está fechado em torno do nome do jovem médico, que perdeu a campanha em 2016 por apenas 146 votos.

"É o nosso nome mais forte hoje, sem dúvidas". Diz uma das mensagens

O jogo de xadrez começou a ser jogado, 2020 é logo alí!




HISTÓRIA MAL CONTADA: "Comprador confirma pagamento em dinheiro a Flávio Bolsonaro, mas datas divergem do que está na escritura"

G1 – Uma escritura registra que o senador eleito Flávio Bolsonaro recebeu dois imóveis e mais R$ 600 mil pela venda de um apartamento. O senador eleito disse que parte do sinal dessa compra foi paga em espécie e que depositou esse dinheiro na conta dele, entre junho e julho de 2017. O comprador confirma que pagou cerca de R$ 100 mil em dinheiro vivo. Mas, de acordo com a escritura, o pagamento de R$ 550 mil aconteceu três meses antes das operações consideradas atípicas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). Os outros R$ 50 mil foram pagos em agosto, em cheques no ato da escritura.
O apartamento fica no último andar de um prédio em Laranjeiras, na Zona Sul do Rio. O imóvel tem 226 metros quadrados e dependências na cobertura. Flávio Bolsonaro comprou o imóvel na planta junto com a esposa. Pela escritura, a compra foi em dezembro de 2016, no valor de R$ 1,7 milhão.
O documento diz que, em 2017, ele fez uma permuta com Fábio Guerra e a mulher, Giordana Vinagre de Farias Guerra. Deu o imóvel de Laranjeiras pelo valor de R$ 2,4 milhões em troca de um outro apartamento no bairro da Urca, também na Zona Sul do Rio; uma sala de escritório na Barra da Tijuca, na Zona Oeste; e mais R$ 600 mil.
A equipe de reportagem falou com Fábio Guerra por telefone. Ele confirmou o que disse Flávio Bolsonaro, que parte do pagamento foi em dinheiro vivo, e em três ou quatro parcelas.
Produtor: Mas você deu o dinheiro em espécie?
Guerra: Dei. A média foi isso ai. Não posso falar ao certo, porque de repente foi 70, 80, foi 120, 110 [mil reais], entendeu, mas a média foi isso ai mesmo. O resto foi tudo depósito.
A escritura, no entanto, diz que os R$ 600 mil foram pagos da seguinte forma:
  • R$ 550 mil a título de sinal, em 24 de março de 2017;
  • 5 cheques que somaram R$ 50 mil, em 23 de agosto de 2017.
Flávio Bolsonaro diz que o dinheiro recebido como sinal é o dinheiro que foi depositado na conta dele nos meses de junho e julho, como aparece no relatório do Coaf.
48 depósitos de R$ 2 mil
O documento do Coaf mostrou que foram feitos 48 depósitos em espécie na conta de Flávio, concentrados no autoatendimento da agência bancária que fica dentro da Assembleia Legislativa (Alerj), quando ele era deputado estadual, e sempre no mesmo valor: R$ 2 mil reais.
O total foi de R$ 96 mil depositados em cinco dias. Em 13 de julho de 2017, por exemplo, foram 15 depósitos em 6 minutos.
Nas entrevistas que deu no domingo (20), à Rede Record e à RedeTV, Flávio alega que depositou o dinheiro na conta dele, na Alerj, em 48 envelopes de R$ 2 mil, porque era o local onde ele trabalhava – e que esse valor era o limite para cada depósito no caixa automático.
Flávio Bolsonaro ainda não explicou por que optou por fazer os 48 depósitos de R$ 2 mil com diferença de minutos em cada operação, em vez de depositar a totalidade do que recebeu em espécie de uma vez só na agência bancária onde tem conta.


Governo reúne gestores para implementar medidas de redução de gastos

Após encontro com a bancada federal, na manhã desta segunda-feira (21), para garantir apoio na busca por recursos extras, a governadora Fátima Bezerra se reuniu à tarde com o Comitê de Gestão e Eficiência para tratar da redução de despesas na gestão pública.
“É fundamental o envolvimento e o desempenho de todos e todas aqui presentes, pois é responsabilidade de vocês aplicarem essas medidas para que o Plano de Recuperação Fiscal tenha resultado no corte de despesas e possamos reestabelecer o equilíbrio financeiro do Estado”, destacou a chefe do Executivo estadual.
Direcionada aos representantes da administração direta e indireta do Estado, o encontro foi apresentado por integrantes da equipe do Comitê e teve como objetivo expor as diretrizes necessárias para implantação das medidas de contenção de gastos com base no Plano de Recuperação Fiscal, estipulando prazos para cumprimento de metas.
Na ocasião, foi feita uma explanação sobre o cenário fiscal do Estado e as orientações instituídas nos decretos que constituem o Plano. “Este é um momento para tirarmos muitas das dúvidas referente às ações que irão gerar os resultados esperados. Temos consciência de que essas medidas exigem um período mais longo para que as coisas entrem nos eixos, mas temos que estabelecer as obrigações de cada gestão em cada órgão”, complementou o controlador geral do Estado Pedro Lopes ao enfatizar que a primeira meta é reduzir os custos sem perder a qualidade do serviço público.
Roberto Flávio

Capitão Styvenson Walter Alves e Fábio Faria não comparecem a reunião da bancada com a governadora

O Senador eleito Capitão Styvenson não atendeu a convocação da governadora Fátima Bezerra e por isso não recebeu as informações sobre a situação do estado sendo assim, não se comprometeu a colabora  para por fim a crise que atravessa o Rio Grande do Norte.

Ao invés disso, o Capitão foi visto curtindo uma  festa sem camisa, completamente despreocupado com os problemas que o estado enfrenta.

Walter Alves(MDB) e Fábio Faria(PSD), também não mostraram preocupação alguma.


Governo Robinson deixa dívida com a COSERN de mais de 2 milhões de reais

O levantamento feito aponta que até o momento foram identificados R$ 2.074.476,07 em dívidas por contas em aberto com a Cosern
A maior fatura em aberto é a da Polícia Militar que acumula R$ 662.562,38. A segunda maior dívida é da Secretaria Estadual de Tributação no valor de R$ 270.130,80.
Os valores tendem a serem ainda maiores porque o Governo do Estado está contabilizando os dados. Sem contar que existem empenhos de 2018 a serem liquidados.
A Cosern já vem fazendo notificações ao Governo desde o final do ano passado segundo fontes do Blog.
Blog do Barreto

Flávio Bolsonaro empregou mãe e mulher de chefe do Escritório do Crime em seu gabinete

O gabinete do senador eleito e ex-deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) empregou até novembro do ano passado a mãe e a mulher do  capitão Adriano Magalhães da Nóbrega , tido pelo Ministério Público do Rio como o homem-forte do Escritório do Crime , organização suspeita do assassinato de Marielle Franco. 

O policial foi alvo de um mandado de prisão nesta terça-feira e ainda não foi encontrado pela polícia. Ele é acusado há mais de uma década por envolvimento em homicídios. Adriano e outro integrante da quadrilha foram homenageados por Flávio na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

Adriano é amigo de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro e investigado sob suspeita de recolher parte dos salários de funcionários do político. Teria sido Queiroz - amigo também do presidente Jair Bolsonaro desde os anos 1980 - o responsável pelas indicações dos familiares de Adriano.

A mãe de Adriano, Raimunda Veras Magalhães, e a mulher, Danielle Mendonça da Costa da Nóbrega, ocuparam cargos no gabinete de Flávio Bolsonaro. Elas tinham o cargo CCDAL-5, com salários de R$ 6.490,35. Segundo o Diário Oficial do Estado, ambas foram exoneradas a pedido no dia 13 de novembro de 2018. O GLOBO revelou a existência do Escritório do Crime em agosto do ano passado.

Ex-integrante do Bope, Adriano se formou no curso de operações especiais da PM em 2000. Ele foi preso na operação “Dedo de Deus”, de 2011, desencadeada para combater o jogo do bicho no Rio. À época, era capitão da PM.

Raimunda é uma das servidoras do gabinete que fizeram repasses para a conta do ex-assessor Fabrício Queiroz, investigado pelo Ministério Público do Rio. A ex-assessora, de 68 anos, repassou R$ 4,6 mil para a conta do policial militar. Ela ocupou cargos na Assembleia ao menos desde 2 de março de 2015, quando foi nomeada como assessora da liderança do PP - então partido de Flávio Bolsonaro. 

A mãe de Adriano permaneceu no cargo até 31 de março de 2016, pouco depois do senador eleito deixar o PP e se filiar ao PSC. No dia 29 de junho do mesmo ano, voltou a trabalhar na Alerj, dessa vez no gabinete de Flávio. Já Danielle aparece como servidora da Alerj ao menos desde novembro de 2010.

O Globo






segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Dr. Tiago Almeida participa do encerramento da Festa de São Sebastião


O médico Ortopedista Dr. Tiago Almeida participou da procissão de encerramento da Festa de São Sebastião 2019 de Parelhas/RN. 

O médico foi bem recepcionado pela população Parelhense, uma vez  que o mesmo pouco participou desta edição da Festa por motivos profissionais.

"Sou uma pessoa enternamente agradecida pelo carinho do povo Parelhense, me sinto verdadeiramente em casa, quero muito bem aos meus amigos e familiares desta cidade." - falou Dr. Tiago Almeida.


ELEIÇÕES 2020: "Passada a festa cenário político começa a se desenhar"

Passado os festejos do padroeiro São Sebastião, os holofotes se voltam para a política local e os bastidores de tudo que acontece por "trás das câmeras".

Faltando menos de 02 anos para Parelhas escolher novo prefeito e novos vereadores e vereadoras(ou reelege-los), as atenções se voltam agora, para as escolhas dos nomes que serão colocados para o crivo popular.

Embora neguem, dizendo ser muito cedo para falar em 2020, não se enganem, as articulações estão a todo vapor.

E, algumas perguntas já estão sendo  feitas, como por exemplo, qual será o candidato da oposição que irá enfrentar, a reeleição do atual prefeito Alexandre Carlos e se o próprio prefeito será mesmo candidato a reeleição. 

Há quem diga que não, porém esse é um direito que lhe assiste, que dificilmente abrirá mão.

A campanha já começou, não abertamente, mas já começou!


População elogia segurança durante festa de São Sebastião


Através das redes sociais, a população parelhense tem rasgados elogios a festa de São Sebastião edição 2019, em especial no quesito segurança.

A pedido do deputado estadual eleito Francisco do PT, a segurança da festa foi reforçada e isso trouxe tranquilidade aos parelhenses e aos visitantes que participaram da tradicional "Festa de Janeiro".

A festa que se encerrou ontem(20), foi uma das maiores já organizadas e apesar do grande número de pessoas, a segurança do evento teve seu papel de destaque, não houve durante a festa, uma única ocorrência policial.






Entrevistas planejadas não irão salvar Flávio Bolsonaro

Não será com entrevistas planejadas pelo Planalto que a turma dos "Bolsonaros" irá escapar do escândalo evidente, fato.

Os casos "Queiroz"e "Flávio Bolsonaro" podem chegar no Planalto e esse é o "X" da questão.

Mal assessorados, os "entrevistados" têm ficado cada vez mais enrolados após as "exclusivas" desastrosas.

Blog do João Marcolino


Fátima Bezerra de olho nos contratos das empresas terceirizadas

Existem fortes indícios e densas suspeitas, de que boa parte das empresas terceirizadas a serviço do Estado do RN tem relação de negócios com políticos de grosso calibre.
Algumas, por exemplo, com deputados federais que participariam do bolo (ou do butim), usando laranjas ou com ganhos indiretos e indevidos.
O Governo Fátima Bezerra (PT) tem olhado as minudências de contratos e coleta mais informações, para colocar ordem nessa modalidade de relação contratual sempre recheada de desconfianças.
O enxugamento de despesas passa por aí.
E a moralização, óbvio.
Blog do Carlos Santos

UNIÃO: "Bancada federal se reúne com Fátima e firma compromisso na busca por de recursos extras"

Em reunião com deputados federais e senadores do Rio Grande do Norte, nesta segunda-feira, 21, a Governadora Fátima Bezerra obteve o compromisso para obtenção de recursos extras que dependem da autorização e liberação pelo Governo Federal.
Ao lado dos auxiliares que compõem o Comitê de Gestão e Eficiência da administração, Fátima explicou como recebeu o Estado e informou as medidas do Plano de Recuperação Fiscal – lançado no segundo dia da gestão e já em execução – e a necessidade de obtenção de recursos não previstos em orçamento.
Na ocasião, os secretários da área econômica apresentaram à bancada a situação financeira e fiscal do Estado que tem débitos de R$ 2,3 bilhões referentes aos pagamentos de servidores e fornecedores e previsão de déficit de R$ 1,8 bilhão no orçamento para 2019.
Fátima Bezerra pediu a união e o apoio das bancadas para as medidas que precisarão ser adotadas junto ao Governo Federal, como a liberação dos recursos da antecipação dos royalties do petróleo, a aprovação da repartição com Estados e municípios da cessão onerosa pela exploração de gás e petróleo, conclusão de obras como a Reta Tabajara, o complexo da Avenida Maria Lacerda e de obras de habitação e de segurança hídrica como a conclusão da barragem de Oiticica, no município de Jucurutu.
A governadora disse que o Governo “é do diálogo, aberto a críticas e sugestões” e pediu “o acesso direto, respeitoso e permanente” aos parlamentares. “Este é o meu sentimento e deve ser o dos secretários e auxiliares. Esta mesma disposição estamos tendo em relação aos poderes Judiciário e Legislativo. Queremos a bancada sempre unida em defesa do nosso Estado”, afirmou.
O deputado federal João Maia afirmou que “o governo tem consciência dos problemas e que sabe como resolver o estoque de dívidas. A bancada federal pode ajudar muito junto à União para o Estado fechar as contas do passado e equilibrar o presente”.
A deputada Natália Bonavides concordou que “a situação é dificílima e exige a união, até por que todos estamos cientes de sua gravidade”.  Rafael Motta argumentou que “o diálogo proposto pelo Governo do Estado vem de forma transparente e objetiva. A bancada pode contribuir muito para resolver os problemas em parceria com a União. O momento é de baixar as bandeiras partidárias e somarmos para o fim da crise”.
O deputado Eliéser Girão disse que “a situação financeira de hoje gera instabilidade e o caos social. Com certeza estaremos somando esforços para a superação dos problemas. Se a união da bancada não funcionou no passado, 2019 será o ano e a hora dessa união. Não tenham dúvidas que o nosso trabalho será em prol do Rio Grande do Norte”.
Beto Rosado elogiou a iniciativa de reunir a bancada e a transparência com que o Governo do Estado apresentou a situação financeira. “Estaremos unidos no apoio às iniciativas da administração. Na campanha política fomos adversários, mas agora seremos parceiros para fazer o RN melhor”. “Nos colocamos à disposição do Governo do Estado em Brasília”, declarou Benes Leocádio ressaltando a importância da entrada de recursos extras para o equilíbrio financeiro.
O senador Jean Paul Prates, que participou da reunião ao lado da senadora eleita Zenaide Maia, disse que “a Governadora pode contar conosco. A bancada unida pode ajudar muito a administração estadual na missão de trazer receitas novas. E, além disso, podemos ajudar a criar ambiente favorável a novos investimentos e à melhoria da competitividade, que irão gerar empregos e renda”.
Ao final da reunião Fátima Bezerra convidou a bancada federal a apresentar um nome para participar do Fórum de Diálogos com a Sociedade que o Governo está instituindo. “Será uma instância de debates permanentes com representantes de todos os setores da sociedade, empresários, trabalhadores e a classe política. Agradeço a presença de todos e estou muito confiante, motivada e esperançosa. Temos um secretariado de perfil técnico e muito competente e, com o apoio da bancada que agora os senhores se comprometem teremos as condições necessárias para superar a crise, retomar o crescimento econômico e fazer o Rio Grande do Norte um Estado forte e desenvolvido”.
Ainda ficou definido que deputados federais e senadores irão assinar junto com a Governadora pedido de audiência com o presidente da República, Jair Bolsonaro e com o ministro da Economia, Paulo Guedes.
Também participaram da reunião o vice-governador Antenor Roberto e integrantes do Comitê Gestor – secretários de Estado do Gabinete Civil, Raimundo Alves, da Administração, Virgínia Ferreira, da Tributação, Carlos Eduardo Xavier, controlador geral, Pedro Lopes, procurador geral, Luiz Antonio Marinho.
Blog do Barreto

Deputado José Dias poderá enfrentar Ezequiel na disputa pela presidência da AL

Até então candidato único, o atual presidente da Assembleia Legislativa Ezequiel Ferreira(PSDB) poderia enfrentar dificuldades em seu projeto de reeleição. 

Um bloco de deputados vem articulando a candidatura do decano José Dias (PSDB).

O silêncio de Bolsonaro...


Até quando o presidente Jair Bolsonaro vai  silenciar sobre as denúncias que envolvem o filho de dele, o senador eleito Flávio Bolsonaro?

Há quem aposte que, para sobreviver politicamente o presidente poderá "fritar" o próprio filho. Seria a única alternativa para seguir o governo sem escândalos logo no início.

Há quem diga também, que o ministério da justiça foi dado a Sérgio Moro, justamente pra blindar a família Bolsonaro que ao que parece não é tão honesta assim.

Aguardemos as cenas dos próximos capítulos...






PARELHAS: "Vídeo mostra momento exato do acidente com avião"

Na tarde deste sábado (19) por volta das 17h20, um avião de pequeno porte realizava decolagem quando atingiu um cidadão que estava nas proximidades do fato.

O caso foi registrado em uma área onde está sendo comercializado terrenos para construção residencial no município de Parelhas.

De acordo com informações repassadas a Polícia Militar, a aeronave estava decolando quando uma das asas atingiu o cidadão identificado como (Álvaro), residente na cidade de Campina Grande (PB).

A vítima foi socorrida pelo Samu até a Unidade de Saúde de Parelhas, com suspeita de fratura nas constelas.

Ainda de acordo com informações, o piloto do avião não sofreu ferimentos.A vítima não corre risco de morte.

A PM esteve no local do fato para os procedimentos necessários.

Blog do Marcos Silva







Do RN apenas Natália Bonavides não votará em Rodrigo Maia

O deputado estadual Rodrigo Maia (DEM), contará com sete dos oito votos da bancada federal do RN, rumo sua permanência no comando da Câmara dos Deputados.

Apenas a petista, Natália Bonavides não votará no deputado. 






NOVA DENÚNCIA: "Piora a situação do filho do presidente"

Vai piorando cada vez mais a situação do senador eleito e filho do presidente Bolsonaro, Flávio Bolsonaro.
E os veículos de comunicação preteridos pelo presidente, até para conceder uma entrevista, vão deitando e rolando em cima do presidente.
Depois da TV Globo, agora a Folha consegue documentos que rendem denúncias exclusivas contra o filho do presidente.
Documentos obtidos em cartórios mostram que o então deputado estadual e hoje senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) registrou de 2014 a 2017 a aquisição de dois apartamentos em bairros nobres do Rio de Janeiro, ao custo informado de R$ 4,2 milhões.
Em parte das transações, o valor declarado pelos compradores e vendedores é menor do que aquele usado pela prefeitura para cobrança de impostos.
O período da aquisição dos imóveis pelo filho de Jair Bolsonaro é o mesmo em que o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) teria detectado movimentação de R$ 7 milhões nas contas de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio, segundo reportagem do jornal O Globo publicada neste domingo (20).
O ex-motorista é investigado sob suspeita de ser o pivô de um esquema ilegal de arrecadação de parte dos salários de servidores do gabinete, prática conhecida como rachadinha.
Flávio começou na vida pública em 2002, tendo como único bem na época um Gol 1.0, segundo sua declaração de bens.


sábado, 19 de janeiro de 2019

FÁTIMA BEZERRA DESCARTA VENDA DA CAERN: "Em hipótese nenhuma haverá privatizações"

Ainda na entrevista, a governadora garantiu que não haverá privatizações em seu governo em especial a venda da CAERN.

"Não vamos vender nenhum patrimônio do nosso povo. Vou fazer com a CAERN o mesmo que o governador da Paraíba Ricardo Coutinho fez com a CAGEPA que hoje é o maior parceiro do governo no ponto de vista do investimento. Vamos reestruturar  a CAERN e ela vai voltar a dá lucro para que este lucro, possa trazer desenvolvimento para o nosso estado". Afrmou


PARELHAS: "Governadora participa dos festejos de São Sebastião"

A governadora Fátima Bezerra participou, nesta sexta-feira (18), da tradicional celebração religiosa do município de Parelhas, a Festa de São Sebastião, padroeiro da cidade. Após assistir a oitava noite do novenário na igreja matriz, celebrada pelo Pe. Nunes, ela prestigiou os festejos da noite.
Em entrevista às rádios da região, a chefe do Executivo estadual expressou seu sentimento de gratidão e alegria. “Acompanho a festa há anos e é sempre uma ocasião especial e marcante, pois além de ser um momento religioso, é um ato cívico e histórico pelo carinho que tenho pela cidade. Estou feliz em comemorar essa data mais uma vez com a população parelhense. Agradeço e peço ao Divino proteção, força, perseverança e discernimento para guiar o caminho do nosso estado”, enfatizou Fátima ao retornar à cidade como governadora do RN.
Ela comentou ainda sobre a dedicação do governo e as medidas que estão sendo adotadas para reestabelecer o equilíbrio fiscal e financeiro do Estado, o qual está com uma integrada equipe de secretariado para enfrentar as dificuldades existentes na gestão e colocar o RN de volta ao caminho do desenvolvimento.
Também destacou sobre as ações que serão desenvolvidas na região. “Essa região vai receber uma atenção muito especial. Se desde como parlamentar atuei intensamente na luta pela construção da Barragem de Oiticica, imagine minha emoção de, como governadora, trabalhar para concluir esta obra. Trabalharei também para o desenvolvimento da região, como por exemplo ações em prol das indústrias queijeira e de cerâmica, bem como para o desenvolvimento do turismo que tem grande potencial cultural, gastronômico e de aventura”, complementou ao dizer que “a melhor forma de retribuir a confiança do povo é trabalhando”.
Fátima esteve acompanhada do deputado eleito e ex-prefeito de Parelhas, Francisco do PT, do prefeito de Currais Novos, Odon Júnior, de vereadores e demais prefeitos e ex prefeitos da região, além de lideranças políticas locais.