.

quinta-feira, 10 de março de 2016

PARELHAS: "Vereador Frank professor participou 08/03 da sessão solene em homenagem a mulher"

O vereador Frank Professor participou nesta terça dia 08/03, na Câmara Municipal de Vereadores do município de Parelhas da Sessão Solene em homenagem ao Dia Internacional da Mulher , que reuniu além dos vereadores(as), diversas representações de mulheres da sociedade civil e de segmentos convidados.
Durante a sessão aconteceram várias homenagens as mulheres  que no final contou com apresentações culturais, onde mulheres, artistas da terra abrilhantaram a noite em homenagem as mulheres parelhenses. Houve a participação de  representantes da Banda de Música 11 de Fevereiro, do Grupo de Violões do Seridó e do Coral Vozes que Brilham (SCFV). Durante a sessão o vereador Frank Professor destacou a importância da aprovação da lei que  institui o pacto de enfrentamento a violência contra a mulher.

ATÉ O PESCOÇO: "Delcídio poderá falar de negociações com Aécio durante a CPI do mensalão"

O senador Delcídio do Amaral já revelou a interlocutores que pode dar detalhes à Justiça sobre negociações feitas entre ele e o tucano Aécio Neves na CPI dos Correios, em 2006, que investigou o mensalão. Na ocasião, o PSDB de Minas Gerais entrou no foco porque tinha adotado esquema semelhante para financiar campanhas eleitorais.
Mônica Bergamo

BRASÍLIA: "Após homologação da delação de Delcídio, PGR poderá apurar denúncias contra Dilma"

A delação premiada do senador Delcídio Amaral (PT-MS) poderá resultar em abertura de investigação do Ministério Público Federal sobre atos da presidente Dilma Rousseff praticados no exercício do atual mandato. Após a homologação da delação de Delcídio no Supremo Tribunal Federal (STF), a Procuradoria-Geral da República decidirá se a presidente será investigada por conta das acusações feitas pelo ex-líder do governo no Senado.
A principal acusação, veiculada pela revista “IstoÉ”, é de que Dilma indicou um ministro ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) para interferir nos rumos da Operação Lava-Jato. A interpretação é de que a situação é distinta das primeiras citações à petista na Lava-Jato, o que poderia levar a um pedido de inquérito no STF para investigar a presidente.
Em 2015, Dilma escapou de entrar na relação dos primeiros pedidos de abertura de inquérito para investigar autoridades com foro privilegiado porque os fatos eram anteriores ao atual mandato. Desta vez, segundo fontes ouvidas pelo GLOBO, a situação é diferente. Dilma nomeou Marcelo Navarro Ribeiro Dantas ministro do STJ em agosto de 2015, o primeiro ano de seu segundo mandato. Segundo esboço da delação de Delcídio, a nomeação teve o objetivo de liberar da prisão os donos da Odebrecht e da Andrade Gutierrez. Tanto Dilma quanto Dantas negaram qualquer atuação nesse sentido.
O Globo




PELOS "EGGS": "Mulher arranca testículo do marido, que se recusou a ajudar em casa"

Uma mulher arrancou com as mãos o testículo esquerdo do marido depois que ele havia se recusado a fazer trabalho doméstico e se esquecido de dar flores à esposa no Dia Internacional da Mulher (8 de março).
Ionel Popa, de 39 anos, morador do vilarejo de Dragomiresti (Romênia), foi levado a um hospital da cidade de Vaslui.
A agressora, Marinela Benea, de 40 anos, não mostrou arrependimento e afirmou que o marido “teve o que merecia”, de acordo com reportagem do “Daily Mail”. A romena também disse ter ficado irritada com o fato de Ionel tem chegado embriagado em casa.
A vítima passou por cirurgia para a reconstrução do saco escrotal.
Marinela e Ionel estão juntos há 15 anos e têm um filho.




 

MAIS UM: " Supremo autoriza inquérito para investigar Cunha e Henrique Alves na Lava Jato"


O ministro Teori Zavascki autorizou a abertura de um terceiro inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) para investigar o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), no âmbito da Operação Lava Jato, que apura um esquema de corrupção na Petrobras.
Zavascki atendeu ao pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que quer saber se o deputado cometeu crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.
Dentro do mesmo inquérito, o procurador quer apurar doações intermediadas por Eduardo Cunha feitas ao ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).
Isso porque, segundo os delatores da Carioca, Cunha teria pedido doação para sua campanha, mas, diante da impossibilidade apresentada pela empresa, o agora presidente da Câmara solicitou doação para Henrique Alves. E que a empresa teria repassado R$ 300 mil para campanha ao governo do Rio Grande do Norte em 2014.
Segundo a PGR, “além de solicitação de vantagem indevida [por parte de Cunha], [os fatos sobre Hernique Alves] podem constituir, conforme a verdadeira destinação dos recursos, indício de falsidade de prestação de contas à Justiça Eleitoral”.

CORRUPÇÃO ":Delcídio citou Aécio Neves, Renan, Jucá, Lobão e José Agripino em delação"

A delação premiada do senador Delcídio do Amaral (PT-MS), além de agravar a crise política e reacender na oposição a pressão pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff, traz citações a vários políticos, incluindo colegas do Senado.
Folha apurou com pessoas próximas à investigação que Delcídio fez referências a integrantes das cúpulas de PMDB, PSDB e PT. A reportagem não teve acesso ao contexto do suposto envolvimento desses políticos.
Entre os nomes citados pelo senador estão parlamentares que já são investigados em inquéritos da Lava Jato no STF (Supremo tribunal Federal), como o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), Edison Lobão (PMDB-MA), Romero Jucá (PMDB-RR) e Valdir Raupp (PMDB-RO).
Delcídio também fez referências ao senador Aécio Neves (MG). O presidente do PSDB já foi citado pelo doleiro Alberto Yousseff e pelo transportador de valores Carlos Alexandre Rocha, o Ceará, mas ambos os procedimentos com menções ao tucano foram arquivados.
A simples menção feita pelo senador petista não indica que os citados cometeram crimes ou que serão investigados.
Agora, os investigadores da Lava Jato vão analisar se os fatos atribuídos aos senadores têm indícios mínimos para justificar o pedido de abertura de inquérito.
Segundo a Folha apurou, a citação a Renan, por exemplo, teria sido lateral. O presidente do Senado é alvo de seis inquéritos que apuram sua suposta ligação com os desvios da Petrobras.
A delação de Delcídio ainda está na Procuradoria-Geral da República aguardando um ajuste solicitado pelo ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato.
Na semana passada, a revista “IstoÉ” revelou trechos da colaboração do petista nos quais ele implica Dilma e o ex-presidente Lula, que negam ilegalidades.
O jornalista Ricardo Noblat, destacou em seu twitter que Delcídio também teria citado o senador potiguar, José Agripino.
Barata voa. Em sua delação, Delcídio citou os nomes de Renan, Jucá, José Agripino e Aécio Neves.

É MUITO BOM SER GOVERNO: "Antônio Jácome está querendo entrar no governo Robinson Faria"

Depois de uma perua na ex-prefeita Micarla de Sousa que contava como certo seu apoio, agora o deputado, Antônio Jácome está dando um canto de carroceria no prefeito Carlos Eduardo Alves.
O deputado que indicou seu irmão, professor de letras, para ser secretário de Defesa Social do município, agora vai entrar no governo Robinson Faria que será o próximo enganado por ele, garante um especialista em Jacó.
Certamente o prefeito Carlos Eduardo Alves que fez politicagem para nomear o irmão do deputado deverá publicar sua exoneração.