.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

PARELHAS: "Não se deve subestimar o potencial do ex vereador Humberto"

Vereador por cinco vezes, vice-prefeito uma vez, na última eleição em que foi candidato obteve mais de 7.000 sufrágios, sem falar, que os deputados que tem o seu apoio,  saem de Parelhas com uma votação muito expressiva. Assim é o ex vereador Humberto Alves Gondin.
Não se deve subestimar o potencial eleitoral  de um pessoa que faz política 24 horas por dia.
Não tenho carta branca e nem autorização para fazer a defesa do ex-vereador, aliás já o critiquei nesse blog uma dezena de vezes, mas é preciso reconhecer que Humberto Gondin tem voto, e muito,  não deve ser "descartado" por um grupo que quer ganhar uma eleição.

Obs: Esta é minha opinião, como blogueiro e observador do cenário político.

PARELHAS: "O combinado é que Humberto seja o vice". Diz vereador ao Blog.

Em contato com o Blog, o vereador João Dantas Filho, afirmou que ficou acertado com o grupo de oposição que o vice do médico Dr. Tiago Almeida, seria o ex vereador Humberto Gondin.
"Na última reunião que aconteceu com todos os membros do grupo, ficou acertado que Humberto seria nosso candidato a vice, e Dr. Tiago estava presente, não estou entendendo o porque desses comentários, que eu saiba, está tudo certo." Afirmou  "O Líder"

CORRUPÇÃO: "PSDB tira alimento da boca das crianças na máfia da merenda"

A mafia da merenda promoveu em São Paulo “uma verdadeira farra com o dinheiro público”, sustentam os delegados que investigam o descalabro. Acomodado no epicentro da folia, o tucanato se arrasta pela avenida sem um samba-enredo. Os tucanos suspeitos entoam as negaças usuais. E os dirigentes do PSDB se fingem de mortos. O silêncio potencializa o ruído segundo o qual o partido do governador Geraldo Alckmin exige honestidade sem praticá-la.
O PSDB acusa o PT de proteger corruptos. A exemplo do que fizera com o mensalão tucano de Minas e com o cartel paulista dos trens, o PT usa o roubo da merenda para afirmar que o protetor de corruptos é o PSDB. As últimas pesquisas sinalizaram que o eleitorado começa a dar razão às duas partes. O prestígio de Lula despenca. Mas nenhum tucano se tornou um presidenciável imbatível.
Noutros tempos, havia na política homens de bem e homens que se dão bem. Hoje, um olhar sobre a carceragem de Curitiba revela que há na praça uma terceira categoria: os homens que são flagrados com os bens.
Se o assalto à Petrobras espanta pelo volume, o roubo da merenda assusta pela desfaçatez da corrupção miúda. Tirar alimento da boca das crianças é de uma crueldade sem limites.

PRESIDENTE NACIONAL DO PSB CRITICA WILMA DE FARIA: “Administração partidária centrada em interesses individuais” 

Após confirmar o nome do deputado federal Rafael Motta como novo presidente estadual do PSB no Rio Grande do Norte, a cúpula nacional do partido rebateu as críticas feitas pela vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria, depois que esta deixar a legenda.
Segundo Carlos Siqueira, presidente nacional do PSB, a nova direção partidária, liderada por Rafael, “contará com o firme apoio de quadros experientes, historicamente filiados ao partido, promovendo desta forma a reestruturação do partido no Estado. Implantará também novas práticas, deixando para trás uma administração partidária centrada em interesses individuais que jamais privilegiou a direção colegiada e democrática do partido”.
Carlos Siqueira lamentou ainda “que a nova direção partidária esteja recebendo o PSB-RN com contas rejeitadas pelo Tribunal Regional Eleitoral, o que demonstra a forma como o PSB vinha sendo administrado”.

BRASÍLIA: "Senado aprova projeto que estende licença paternidade para 20 dias"

O plenário do Senado aprovou na última quarta-feira, 3, uma proposta que pode estender a licença paternidade de cinco para até 20 dias. O aumento da licença é condicionada à adesão da empresa ao programa Empresa Cidadã. Esse programa foi criado a partir de uma lei de 2008 com o objetivo de estimular a prorrogação da licença-maternidade de quatro para seis meses mediante concessão de incentivo fiscal.
A mudança consta do Estatuto da Primeira Infância, uma série de marco legal para o início da vida, dos zero aos seis anos de idade. A proposta foi a primeira votada pelos senadores em plenário na volta do recesso parlamentar. A matéria, que já passou pela Câmara, seguirá para a sanção da presidente Dilma Rousseff.
Além de aderir ao programa Empresa Cidadã, o pai terá de participar de cursos sobre paternidade responsável para garantir a ampliação do prazo da licença. Entre outras inovações e diretrizes traçadas, o projeto também prevê que as gestantes terão de receber apoio da União, dos estados e dos municípios durante todo o período de gravidez.
A senadora Fátima Bezerra (PT-RN), relatora do projeto, afirmou que fez emendas de redação à proposta – que não alteram o mérito do projeto. Ela disse que o texto será sancionado pela presidente sem vetos.