.

sexta-feira, 17 de julho de 2015

MINISTRO MARCO AURÉLIO: "Não sabia que Eduardo Cunha era aliado do governo"

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio de Mello saiu em defesa do procurador-geral da República (PGR) Rodrigo Janot, que foi alvo de críticas do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. Em entrevista ao jornalista Lauro Jardim, titular da coluna Radar On-line, de Veja, Marco Aurélio criticou até a postura política de Cunha ao anunciar o rompimento.
“O anúncio de Cunha de que se tornou oposição ao governo me surpreende porque não sabia que ele fazia parte da base aliada. Também me causa estranheza o que ele diz sobre o procurador Rodrigo Janot, que não é um pau-mandado. Nem ele nem o STF. O mandato dele é exercido com independência de todos os poderes, bem como o nosso. Acredito que esse tipo de reação seja por uma visão individualista e apaixonada do que é o cargo que ele ocupa. Homens públicos como o presidente da Câmara deveriam usar o cargo para servir e não para se servirem dele”, disse.



Blog do BG

POLÍTICA: "Ezequiel poderá trocar o PMDB pelo PL"

Presidente da Assembleia Legislativa do RN, o deputado estadual Ezequiel Ferreira, do PMDB, comentou na noite de hoje, em entrevista ao Jornal das Seis, da 96 FM, sua possível ida para o PL, partido que estaria sendo formado e, no Rio Grande do Norte, daria apoio ao governador Robinson Faria, do PSD. 
"Estou no PMDB e focado no trabalho na Assembleia Legislativa. Mas, na política, tudo é possível", afirmou o deputado Ezequiel Ferreira.
No início da semana, em visita ao governador Robinson Faria, o deputado estadual Vivaldo Costa confirmou que pode trocar o PROS pelo PL e disse ainda que a sigla seria liderada no Estado pelo deputado Ezequiel Ferreira. 

MÍDIA: "Folha manipula evento da Dilma"

O jornal Folha de São Paulo, mancheteou  no site online e nas redes sociais: “Dilma é vaiada e enfrenta protestos durante inauguração de ponte em SC”

E,  segue a notícia na página interna:... “A presidente Dilma Rousseff foi alvo de protestos nesta quarta-feira (15) em Laguna durante a inauguração da ponte Anita Garibaldi, a maior obra do governo federal em Santa Catarina

E...lá no rodapé, da página... 

O pequeno grupo de manifestantes tentou interromper mais de uma vez o discurso da presidente Dilma gritando "o povo, na rua, Dilma a culpa é tua". O grupo foi vaiado pelas pessoas que acompanhavam o evento”.

BRASÍLIA: "Eduardo Cunha anuncia rompimento com o governo e diz que agora é oposição"

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), anunciou nesta sexta-feira (17) o rompimento político de suas relações com o governo de Dilma Rousseff (PT). O anúncio foi feito um dia após vir público o depoimento do consultor da Júlio Camargo à Justiça Federal do Paraná, no âmbito da operação Lava Jato, no qual ele afirma ter pago US$ 5 milhões em propina a Cunha. O presidente da Câmara nega as acusações.
“Estou oficialmente rompido com o governo a partir de hoje”, declarou. Ele disse ainda que irá pregar no congresso do PMDB, que deve ocorrer em setembro, a saída do partido da base aliada do governo. “Teremos a seriedade que o cargo ocupa. Porém, o presidente da Câmara é oposição ao governo”, disse o Presidente da Câmara do twitter
Saiba que o presidente da Câmara agora é oposição ao governo. Eu, formalmente, estou rompido com o governo. Politicamente estou rompido.

DO BLOG: Como perguntar não ofende. Será que vai entregar os cargos também?

WILMA DE FARIA A UM PASSO DE PERDER O COMANDO DO PSB

A coisa não anda muito boa para a ex-governadora Wilma de Faria.
Ele agora, como diz o matuto, está numa “peinha de nada” para perder o controle do diretório regional e presidência do PSB do RN.
A direção nacional do partido não está nada satisfeita com ela, e já existem conversas muito adiantadas sobre o seu afastamento.
Até nomes já estão sendo analisados.

VICE-LIDER DO GOVERNO PEDIRÁ AFASTAMENTO DE CUNHA

O vice-líder do governo na Câmara, Sílvio Costa (PSC-PE), disse hoje (17) que pedirá o afastamento temporário de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) do cargo de presidente da Câmara. Segundo ele, Cunha não tem condições morais de continuar no comando da Casa.
Costa explicou que, no caso, vai atuar como parlamentar e não como vice-líder do governo. O afastamento será enquanto durarem as investigações da Operação Lava Jato, em que Cunha teve o nome envolvido. “Do ponto de vista legal, Cunha tem a seu favor a presunção da inocência, mas do moral, perdeu as condições de ocupar a presidência”.

LAVA-JATO: "Youssef diz sofrer intimidação de 'pau mandado de Cunha' em CPI"

O doleiro Alberto Youssef afirmou nesta quinta-feira (16), em depoimento à Justiça Federal no Paraná, que está sendo vítima de intimidação por um deputado federal que integra a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga os supostos desvios de dinheiro da Petrobras. Youssef não identificou o parlamentar, mas disse que é um “pau mandado” do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
No vídeo do depoimento feito perante o juiz Sérgio Moro, e divulgado pela Justiça Federal, um advogado que não é identificado pergunta se Youssef vem sofrendo ou tem sentido “alguma pressão em razão desse depoimento específico”.
 
"Sim, eu venho sofrendo intimidação perante as minhas filhas, perante a minha ex-esposa, por uma CPI coordenada por alguns políticos e que inclusive o nome de um deles foi mencionado aqui por mim”, responde Youssef. “E eu acho isso um absurdo, eu como réu colaborador quero deixar claro que eu estou sendo intimidado pela CPI da Petrobras por um deputado, pau mandado do senhor Eduardo Cunha", disse.
 
A audiência desta quinta é de um processo ligado à oitava fase da Operação Lava Jato. Youssef é um dos réus neste processo, que inclui ainda o ex-diretor da área internacional da Petrobras, Nestor Cerveró, o lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano e o empresário Júlio Camargo. Questionada sobre a fala de Youssef, a assessoria do deputado Eduardo Cunha informou que o parlamentar não comenta "leviandades".

O TROCA-TROCA DE PARTIDO VAI COMEÇAR...

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira, em segundo turno, o fim da reeleição para presidente, governador e prefeito. A medida faz parte da proposta de emenda constitucional (PEC) da reforma política. A tese foi apoiada por todos os partidos e teve 410 votos favoráveis e apenas dois contrários – dos deputados Augusto Coutinho (SD-PE) e Alex Canziani (PTB-PR).
O destaque para manter a reeleição apenas para a Presidência da República foi feito pelo líder do DEM, deputado Mendonça Filho (PE), que em 1997 foi autor da PEC que permitiu a reeleição do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) no ano seguinte. Mas Mendonça não votou.
Os deputados também confirmaram a criação de uma janela de 30 dias para troca-troca partidário logo após a promulgação da PEC. Havia um destaque do PSD para votar novamente o tema no segundo turno, mas que foi indeferido pela Mesa Diretora da Câmara por erro formal (fazia referência ao artigo incorreto), e outro simples, feito por um parlamentar do PSDB, que foi derrubado na votação em globo de todos os destaques simples.
Os deputados continuam analisando outras mudanças da reforma política. Todas as decisões passarão pelo Senado.

REFORMA POLÍTICA: "Senado aprova fim de coligações nas eleições proporcionais"

O Senado aprovou na noite desta quarta-feira (15) projeto de lei que torna sem efeito as coligações partidárias – união entre partidos – nas eleições de deputados federais, estaduais e vereadores, conhecidas como eleições proporcionais.
Este é o primeiro projeto proveniente da comissão especial da reforma política do Senado aprovado pelo plenário da Casa. Com a aprovação, o texto segue para análise da Câmara dos Deputados.
O texto, do senador Romero Jucá (PMDB-RR), admite que as coligações continuem existindo, mas propõe que o cálculo para a eleição dos candidatos seja feito com base no número de votos dados ao partido e não à coligação, como atualmente.
O sistema atual permite a união de partidos nas eleições para deputados estadual e federal e para vereador. Na hora de votar, o eleitor pode votar tanto no candidato quanto na legenda. Os votos nos candidatos e na legenda são somados e computados como votos para a coligação.
Fonte: G1

EXEMPLO: "Em Sossego PB, Agentes Comunitários de Saúde vão receber tablets para trabalharem"

Com o objetivo de agilizar e proporcionar ainda mais qualidade aos serviços prestados em sossego-PB, agentes comunitários de saúde passam a utilizar tablets para a captação de dados dos pacientes. A entrega dos equipamentos está prevista para este mês.  A solenidade ocorre na unidade de Saúde da Família. A utilização dos tablets é considerada pela Secretaria municipal  de Saúde  (SMS) como etapa fundamental no projeto de informatização dos setores da pasta. 
Este processo também pretende melhorar a comunicação entre a central de regulação do Município e as unidades. Apenas o sistema operacional para a captação de dados dos pacientes nas residências está instalado nos tablets. Os equipamentos não têm nenhum tipo de funcionalidade para qualquer outra operação. De acordo com o cronograma de trabalho da SMS.

Neste primeiro momento, o público alvo dos trabalhos é formado por supervisores, agentes comunitários de saúde.  

Do Blog: Grande exemplo da prefeitura de Sossego, uma cidade do interior da Paraíba, que tem pouco mais de três mil habitantes. Parabéns ao prefeito, parabéns a administração.