.

quarta-feira, 14 de março de 2018

IMAGEM FORTE: "Professora é espancada em protestos contra a Reformada da Previdência em São Paulo"

O protesto realizado por professores municipais em frente à Câmara Municipal de São Paulo nesta quarta-feira (14) teve confusão entre manifestantes, guardas-civis e policiais militares. Houve tentativa de invasão e vidros da Casa foram quebrados. Bombas de gás lacrimogênio foram lançadas pela Polícia Militar.
O ato é contra a reforma da Previdência de servidores municipais. De autoria da gestão de João Doria (PSDB), o projeto de lei pretende, entre outros pontos, aumentar a alíquota básica de 11% para 14% (saiba mais abaixo). Segundo a assessoria de imprensa da Câmara, o tema faz parte da pauta da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que ocorre nesta quarta.
Doria, que participa de evento no Fórum Econômico Mundial para a América Latina, condenou o que chamou de ‘invasão’ da Câmara e disse que houve excesso da Guarda Civil Metropolitana.
O protesto fechou o Viaduto Jacareí. Parte dos manifestantes pôde entrar na Casa para acompanhar a sessão aberta, mas a maioria ficou de fora.
Por volta das 14h, os manifestantes que ficaram de fora tentaram entrar no prédio, mas foram impedidos pelos guardas e por PMs.
Houve confronto e bombas de gás lacrimogêneo e de efeito moral foram jogadas. Um grupo usou os gradis para tentar quebrar os vidros da porta da Câmara, que são blindados.
O confronto seguiu no Viaduto Jacareí. Os manifestantes jogavam pedras e os PMs, bombas. A maior parte dos manifestantes se dispersou, mas a via seguia fechada às 15h20 por causa de pequenos focos de conflito.
Houve tumulto também no interior da Casa, com ao menos uma manifestante ferida.
Roberto Flávio

EM MÁ COMPANHIA: "Flávio Rocha se reúne com Romero Jucá"

Flavio Rocha, da Riachuelo, se reuniu na semana passada com Romero Jucá, presidente do MDB.
Trata-se de mais um capítulo de um flerte.
O empresário é tratado como uma possível alternativa do partido para encabeçar a chapa de presidente da República.

Heitor gregório

CONTAGEM REGRESSIVA: "Faltam 10 dias para o maior evento de MMA do RN"

Esse, será só um dos combates que acontecerá no próximo dia 24, no Ginásio de Esportes Ovídio Dantas, aqui em Parelhas.

Não fique de fora desse, que já é o maior evento de MMA do Rio Grande do Norte!

Informações:
84 9 9835-1594

MANDATO POPULAR: "Vereador Frank Professor discute os últimos detalhes da audiência pública sobre o FIA"

Vereador Frank professor, participou nesta quarta (14) de uma reunião com Maria Das Dores Silva Fernandes, presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Parelhas.

Em pauta, o planejamento da audiência pública que será realizada na próxima segunda dia 19/03 às 08h da manhã na Câmara Municipal, para debater o FIA( Fundo da Infância e Adolescência).

POLÍTICA: "PSB recebe a filiação do vice-governador neste sábado(17)"

O Partido Socialista Brasileiro do Rio Grande do Norte (PSB-RN) realiza reunião extraordinária do seu diretório estadual em evento onde serão homologadas as fichas de filiação de lideranças municipais e estatuais, como a do vice-governador do Estado, Fábio Dantas.
O ato acontece no próximo sábado (17), a partir das 9h30, no Clube América, em Natal, e deve contar com a participação de lideranças dos municípios nos quais o partido tem representação e de mandatários socialistas de outros estados do país.
Fábio Dantas é advogado e já foi deputado estadual e diretor-geral do Instituto Técnico e Cientifico de Perícia (ITEP).
Para o deputado federal Rafael Motta, que preside a legenda no RN, o ingresso de novos filiados marca um novo momento do partido no Estado. “Com a chegada de Fábio Dantas, vamos retomar o histórico de protagonismo e de realizações que o PSB tem no Rio Grande do Norte”, declarou ele.
A Fonte


LULA: "Ao invés de tentar impedir a minha candidatura dispute comigo, quem ganhar leva"

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu nesta terça-feira (13), durante entrevista à rádio Cultura Foz, que a Justiça abandone o “julgamento político” contra ele e julgue o mérito de sua condenação.
“Ao invés de tentar me impedir de ser candidato inventando mentiras processuais é melhor julgar o mérito (do processo) e disputar comigo as eleições e ver. Quem ganhar, leva”, disse Lula.
Lula afirmou que quer ter a chance de provar que pode “consertar” o Brasil. “O medo deles é que eles sabem que têm um cidadão brasileiro que sabe cuidar do povo, sobretudo do povo trabalhador, do povo mais humilde”, disse o ex-presidente.
Também nesta terça-feira, a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, afirmou que não vai aceitar pressão para colocar em votação a reavaliação da prisão após condenação em segunda instância, o que praticamente decreta a prisão do ex-presidente Lula. “Eu não lido. Eu não me submeto a pressão”, respondeu Carmen Lúcia ao ser questionada sobre a pressão para pautar a prisão em segunda instância.

Membros do judiciário tentam impedir homenagem a Flávio Rocha e Rogério Marinho no TRT

O presidenciável Flávio Rocha, dono da Riachuelo e o deputado federal Rogério Marinho (PSDB), relator no Congresso da Reforma Trabalhista estão na pré-lista de homenageados da Medalha Djalma Maranhão, conferida pelo Tribunal Regional do Trabalho no Rio Grande do Norte.

Ambos são vistos como desafetos por parte de 'membros' da côrte.

Em Setembro do ano passado,  após virar alvo do Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Norte, o presidente da Lojas Riachuelo, Flávio Rocha, passou a atacar  em suas redes sociais, o  trabalho do Ministério Público do Trabalho que, segundo ele, perseguia sua empresa e, com isso acabaria com os empregos na indústria. 

O valor da ação é de R$ 37,7 milhões, que segundo o MPT corresponde a parte do lucro obtido com o trabalho das facções.

O episódio desafia o TRT-RN.


GERALDO MELO Á CAMINHO DO PPS...

O ex-governador e ex-senador, Geraldo Melo, que deixou o MDB, poderá assinar ficha de filiação ao PPS, presidido no estado, pelo ex-deputado Wober Júnior.

Geraldo Melo foi eleito governador pelo PMDB em 1986. Em 1993 rompeu com o partido e ingressou no PSDB.

Antes de retornar ao MDB, ainda teve uma passagem pelo PPS, partido no qual agora  pretende disputar uma vaga no Senado nas eleições desse ano.





ATENÇÃO: "Regras de deputados para janela partidária não valem para vereadores"

As regras da janela partidária dos deputados — período em que eles podem trocar de partido sem o risco de perder seus mandatos em ano eleitoral — não se estendem a vereadores, definiu o Plenário do Tribunal Superior Eleitoral na noite desta terça-feira (13/3).

A legislação fala de “término de mandato” como justa causa para o deputado deixar o partido, mas um grupo de vereadores queria sair na janela dos parlamentares, agora em março. Ao responder a uma consulta sobre o tema, o TSE declarou que a saída da agremiação sem risco de perder mandato só poderá ocorrer no último ano do mandato, ou seja, em 2020.

O relator do caso foi o ministro Admar Gonzaga. Para ele, a interpretação da justa causa prevista no artigo 22-A da Lei 9.096/95 (Lei dos Partidos Políticos) para desfiliação partidária deve ser estrita aos exatos termos legais.

O dispositivo permite a desfiliação partidária quando a mudança de partido é efetuada durante o período de 30 dias que antecede o prazo de filiação exigido em lei para concorrer à eleição, majoritária ou proporcional, no ano do término do mandato vigente.

Regra fiel

O ministro Admar ressaltou que a fidelidade partidária deve ser a regra, e que o parlamentar deve exercer o mandato até o fim para honrar o voto do eleitor que o elegeu e prestigiar a agremiação que deu suporte à candidatura.

Nas palavras dele, o TSE, ao permitir aos vereadores o uso da regra para deixar o partidos agora, estaria fazendo um "puxadinho" na legislação.

Nos Bastidores da Política


TÁ DIFÍCIL: "Pesquisa mostra que o brasileiro quer um presidente honesto e que não minta"

A maioria dos brasileiros espera que o futuro presidente do Brasil seja honesto e não tenha se envolvido em casos de corrupção. Essas foram as prioridades apontadas pelos entrevistados pela pesquisa Retratos da Sociedade Brasileira – Perspectivas para as eleições de 2018, feita pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com o Ibope, divulgada nesta terça-feira (13).
Para 87% dos brasileiros é muito importante que o candidato à Presidência da República seja honesto e não minta na campanha. Para 84% é muito importante que nunca tenha se envolvido em casos de corrupção. A pesquisa aponta ainda que 66% preferem votar em um candidato honesto, mesmo que defenda políticas com as quais ele não concorda.
Para 44% dos entrevistados o principal foco do novo presidente deve ser em mudança social, com melhoria da saúde, educação, segurança e desigualdade social; para 32% deve ser a moralização administrativa, com combate a corrupção e punição de corruptos; para 21%, o foco deve ser a estabilização da economia, com queda definitiva do custo de vida e do desemprego. Para 1%, nenhum desses ou outros focos; 2% não sabem ou não responderam.
Apesar da maioria não acreditar que o foco deve ser a estabilização da economia, 92% consideram importante ou muito importante que o candidato à Presidência defenda o controle dos gastos públicos.
Para 89% dos entrevistados o candidato precisa conhecer os problemas do país; para 77%, ter experiência em assuntos econômicos e, para 74%, ter boa formação educacional.

POLÍTICA: "Com medo de perder o foro, Agripino poderá disputar vaga de Federal"

Conversa, nos corredores do poder em Brasília, alertam que o senador e ex-presidente nacional do DEM, José Agripino Maia, estaria desistindo de disputar à reeleição para concorrer a uma cadeira na Câmara dos Deputados


O problema e que seu filho o Deputado federal pelo (DEM) Felipe Maia, Também é candidato, será que pai e filho serão adversários.

Será? duvido muito!


PAROU PORQUE?: "Denúncia contra Ricardo Motta está parada no Supremo há sete meses"

A denúncia oferecida pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) contra o deputado estadual Ricardo Motta (PSB) no âmbito da operação Candeeiro aguarda um desfecho no Supremo Tribunal Federal (STF) há exatos sete meses.
O processo, que apura desvio de recursos do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do RN (Idema), está desde 14 de agosto no gabinete do ministro Luiz Fux, que ainda não julgou o mérito da questão.
Em fevereiro, Fux estabeleceu quinze dias para que Motta se pronunciasse acerca das acusações. Até agora, porém, a defesa do deputado não enviou sua manifestação. O Agora RN não conseguiu apurar se Motta recebeu intimação do STF. A partir do recebimento da notificação é que o prazo passa a ser contado.
Denunciado pelo MPRN em maio de 2017, Ricardo Motta foi afastado de suas funções na Assembleia Legislativa no mês seguinte por meio de uma liminar do desembargador Glauber Rêgo. A defesa do deputado tentou reverter a decisão no plenário, mas o julgamento não aconteceu porque mais da metade dos magistrados alegou suspeição. O caso, então, foi enviado ao Supremo em agosto.
Ricardo Motta voltou às atividades em outubro do ano passado por força de uma decisão da própria Assembleia, que usou jurisprudência inaugurada pelo Senado Federal no caso do afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) para revogar a decisão judicial que determinou o afastamento do deputado.
No final de outubro, a Procuradoria Geral da República pediu ao STF que derrubasse a decisão da Assembleia. O ministro, contudo, aguarda manifestação da defesa e ainda não se pronunciou sobre a petição.
Na denúncia, Ricardo Motta foi acusado dos crimes de peculato, lavagem de dinheiro e constituição de organização criminosa. Segundo o MPRN, entre janeiro de 2013 e dezembro de 2014, o deputado teria desviado em proveito próprio e de terceiros cerca de R$ 19 milhões do Idema. Em valores atualizados pelo Tribunal de Contas, o esquema teria retirado R$ 35,9 milhões do órgão ambiental.
O advogado do deputado afirma que a acusação é “fantasiosa” e que a inocência de Ricardo Motta será “comprovada”. Segundo Thiago Cortez, a denúncia é “baseada no delírio mentiroso de um delator”. A referência é a Gutson Reinaldo, ex-diretor administrativo e financeiro do Idema, que contou, em colaboração premiada junto ao MPRN, como funcionava o esquema.
AgoraRN

VEREADORA DE MOSSORÓ: "Que monstro vai sair das urnas em 2018?"

Ao analisar que 89,2% dos eleitores do RN estão alheios ao processo político 2018 (pesquisa FM 98.9/Consult registrada sob protocolos RN-05966/2018 e BR-02702/2018), a presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Izabel Montenegro (MDB), demonstrou preocupação com o resultado das eleições deste ano, em pronunciamento na sessão desta terça-feira (13).
“Uma pesquisa mostra que 89,2% não querem votar nos políticos que estão aí, a maioria ‘satanizados’ pela opinião pública. Isso nos leva a pergunta: que monstro vai sair das urnas em 2018? Ninguém sabe. Porque corre risco de saírem falsos profetas, falsos salvadores da pátria. Temos que ter cuidado”, ponderou.
A vereadora aconselhou não votar no “novo pelo novo”, inclusive, na cidade de Mossoró, que teve problemas nesse sentido, nos últimos anos, segundo ela. “Deputado estadual, que teve 12 mil votos e sequer cumpriu uma promessa de uma emenda de R$ 30 mil para o Instituto Amantino Câmara”, exemplificou.
Izabel defendeu que o eleitor conheça a história e o serviço prestado dos candidatos, a fim de fazer um julgamento do trabalho, e não apenas rejeitá-los pelo simples fato de já ter mandato. “Isso de ficarem generalizando defeitos em políticos está equivocado. Por isso, as eleições 2018 amedrontam”, justifica.
Heitor Gregório