.

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

SANTANA DO SERIDÓ: "Equipe da prefeitura participa em Natal do 1º Ciclo de Capacitação do Selo UNICEF"


O articulador do Selo Unicef de Santana do Seridó, Marcio Alves, participou na última terça-feira, dia 12/12, na Escola de Governo Cardeal Dom Eugênio de Araújo Sales - Centro Administrativo - Natal/RN, do 1° Ciclo de Capacitação da Edição 2017-2020 do Selo Unicef.

No evento,  além de Márcio, estiveram presentes a mobilizadora de adolescentes e Jovens, Ediana e o presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescentes, Luiz Bezerra (Júnior).

Nesse ciclo de capacitação, foram abordados os temas:

* Como funciona o Selo Unicef;

* Apresentação da Metodologia desta edição;

* Resultados esperados dos municípios participantes;

* Indicadores que serão monitorados;

* Como será a avaliação dos município.


VÍDEO: "Senadora Fátima Bezerra comemora aprovação de projeto que beneficia os Agentes de Saúde e Endemia"

BASTIDORES: "Carlos Eduardo e Fenando Mineiro se afinetam no Twitter"


CORRUPÇÃO: "STF torna senador Agripino Maia réu por desvios em arena da Copa"

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira (12), por 4 votos a 1, aceitar denúncia apresentada contra o presidente do partido Democratas, o senador José Agripino Maia (RN), tornando-o réu em ação penal.
Em setembro deste ano, Agripino Maia foi denunciado pelo então procurador geral da República, Rodrigo Janot, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, pela suposta participação em um esquema envolvendo a construção da Arena das Dunas, sede da Copa do Mundo de 2014 em Natal, que teria resultado em prejuízo de R$ 77 milhões aos cofres públicos.
Segundo a denúncia, o senador teria usado sua influência política para liberar créditos que se encontravam travados no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em favor da construtora OAS, responsável pela obra.
De acordo com a acusação, Agripino Maia teria recebido R$ 654 mil em espécie, a título de propina, para providenciar o sinal verde do Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte, que estaria exigindo documentos complementares para aprovar o projeto executivo da obra, condição necessária para a liberação do financiamento do BNDES.