.

terça-feira, 30 de outubro de 2018

Em Parelhas, tentativa de derrotar Fátima Bezerra e enterrar o PT não deu certo


As urnas mais uma vez deram seu recado aqueles que tentaram derrotar aqui na cidade de Parelhas, a parlamentar que mais trabalhou pela cidade.

Fátima Bezerra, não só ganhou no estado com uma maioria acachapante, como venceu em Parelhas com uma maioria histórica de 2.600 votos.

Durante todo o primeiro e segundo turno, os próprios "aliados" do PT local, tentaram menosprezar o trabalho da senadora, inclusive com apelidos que não posso nem sequer mencionar neste espaço, por se tratar de adjetivos chulos e que não deve ter nenhuma consideração por parte dos nossos leitores.

Além disso, nem  a figura da vice-prefeita foi respeitada, quando chamavam o partido do qual ela é filiada, de organização criminosa e de "partido dos trambiqueiros".


A estratégia não funcionou e o tiro mais uma vez saiu pela culatra, Fátima Bezerra ganhou nos dois turnos e de quebra leva para Assembleia Legislativa o parelhense Francisco do PT, que foi o mais votado na cidade, contra a força da máquina, que ele mesmo ajudou a eleger.

O povo de Parelhas, mostrou nesta eleição, que vota em quem trabalha e em quem tem serviços prestados pela cidade. 

Que o falar das urnas sirva mais uma vez de lição!



Francisco do PT deverá ser o líder do Governo Fátima na Assembleia

O nome do deputado estadual eleito Francisco do PT, ex-prefeito de Parelhas, já circula pelos corredores da Assembleia Legislativa como o possível líder do Governo de Fátima Bezerra no Legislativo.
Francisco é um aliado de primeira hora de Fátima, tem a experiência política por ter sido duas vezes prefeito de Parelhas e é de confiança da governadora eleita.

Heitor Gregório




FÁTIMA BEZERRA: “Vamos iniciar uma nova era política, tirar o Estado da grave crise em que se encontra, trazer paz, emprego e prosperidade ao nosso povo”.

Da governadora eleita Fátima Bezerra, depois de contados os votos onde os números fizeram dela a governador mais votada da história do Rio Grande do Norte:
“Expresso aqui meu agradecimento a Deus e ao povo do Rio Grande do Norte, que foi o grande protagonista desse processo eleitoral”.
“Eu já via nas ruas um sentimento de mudança, e as urnas comprovaram isso, a finalização de um ciclo de oligarquias e privilégios e a eleição de uma professora de origem humilde com uma vida pública de mais de 30 anos”.
“Quero também agradecer aos apoios que recebi nesse segundo turno, que vieram pela porta da frente, que entenderam que a candidatura da senadora Fátima era a melhor opção”.
“Estamos rompendo com aqueles que estiveram a serviço de três ou quatro famílias. Além disso, sou a única mulher que vai integrar o colegiado de governadores do país, direto da terra de Nísia Floresta, de onde a mulher votou pela primeira vez”.
“Vamos iniciar uma nova era política, tirar o Estado da grave crise em que se encontra, trazer paz, emprego e prosperidade ao nosso povo”.

LULA: "Essa é foi a oitava disputa de segundo turno do PT, perder faz parte"

O ex-presidente Lula acompanhou a apuração dos votos que elegeu Bolsonaro ao lado de um dos carcereiros da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.
Lula disse a um interlocutor que “perder faz parte” e que essa é a oitava disputa de segundo turno de que o PT participou.



MAPA DAS ELEIÇÕES: "Fátima venceu em 154 municípios, Carlos Eduardo em 13"

A governadora eleita Fátima Bezerra (PT) venceu em 154 municípios enquanto o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT) se saiu melhor em 13 cidades.
O detalhe curioso nisso é que das 154 onde Fátima foi a mais votada em 123 ela conquistou mais de 60% dos votos válidos.
No geral, Fátima recebeu 1.022.910 votos chegando a 57,60% dos votos válidos se tornando a governadora mais votada da história do RN.

No Seridó Fátima Bezerra só perdeu em Santana do Seridó


Dos 24 municípios da região do Seridó, a governadora eleita Fátima Bezerra, ganhou em 23, perdendo apenas na cidade de Santana do Seridó.

Lá o prefeito Hudson Pereira, que havia apoiado Robinson Faria no primeiro turno, perdendo na cidade por 120 votos, apoiou Carlos Eduardo no segundo e venceu Fátima com 105 votos de maioria.

Politicamente talvez tenha sido bom derrotar Fátima na cidade, mas a pergunta que se faz por lá, é se essa vitória parcial do atual prefeito, será bom administrativamente. 

Isso somente o tempo poderá dizer, e o tempo, é o senhor da razão.