.

sexta-feira, 17 de junho de 2016

EQUADOR: "Noeide Sabino em céu de brigadeiro nas eleições de outubro"

Contam, que lá prás bandas de Equador a prefeita Noeide Sabino não terá adversário a sua altura na eleição do dia 02 de outubro.
Segundo informações, a prefeita faz uma gestão aprovada pela maioria da população equadoense  e ninguém se habilita a enfrenta-la nas urnas.


CENTRO INTEGRADO ECON: "Especialistas da semana"


SERIDÓ: "Municípios deverão formar Consórcio para o SIM"

O prefeito Vilton Cunha participou nesta quarta-feira (15) na AMSO, de reunião, presidida pelo prefeito João Maria Assunção, tratando da implantação do Consórcio do SIM (Serviço de Inspeção Municipal).
Além de prefeitos e secretários municipais de agricultura, participaram Frank Souza, pela Emater, Célio Vieira, representando o SEBRAE e Carlos Medeiros pelo Território da Cidadania do Seridó. Ainda fizeram parte da Mesa, o prefeito Sérgio Eduardo, Presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde e Geraldo Mozar, gestor regional da Emater.
Por sugestão do prefeito Vilton Cunha, foi criado um grupo de trabalho, visando avançar, primando pela concepção de uma proposta exequível, diminuindo as despesas para os municípios. O Serviço de Inspeção Municipal faz a fiscalização de produtos de origem animal, como carnes, queijos, mel e doces, monitorando e inspecionado todo o processo de industrialização.
Ficou agendada outra reunião, para o dia 13 de julho, às 14h, na AMSO, quando estarão reunidos, prefeitos, secretários de agricultura e procuradorias jurídicas dos municípios, quando já serão tomadas algumas decisões.
O Secretário Municipal de Meio Ambiente, Agricultura e Abastecimento, Daniel Batista Nicolau e Risolane Ferreira, Agente de Desenvolvimento do Município estiveram presentes.
ASSECOM PMCN

MAIS UM QUE CAI: "Ministro Henrique Alves pede demissão do Turismo"

Após ser citado no acordo de delação premiada do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado como beneficiário de propina, o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), pediu demissão do cargo na tarde desta quinta-feira (16), informou a assessoria do Palácio do Planalto. O peemedebista é alvo de um inquérito em curso no Supremo Tribunal Federal (STF) que investiga políticos suspeitos de envolvimento na Lava Jato.
Em depoimento à Procuradoria Geral da República (PGR), o ex-presidente da Transpetro relatou ter repassado a Henrique Alves R$ 1,55 milhão em propina entre 2008 e 2014.
Em pouco mais de um mês de governo Michel Temer, esta é a terceira demissão de ministros em razão de envolvimento no esquema de corrupção que agia na Petrobras investigado pela Lava Jato. Antes de Alves, havia sido demitidos os ministros Romero Jucá (Planejamento) e Fabiano Silveira (Transparência).

DENÚNCIA: "Jovem denunciar ter sofrido estupro coletivo no lar do garoto Jovem denunciar ter sofrido estupro coletivo no lar do garoto na PB"

Um jovem interno do Lar do Garoto em Lagoa Seca, município do Agreste paraibano, a 142 km de João Pessoa, denunciou que teria sofrido estupro coletivo praticado por outros sete internos que dormiam no mesmo quarto que ele. O crime teria acontecido na segunda-feira (13), mas foi comunicado à direção da unidade na terça-feira (14). 

De acordo com a diretora da unidade, Paula de Oliveira, a vítima tem 20 anos e os sete suspeitos também são maiores de idade. Vítima e suspeitos dormiam no mesmo quarto, com mais outras cinco pessoas, que, a princípio, não possuem participação no caso. O crime teria acontecido no horário de dormir e os sete suspeitos teriam se revezado durante o estupro.

“O rapaz relatou que alguns dos suspeitos conseguiram segurá-lo e os outros foram praticando o estupro, fazendo uma espécie de revezamento. Só soubemos do crime na manhã da terça, quando a vítima relatou o caso e levamos a denúncia para a Central de Polícia Civil”, contou a diretora.

Na Central, os suspeitos prestaram depoimento e negaram o crime, mas foram levados para a carceragem, onde aguardaram audiência de custódia. Ainda segundo a diretora, o juiz da audiência decidiu que todos os suspeitos deveriam ser encaminhados ao presídio Padrão de Campina Grande.

“Na delegacia, a vítima sustentou a versão e contou tudo com riqueza de detalhes. Os sete envolvidos foram detidos e encaminhados para o presídio Padrão. A vítima continua no Lar do Garoto e estamos oferecendo todo o acompanhamento. Agora, cabe a Polícia Civil investigar o caso”, afirmou a diretora.



PORTAL CORREIO