.

terça-feira, 25 de outubro de 2016

BLOG RECOMENDA: "Dê uma passadinha na SOLY SPORTS e confira as novidades"

Clássico, o Tênis Obsession L 361° traz para o cenário urbano toda a versatilidade de um verdadeiro Chuck Taylor. Confeccionado em Lona, oferece adaptação aos pés e muito conforto.

CURRAIS NOVOS: "Equipe de transição inicia trabalho"

A equipe de transição para a gestão do prefeito eleito de Currais Novos, Odon Júnior (PT), começa a trabalhar hoje (25) e segue o dia 28 de dezembro de 2016.
O petista formou o grupo de trabalho com Adriano Brandão de Albuquerque Brito, Elton Gomes Souto do Ó, Luciano Ferreira Oséas, Maria de Fátima Barros da Rocha, Patrício Luciano da Silva Dantas e Rodolfo Barros de Lucena.
O atual prefeito, Vilton Cunha, indicou João Gustavo Coelho Gomes Guimarães, Avânia Dias de Almeida, Bernardo Gomes de Oliveira Neto, Chanklea Antônia Ribeiro Aragão e Moisés Alex de Araújo Silva.

RECADO: "Para PF, contratação de escritório por Cunha é um recado ao PMDB"

Investigadores da Operação Lava Jato interpretaram a contratação de um escritório de advocacia especializado em delações premiadas pelo deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) como um recado ao partido. Após ser preso, na quarta-feira passada, o ex-presidente da Câmara incluiu em sua equipe de defensores o advogado Marlus Arns, que já negociou a colaboração de executivos da construtora Camargo Corrêa.

SÉRGIO MORO: "Congresso precisa demonstrar de que lado está"

O juiz federal Sérgio Moro defendeu, nesta segunda-feira (24), a aprovação, por parte da Câmara e do Senado, do projeto de lei 4850/2016, que estabelece dez medidas de combate à corrupção no Brasil. “O Congresso precisa demonstrar de que lado que se encontra nessa equação”, afirmou, ao lembrar que a situação envolvendo desvio de dinheiro público não estaria “muito positiva” no País.
Declarações como do juiz Moro pode gerar uma animosidade entre os poderes judiciário e legislativo. Parlamentares estão vendo as declarações como uma intromissão, para muitos deputado e senadores se os juízes e procuradores da República quiserem fazer leis que deixem suas funções para disputarem eleições para o Congresso Nacional.

UTILIDADE PÚBLICA: "Robinson Faria anuncia concurso público com quase 1.000 vagas na área de Segurança"

O governador Robinson Faria anunciou nesta segunda-feira (24) mais uma investida na tentativa de melhorar a Segurança Pública do Estado. Até o fim do ano, será lançado o edital para o concurso de preenchimento de vagas de agentes do setor. “Até dezembro estarão disponíveis todos os editais para o concurso da PM, ITEP, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil”, anunciou Robinson durante entrevista concedida a uma rádio da capital potiguar.
O governador também detalhou o número de vagas que vão ser preenchidas através do processo seletivo. “Vão ser 600 vagas para a Polícia Militar, 200 para a Polícia Civil, 50 para o Corpo dos Bombeiros e 46 para o ITEP, a nossa polícia técnica”, citou.

SENADO: "Renan vai ao STF contra ação da PF e chama ministro de “chefete de polícia”"

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse hoje (24) que vai entrar com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para questionar a ação da Polícia Federal que resultou na prisão de quatro policiais legislativos, na última semana. Segundo Renan, a ação feriu o princípio da separação de Poderes.
“A ação vai ser no sentido de fixarmos claramente a competência dos Poderes, um juizeco de primeira instância não pode a qualquer momento atentar contra um Poder. Busca e apreensão no Senado somente com a decisão do STF e não por um juiz de primeira instância”, disse o presidente do Senado.
Na última sexta-feira (21), foram presos o chefe da polícia do Senado, Pedro Ricardo Carvalho, e mais três policiais legislativos, suspeitos de prestar serviço de contrainteligência para ajudar senadores investigados na Lava Jato e em outras operações.

RN: "Robinson recebe carta com sugestões de servidores para reequilíbrio fiscal"

O governador Robinson Faria recebeu do Fórum dos Servidores Públicos do Executivo uma carta que solicita a pactuação financeira entre os Poderes, para que o calendário de pagamento do Executivo seja regularizado.
O documento, assinado por seis entidades sindicais, pede, entre outras ações, que Robinson requeira ao Tribunal de Justiça, à Assembleia Legislativa, ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas do Estado a devolução de R$ 398 milhões referentes aos valores recebidos acima da inflação nos anos 2014 e 2015. A entrega aconteceu na tarde desta segunda-feira (24), no auditório da Governadoria.
“Gostaria de agradecer esta contribuição dos sindicatos. Vamos analisar este documento, que se mostra como uma saída inteligente. Aguardamos que os poderes, assim como vocês, sejam compreensivos com a situação financeira do Executivo”, afirmou Robinson, que já tem reunião marcada com os poderes para a próxima quarta-feira (26). “Se eles forem compreensivos como vocês, nós teremos a solução”, completou.
Na elaboração do documento, o Fórum levou em consideração que o Rio Grande do Norte é o quarto estado do país com maior parte da Receita Orçamentária Líquida do Tesouro (ROLT) sendo destinada aos poderes.
De acordo com o Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Planejamento, o Tribunal de Justiça Potiguar é o segundo do país em relação ao comprometimento da ROLT, engolindo 13,55% do total. Neste mesmo ranking, a Assembleia Legislativa do RN (5,05%) é a sexta e o Ministério Público (4,55%) o sétimo.
“Observamos em nossos estudos que a transferência aos poderes teve um aumento de 90,3% no período que vai de 2010 até agosto deste ano, enquanto a receita corrente líquida subiu apenas 47,8% e a inflação acumulada foi de 53,2% no mesmo período”, explicou Pedro Lopes, presidente do Sindicato dos Auditores Fiscais (Sindfern). Foi ele quem apresentou o conteúdo da carta aos secretários presentes e ao chefe do Executivo.
Ana Cláudia Gomes, presidente da Associação dos Delegados da Polícia Civil (Adepol), destacou a importância da união de forças no enfrentamento do problema. “O que nos interessa é encontrar uma solução. É uma crise de estado, então é fundamental que nós possamos dar as mãos para enfrentá-la. O que não pode é apenas os servidores do Executivo serem afetados como se fossem os culpados pelas crise”, destacou ela.
O Fórum reúne ainda os sindicatos dos Policiais Civis (Sinpol), dos Servidores da Administração Direta (Sinsp-RN) e dos Servidores da Administração Indireta (Sinai), além da Associações dos Bombeiros Militares (ABM-RN). Do Executivo, estavam no encontro a chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha, os secretários de Planejamento, Gustavo Nogueira, de Administração, Cristiano Feitosa, de Comunicação, Juliska Azevedo, o adjunto de Tributação, Fernando Amorim, o consultor geral do Estado, Alexandre Pinto Varela, e o procurador geral do Estado, Francisco Wilkie.

TEMPO: "Fenômeno La Niña vai esquentar o clima no Sul e Sudeste e trará chuvas para o Norte e Nordeste"

Um fenômeno chamado La Niña, presente no Brasil desde o inicio desse mês de outubro de 2016, deverá transformar o nordeste e o norte no sul e o sul em nordeste, no tocante a temperatura. 

Trocando em miúdos, o nordeste e o norte terão aumento de chuvas, caracterizado pelo esfriamento anormal das águas superficiais do Oceano Pacífico Tropical. O sudeste e sul do país terão carência de chuvas e sofrerão esquentamento.

A previsão é de meteorologistas da Climatempo. Eles explicam que o fenômeno ocorre por conta de mudanças significativas nos padrões de precipitação e temperatura ao redor da Terra.

O La Niña deve permanecer no Brasil por todo o ano de 2017. Significa que o próximo verão será de calor intenso para paulistas, cariocas e gaúchos, enquanto para o norte e nordeste haverá o frio será mais intenso. Vale também para o período chuvoso que deverá se iniciar nos próximos meses, com muita água no sertão.