.

sábado, 25 de outubro de 2014

ÚLTIMO DEBATE DO RN. Por Túlio Lemos...

O último debate da campanha entre os candidatos, realizado pela TV Cabugi, era aguardado como última possibilidade de reversão do quadro ou de consolidação da superioridade numérica de Robinson diante de Henrique. Já disse antes aqui que qualquer candidato entrar e sair inteiro do debate, sem desmoralização ou grave deslize, já é uma vitória.

O debate foi curto, dividido apenas em dois blocos de confronto direto e um de considerações finais. Robinson atacou primeiro e ‘ganhou’ o primeiro bloco, deixando Henrique acuado e na defensiva. No segundo bloco, Henrique se recuperou e equilibrou o confronto. No terceiro, apenas pedido de voto dos dois.


Todo mundo sabe da superioridade retórica de Henrique Alves, aperfeiçoada ao longo de quase 50 anos. A autoconfiança talvez tenha provocado a baixa da guarda, o que permitiu que o adversário o atingisse sem chance de recuperação.


A rejeição a Henrique é seu maior problema. Porém, nem todo mundo que rejeita Henrique, vota em Robinson de forma automática. Com a polarização da disputa, o eleitor que rejeita o marido de Laurita, quer derrotá-lo mas precisava de pelo menos um motivo que justificasse o voto em Robinson. O debate forneceu esse motivo.

Advogado desmente a revista Veja

ADVOGADO DESCONHECE DECLARAÇÃO DE YOUSSEFF SOBRE DILMA E ALERTA PARA ESPECULAÇÃO ELEITORAL
Em matéria postada na noite desta quinta-feira (23), O GLOBO traz declarações de Antonio Figueiredo Basto, advogado do doleiro Alberto Yousseff, sobre suposta revelação de seu cliente DIVULGADA PELA VEJA.
O advogado foi enfático: “eu nunca ouvi nada que confirmasse isso (que Lula e Dilma sabiam do esquema de corrupção na Petrobras). Não conheço esse depoimento, não conheço o teor dele. Estou surpreso. “Ele ainda disse que conversou com toda a sua equipe e ninguém teria conhecimento de declarações desse teor:” Estamos perplexos e desconhecemos o que está acontecendo. É preciso ter cuidado porque está havendo muita especulação”.
Parece que a tentativa de terrorismo midiático da revista Veja realmente não está dando muito certo.

Fonte: Paulo Henrique Amorim – Conversa Afiada.

Último programa de TV mostra a onda de força e esperança em torno da reeleição de Dilma

O último programa de televisão da presidenta Dilma Rousseff, candidata à reeleição, que foi veiculado nesta quinta-feira (23), mostrou uma verdadeira onda de força, de amor e de coragem que tomou conta de todo o Brasil nessas eleições. Há muito uma campanha não mobilizava tantas pessoas e resgatava o sentimento de esperança em torno da manutenção e continuidade das mudanças que o País conquistou nos últimos anos e por novos avanços.
Em apenas três dias, os brasileiros poderão escolher, nas urnas, o projeto de futuro que querem para o Brasil. “Todo mundo sabe que nenhum governante consegue fazer tudo em apenas quatro anos. Na vida, tudo precisa ter continuidade, pois é a forma mais segura de avançar, melhorar e inovar. Não parar tudo, não jogar esforço fora, não começar tudo de novo com atraso e prejuízo. Meu compromisso é aperfeiçoar o que está funcionando bem, corrigir o que não está bom e fazer o que ainda precisa ser feito”, afirmou Dilma.
Segundo a presidenta, a população deve comparar os dois projetos que estão em jogo nessas eleições. “Um Brasil que sabe que antes podia batalhar o que quisesse, que não conquistava uma vida melhor. E agora nós temos as condições de ter uma vida melhor, cada vez melhor”, disse Dilma.
A campanha foi embalada por uma canção de apoio realizada por artistas brasileiros, como Fred Zero Quatro, Serjão Loroza, Teresa Cristina, Otto, Gog, Beth Carvalho, Zeca Baleiro, Renegado e Rafael Mike. A versão completa da música está disponível para download na página oficial de Dilma na Internet. Elza Soares, Marina Lima e Chico Buarque também manifestaram seu apoio à reeleição de Dilma.

Lei Seca no segundo turno das eleições no RN será das 6hs às 18hs 

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte determinou a suspensão da venda de bebidas alcoólicas em locais públicos entre 6h e 18h do próximo domingo (26). A portaria é assinada pelo presidente do TRE-RN, desembargador Virgílio Macêdo Júnior, e por membros da Corregedoria e Procuradoria Regional Eleitoral. Na publicação, o TRE-RN considera que “o voto consciente deve prevalecer em prol do fortalecimento do processo democrático, que não se coaduna com a ingestão, ainda que moderada, de bebidas alcoólicas, sabidamente capaz de afetar a capacidade de discernimento do ser humano”.
De acordo com o tribunal, a medida restritiva de venda e consumo de bebidas alcoólicas tem mostrado eficácia esperada para a boa ordem do processo eleitoral nos pleitos anteriores no sentido de reduzir o número de ocorrências formalizadas e distúrbios nos locais de votação. A medida vale para bares, restaurantes, supermercados e outros estabelecimentos similares em todo o Rio Grande do Norte.