.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

ANDANDO PRÁ TRÁS: "Temer está acabando com o PAC e faz orçamento retroceder oito anos"

Depois de gastar mais de R$ 13 bilhões para comprar votos dos deputados para se salvar de investigação por corrupção, Temer faz cortes severos nos investimentos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC); os recursos devem cair ao menor nível nos últimos oito anos; criado pelo ex-presidente Lula, nos últimos anos alguns dos principais investimentos públicos em infraestrutura no país foram feitos pelo PAC, como obras em rodovias, ferrovias, energia elétrica e habitação; no orçamento de 2017, já aprovado pelo Congresso, a previsão de gastos para o PAC é de até R$ 36,07 bilhões. Temer bloqueou despesas e reduziu os recursos do programa em 45%; o programa Minha Casa, Minha Vida deve ser um dos mais afetados.


OPERAÇÃO ANTEROS: "Governador Robinson Faria é acusado de integrar organização criminosa e obstruir a Justiça"

A Polícia Federal deflagrou nesta terça (15) a operação Anteros, que tem entre os alvos o governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD).
Segundo nota da PF, ele teria atuado para obstruir a justiça. Faria é alvo de busca e apreensão.
Cerca de 70 policiais estão cumprindo 11 mandados, sendo dois de prisão e nove de busca e apreensão. Todos foram expedidos pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça).
"O ministro Raul Araújo Filho, da Corte Especial do STJ, determinou que fosse iniciada investigação preliminar para apurar os crimes de organização criminosa e obstrução da Justiça que estariam sendo praticados pelo governador do Estado com ajuda de servidores estaduais", diz a nota da PF.
Os investigadores afirma que as manobras ilegais tinham o objetivo encobrir a apuração de atos do Executivo do Rio Grande do Norte relativos ao desvio de recursos públicos por meio da inclusão de funcionários fantasmas na folha de pagamento da Assembleia Legislativa do Estado entre os anos de 2006 até os dias atuais.
Segundo a Folha apurou, a operação é decorrente da delação premiada de um político que atuou na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.
A reportagem ainda não localizou a defesa do governador.



TRANSPORTE ALTERNATIVO: "Audiência pública vai discutir situação nesta terça(15)"

Com o objetivo de discutir a necessidade de uma legislação adequada, que regularize a atividade e que não penalize quem atua no setor dos Transportes Alternativos no Rio Grande do Norte, além de outros desafios que atualmente atingem a categoria, a Assembleia Legislativa promove audiência pública nesta terça-feira, 15, a partir das 14h, no plenário da Casa. O debate é uma iniciativa do deputado George Soares (PR), que tem feito reiterados pronunciamentos sobre o tema.
“Quem desempenha esta atividade merece respeito, pois está gerando emprego e renda e contribuindo com o deslocamento diário de milhares de potiguares, servindo em regiões com dificuldades de transporte”, defende o deputado. George Soares justifica que o debate aprofundado sobre o tema é necessário, assim como a regulamentação da atividade.
Tramita na Assembleia Legislativa, Projeto de Lei para regulamentação do setor. O assunto também já foi tema de outros debates na Casa. No ano passado, uma portaria do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) gerou protestos da categoria. Representantes de cooperativas e empresas de transportes alternativos rodoviários intermunicipais protestaram e pediram o apoio dos deputados estaduais, principalmente devido às taxas que passaram a ser cobradas.
“Há uma cobrança de pesadas taxas, no entanto, quem atua procurando prestar o melhor serviço continua sendo tratado como clandestino”, argumenta George Soares.

NATAL: "Operação da Polícia Federal mira no governador do RN Robinson Faria"

O governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD), é alvo de uma operação da Polícia Federal deflagrada nesta terça-feira (15) para apurar crimes de organização criminosa e obstrução de Justiça.
Cerca de 70 policiais dão cumprimento a 11 medidas judiciais, sendo 02 de prisão e 9 de busca e apreensão. Todos os mandados foram expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça – STJ.
O Ministro Raul Araújo Filho, da Corte Especial do STJ, determinou que fosse iniciada investigação preliminar para apurar os crimes de organização criminosa e obstrução da Justiça que estariam sendo praticados pelo Governador do Estado com ajuda de servidores estaduais.
As manobras ilegais tinham por objetivo encobrir que fossem investigados atos do executivo estadual relativos ao desvio de recursos públicos por meio da inclusão de “funcionários fantasmas”, na folha de pagamento da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Norte entre os anos de 2006 até os dias atuais.Devido ao sigilo dos autos as informações se restringem a nota. As informações são do G1.