.

sábado, 13 de outubro de 2018

PSB do deputado Rafael Motta anuncia apoio a Fátima Bezerra

O PSB do Rio Grande do Norte anunciou, na manhã deste sábado (13), apoio à candidatura ao Governo do Estado da senadora Fátima Bezerra (PT). O anúncio foi feito na sede do Diretório Estadual do partido, em Natal, pelo seu presidente, o deputado federal Rafael Motta, e contou com representações de 70 municípios.
“Apesar de existir um entendimento nacional entre os partidos, essa é uma escolha com motivações locais. Conheço Fátima e nós defendemos muitas bandeiras juntos, em Brasília. Além disso, a cada discussão interna, na legenda, o apoio à sua candidatura saia mais fortalecido. Os socialistas querem dar esse voto nela”, disse Rafael.
O deputado federal reeleito, que preside o PSB no RN, referiu-se às representações dos 70 municípios que foram pessoalmente ao partido manifestar apoio à Fátima Bezerra. São prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e lideranças municipais que chegam para somar na eleição da senadora como governador do Estado.
Fátima Bezerra disse que estava muito à vontade em caminhar ao lado do PSB. “Este partido tem uma história de luta em defesa da democracia. Temos muitas afinidades, muitas bandeiras em comum. Inclusive, já era para estarmos juntos desde o primeiro turno. O apoio do PSB fortalece a nossa caminhada rumo à vitória”, falou Fátima.
O anúncio contou com a presença da senadora eleita Zenaide Maia (PHS), dos deputados estaduais Ricardo Motta (PSB) e Carlos Augusto Maia (PCdoB) e do vereador de Natal Franklin Capistrano (PSB), além das lideranças dos municípios representados.
Blog do BG

"Números de pesquisa divulgados no WhatsApp são falsos." Alerta Instituto Seta


Instituto Seta: Nota esclarecimento
Sobre os dados de uma suposta pesquisa atribuída ao Instituto Seta cabe esclarecer:
1. O Instituto Seta não fez nenhum tracking ou pesquisa e muito menos publicou em grupos de WhatsApp;

2. Portanto, os números que circulam com o nome da já referida empresa são falsos e produto de fake news;

3. O uso indevido da nossa marca é crime e tomaremos as medidas cabíveis.

Daniel Menezes
Diretor do Instituto Seta


PARELHAS: "Vereadora Romisélia Araújo se fortalece com votação de Karla Veruska"


Ainda analisando o resultado das urnas do último domingo, o Blog observa que a vereadora Romisélia Araújo, saiu muito fortalecida com o resultado.

O seu candidato a deputado estadual Ezequiel Ferreira de Souza obteve 1.118 votos, e sua candidata da deputada federal 534 sufrágios.

Com a votação de Karla Veruska, Romisélia mostra liderança, uma vez que a então candidata era pouco conhecida na cidade e, a votação recebida pela mesma foi fruto do trabalho da vereadora e um grupo, muito pequeno de amigos.

Essa é a leitura feita pelo Blog.



Deputado eleito, Francisco do PT visitou Cruzeta, Caicó e Serra Negra do Norte



O deputado eleito Francisco do PT, já botou o pé na estrada, para fazer campanha para sua candidata a governadora Fátima Bezerra.

Nesta sexta-feira, Francisco esteve em Cruzeta, com o ex-prefeito Nena e companheiros do partido, onde foi reforçado o apoio nesse segundo turno a candidata do PT.

Em seguida, o deputado foi á Caicó, onde foi recebido por militantes, para definir estratégia e reforçara o palanque de Fátima.

Em Serra Negra do Norte, Francisco do PT foi recebido pelo vereador Eraldo  e se reuniu com o ex-prefeito Alisson, lideranças políticas locais e um grupo de jovens que reafirmaram o apoiou a Fátima Bezerra para o governo e Fernando Haddad para presidente.

"Será muito importante para o Rio Grande do Norte eleger Fátima governadora e Haddad presidente, com Fátima no governo, teremos muito mais acesso  e as obras chegarão as cidades com mais facilidade." Disse Francisco


Campanha de Bolsonaro associa Carlos Eduardo a Henrique Alves e não sinaliza apoiou ao mesmo

O blog conseguiu confirmar com duas fontes ligadas ao PSL que o líder em todas as pesquisas para presidente do Brasil, o deputado Jair Bolsonaro, não vai receber o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo, bem como sua campanha não vai fazer nenhuma sinalização de apoio para ao candidato do PDT no Rio Grande do Norte.
Inclusive, a campanha de Bolsonaro usou o primo de Carlos Eduardo, o ex-ministro Henrique Alves no seu primeiro programa eleitoral apresentado ontem como um dos exemplos de corrupção no Brasil.
“O apoio vai se restringir a pessoas do partido no RN alguns filiados e parlamentares do partido”, disse a fonte.
As informações são do Blog do BG


Sem foro, Agripino poderá se complicar a partir de Janeiro

O novo entendimento do STF (Supremo Tribunal Federal) que restringiu o foro especial de parlamentares deverá levar para a primeira instância da Justiça Federal uma série de inquéritos e ações penais da Lava Jato contra políticos que não conseguiram se reeleger neste ano.
Entre eles, o senador José Agripino Maia, que, diante das fortes rejeições, tentou disputar o cargo de deputado federal e perdeu. Isso significa que a partir de 2019 ele estará sem mandato e, provavelmente, sem foro privilegiado por prerrogativa de função. Agripino é réu em duas ações penais que surgiram no decorrer da Lava Jato. Uma delas trata do esquema de um possível esquema de corrupção e desvio de dinheiro na construção da Arena das Dunas. Ele é réu acusado de receber propina da OAS, empresa responsável pela execução da obra.
A remessa para a primeira instância não é automática. Depende de parecer da Procuradoria-Geral da República e de decisão do ministro relator em cada caso, o que só deverá ocorrer a partir de fevereiro de 2019, quando começa a nova legislatura e os não reeleitos ficarão sem mandato.
A regra, definida pelo plenário do Supremo em maio, é que o foro especial se restringe a crimes praticados no exercício do cargo e em razão dele.
Se o parlamentar perder a prerrogativa de foro durante a tramitação do processo, o inquérito ou a ação penal que não tiver chegado à fase de intimação das partes para alegações finais.
BG

"Estou batendo de frente com ele, concordamos em 90%" Diz Bolsonaro sobre Paulo Guedes

Em transmissão ao vivo feita em suas redes sociais nesta sexta-feira (12), Jair Bolsonaro (PSL) disse que, caso seja eleito presidente, fará com que volte a ser permitido encaminhar textos, fotos e vídeos para mais de 200 pessoas simultaneamente no aplicativo WhatsApp.
Em agosto de 2018, o WhatsApp começou a limitar o encaminhamento de mensagens para até 20 pessoas em uma política de combate de fake news.
“Quem não ficou chateado quando o WhatsApp aqui, dizendo que era para combater crime de ódio, em vez de você passar 200 mensagens passou para 20? Vamos lutar para que volte ao que era antes”, disse Bolsonaro, acompanhado de Luiz Philippe de Orleans e Bragança, recém-eleito deputado federal pelo PSL.
Na transmissão, Bolsonaro também disse que não está batendo de frente com o economista Paulo Guedes e que eles concordam em “90% das coisas”. Recentemente, Bolsonaro apontou restrições às privatizações de Eletrobras e Petrobras, gerando reação negativa do mercado.
Folhapress