.

terça-feira, 7 de agosto de 2018

Polícia Federal conclui inquérito do acidente que matou Eduardo Campos

A uma semana de completar quatro anos do acidente aéreo que vitimou o então candidato à Presidência da República Eduardo Campos, a Polícia Federal concluiu o inquérito sobre a morte do político pernambucano. O relatório final sobre o caso foi apresentado pela PF hoje (6) à família de Campos e será apresentado nesta terça (7) à família do piloto Marcos Martins, que comandava a aeronave no momento do acidente.
Somente após a apresentação do relatório à família do piloto, as informações sobre o relatório serão divulgadas publicamente, informou a assessoria de imprensa da PF. Eduardo Campos morreu em 13 de agosto de 2014 na queda de um jatinho na cidade de Santos, litoral sul de São Paulo.

TEMER: "Quem for eleito presidente vai ter que continuar com as reformas"

O presidente da República, Michel Temer, afirmou nesta terça-feira (7) em São Paulo que muitos falam em temor sobre o que pode acontecer no Brasil após as eleições. Segundo ele, o sucessor que assumir a Presidência da República terá que continuar as reformas que ele iniciou.
“Não vamos nos impressionar com o momento eleitoral. Todo mundo fala: ‘o que pode acontecer’. Nós fincamos estacas, pilares que nenhum governante que venha vai conseguir mudar. Ao contrário, vai ter que continuar com as reformas que nós começamos e não pudemos concluir”, disse Temer.
“Não pode acontecer nada que modifique aquilo que começamos, vai ter que continuar o que começamos”, defendeu o presidente, afirmando que as eleições são um “momento legítimo da democracia”.

Blog do Seridó


DE PAI PRÁ FILHO: "A parentada política do Rio Grande do Norte"

Porque será que no Rio Grande do Norte todo político quer ter um filho político?
O senador José Agripino engatou Felipe Maia deputado federal, o governador Robinson Faria engatou o filho Fábio Faria, o senador Garibaldi Alves Filho engatou Walter Alves deputado federal, o deputado federal Anônio Jácome engatou Jacó Jácome deputado estadual, o ex-deputado estadual Elias Fernandes engatou Gustavo Fernandes deputado estadual, o prefeito de Natal Álvaro Dias vai engatando Adjuto Dias para deputado estadual, a prefeita de Mossoró Rosalba Ciarlini vai engatando kadu Ciarlini como candidato a vice-governador, o deputado estadual Ricardo Motta engatou Rafael Motta deputado federal, o ex-deputado estadual José Adécio vai engatando o filho Gustavo deputado estadual, a ex-deputada federal Sandra Rosadoengatou Larissa Rosado deputada estadual, o deputado estadual Getúlio Rêgo engatou Leonardo Rêgo na prefeitura de Pau dos Ferros, o ex-deputado federal Betinho Rosado engatou o filho Beto Rosado deputado federal, a ex-governadora Wilma de Faria (In memoriam) engatou Márcia Maia deputada estadual, o deputado estadual Nelter Queiroz engatou o filho George Queiroz prefeito de Jucurutu… UFA!
É verdade! Todo mundo quer o melhor para os filhos, não?
Ainda falta alguém? Deve faltar!
Ah! E ainda  tem a ‘PARENTADA’  de muitos políticos do Estado que ocupam ou ocuparam cargos públicos em gestões no Rio Grande do Norte todo. Depois em conto.
Robson Pires

AGENDA: "Fátima Bezerra cumpre agenda no Senado Federal"

A senadora Fátima Bezerra, pré-candidata ao Governo do Estado pela Coligação Frente Popular (PT/PCdoB/PHS), participa esta semana, em Brasília, de esforço concentrado no Senado Federal. São sessões deliberativas e reuniões importantes no Congresso Nacional.
De acordo com a sua agenda, já nesta terça-feira (7) ela participa de uma Audiência Pública, cuja pauta inclui as privatizações da Eletrobras, do Aeroporto de Congonhas, da Casa da Moeda, da Companhia Docas do Espírito Santo, da Ceasa Minas, dentre outros 14 aeroportos, onze blocos de linhas de transmissão de energia elétrica e 15 terminais portuários.
Ainda na manhã desta terça, Fátima Bezerra estará em reuniões dos Conselhos de Assuntos Econômicos e de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE); e em sessão deliberativa da Comissão de Direitos Humanos (CDH) e da Comissão de Educação (CE).
Na tarde desta terça-feira, a Procuradoria Especial da Mulher no Congresso discute “A Violência contra a Mulher na Política”, no Plenário 10 da Câmara e Fátima Bezerra estará participando.
Fátima ainda estará presente na Audiência Pública sobre “Austeridade e Retrocesso: Impactos Setoriais dos Cortes Orçamentários” promovido pela Comissão de Direitos Humanos do Senado.
No final da tarde a senadora estará no “Café com Elas; Ouvidorias Externas da Defensoria Públina na Câmara dos deputados e no início da noite na cerimônia de premiação do Concurso de Ilustrações sobre a Lei Maria da Penha (participação especial de Tião Simpatia (poeta e músico cearense). O evento acontece no Salão Nobre da Câmara.
Mais trabalho
Na quarta-feira (8), Fátima Bezerra participa, às 9h, da reunião deliberativa da Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado e às 10h de uma outra sessão deliberativa, desta vez da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da casa.
Ainda no Congresso, Fátima Bezerra estará presente às 10h30 no evento “Tribuna das Mulheres: Importância do Projeto Promotoras Legais Populares”, que acontece no Plenário 15 da Câmara.
Também na Câmara, Fátima prestigia um evento que tem como pauta a discussão sobre as respostas ao enfrentamento do feminicídio de mulheres negras.
Já na quinta-feira (9), a senadora e candidata ao governo do Estado, Fátima Bezerra estará presente, às 9h30, à Sessão Solene em homenagem aos 60 anos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), que ocorre no Plenário Ulysses Guimarães no Senado Federal.
Roberto Flávio


HISTÓRICO: "Em 27 anos de Câmara, Bolsonaro prioriza militares e ignora saúde e educação."

Dos mais de 150 projetos apresentados por ele nesse período, apenas um trata de educação. Outros dois versam sobre saúde. Em contrapartida, o deputado apresentou pelo menos 32 propostas voltadas para os militares, categoria da qual é originário.

A única proposição de Bolsonaro ligada à educação foi apresentada há 27 anos, em 1991, quando o ex-militar estava estreando no Congresso. Por outro lado, já apresentou projetos para autorizar o porte federal de arma de fogo aos congressistas e padronizar manifestações de aplausos após a execução do Hino Nacional.

O ex-capitão do Exército, chamado de “mito” por seus eleitores, pouco conseguiu aprovar no Congresso.

Segundo levantamento da Sigalei, plataforma que usa inteligência artificial para monitorar e organizar dados legislativos, dos 147 Projetos de Lei Ordinária que o deputado apresentou de autoria própria, somente um virou lei: o PL 2.514/1996, que estende o benefício de isenção do Imposto sobre Produto Industrializado (IPI) para bens de informática e automação.

Dois projetos de autoria do deputado foram aprovados pela Casa legislativa, mas vetados pela Presidência da República. O primeiro foi o PL 4.326/2008 que incentiva estudantes de medicina a estagiar nas Forças Armadas, e o segundo foi o PL 5.982/2009 que autoriza o porte de arma para agentes e guardas prisionais integrantes de escoltas de presos e para guardas portuárias.

Blog do João Marcolino



ELEIÇÕES 2018: "Robinson Faria pode entrar para história como primeiro governador do RN a ficar de fora do 2º turno"

O governador Robinson Faria(PSD), pode ser o primeiro governador da história do RN a ficar de fora de um eventual 2º turno das eleições no Estado. Nunca na história política do Rio Grande do Norte, um governador ficou de fora do segundo turno das eleições quando tentara a reeleição. 

Mas se depender das pesquisas de intenção de voto com vistas ao pleito desse ano, Robinson, pode entrar para a história em 2018. Todas as pesquisas apontam Robinson em terceiro colocado na disputa.

Desde a redemocratização, nenhum dos governadores(com exceção de Geraldo Melo, José Agripino, e Rosalba (que foi impedida de disputar o pleito) todos foram reeleitos.  É o caso dos ex-governadores, Garibaldi Filho(1995-1999 e 1999-2002) e Wilma de Faria(2003-2007 e 2007-2010).

No caso dos vices, Vivaldo Costa(que não chegou a concorrer a reeleição), Fernando Freire, derrotado por Wilma e Iberê Ferreira de Souza, derrotado por Rosalba, diferente de Robinson, os mesmos não foram eleitos para o governo e sim assumiram o cargo com a renuncia de seus respectivos titulares. 

Há quase dois meses para as eleições de outubro, resta saber se Robinson fará história como governador reeleito ou será o primeiro chefe do executivo potiguar a ficar de fora do segundo turno com a 'caneta na mão', como aponta as pesquisas eleitorais.

Isso só as urnas dirá!


Tales Vale